Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

terça-feira, 21 de junho de 2016

DE QUE MORREM OS HOMENS



As cinco principais causas de morte no masculino
POR VÂNIA MARINHO

De que é que morrem os homens? Conheça os cinco piores inimigos dos homens. Um em cada cinco homens morre antes dos 65 anos, segundo dados do Centers for Disease Control and Prevention.

O site El Confidencial partilhou o ‘ranking’ das coisas mais mortíferas para metade da população e que afetam especialmente os homens:

1. Suicídio (na juventude).
Quase três em cada quatro suicídios são cometidos por homens, destaca o El Confidencial.

2. Doenças cardiovasculares. 
Ainda segundo o Centers for Disease Control and Prevention, os homens tendem a dar menos importância à saúde, um dos muitos motivos indiretos que fazem com que sejam quem mais sofre enfartes.

3. Cancro. Representa cerca de 20% das mortes masculinas e para baixar este número é preciso fazer uma mudança de mentalidade para poder apostar na prevenção. Os cancros que mais afetam os homens são o do pulmão, da próstata e colorretal.

4. Acidente.
Pelo menos 6,4% das mortes masculinas devem-se a acidentes, e antes dos 45 anos são a principal causa de morte.

5. Doenças respiratórias.
Um inimigo muito desvalorizado mas tremendamente morta que engloba as doenças crónicas do aparelho respiratório, que somam mais de 5% das mortes dos homens. Bronquite, enfisema e DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica), sobre tudo.

sábado, 18 de junho de 2016

O SOL FAZ BEM, COM MODERAÇÃO


O sol faz mal. Mas sabia que não apanhar sol faz ainda pior?

Evitar o sol pode ser tão mau quanto fumar e comer hambúrgueres. Quem o diz é uma pesquisa que foi feita durante os últimos 20 anos com mais de trinta mil mulheres.

A exposição solar, com conta peso e medida, traz vários benefícios à saúde.

Nunca o tema da exposição solar foi tão falado como, talvez, nos últimos anos. As escolas começaram a sensibilizar para a protecção das crianças, as marcas de cosmética têm apostado em linhas solares cada vez mais inovadoras e a personagem Joni (que apanha demasiado sol) ganhou este ano vida numa música da banda portuguesa D.A.M.A numa campanha da Liga Portuguesa Contra o Cancro e da marca Garnier como forma de alertar contra os riscos associados à exposição solar.

E este é um tema extremamente importante. Ser-se mais inteligente que o sol pode salvar vidas. Mas tornar-se demasiado obcecado ao ponto de não apanhar sol também pode ser prejudicial.

Um estudo realizado durante os últimos 20 anos com mais de trinta mil mulheres, e publicado no Journal of Internal Medicine, diz que evitar o sol é um fator de risco de magnitude semelhante ao tabagismo. Segundo os autores, as mulheres que se expuseram ao sol tiveram, em média, menos doenças cardiovasculares, cancro, diabetes, esclerose múltipla e doenças pulmonares.

(Leia mais aqui)

HIGIENE - SETE IDEIAS DESMISTIFICADAS

Sete ideias sobre higiene desmistificadas
160617, LIFESTYLE. MITOS. POR VÂNIA MARINHO

Há coisas que achamos que são verdades absolutas e que, afinal, não passam de grandes mitos.
E o campo da higiene não é excepção. O site Bustle falou com especialistas e revela os sete grandes mitos associados à higiene.
São ideias que têm perdurado no tempo como verdades mas, como os especialistas destacam, são simplesmente ideias incorrectas.
E apesar de a higiene ser pessoal e, por isso, cada um a fazer à sua maneira, considere estes sete mitos que lhe apresentamos:

O suor cheira mal

“Hoje em dia, a percepção geral é de que o suor tem cheiro e de que é o que nos dá o odor corporal natural”, destaca a Dra. Alina Baciut. Mas, “isto é incorrecto uma vez que 99% do nosso suor é composto por água, e é inodoro”. Mas as bactérias que habitam as nossas axilas decompõem as proteínas no nosso suor, libertando odor.

  As casas de banho públicas são terrenos férteis para doenças

Apesar de poder ser verdade que algumas estão muito sujas e cheias de bactérias, é muito improvável que apanhe alguma doença por tocar na sanita, por exemplo.

A pele oleosa não precisa de hidratação

A pele oleosa requer tanta hidratação como a pele seca. Deve usar um hidratante leve para a pele oleosa para reduzir a produção de sebo das glândulas da pele.

Não escovar ou usar fio dental só danifica os dentes

Uma má higiene oral afecta os dentes mas também aumenta o risco de sofrer de diabetes, osteoporose e até Alzheimer, de acordo com a Mayo Clinic.

Quando uma borbulha aparece, é melhor espremer

Apesar de o pode aliviar, muita coisa pode 'correr mal' quando espremer borbulhas, nomeadamente empurrar algum do pus para uma camada mais profunda, aumentando a inflamação.

É possível 'treinar' o cabelo para ele não ficar oleoso

Não lavar o cabelo durante uns dias não vai fazer com que o cabelo demore mais a ficar oleoso. Lavá-lo vai ajudar a remover a sebosidade mas também os vestígios de produtos, mantendo-o saudável e limpo.

Deve tomar banho todos os dias~
,
O banho diário é mais uma 'norma' social do que uma verdadeira necessidade. Tomar banho com muita frequência, especialmente se forem banhos longos e com água muito quente, pode ressecar a pele e o cabelo.

quinta-feira, 16 de junho de 2016

RISCO DAS BEBIDAS QUENTES




O risco das bebidas quentes
260616, PorCARLA MARINA MENDES cmendeso@destak.pt

Estudo confirma que não é o tipo de bebida, mas sim a temperatura que pode causar cancro do esófago.

A boa notícia da última investigação de um grupo de cientistas internacionais, criado pela Agência Internacional de Investigação do Cancro (IARC), da Organização o Mundial da Saúde, é que beber café não está entre os fatores de risco para o cancro do esófago. A má é que as bebidas muito quentes (a cerca de 70º C) podem causar a doença. E o café está aqui incluído.

Publicada ontem na revista The Lancet Oncology, a investigação não encontrou evidência conclusiva sobre os efeitos carcinogénicos do café. Mas conclui que ingerir bebidas muito quentes pode causar este tipo de cancro. Ou seja, «é a temperatura, em vez da bebida em si, que tem a responsabilidade», confirma em comunicado Christopher Wild, diretor do IARC.

Um resultado que não surpreende os especialistas. Contactada pela agência Lusa, a Sociedade Portuguesa de Gastroenterologia refere que esta é a confirmação de uma «fortíssima suspeita» que já existia há algum tempo. José Cotter refere mesmo que, no ensino universitário de Medicina, era já habitual apontar o exemplo da população inglesa, onde é elevada a prevalência de cancro do esófago e que tem o hábito de beber chá muito quente.

Recorde-se que este é o oitavo tipo de cancro mais comum em todo o mundo e uma das principais causas de morte por esta doença. Em 2012, roubou a vida a 400 mil pessoas (5% de todas as mortes por cancro).

quarta-feira, 8 de junho de 2016

EVITAR PELA SUA SAÙDE

















Especialistas revelam os piores erros que se cometem pela saúde
POR VÂNIA MARINHO


Prestigiadas médicas britânicas revelam o que nunca fariam, nem pela sua própria saúde.

Geralmente as intenções até são boas mas segundo estas médicas há coisas que não são necessárias e outras que até fazem mais mal do que bem à saúde.

O Daily Mail fez-lhes a pergunta: “Pelo bem da sua saúde, o que é que nunca faria?” e elas responderam.

1. Submeter-se a check-ups desnecessários. A comunidade médica adverte que alguns check-ups universais são, no fundo, inúteis e que podem provocar mais alarme do que seria desejável. Além de que na hora de detetar as verdadeiras ameaças, são pouco eficazes.

2. Só confiar nas consultas privadas. Gabriel Weston alerta que os melhores médicos estão ou pelo menos estiveram no sistema de saúde público. Os que só estão no privado podem não ter tido capacidades para ficar no público, destaca.

3. Fazer equitação e jogar rugby. A neurologista da Universidade de Bristol, Liz Coulthard recomenda que, se possível, não se pratiquem desportos que possam provocar lesões no crânio, uma vez que aumenta o risco de demência.

4. Seguir uma dieta ‘milagrosa’. A Dra. Sasha Usisking destaca que “a maioria destas dietas não traz nada de bom para o corpo e a sua única função é vender livros e produtos.” Para emagrecer e manter o corpo saudável “só precisa de ingerir comida adequada e saudável”.

5. Combinar a saúde privada com a saúde pública. Este pode ser um erro se estiver a consultar médicos de ambos os sistemas e depois não os informar do desenvolvimento da doença ou do tratamento. Pode até fazer com que seja medicado a duplicar, o que pode ser muito perigoso

sexta-feira, 3 de junho de 2016

EVITE USAR O COPO DO QUARTO DE HOTEL


Eis o objeto que deve evitar usar nos quartos de hotel

Nos hotéis, a limpeza ou a falta dela são um verdadeiro jogo de sorte.

Alguns até podem parecer limpos mas mal levanta algum objeto ou abre a cama repara que o trabalho de limpeza foi praticamente inexistente – mas, claro, tudo depende muito da qualidade do hotel.
As conclusões de uma investigação realizada pela ABC News em 15 hotéis norte-americanos sugerem que talvez deva pensar duas vezes antes de usar os copos dos quartos de hotel.
De acordo com este estudo 11 em 15 hotéis mantinham copos sujos ou por desinfetar nos quartos dos recém chegados hóspedes.
Durante o estudo os investigadores encontraram até camareiras a lavar os copos sujos com detergentes que podem provocar intoxicação ou até envenenamento ou a limpá-los com toalhas que já haviam sido usadas noutros objetos.
Num dos hotéis analisaram até que os copos não são substituídos no fim da estadia de cada hóspede mas são apenas passados por água e secos com guardanapos.

Para prevenir o melhor será mesmo levar a sua garrafa de água.