Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

sábado, 28 de junho de 2014

A leitura modifica para melhor a estrutura do cérebro


 
"A maioria das pessoas já sabe os benefícios que a leitura traz para o cérebro: aumento da capacidade de manter a atenção, aumento do vocabulário, entre outras coisas. Entretanto, um estudo recente realizado pela Emory University, nos Estados Unidos, chegou a um resultado surpreendente: ler muito pode mudar a estrutura cerebral.
Estudos passados mostraram como cérebro se comporta durante a leitura. Agora, os pesquisadores Gregory S. Berns, Kristina Blaine, Michael J. Prietula e Brandon E. Pye quiseram entender se o hábito de ler pode trazer modificações mais permanentes ao cérebro. Eles desenvolveram um processo de leitura com estudantes da Emory University: um grupo misturou romances com livros relacionados aos seus cursos, e o outro grupo leu somente estudos e obras académicas.
 
Após o fim da pesquisa, o resultado foi maior do que eles imaginavam. Os alunos que criaram o hábito de ler diferentes tipos de obras desenvolveram uma alta conectividade no córtex temporal esquerdo, área responsável pela assimilação da linguagem. Isso significa que eles conseguiam compreender e processar o que estava escrito de maneira mais rápida e completa do que pessoas que não possuíam o hábito de ler.

Além disso, as conectividades do córtex temporal esquerdo fazem com que o cérebro consiga conectar ideias (palavras) com as sensações que elas representam. Ou seja: ao lerem a palavra “correr”, os participantes que liam mais conseguiam sentir as sensações de uma corrida de maneira mais eficaz do que os outros.

A conclusão que os pesquisadores chegaram é que pessoas que possuem o hábito de ler conseguem sentir uma empatia maior com os personagens dos livros e, por isso, vivenciar uma experiência mais forte com a leitura".

sexta-feira, 27 de junho de 2014

EMBOLIA PULMONAR

                               Alerta geral para quem vai viajar de avião ou mesmo de carro.

Atenção!
*Uma das causas da Embolia Pulmonar:* 
 Doença que matou o ator e diretor Marcos Paulo diretor e ator da rede Globo, surge de repente. 
Segundo os médicos a embolia pulmonar é grave e mata muito rápido. A embolia acontece quando um coágulo entope a veia e obstrui a chegada do sangue ao pulmão – um fenômeno parecido com o que acontece nas artérias do coração, no infarto, ou do cérebro, no acidente vascular cerebral (AVC). É, portanto, um evento que surge de repente e pode ser fulminante.
Muito tempo sentado na frente do computador ou lendo um livro representa o mesmo perigo de uma viagem de avião! Faça interrupções, vá até a cozinha beber água, caminhe pela casa...
 O cirurgião vascular Francisco Osse, diretor do Centro Endovascular de São Paulo, explica tudo… a “esmagadora maioria” dos casos de embolia tem origem em uma trombose nas pernas.
 “Trombose é a formação de um coágulo dentro de uma veia. É mais comum nas pernas, mas pode ser em qualquer lugar do corpo”, afirmou. 
*Atenção para estas Informações…
* Uma das causas da Embolia Pulmonar: "Trombose do viajante".
 Uma origem comum para a formação dos coágulos são as longas viagens de avião, no que constitui a “trombose do viajante”. 
“Qualquer vôo com mais de quatro horas aumenta em cinco vezes o risco de uma trombose em uma pessoa normal”, disse o cirurgião vascular. Isso acontece quando uma pessoa passa muito tempo sem andar – ou, principalmente, sem ativar o músculo da panturrilha – a circulação da perna fica comprometida e o sangue tende a coagular. 
Além disso, o ar seco do ar condicionado faz com que o organismo perca líquido e o sangue fique mais espesso, o que também aumenta a coagulação. 
O avião reúne essas duas condições
 Marcos Paulo voou de Manaus para o Rio de Janeiro. Infelizmente, esta foi a causa da sua morte.

**** Você viaja muito de avião?! Cuidado!!! 
Passou de 4 horas de vôo tem que se movimentar!!!!* 

*Mais uma Dica importante Para os Viajantes…
Os médicos recomendam que os passageiros sempre procurem fazer caminhadas dentro do avião para exercitar a panturrilha. 
Contra a desidratação, a dica é beber bastante água e evitar bebidas alcoólicas.* 
*Repasse! Você pode salvar vidas!*

MIRTILO PREVINE O DIABETES



Transcrição: Blueberry pode prevenir o diabetes
Por Karla Precioso postado em 26/06/2014 às 7h06 Foto: Getty Images

No dia 26 de junho é celebrado o Dia Nacional do Diabetes – data com objectivo de chamar a atenção das pessoas sobre a doença que aumenta cada vez mais no Brasil. Segundo a pesquisa Vigitel, do Ministério da Saúde, entre 2006 e 2013 o diagnóstico de diabetes no país passou de 5,5% para 6,8% da população.

Além dos diversos cuidados que se deve ter com a saúde, há um fruto poderoso que actua como coadjuvante na prevenção do diabetes: o blueberry. Também conhecido como mirtilo, ele é uma fruta pequena de cor azul, cultivada em regiões mais frias como Europa e Estados Unidos.

De acordo com estudo da Universidade de Michigan (EUA), o blueberry é aliado no combate ao diabetes, uma vez que as propriedades da fruta ajudam a regular o índice de açúcar no sangue. No Brasil, o suco é a forma mais comum de consumo da fruta e já há no mercado a versão pronta da marca Juxx — bebida certificada pela Associação Nacional de Assistência ao Diabético (ANAD).

ÁGUA É INDISPENSÁVEL DEPOIS DOS 60 ANOS

Transcrição de texto recebido por e-mail, com risco de já ser uma repetição:

Sempre que dou aula de Clínica Médica a estudantes do quarto ano de Medicina, lanço a pergunta:
-Quais as causas que mais fazem pessoas com mais de 60 ANOS terem confusão mental?
Alguns arriscam: "Tumor na cabeça". Eu digo: “Não” "Não".
Outros apostam: "Mal de Alzheimer". Respondo, novamente: "Não". A cada negativa a turma espanta-se.
E ficam ainda mais boquiabertos quando enumero os três responsáveis mais comuns:
- diabetes descontrolado;
- infecção urinária;
- a família passou um dia inteiro no shopping, enquanto os familiares mais velhos ficaram em casa.
Parece brincadeira, mas não é.

Constantemente, sem sentir sede, deixamos de tomar líquidos.
Quando falta gente em casa para lembrá-los, desidratam-se com rapidez. A desidratação tende a ser grave e afecta todo o organismo.
Pode causar confusão mental abrupta, queda de pressão arterial, aumento dos batimentos cardíacos ("batedeira"), angina (dor no peito), coma e até morte.
Insisto: não é brincadeira.
A partir dos 60 anos, temos pouco mais de 50% de água no corpo. Isso faz parte do processo natural de envelhecimento. Portanto, menor reserva hídrica..
Mas há outro complicador: mesmo desidratados, eles não sentem vontade de tomar água, os seus mecanismos de equilíbrio interno não funcionam muito bem.

Conclusão:
Pessoas com mais de 60 anos desidratam-se facilmente não apenas porque possuem reserva hídrica menor, mas também porque percebem menos a falta de água em seu corpo.
Mesmo que a pessoa seja saudável, fica prejudicado o desempenho e reações químicas e funções de todo o seu organismo.
Por isso, aqui vão dois alertas:

O primeiro é para os MAIORES DE 60 ANOS: 
Tornem voluntário o hábito de beber líquidos.
Por líquido entenda-se água, sucos, chás, água-de-coco, leite. Sopa, gelatina e frutas ricas em água, como melão, melancia, abacaxi, e tangerina, também funcionam.
O importante é, a cada duas horas, botar algum líquido para dentro. Lembrem-se disso!

O segundo alerta é para os familiares com mais de 60 anos. Ao mesmo tempo, fiquem atentos. Ao perceberem que estão rejeitando líquidos e, de um dia para o outro, confusos, irritadiços, fora do ar, atenção.
É quase certo que sejam sintomas decorrentes de desidratação. "Líquido neles e rápido para um serviço médico".
Arnaldo Lichtenstein (46), médico, é clínico-geral do Hospital das Clínicas e professor colaborador do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

Gostou? Então divulgue.
Seus amigos que estão perto, ou ultrapassam os 60, merecem saber.

Imagem de arquivo

sexta-feira, 20 de junho de 2014

A CURA DE FERIDAS

Como curar uma ferida e não deixar cicatrizes?

Como curar uma ferida e não deixar cicatrizes?
Serão poucas as pessoas que terão a sorte de que nenhuma cicatriz deixe marcada sua pele. Muitas vezes devido aos poucos ou maus cuidados de uma ferida o processo de cicatrização se prolonga, se dificulta e a pele fica com marcas visíveis e antiestéticas.É importante que você saiba que o processo de cicatrização varia de uma pessoa para outra, e as feridas também curam de maneiras diferentes. Muitas vezes não podemos evitar que estas marcas se produzam, pois elas são o resultado do processo normal de cura da pele. Tudo dependerá do tipo de pele, da magnitude e profundidade da ferida.
Mas, podemos intervir para que sejam mais estéticas possível e, consequentemente, menos notórias. Se a ferida que você tem é considerável, não deve deixar de procurar um hospital. As ações imediatas são de vital importância para prevenir infecções em sua lesão.
Se as feridas infeccionarem o resultado pode ser muito pior. Por isso preste atenção nos conselhos que iremos dar neste artigo, para que você possa curar suas feridas de maneira eficiente, evitando a formação de cicatrizes anormais.

Conselhos…

  • A limpeza da ferida é primordial, depois de comprimir a ferida com um pano limpo e parar de sangrar, você pode continuar a sua limpeza com as mãos limpas, claro, utilizando um desinfetante que você pode conseguir em farmácias para este fim, se não pode fazê-lo por meio de água e sabão neutro. Nunca utilize álcool em uma ferida.
  • Seque a ferida com uma gaze limpa, batendo suavemente, evite o algodão porque ficarão colados na lesão e impedirão a cura.
  • Enquanto dure o processo de cicatrização você não deve expor a pele ao sol. Pode cobrir a sua ferida com um curativo, não muito apertado mas também não muito frouxo. A finalidade é proteger a ferida de possíveis infecções ao estar em contato direto com o meio externo. Procure trocá-lo todos os dias, e caso note que o curativo esteja úmido também deve trocá-lo.
  • Seria interessante realizar suaves massagens ao redor da ferida com movimentos circulares, isso ajudará aumentar a circulação na região, conseguindo que substâncias benéficas cheguem para acelerar o processo de cura.
  • Quando se formarem as cascas, não as tire, isso pode gerar uma cicatriz mais evidente, deixe que se soltem sozinhas.
  • O óleo de rosa mosqueta é muito útil para os processos de cicatrização. Você pode aplicá-lo na lesão todos os dias e se quiser notar o resultado, seu uso deve ser constante.
  • Além disso, em farmácias você pode conseguir uma grande variedade de cremes cicatrizantes, que também serão de grande ajuda. A alimentação também desempenha um papel importante na hora de uma correta cicatrização, se ela é deficiente, você não contará com os nutrientes necessários para o processo de cura.
Cebolla
A cebola é de grande utilidade no tratamento das feridas, pois evita que ali se formem cicatrizes.
  • Lembre-se que estas recomendações são úteis para pequenas situações, em caso de feridas profundas, de grande magnitude e as quais o sangramento não pare por vários minutos não perca tempo e procure um hospital.
  • Outro esclarecimento importante seria que uma ferida pequena pode não deixar cicatriz, mas tudo depende de cada tipo de pele. Existem pessoas nas quais o processo de cicatrização é por si só difícil, sejam feridas leves ou não.
  • Além de prevenir a formação de cicatrizes evidentes, os cuidados citados anteriormente servirão para evitar possíveis infecções nas feridas, as quais implicarão a um tratamento mais longo e com marcas ainda mais visíveis.
  • Em caso de dúvida sempre consulte um profissional. Hoje em dia existem vários mecanismos para atenuar as marcas na pele. Se você já apresenta cicatrizes antigas pode encontrar soluções para elas, fazendo com que ao menos sejam menos incômodas.
  • A cirurgia também se usa para certos casos, a fim de reparar cicatrizes, assim que, com melhores cuidados, este processo será melhor.

SOBRE A VITAMINA D, E EXPOSIÇÃO AO SOL

SOBRE A VITAMINA D, E EXPOSIÇÃO AO SOL

(Compilado por Mike Adams, com base em uma entrevista com o Dr. Michael Holick, autor do livro “The UV Advantage)

A vitamina D evita a depressão, osteoporose, câncer da próstata, câncer da mama e, até mesmo efeitos do diabetes e obesidade. A vitamina D é talvez o nutriente mais subestimado no mundo da nutrição. Isso é provavelmente porque é “gratuita”: seu corpo a produz quando a luz solar atinge a sua pele. As empresas farmacêuticas não podem lhe vender a luz solar, por isso não promoção dos seus benefícios à saúde.

A maioria das pessoas não sabe destes factos verdadeiros sobre a vitamina D:

1. A vitamina D é produzida pela pele em resposta à exposição e radiação ultravioleta da luz solar natural.

2. Os saudáveis raios de luz solar natural que geram a vitamina D em sua pele não atravessam o vidro e, por isto, seu organismo não produz vitamina D quando você esta no carro, escritório ou em sua casa.

3. É quase impossível conseguir quantidades adequadas de vitamina D a partir da dieta. A exposição à luz solar é a única maneira confiável para seu corpo dispor de vitamina D.

4. Seria necessária a ingestão diária de dez copos grandes de leite enriquecido com vitamina D para obter os níveis mínimos necessários de vitamina D.

5. Quanto maior a distância da linha do equador e o lugar onde você vive, maior será a exposição ao sol necessária para gerar vitamina D, pois depende do ângulo de incidência dos raios solares. Canadá, Reino Unido, a maior parte dos EUA estão longe do equador e maior parte do Brasil está perto do equador.

6. Pessoas com a pigmentação escura da pele podem precisar de 20-30 vezes mais exposição à luz solar do que pessoas de pele clara para gerar a mesma quantidade de vitamina D. Por isto, também, o câncer de próstata é muito frequente entre homens negros - é a simples deficiência generalizada de luz solar.

7. Níveis suficientes de vitamina D são essenciais para a absorção de cálcio nos intestinos. Sem vitamina D suficiente, seu corpo não pode absorver o cálcio, tornando os suplementos de cálcio inúteis.

8. A deficiência crónica de vitamina D não pode ser revertida do
 rapidamente. São necessários meses de suplementação de vitamina D e de exposição à luz solar para “reconstruir” os ossos e o sistema nervoso.

9. Mesmo filtros solares fracos (FPS = 8) bloqueiam em 95% a capacidade do seu corpo de gerar vitamina D. É por isto que o uso constante de protectores solares provocam deficiência crítica de vitamina D.

10. A exposição à luz solar não gera a produção excessiva de vitamina D em seu corpo, porque ele se auto-regula e produz apenas a quantidade que necessita.

11. Se a pressão firme do seu osso esterno dói, você pode estar sofrendo de deficiência crônica de vitamina D.

12. A vitamina D é “activada” pelos rins e fígado, antes de ser usada pelo organismo e, por isto, doenças renais ou hepáticas podem prejudicar muito a activação da vitamina D circulante.

13. A indústria de protectores solares não quer que você saiba da necessidade de exposição ao sol, porque esta revelação significaria a queda nas vendas de seus produtos.

14. A vitamina D é um poderoso “remédio” que o seu próprio corpo produz inteiramente de graça e sem necessidade de prescrição médica!

15. Algumas substâncias denominadas “antioxidantes” aceleram muito a capacidade do organismo para lidar com luz solar, sem que ela nos provoque danos, também permitem que você fique exposto ao sol duas vezes mais tempo sem danos. Um exemplo de tais antioxidantes é a astaxantina, poderoso “filtro solar interno”. Outras fontes de antioxidantes similares são algumas frutas (maçã, romã, mirtilo, etc.), algumas algas e alguns crustáceos do mar (camarão, “krill”, etc.)

Doenças e condições causadas pela deficiência de vitamina D:


A osteoporose é geralmente causada por falta de vitamina D que provoca deficiência na absorção de cálcio.


. A deficiência de vitamina D na infância causa o raquitismo, falta de calcificação dos ossos.

. A deficiência de vitamina D pode agravar o diabetes tipo 2 e prejudicar a produção de insulina pelo pâncreas.

. Bebés que recebem a suplementação de vitamina D (2.000 unidades por dia) têm um risco 80% menor de desenvolver diabetes tipo 1 durante os próximos vinte anos.

. A obesidade prejudica a utilização da vitamina D no organismo e obesos precisam de duas vezes mais vitamina D.

. A depressão, a esquizofrenia e os cânceres de próstata, de mama ovário e de cólon são frequentes em pessoas com deficiência de vitamina D. Portanto, níveis normais de vitamina D previnem estas doenças.

. A exposição sensível à luz solar natural é a estratégia mais simples, mais fácil e ainda uma das mais importantes para melhorar a saúde. Se mais pessoas lessem estas informações, poderíamos reduzir drasticamente as taxas de várias doenças crónicas. A exposição à luz solar é realmente uma das terapias mais poderosas. Não há nenhuma droga, nenhum procedimento cirúrgico ou de alta tecnologia que chegue sequer perto do surpreendente efeito saudável da luz natural. E o melhor: você pode obtê-lo gratuitamente!!! E o

. O risco de desenvolver doenças graves como diabetes e câncer é reduzido de 50% a 80% através da exposição simples, à luz solar natural 2 a 3 vezes por semana.

. A depressão sazonal de inverno, muito comum nos países de clima temperado, é causada por um desequilíbrio da melatonina, devido à menor de exposição ao sol.

. A vitamina D é utilizada no tratamento da psoríase, doença inflamatória crónica da pele.

. Deficiência crónica de vitamina D é muitas vezes diagnosticada erradamente como fibromialgia, porque seus sintomas são muito semelhantes: fraqueza muscular e dores.

Estatística chocante! São deficientes em vitamina D: 40% da população dos EUA, 32% dos médicos e estudantes de medicina, 42% das mulheres afro-americanas em idade fértil, 48% das meninas de 9 a 11 anos, até 60% dos pacientes de hospitais, até 80% dos pacientes do lar de idosos e 76% das mulheres grávidas e 81% das crianças delas nascidas, as quais terão, mais tarde na vida, maior predisposição ao diabete tipo 1, à artrite, à esclerose múltipla e à esquizofrenia.

Convém divulgar o máximo.


Alimentação saudável evitando produtos animais


Transcrição

Colin Campbell "Proteínas de origem animal podem activar cancro"
12:38 - 19 de Junho de 2014 | Por Notícias Ao Minuto

O alerta foi dado por Colin Campbell, professor e mentor de um estudo sobre nutrição. Para este académico, os produtos processados e de origem animal aumentam os riscos de contracção de doenças, entre elas o cancro e a osteoporose. Por seu turno, explicou em entrevista ao Público, comer vegetais e cereais integrais pode mesmo ajudar a desactivar algumas doenças.

Tem 80 anos, pratica desporto e há trinta que abdicou de alimentos processados e de origem animal. Tudo pelo seu bem-estar e saúde.

Colin Campbell esteve em Lisboa para falar do seu mais recente estudo e deixou alguns alertas sobre a alimentação que se pratica no mundo. Para o professor de Bioquímica Nutricional, aquilo que comemos é cada vez mais um espelho do que somos e do que poderemos vir a ser, e exemplo disso são as doenças degenerativas modernas, cada vez mais frequentes e resultantes da má alimentação.

“Há evidências científicas que nos dizem que, se comermos alimentos de origem animal [como carne, peixe, ovos e leite], aumentamos o risco de ter essas doenças. As pessoas são mais saudáveis e vivem mais tempo se optarem por dietas com menos proteínas de origem animal e mais antioxidantes”, explicou.

Campbell destacou ainda que ingerir alimentos derivados de animal aumentam ainda os riscos de “doenças cardiovasculares, diabetes”.

“De acordo com as minhas pesquisas, com mais proteínas de origem animal podemos activar o cancro e, com proteínas de origem vegetal, desactivá-lo”, disse, salientado que devem ainda ser excluídos da dieta todos os alimentos processados, principalmente os “bolos de pastelaria, com muito açúcar”.

Para o professor, as pessoas devem optar também por “legumes, ervilhas, feijão” e comer “muitos vegetais coloridos, como cenouras”.

Imagem de arquivo