Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Como reconhecer um AVC e actuar

Publicado em 6 de Outubro de 2007 em Sempre Jovens

Isto é muito importante e pode salvar a vida de uma pessoa !
Isto pode ser útil:

Durante um churrasco uma amiga tropeçou e caiu no chão suavemente.
Ela garantiu aos presentes que estava bem (aos que se ofereceram para chamar por socorro) e que havia tropeçado no ladrilho por causa dos seus sapatos novos.

Os seus amigos ajudaram-na a levantar-se e trouxeram-lhe um novo prato de comida, enquanto ela parecia um pouco aturdida, tentando desfrutar da festa durante o resto da tarde.
Mais tarde o marido ligou para os seus amigos informando-os que a sua mulher havia sido levada ao hospital onde veio a falecer. Havia sofrido um AVC (Acidente Vascular Cerebral) durante o churrasco.

Se o seu esposo e amigos soubessem como reconhecer um AVC, talvez hoje ela estivesse viva.

Reconhecer um AVC

Um neurologista afirma que se o chamarem dentro das primeiras 3 horas, os efeitos de um AVC podem ser revertidos totalmente. Afirma que é crucial diagnosticá-lo e prestar assistência ao paciente nas três horas subsequentes.

Lembre-se dos "3" Passos. Leia e aprenda!
Actualmente os médicos estabeleceram uma regra para reconhecê-lo mediante três simples perguntas:

1. Peça que a pessoa SORRIA.
2. Peça que a pessoa LEVANTE AMBOS OS BRAÇOS.
3. Peça que a pessoa PRONUNCIE UMA FRASE SIMPLES (Coerente)
(por exemplo . . . Hoje está um dia ensolarado)
Se ele ou ela apresentar dificuldades numa destas três questões, chame imediatamente o SOCORRO e descreva os sintomas.

Depois de descobrir que um grupo de voluntários que não são médicos podem identificar a debilidade facial, a debilidade motora dos braços e a debilidade na fala, os investigadores apelam ao público em geral para que aprenda estas três perguntas. Uma maior divulgação deste teste pode facilitar um rápido diagnóstico e tratamento do AVC e evitar danos cerebrais.

Um neurologista disse que se cada um de nós reenviar esta informação a 10 pessoas, pelo menos uma vida pode ser salva.

Seja amigo e compartilhe este artigo com o máximo de amigos possível,
poderá salvar vidas.

Foi recebido por e-mail. Autor desconhecido

Sem comentários: