Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Gel inovador permite tomar banho sem água

Tomar banho sem água pode parecer uma ideia estranha e até uma tarefa impossível. Porém, uma invenção de um estudante sul-africano veio provar que não é assim e trouxe a solução para quem não tem possibilidade de tomar banho devido à falta de acesso a água limpa.
 
Gel inovador permite tomar banho sem água Trata-se de um gel, batizado DryBath, que mata germes, hidrata a pele e liberta um odor ligeiro e agradável, ao contrário de outros produtos com fins desinfectantes. Este gel inovador é vendido em frascos individuais sendo que cada um corresponde a um banho tomado sem precisar de uma gota de água.
 
Citado pelo portal LiveScience, Ludwick Marishane, o estudante de 22 anos que criou o DryBath, explicou que se inspirou num amigo preguiçoso que não gostava de tomar banho e, um dia, afirmou que um produto deste tipo seria uma criação milagrosa. Com a ideia em mãos, Marishane precisou apenas de dedicar-se à investigação e foi o que fez ao longo de alguns meses.
 
O DryBath está já à venda no mercado e, de acordo com o mentor, a opção por embalagens individuais deveu-se a um conselho dos professores, que lhe explicaram que, nos países mais pobres, as pessoas optam por comprar tudo em quantidades muito pequenas como, por exemplo, um único cigarro em vez de um maço.
 
Para as comunidades mais desfavorecidas, cada frasco é vendido por 50 centavos. Porém, a invenção agrada também a companhias aéreas e cadeias de hotéis, que têm adquirido o DryBath para o disponibilizar aos seus clientes. Neste caso, o custo do produto é de 1 dólar e meio e, por cada venda, Marishane doa um frasco a uma instituição de solidariedade.
 
Em 2011, a invenção valeu ao jovem o primeiro prémio no Global Student Entrepreneurs Awards. Entretanto, o sul-africano, que frequenta actualmente a Universidade da Cidade do Cabo, tem já a sua própria empresa, a Headboy Industries, e espera levá-la ao sucesso por meio do desenvolvimento de mais produtos que facilitem a vida dos mais carenciados.
 
 
 

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Exame ocular simples ajuda a detetar risco de AVC


Exame ocular simples ajuda a detetar risco de AVC
Uma equipa de investigadores da Universidade de Zurique, na Suíça, descobriu uma forma de detectar a estenose da artéria carótida - um factor de risco de acidente vascular cerebral (AVC) - através de um exame simples aos olhos. Trata-se de um  teste denominado amplitude de pulso ocular que pode ser efectuado por oftalmologistas e que se revela muito promissor.
 
Um estudo publicado este mês na revista Ophthalmology da Academia Americana de Oftalmologia demonstrou que, de entre os 67 casos estudados, os pacientes com valores mais baixos de amplitude de pulso ocular apresentavam mais artérias bloqueadas.
 
Os especialistas suíços recorreram a um dispositivo especial para calcular a amplitude de pulso ocular, medida através da diferença entre os dois níveis de pressão que existem dentro do olho durante as duas fases do batimento cardíaco - a pressão sistólica e diastólica.
 
Quando o fluxo sanguíneo para o olho se encontra bloqueado pela estenose da artéria carótida, não existe uma diferença significativa entre os dois níveis, levando a uma baixa amplitude de pulso ocular. Desta forma, é possível detectar as situações em que exista risco de AVC, podendo estas suspeitas ser, posteriormente, confirmadas através dos exames complementares tradicionais.
 
Em comunicado, Pascal de Bruno Knecht, coordenador do estudo, sublinhou que os resultados "mostram que a amplitude de pulso ocular é um teste de triagem seguro e confiável para a estenose da artéria carótida".
 
O investigador realçou, porém, que a equipa sugere "um estudo mais aprofundado para confirmar o valor do uso deste indicador para detectar e avaliar a gravidade do problema, definindo o uso desta abordagem na prevenção dos acidentes vasculares cerebrais".
 
Clique AQUI para aceder ao estudo (em inglês).
 
 
fonte: Boas Notícias

sábado, 16 de junho de 2012

URINE ANTES DE VIAJAR



                    - É SÉRIO...



PASSE em um BANHEIRO ANTES DE VIAJAR ...

Virgínia Schall - Colunista do Portal Uai Auremar de Castro/Estado de Minas
Algumas vezes uma informação sobre saúde ouvida uma única vez pode ser relembrada por toda a vida, gerando um comportamento preventivo.

Esse foi o impacto de uma palestra, proferida por um cirurgião de um pronto socorro cujo tema era a ruptura de bexiga por acidentes automobilísticos.
Após a palestra os banheiros estavam repletos e os comentários sobre ir ao toalete antes de entrar em um veículo eram enfáticos, demonstrando que o recado fora ouvido.
Através de dados estatísticos e imagens precisas, o especialista demonstrou como, num acidente que pode ser até banal, estando a bexiga cheia, há risco dela literalmente 'estourar'.
Fatos assim, bem demonstrados, são suficientes para, uma vez conhecidos, jamais serem esquecidos.
Ao informar a platéia atenta sobre a freqüência de atendimentos de urgência para sutura de bexiga derivadas de acidentes de carro, percebeu-se rumores e olhares de temor no público em geral.
A causa mais comum das lesões da bexiga é a contusão (golpe externo), a qual ocorre, sobretudo, devido a acidentes automobilísticos, podendo também decorrer de quedas ou lesões esportivas.
A maioria das rupturas da bexiga ocorre pelo trauma externo e tem como causa principal a bexiga cheia durante o acidente.
A bexiga cheia de urina absorve o impacto do golpe externo e, não tendo resistência suficiente, explode como um balão de ar.
Através da fenda que se abre, a urina e o sangue invadem a cavidade peritoneal, onde se encontram os intestinos, podendo provocar uma peritonite química e infecciosa com enorme dor.
Os principais sintomas são a presença de sangue na urina e a dificuldade de micção.
O diagnóstico precoce é importantíssimo, requerendo procedimentos radiográficos para delimitar as lesões e avaliar os escapes de urina.
Portanto, bexiga cheia e acidentes automobilísticos podem ter sérias conseqüências causando desde internações e até mesmo morte.
As lacerações menores requerem internação, pois será necessário tratamento com sondas uretrais para drenar a urina, o que dura entre 7 a 10 dias. Nesse tempo, o tecido da bexiga pode cicatrizar sem intervenção. As lesões maiores com conseqüente descontrole de sangramento ou o extravasamento de grandes volumes de urina para os tecidos vizinhos podem exigir uma reparação cirúrgica.
A sutura de bexiga não é um procedimento trivial. Requer um trabalho delicado em um tecido difícil. Complicações podem ocorrer como inflamação da área suturada e até infecções hospitalares, não muito raras em grande parte dos hospitais.
Entre os riscos de uma lesão grave está uma pressão arterial perigosamente baixa que pode acarretar choque e morte.
Assim, é sempre bom passar no banheiro e ESVAZIAR A BEXIGA antes de entrar/ montar em qualquer veículo (automóvel, motocicleta, ônibus, avião etc.), VÁLIDO PARA ADULTOS E CRIANÇAS, pois se estiver vazia, o risco de rompimento diminui drasticamente.

Informação dessa natureza deve ser repassada, e aqui o boca a boca pode salvar vidas...

Cerejas reduzem dores e inflamação nas articulações

Cerejas reduzem dores e inflamação nas articulações

Consumir cerejas pode ajudar a aliviar as dores e inflamações causadas pela artrite e por outras doenças das articulações. A conclusão é de um estudo recente realizado por um grupo de investigadores da Oregon Health & Science University, nos EUA.
Embora a análise tenha incidido sobre uma pequena amostra, os resultados - apresentados esta quarta-feira durante a Conferência da Faculdade Americana de Medicina Desportiva, em São Francisco - são animadores.
De acordo com a equipa liderada por Kerry Kuehl, que estudou um grupo de 20 mulheres com idade entre os 40 e os 70 anos afectadas pela osteoartrite inflamatória, beber sumo de cereja duas vezes por dia durante três semanas possibilita uma redução significativa dos níveis de inflamação.
"Num momento em que milhões de americanos procuram formas naturais de controlar a dor, é promissor saber que a cereja pode providenciar alívio sem os eventuais efeitos secundários encontrados normalmente nos medicamentos para a artrite", afirmou Kuehl em comunicado.
"Surpreende-me o potencial de um alimento que é capaz de oferecer um benefício anti-inflamatório tão poderoso, em especial para adultos activos", acrescentou o investigador, que já antes tinha conduzido um estudo acerca das potencialidades deste fruto.
Na investigação anterior, Kerry Kuehl constatou que as qualidades da cereja podem ser particularmente valiosas para atletas de longa distância depois de ter observado que aqueles que beberam sumo de cereja antes do exercício sofreram muito menos dores em consequência da actividade física do que aqueles que não o fizeram.
Este alívio oferecido pelas cerejas deve-se à antocianina, o pigmento que lhes confere a intensa tonalidade vermelha e que é responsável por um efeito antioxidante e pela redução da inflamação em níveis comparáveis aos dos analgésicos comuns.

fonte: Boas Notícias

quarta-feira, 13 de junho de 2012

O doente é o seu melhor médico?

Há poucos anos disse a um médico que parei de tomar um medicamente que me receitara porque me causava mal-estar, devido a qualquer efeito secundário, e ele respondeu «fez bem porque o doente é o seu melhor médico».

Pouco tempo depois veio a propósito falar nisto à cardiologista que não gostou e disse que esse médico está errado, porque então os doentes não precisam de ir à consulta. Apercebi-me que havia duas opiniões inconciliáveis e mantive-me calado. Na consulta seguinte disse à cardiologista que nos dias quentes de verão parei de tomar o medicamente para baixar a tensão porque esta baixava demais ao ponto de me sentir sonolento e com tendência para desmaiar e ela disse que fiz bem.

Com isto fiquei mais convencido de que o médico referido inicialmente tinha razão, pois o doente deve procurar compreender o funcionamento do seu corpo e os efeitos dos medicamentos. No entanto, o doente não deve prescindir do médico, mas pode ajudá-lo muito em seu próprio benefício.

Nesta ordem de ideias, estou a tomar apenas às 2ªs, 4ªs e 6ªs o medicamento que me foi receitado para tomar diariamente, constante da imagem, por virtude de a temperatura quase de verão estar a moderar a tensão arterial, potenciando o efeito do medicamento. Certamente, no pino do verão, deixarei completamente de o tomar até o tempo voltar a arrefecer, no outono.

Esta reflexão pode ser útil aos visitantes deste blogue e é por isso que a publico. Agradeço os comentários que, provavelmente, não deixarão de surgir.

sábado, 9 de junho de 2012

Vacina contra Alzheimer

Vacina contra a doença de Alzheimer com bons resultados em ensaio clínico
Público. 08.06.2012 - 15:40 Por Teresa Firmino
Resultados publicados na revista The Lancet Neurology.

Pela primeira vez, uma vacina contra a doença de Alzheimer teve bons resultados num ensaio clínico. Liderada pelo Instituto Karolinska, na Suécia, uma equipa de cientistas testou a nova vacina durante um ensaio que envolveu 58 doentes de Alzheimer. Verificou-se, segundo o estudo publicado na revista The Lancet Neurology, que a vacina conseguiu desencadear a produção de anticorpos contra uma proteína que se acumula no cérebro destes doentes e o danifica – a beta-amilóide.

A doença de Alzheimer não tem cura e todos os tratamentos actualmente disponíveis limitam-se a tentar abrandar os sintomas. Neste momento, há cerca de 36 milhões de pessoas com Alzheimer em todo o mundo. Em 2050, pensa-se que serão 115 milhões.

A beta-amilóide vai-se acumulando no cérebro e formando placas, que destroem os neurónios e degradam progressivamente as funções corporais em geral. Não se conhecem as causas exactas da doença de Alzheimer, que inicialmente tem como sintomas a dificuldade em recordar as memórias recentes porque a acumulação das placas provoca as primeiras lesões nas regiões cerebrais envolvidas na formação de novas memórias. À medida que a doença progride, outras regiões do cérebro são afectadas pelos agregados de beta-amilóide. Só depois da morte do doente é que se comprova a doença, através da análise de amostras do cérebro, para verificar a presença das placas.

Já tinha havido um ensaio clínico para testar uma vacina, há cerca de uma década. Mas correu mal, recorda o Instituto Karolinska em comunicado, e o ensaio foi interrompido porque provocou muitas reacções adversas (a vacina activava certos linfócitos T, células do sistema imunitário, mas que depois começaram a atacar o próprio tecido cerebral).

Agora, a equipa de Bengt Winblad, que foi patrocinada pela empresa farmacêutica Novartis, testou a nova vacina – chamada CAD106 –, que procura induzir a produção de anticorpos contra a beta-amilóide. “Neste segundo ensaio clínico em humanos, a vacina foi modificada para afectar apenas a prejudicial beta-amilóide”, lê-se no comunicado.

Neste ensaio, de fase 1 (que testa a segurança e tolerância de um novo medicamento), 46 dos 58 participantes receberam a vacina e aos restantes 12 foi dado um placebo (uma substância sem acção biológica). “Os investigadores descobriram que 80% dos doentes envolvidos nos ensaios desenvolveram os seus próprios anticorpos contra a beta-amilóide sem efeitos secundários durante os três anos do estudo. Isto sugere que a CAD106 é um tratamento tolerável para os doentes com doença de Alzheimer ligeira a moderada”, lê-se ainda.

Para avaliar e confirmar a eficácia da vacina, terão agora de ser feitos ensaios clínicos com mais doentes, sublinha a equipa no artigo.

Leituras recomendadas sobre este tema:

- óleo de coco cura o mal de Alzheimer
- Alzheimer - o que se conhece
- A doença que nos rouba de nós mesmos
- Alzheimer
- Alzheimer
- Alzheimer. Dia Mundial da doença
- Café reduz risco de Alzheimer
- Alzheimer. Precauções
- Beber Chá ?? Saiba os benefícios
- Alimentos com colesterol aumentam risco de Alzheimer
- Colesterol implicado no Alzheimer
- Esclerose & Alzheimer, mal de Adoçante
- Alzheimer. Mais vale prevenir

Imagem do PÚBLICO de ressonância magnética do cérebro de um doente com Alzheimer)

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Frutas que ajudam a emagrecer

  • Saiba quais as principais frutas que emagrecem




Nos dias de hoje, um dos maiores desejos não apenas das mulheres, mas também de muitos homens é perder peso. O excesso de gordura tem desagradado a muitos no que diz respeito à saúde, visto que a preocupação da maioria das pessoas, que são atenciosas quanto ao bem-estar, não é quanto à beleza em si, mas com a saúde. Diante desta preocupação, a primeira atitude é sempre manter uma alimentação adequada para garantir a saúde, bem como a boa forma do corpo.
Mas, para quem está bem acima do peso, uma alimentação balanceada e adequada deve ser uma regra obedecida no dia a dia. Para os que desejam perder peso, saiba que os alimentos ricos em frutas podem ser uma solução bastante saudável e sem preocupações.
frutas-emagrecem
As frutas são alimentos ricos em inúmeras propriedades, além de possuírem uma quantidade bem menor de calorias que a maioria dos alimentos. Quando você faz uso de frutas na sua dieta, seu organismo passa a receber benefícios como antioxidantes naturais como antocianinas, sais minerais, vitaminas, dentre outros. Ressaltamos que estas substâncias combinam com seus esforços para melhorar a actividade celular do organismo e ajudam a emagrecer.
Pensando de forma mais profunda nesse assunto, você precisa conhecer melhor as frutas que devem compor sua dieta, pois algumas possuem bem mais calorias que outras. Dentre as que podem ajudar você perder peso de forma saudável e se destacam. Confira abaixo algumas frutas que emagrecem.

  • Maçã
A maçã é a fruta mais comum na maioria das dietas. Isso porque possui benefícios como fibra, alto teor de potássio, ajuda a eliminar o sódio excedente, além de reduzir a retenção hídrica. Ela também consta entre os principais alimentos considerados como antioxidante.
frutas-ajudam-emagrecer
  • Limão
O limão, além de ser uma excelente fruta para fazer sucos em dias muito quentes, possui benefícios maravilhosos para quem deseja perder peso.  Sendo rico em pectina e magnésio, ele ajuda a saciar a fome, facilita a digestão, regula os níveis de açúcar no sangue fazendo com que sejam evitados os famosos ataques de fome.
  • Banana
A banana é o tipo de fruta que não pode faltar na maioria das dietas. Ela é rica em aminoácido e ajuda a combater a ansiedade, bem como a compulsão em comer doces e massas. Ela também é recomendável para quem tem problemas de memória, visto que ajuda a melhorar o desempenho do cérebro em diversas actividades.
  • Laranja
Já bem conhecida do público em todo mundo, a laranja é rica em Vitamina C, pode suprir a necessidade de outras vitaminas no organismo e é excelente na composição de sucos como coquetéis e outros.

Pronto. Agora é só aproveitar e inserir as frutas que emagrecem aqui apresentadas em sua alimentação diária.

fonte: Dietas para emagrecer

PSICOTERAPIA NÃO É PARA LOUCO!



Fico estupefata que, mesmo estando no século 21, com uma gama de informações extraordinárias disponíveis, ainda haja tanto preconceito e mal entendido sobre o que seja e para quem seja psicoterapia. Existe ainda grande resistência por parte das pessoas - mesmo por aquelas que buscam sites, livros ou qualquer outro veículo de auto-ajuda - sobre o fato de entrarem num processo de psicoterapia.

O que ocorre comumente é uma pseudo-preocupação, onde a grande ânsia é apenas em tirar a angústia, a ansiedade, o mal estar ou qualquer outro sintoma e não em resolver, efetivamente, o que causa tais sintomas.

Quando sugiro para alguém que seria bom que fizesse psicoterapia sempre vem aquela pergunta: "Você acha?...", juntamente com aquele olhar interrogativo como que completando a pergunta"...que eu preciso?" Como se houvesse na minha indicação alguma insinuação de que a pessoa é louca ou coisa parecida. E devido a esse preconceito a pessoa vai se arrastando pela vida e arrastando as situações em que vive, sem conseguir resolvê-las com eficácia e a seu favor.

Eu até entendo que o que está por trás deste preconceito é o medo do encontro consigo próprio, de encarar-se e, consequentemente, de perceber os seus equívocos e suas ilusões sobre si memso. Sei também que, além disso, a maioria das pessoas não foi educada para se perceber e se levar a sério (a nossa cultura ainda tem dificuldade em olhar uma criança como alguém perceptivo!).

Outro grande problema que impede as pessoas de ir na busca do processo de psicoterapia é a baixa disponibilidade para si próprio - justamente por não se levarem a sério e às suas reais necessidades. É difícil a pessoa colocar-se disponível para si mesmo, pois tem receio de cortar os fios da teia na qual está preso por ter medo de cair num vazio maior no qual já sente estar. Por isso, cria justificativas lógicas e plausíveis (racionalizações) que, na maioria das vezes, a coloca como vítima da própria vida, sem se dar conta da sua cota de responsabilidade sobre a mesma.

Existe por parte das pessoas, de uma forma geral, uma séria dificuldade em entender que psicoterapia é algo que tem como função ajudá-las no processo natural da vida, que é se desenvolver. Então, assim, ainda existe um certo constrangimento quanto ao porque da necessidade da psicoterapia.

Nascemos com um "projeto de vida", que muitas pessoas chamam de "destino". E qual seria este senão o próprio desenvolvimento da consciência e o colaborar no desenvolvimento da nossa própria espécie? Queiramos ou não esses desenvolvimentos acontecem (da consciência e da espécie) da mesma forma que o desenvolvimento físico também se dá. O processo da psicoterapia ajuda no curso natural do desenvolvimento da consciência, elevando-a mais rapidamente e, muitas vezes, além da média; eliminando, dessa forma, o sofrimento e as angústias vividas ao longo da vida.

Isso não significa que não haverão mais problemas, mas, sim, que a pessoa aprende a lançar um novo olhar sobre si e sobre a vida, proporcionando-se satisfatória saúde emocional e boa qualidade de vida.
A psicoterapia é a possibilidade de encontrar-se com seu verdadeiro Eu - que Jung chamou de Self.
É a possibilidade de desmanchar as ilusões e as racionalizações sobre seus comportamentos, além de poder compreender as reais motivações que os geraram.
É a possibilidade de redirecionar positivamente o fluxo de energia da vida - que na maioria das vezes está represado ou canalizado para situações que são negativas ou até mesmo destrutivas e não proporcionam a verdadeira sensação de bem estar e realização pessoal.
É a possibilidade de sair da teia, um emaranhado de fios "de verdades absolutas" estabelecidas (que não o foram, necessariamente, por si próprio e sim, muitas vezes, "herdadas" da família, via educação).

Normalmente, quando essas "verdades" são herdadas e vividas, ou a pessoa segue-as na íntegra, ou faz exatamente o contrário, por assim acreditar que está seguindo o próprio caminho (o que não é verdade, pois os parâmetros continuam sendo os familiares); sobrando a sensação de insatisfação e de vazio constante.

Acredito no trabalho da psicoterapia, justamente porque também já estive do "lado de lá" - no meu próprio processo de psicoterapia - além do meu trabalho como profissional, onde sou testemunha do bem que esse processo de desenvolvimento da autoconsciência promove na qualidade de vida de uma pessoa.

Por isso, acredito que psicoterapia é uma modalidade de processo de autoconhecimento que serve para todos, em larga escala, sem restrição de idade ou crença. A psicoterapia promove ampliação e expansão da consciência sobre si mesmo - elevando o nível de autoconsciência - sobre seu verdadeiro Eu - e, consequentemente, sobre suas reais necessidades e motivações.

Essa ampliação e expansão da consciência levam a um caminho de luz, pois, consciência é exatamente isso: luz. Enquanto que quando vivemos ignorantes de nós mesmos (sem o sabermos!) vivemos nas sombras, se não na própria escuridão; andando pela vida como sonâmbulos, com comportamentos - movimentos, ações e reações?, no automático.

A psicoterapia é o caminho para o desenvolvimento da luz na própria vida, ou seja, serve como canal para que a pessoa descubra dentro de si todo um potencial ainda desconhecido de si mesma e, a partir daí, aplicá-lo na própria vida.

Afinal, só podemos utilizar o que sabemos que temos!
Apenas quando descobrimos nossos potenciais podemos administrar com tranquilidade nossas limitações individuais e nos aproximar de nós, enquanto seres humanos que somos.
Apenas quando dissipamos nossos equívoscos e ilusões sobre nós mesmos é que podemos nos levar a sério e aí, sim, colocamo-nos à nossa disposição - nos tornamos auto-disponíveis e mais abertos para a vida e para as pessoas.
Apenas quando conhecemos nossos recursos (tesouros escondidos!), conseguimos tranquilizar a nossa ansiedade, eliminando o medo do futuro.
Apenas quando pudermos olhar nos nossos olhos - sem medo do que encontraremos no fundo deles - é que conseguiremos viver uma vida mais pessoal e plena, com aplicação adequada dos nossos melhores recursos, proporcionando-nos um real e boa qualidade de vida, impregnada de amor e respeito.
E com isso todos ganhamos: nós mesmos, as pessoas à nossa volta e a própria humanidade, da qual fazemos parte. Então, sob esse prisma, como alguém pode sequer pensar que psicoterapia é "coisa pra louco"??



Texto recebido de uma amiga que vivenciou uma depressão!!!

quarta-feira, 6 de junho de 2012

O Sol envelhece



PÚBLICO. 05.06.2012 - 12:40 Por Ana Gerschenfeld

Uma imagem vale mais do que mil conselhos médicos
É fácil adivinhar qual foi o lado desta face que mais Sol apanhou ao longo de anos e anos (DR)

Este retrato quase que dispensa palavras, a não ser as que permitem explicar o que provocou o acentuado envelhecimento unilateral da pele deste homem.

A imagem não deixa lugar para dúvidas. O homem retratado, um camionista de 69 anos de idade, conduziu um camião pelas estradas da América do Norte durante 28 anos.

Numa fotolegenda na revista New England Journal of Medicine, os médicos Jennifer Gordon e Joaquin Brieva, da Universidade Northwestern de Chicago, explicam facilmente o fenómeno: os raios ultravioletas A (UVA) do Sol atravessam o vidro das janelas dos veículos; ser-se cronicamente exposto aos UVA faz com que a pele se torne mais espessa e menos elástica.

Falta acrescentar o óbvio: como nos Estados Unidos (tal como em Portugal) o volante dos veículos fica do lado esquerdo, foi o lado esquerdo da cara do homem o que mais sofreu os efeitos da exposição solar.

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL

 NOVO INDICADOR DE DERRAME: A LINGUA


 Assim como o enfarto, o derrame precisa ser socorrido com urgência.


Porém, diferente do enfarto, o derrame dá sinais que a maioria das pessoas não conhece e, por causa disso, em muitos casos mata ou deixa seqüelas graves; consequências que num socorro imediato, poderiam ser evitadas.
Sinais dados pelo processo de AVC  já são divulgados.
Os Derrames Cerebrais - Agora existe um 4º indicador : A LINGUA 

Derrame: memorize as três primeiras letras...S.T.R.
Só leva um instante ler isto...
Disse um neurologista que se levarem uma vítima de derrame dentro das primeiras três horas, ele pode reverter os efeitos do derrame -totalmente. 
Ele disse que o segredo é reconhecer o derrame, diagnosticá-lo e receber o tratamento médico correspondente, dentro das três horas seguintes, o que é difícil. 

RECONHECENDO UM DERRAME
Muitas vezes, os sintomas de um derrame são difíceis de identificar.
Infelizmente, nossa falta de atenção,torna-se desastrosa.
A vítima do derrame pode sofrer severa consequência cerebral quando as pessoas que o presenciaram falham em reconhecer os sintomas de um derrame.

Agora, os médicos dizem que uma testemunha qualquer pode reconhecer um derrame fazendo à vítima estas três simples preguntas:

S* (Smile) Peça-lhe que SORRIA.

T* (Talk) Peça-lhe que FALE ou
APENAS DIGA UMA FRASE SIMPLES. (com coerência)
(ex : Hoje o dia está ensolarado)

R* (Rise your arms) Peça-lhe que levante AMBOS OS BRAÇOS.

Se ele ou ela têm algum problema em realizar QUALQUER destas tarefas, chame a emergência imediatamente e descreva-lhe os sintomas, ou vão rápido à clínica ou hospital.

Novo Sinal de derrame - Ponha a língua fora. 

NOTA: Outro sinal de derrame é este:
Peça à pessoa que ponha a língua para fora...
Se a língua estiver torcida e sair por um lado ou por outro, é também sinal de derrame.

Um cardiologista disse que qualquer pessoa que reenvie este e-mail a pelo menos 10 pessoas; pode apostar que salvará pelo menos uma vida ... 
Não o considere uma corrente, mas sim, algo que todos devemos saber.

Eu já cumpri a minha parte...
FAÇA-O VOCÊ AGORA.






segunda-feira, 4 de junho de 2012

Vinho ajuda a saúde


Transcrição:

Vantagens do Vinho para a Saúde    

Já não é mais novidade, mas o assunto deve ser novamente abordado por conter outras recentes evidências dos poderes terapêuticos do vinho.

Os Médicos e Enfermeiros sempre estiverem cientes dos benefícios na moderação do consumo do vinho como factor preventivo de várias doenças.

Vários estudo revelam mesmo as seguintes verdades: - Que o álcool fazia aumentar o HDL, o bom colesterol; que no caso de falta de apetite, uma taça de vinho era um aperitivo natural para aumentar a salivação e a actividade estomacal.

- Que uma taça de vinho na refeição dobrava a perda de peso nas pessoas obesas pelo efeito tranqüilizante;

- Que o vinho era uma excelente adição na dieta de pessoas com pressão alta pelo alto conteúdo de potássio e baixo de sódio;

- Que diabéticos podiam aumentar o prazer das refeições com uma taça de vinho seco, pois o álcool não requer insulina para ser metabolizado;

- Que para os idosos, o vinho tomado ao deitar tornava o sono mais repousante e reduzia a quantidade de tranqüilizantes e pílulas para dormir.

- Finalmente, sempre se soube que o metabolismo e a absorção do álcool pelo fígado, 30g por hora, é muito mais lenta com fermentados do que com destilados. Como o vinho é sempre tomado lentamente e às refeições – com o estômago cheio a absorção é ainda mais lenta – os níveis de álcool no sangue não atingem proporções intoxicantes, como acontece com os destilados e que podem levar a lesões no órgão.

Outros estudos científicos e internacionais revelaram ainda que a cerveja e destilados não forneceram tal protecção e que a maior taxa de mortalidade ocorreu entre os “heavy drinkers”.

“O consumo moderado de vinho tinto está associado com um risco bem menor de doenças do coração e derrame, as principais causas de morte nos EUA.” Pode-se portanto concluir que não beber vinho poderá ser um dos factores de risco para doenças coronárias.

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Colesterol implicado no Alzheimer

Sugiro a leitura desta notícia no jornal PÚBLICO

Colesterol envolvido na doença de Alzheimer
Público. 01.06.2012 - 20:14 Por Nicolau Ferreira

Na doença de Alzheimer, ocorre a acumulação no cérebro de uma proteína que destrói os neurónios e degenera progressivamente as funções corporais em geral. Para sua surpresa, uma equipa de cientistas descobriu agora que o colesterol tem um papel importante na produção desta proteína - a beta-amilóide -, o que o torna um possível alvo para travar o desenvolvimento desta doença.
(...)

NOTA:
Embora as investigações estejam a dar os primeiros passos, como mais vale prevenir do que remediar, convém controlar regularmente o colesterol e evitar que atinja valores excessivos.
E convém não desprezar a hipóteses do óleo de coco.aqui referido há poucos dias.

Chocolate negro e os enfartes

Notícia do Jornal de Notícias diz que:

Consumo de chocolate negro ajuda a prevenir enfartes
JN. 120601. Publicado às 08.45

Um estudo australiano confirmou os benefícios do consumo regular de chocolate negro na prevenção de enfartes.

O estudo realizado pela Universidade Monash de Melbourne junto de 2.013 australianos e publicado no "British Medical Journal" destaca os efeitos "significativos" do chocolate com elevada concentração de cacau.

De acordo com a investigação, o consumo diário, sobre um período de 10 anos, de 100 gramas de chocolate contendo pelo menos 70 por cento de cacau permitiria evitar 70 acidentes cardíacos fatais e 15 não fatais numa população de 10 mil pessoas.

"As nossas conclusões indicam que o chocolate negro poderá apresentar uma alternativa ou um complemento das terapias médicas junto das pessoas que apresentam um risco elevado de doenças cardiovasculares", afirmou Ella Zomer, responsável pelo estudo.

Imagem do Google