Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Produtos agrícolas transgénicos

Transgénicos
Por João César das Neves, Economista e Professor Universitário

Os ecologistas conseguiram um dos maiores sucessos culturais do nosso tempo quando, em duas gerações, se passou da ignorância ambiental a uma elevada consciência ecológica. Conseguiram isto através do empenho e dinamismo, mas sempre respeitando um elemento central, a ciência. Agora, que são entidades respeitadas, parecem querer esquecer este aspecto.

Os produtos transgénicos suscitam razoavelmente muitas dúvidas e suspeitas, como é normal em todas as novidades. Por isso não existe produção no mundo mais vigiada e acompanhada cientificamente que a engenharia biológica. As empresas estabelecidas só oferecem esses produtos com todos os cuidados, porque sabem que um efeito nocivo, mesmo pequeno e desprezível, será empolado pela desconfiança geral.

Assim, a teimosia com que alguns grupos ecológicos repudiam os transgénicos, é intelectualmente injustificável. Apesar de todos os testes e seguranças razoáveis, insistem em rejeitar o que muita gente produz e consome sem problemas. Quando interpelados, barafustam e agridem com a mesma bravura dos tempos heróicos. Só que agora as suas razões são baseadas apenas em mitos ou dúvidas hipotéticas, para as quais não conseguem apresentar mais do que conjecturas vagas ou suposições tolas.

Todos os laboratórios sérios e competentes conhecem os perigos, mas garantem a segurança e qualidade do que se está a fazer. Os movimentos ecológicos têm um papel fundamental a desempenhar nesta questão dos transgénicos. Mas apenas se continuarem a usar a ciência como base, sem lançar alarmes injustificados.

João César das Neves

Sem comentários: