Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

terça-feira, 26 de abril de 2016

BENEFÍCIOS DE BEBER ÁGUA



Bons motivos para ter uma garrafa de água sempre por perto

Esquece-se de beber água? Eis porque deve ter sempre uma garrafa de água consigo para ir bebendo.

A água ajuda a manter a temperatura corporal estável e a evitar problemas como a desidratação e o mau funcionamento dos rins.

Além disso, elimina os elementos nocivos e lubrifica as articulações, servindo de proteção para os tecidos. A água é fundamental para a saúde e para a beleza. O site Bolsa de Mulher listou boas razões para se manter hidratado:

Contribui para uma boa digestão. A água contribui para a digestão de alimentos hidrossolúveis, como as frutas e outras fibras vegetais. Uma boa digestão permite uma boa absorção de nutrientes e acaba reduzir a vontade de comer.

Previne a celulite. Beber água melhora a microcirculação e evita a acumulação de toxinas, e ainda previne a ocorrência de inflamações que são as celulites. Além disso, a água hidrata os tecidos, purifica a pele e contribui para a drenagem natural dos tecidos.

Mantém o vigor da pele. Os cremes conseguem atingir apenas a camada superficial da derme, já a água é capaz de hidratar as camadas mais profundas. As fibras de colagénio, responsáveis pelo sustentáculo da pele, também dependem da água para a sua renovação e bom funcionamento.

Fortalece as unhas e o cabelo. A água é essencial para a hidratação e para o transporte das substâncias essenciais para a força e vitalidade das unhas e do cabelo.

É um detox natural. A água é o melhor e mais natural detox do organismo, já que ajuda a eliminar as toxinas do corpo de modo eficiente e orgânico.

Ajuda a emagrecer. O consumo de água aumenta a saciedade porque preenche espaço no estômago. Além de contribuir para controlar o apetite, a água também é capaz de acelerar o metabolismo.

Lubrifica as articulações. Toda a água que ingere ajuda a hidratar as articulações. Quando bem lubrificadas, as articulações movem-se mais facilmente do que quando estão secas e duras.

QUANDO NÃO BEBE ÁGUA O CORPO SOFRE



O que é que acontece ao corpo quando não bebe água?
160426. POR Vânia Marinho

Cerca de 60% do corpo humano é composto por água. O que acontece quando não a ingere?

Apesar de o corpo ter tanta água, parte desta vai sendo eliminada na urina, na transpiração e até quando respiramos e por isso deve ir sendo reposta ao longo do dia.
Beber água para compensar estas perdas é fundamental. Mas o que é que acontece quando não bebemos o suficiente?

"A água, sendo um solvente universal, fornece nutrientes ao corpo, regula a temperatura corporal e lubrifica os olhos e articulações", disseram Mitchell Moffit e Greggory Brown, do AsapScience, um canal no YouTube especializado em ciência.

Sem água perdemos energia, a pele fica seca e até o humor é afectado. Quando estamos desidratados o cérebro envia um sinal para conseguir reter a água no nosso corpo por mais tempo.

A professora Mia Nacamulli explica numa animação divulgada numa conferência TED-Ed que quando o corpo se desidrata as terminações nervosas do hipotálamo do cérebro – que estão no que os cientistas chamam de "centro da sede" (OCPTL) – enviam sinais para a libertação de uma hormona antidiurética.

Esta hormona chega até aos rins e estimula as aquaporinas, proteínas das membranas das células que podem transportar moléculas de água, permitindo que o sangue retenha mais água no corpo. Quando isto acontece, a urina fica mais escura e com um cheiro mais forte.

Durante este processo de desidratação também se sente menos vontade de urinar e se fica com menos saliva. Pode ainda sentir tonturas porque o cérebro está a tentar adaptar-se à falta de água. Um cérebro desidratado contrai-se devido à falta de água e precisa de trabalhar mais para conseguir o mesmo resultado que um cérebro bem hidratado.

A falta de água no organismo pode levar à diabetes, colesterol alto, problemas digestivos e fadiga entre outros.

Este processo pode continuar durante apenas alguns dias, mas se interromper totalmente a ingestão de água, o corpo começará a sofrer com os efeitos mais graves e, no final, vai parar de funcionar. O tempo de sobrevivência sem beber água varia entre três e cinco dias, de acordo com cada pessoa. Mas já foram registados casos de pessoas que conseguiram sobreviver mais tempo.

De acordo com Mia Nacamulli, o mais recomendável é que os homens bebam entre 2,5 e 3,7 litros de água por dia e as mulheres, de 2 a 2,7 litros, destaca a BBC.

Conheça ainda sete bons motivos para ter água sempre por perto e pronta a beber.

segunda-feira, 25 de abril de 2016

MELISSA: NATURALMENTE CALMANTE

Este post é uma transcrição do blog da Amiga Circele Maria

Nota: As informações e sugestões contidas neste site são meramente informativas e não devem substituir consultas com médicos especialistas.

A melissa (Melissa officinalis), também conhecida como erva-cidreira, é uma planta da família da menta. Graças ao seu aroma fresco e activo, semelhante ao do limão, sua utilização tornou-se muito popular na gastronomia. Entretanto, em muitos lugares, esta erva também ficou conhecida por suas incríveis propriedades calmantes e fantásticos benefícios para a saúde. As pessoas que têm pressão sanguínea baixa devem ter cautela, pois a melissa pode causar queda de pressão. Apresentamos aqui 10 motivos para você começar a incorporar melissa à sua dieta!

1. Reduz o risco de desenvolver Alzheimer e demência.
Foi descoberto que os óleos essenciais liberados ao mastigar as folhas desta planta ajudam a estimular o funcionamento da memória, prolongar a concentração e capacidade de atenção em pacientes que sofrem de Alzheimer, bem como reduzir os sintomas mais extremos da demência.

2. Tratamento para herpes e outros efeitos antivirais
A melissa contém polifenóis que são benéficos para o tratamento das lesões causadas por herpes. Além disso, diversas pesquisas demonstraram que o consumo regular desta planta está associado a uma redução na frequência do surgimento das lesões.

3. Para a limpeza da pele
A infusão à base de melissa pode ser utilizada para limpar a pele. Coloque um punhado de folhas de melissa em um recipiente com 4 xícaras de água fervendo. Depois que a infusão estiver esfriado, aplique-a sobre o rosto, fazendo uma massagem suave. Para finalizar, enxágue com água fria.

4. Tratamento para ansiedade e insónia
O consumo regular desta planta tem demonstrado eficácia no tratamento da ansiedade, estresse e problemas para dormir. De fato, pesquisas indicam que suas propriedades têm a mesma eficácia dos medicamentos prescritos para tratar estes problemas. As substâncias químicas liberadas pelas folhas de melissa ao serem mastigadas possuem propriedades calmantes e benéficas à saúde. O governo da Alemanha aprovou o uso desta planta no tratamento dos transtornos do sono.

5. Alívio para dor de cabeça
As propriedades calmantes da melissa são ideais para combater as dores de cabeça, especialmente quando consumida em forma de infusão. Na próxima vez em que você sentir dor de cabeça, experimente substituir o analgésico pelo chá de melissa.

6. Combate a fadiga crónica e equilibra a tiróide
As substâncias químicas presentes nas folhas da melissa produzem efeitos positivos sobre a tireoide e produção de hormónios. Tais substâncias ajudam também a tratar da fadiga crônica e aliviar os sintomas associados a transtornos da tiróide.

7. Melhora os níveis de concentração
Uma pesquisa conduzida por um grupo de cientistas da Universidade de Northumbria, na Inglaterra, demonstrou que o consumo regular de melissa aumentou significativamente o rendimento de um grupo de estudantes quando comparados com outro grupo que não a consumiu. Seis horas após a ingestão de melissa, os estudantes sentiram-se mais relaxados e concentrados.

8. Alívio para a indigestão
As propriedades calmantes desta planta fazem maravilhas com problemas de indigestão e problemas estomacais. Também é muito benéfica para reduzir inchaços e cólicas intestinais.

9. Propriedades anti-envelhecimento
Esta planta é uma excelente fonte de antioxidantes que ajudam a proteger o organismo contra os danos produzidos pelos radicais livres.

10. Tratamento de picadas e lesões cutâneas
Utilizar uma infusão de melissa como tratamento tópico sobre picadas de insectos e outras lesões cutâneas leves ajuda a aliviar a irritação e acelerar o processo de cura.

terça-feira, 19 de abril de 2016

PREPARA E APROVEITA BEM A VELHICE



Reflexões do oncólogo Dr. Drauzio Varella (recebido por e-mail)

DEFINIÇÕES

a. Terceira Idade: Oficialmente começa aos 60 anos e supõe-se que termina aos 80, mas não há consenso.
b. Quarta Idade ou Velhice: Inicia aos 80 anos e termina aos 90.
c. Longevidade: Inicia aos 90 e termina quando se morre.

VELHICE SAUDÁVEL

Ninguém está são depois dos 50. Sãos estão os jovens: os velhos têm sempre uma ou várias doenças que são próprias da idade.
Do que se trata então é de envelhecer com as doenças controladas e sem complicações.

GENÉTICA

Se queres saber quanto viverás e como chegarás a essa idade, recorda os teus pais. A carga genética é fundamental para estabelecer um prognóstico de vida. Quem teve cancro ou enfarte antes dos sessenta, o transmitirá a seus filhos pelos genes e, por isso, estes terão maior probabilidade de desenvolver as mesmas enfermidades. Logicamente, o desenvolvimento de uma doença crónica requer a presença de vários factores, sendo o genético apenas um deles.

NÃO HÁ PECADO GRATUITO

"Somos o que comemos" dizem os naturalistas, e não falta razão para isso. Se além de teres uma carga genética desfavorável pões 3 ou 4 colherinhas de açúcar em cada café que tomas, saboreias todas as peles do frango assado e deleita-se com o torresmo de porco, estás convertendo as tuas artérias em tubulações entupidas. Não haverá boa circulação, não haverá boa oxigenação o que equivalerá à morte celular ou, dito de outro modo, envelhecimento acelerado e prematuro.
Em consequência, se queres ter uma velhice saudável a partir dos 50 anos, cuida da tua alimentação e deixa de comer coisas químicas e de abusar das gorduras… Um bom café da manhã, um bom almoço e um péssimo jantar são a chave para equilibrar o teu meio interno.

VIVA O TRAGO

Junto com a dieta está a bebida. Abandona todas as bebidas gasosas. Estas podem ser tomadas pelos jovens, nós não. Todos esses líquidos têm carbonato de sódio, açúcar e cafeina. Na nossa idade estas substâncias prejudicam o pâncreas e o fígado até desgastá-los. É melhor tomar água, limonada, sucos… Até a cerveja é preferível, já que se faz com água fervida, tem componentes naturais e não contém sódio.
Por outro lado há bastante evidência clínica que demonstra que o consumo moderado de álcool depois dos 50 anos melhora a qualidade de vida, pois tem três efeitos definidos: vasodilatador coronário, diminui o colesterol e é um sedante moderado. Em consequência, e de forma prática, à hora do almoço ou à noite quando chegas a tua casa e não tenhas mais que dirigir, toma um gole; também recomendados são o whisky, o vinho tinto e a aguardente pura.
Em lugar de tomar nitroglicerina para dilatar as artérias, ou estatinas para baixar o colesterol, ou um valium para acalmar-se, consegues tudo isso com um bom trago. E se o fazes com as pessoas de quem gostas, o efeito se duplica. Porém, uma advertência: consumo moderado equivale a um ou dois copos, porque se exageras todos os dias, o efeito é exactamente o contrário e te matarás mais rápido do que tu pensas.

TÃO-POUCO SEJAS RADICAL!

Isto quer dizer que todas estas regras são boas, porém sem exagerar e, sobretudo, sem dogmatizar. Se fazes um churrasco para a tua família ou amigos não venhas com “não como chouriço porque é muito gorduroso” ou “meu médico me disse para tomar só dois copos”
Nada substitui a alegria e o prazer de compartilhar momentos agradáveis com os que te querem bem; não há gordura nem bebida que não se possa metabolizar numa boa tarde de relaxamento. Os mecanismos de compensação do nosso corpo são ainda pouco conhecidos, porém assim funciona: se desfrutas verdadeiramente o “pecado mortal” dietético ele se transforma em “pecado venial”;


NADA FICARÁ IMPUNE

Isso é absolutamente certo porque tudo o que comas e bebas deixará vestígios e, qual retrato de Dorian Grey, teu corpo te mostrará na velhice. As noitadas de diversão, os excessos de todo tipo farão a vida do velho muito sofrida. E não somente a ti, mas também à sua família.

PERDAS

A principal desgraça para um ancião é a solidão. O habitual é que os casais não cheguem juntos à velhice; sempre alguém vai primeiro, com o que se desequilibra todo o statu quo que sustentava o casal. O viúvo ou a viúva começa a ser uma carga para a família.
Minha recomendação pessoal é que tratem de não perder – enquanto forem lúcidos – o controle de sua vida. Isso significa, por exemplo: eu decido quando e com quem saio, como me visto, a quem telefono ou encontro, a que horas vou dormir, como me distraio, o que leio, o que compro, onde vou morar, etc. Porque, quando já não possas fazer tudo isso, te terás transformado em um peso para a vida dos demais.

SUFICIENTE

Já não tenho mais tempo, pois o trabalho me chama e excrevi isto em uma pequena pausa de 30 minutos. Espero que seja útil.

segunda-feira, 11 de abril de 2016

ALERTAS IMPORTANTES SOBRE O CANCR0




ALERTAS IMPORTANTES SOBRE O CANCR0
Transcrição de texto contido num *PPS de que foi gentilmente retirado e transformado em Word a fim de poder ser aqui publicado, pela Amiga Fátima a quem agradeço muito.
 
Depois de anos dizendo às pessoas que a quimioterapia é o único caminho a tentar (tentar é a palavra chave) para eliminar o câncer, o hospital John Hopkins está finalmente começando a dizer-lhes que há um caminho alternativo. Actualização em câncer pelo John Hopkins Hospital

1. Todas as pessoas têm células cancerosas no corpo. Estas células não aparecem nos testes-padrão até que tenham se multiplicado e atingido o número de alguns bilhões. Quando os médicos dizem aos pacientes de câncer que não há mais células cancerosas nos seus corpos depois do tratamento, isto quer apenas dizer que os testes são incapazes de detectar as células cancerosas porque não atingiram o número detectável.
2. Células cancerosas ocorrem de 6 a mais de 10 vezes ao longo da vida das pessoas.
3. Quando o sistema imunológico da pessoa está forte, as células cancerosas são destruídas e impedidas de se multiplicar e formar tumores.
4. Quando uma pessoa tem câncer, isto indica que ela tem múltiplas deficiências nutricionais. Estas podem ser decorrentes de fatores genéticos, do meio ambiente, da alimentação e do estilo de vida.
5. Para superar as múltiplas deficiências nutricionais, mudanças na dieta e a inclusão de suplementos fortificarão o sistema imunológico.
6. Quimioterapia envolve o envenenamento das células cancerosas de rápido crescimento e também destrói células saudáveis também de rápido crescimento da medula óssea, do trato gastrointestinal etc, e causar danos a órgãos como o fígado, os rins, coração, pulmões etc.
7. A radiação enquanto destrói células cancerosas, também queima, deixa cicatrizes e danifica células sadias, tecidos e órgãos.
8. Os tratamentos iniciais com quimioterapia e radiação freqüentemente reduzirão o tamanho do tumor. Contudo, o uso prolongado da quimioterapia e da radiação não resultará em maior destruição do tumor.
9. Quando o corpo tem uma carga muito grande de toxinas da quimioterapia e da radiação, o sistema imunológico é ou comprometido, ou destruído. Em conseqüência a pessoa pode sucumbir por várias espécies de infecções e complicações.
10. Quimioterapia e radiação podem ocasionar mutações nas células cancerosas, tornando-as resistentes e difíceis destruir. A Cirurgia também pode espalhar as células cancerosas para outros lugares.
11. Um meio eficaz de combater o câncer é fazer as células cancerosas passarem fome, não lhes dando os alimentos de que necessitam para se multiplicar.

AS CÉLULAS CANCEROSAS SE ALIMENTAM DE:

1. O açúcar é um alimentador de câncer. Ao eliminar o açúcar é cortada uma importante fonte de alimentação para as células do câncer.
Substitutivos do açúcar como Nutra Sweet, Equal, Spoonful, etc são feitos com Aspartame que é prejudicial. Um substituto natural melhor seria mel Manuka ou melado, mas somente em pequenas quantidades. Sal de mesa tem uma substância química adicionada para lhe dar a cor branca. Melhor alternativa é ´Bragg's aminous (?) ou sal marinho.
2. O leite faz o corpo produzir muco, especialmente no trato gastro-intestinal. O câncer se alimenta de muco. Cortar o leite e substituí-lo por leite de soja sem açúcar faz com que as células do câncer morram de fome.
3. As células de câncer prosperam em ambientes ácidos. Uma dieta a base de carne é ácida e é melhor comer peixe e galeto em vez de carne de vaca ou de porco. Carne bovina também contém antibióticos para o gado, hormônio do crescimento e parasitas, que são prejudiciais, especialmente para pessoas com câncer.
4. Uma dieta com 80% de vegetais frescos e sucos, grãos integrais, sementes, nozes e um pouco de frutas ajuda a colocar o corpo num ambiente alcalino. Cerca de 20% podem ser de alimentos cozidos inclusive feijões. Sucos de vegetais frescos proporcionam enzimas vivas que são facilmente absorvidas e descem até o nível celular dentro de 15 minutos para nutrir e estimular o crescimento das células sadias. Para obter enzimas vivas para formar células sadias experimente e beba sucos de vegetais frescos (a maioria dos vegetais inclusive brotos de feijão) e coma alguns vegetais crus 2 ou 3 vezes ao dia. As enzimas são destruídas a temperatura de 40º C (104° F).
5. Evite café, chá e chocolate, que contêm muita cafeína. Quanto à água - é melhor tomar água purificada, ou filtrada, para evitar toxinas conhecidas e metais pesados da água de torneira. Água destilada é ácida, evite-a.
6. A proteína da carne é de difícil digestão e exige um monte de enzimas digestivas. Carne não digerida ao permanecer no intestino apodrece e conduz a um aumento das toxinas.
7. As paredes das células cancerosas têm uma cobertura de proteína dura. Evitar ou comer menos carne libera mais enzimas para atacar as paredes de proteínas das células cancerosas e possibilita que as células matadoras do corpo destruam as células cancerosas.
8. Alguns suplementos constroem o sistema imunológico (IP6, Flor-ssence, Essiac (???), antioxidantes, vitaminas, minerais EFAs (?) etc.) para possibilitar que às células matadoras do próprio corpo destruir as células cancerosas. Outros suplementos, como a vitamina E, são conhecidos por acarretar apoptose, ou seja morte programada de células, método normal do corpo de desfazer-se de células danificadas, indesejadas ou desnecessárias.
9. O câncer é uma doença da mente, do corpo e do espírito. Um espírito preventivo e positivo ajudará ao guerreiro do câncer a ser um sobrevivente. A ira, o não perdoar e a amargura colocam o corpo num ambiente de tensão e acidez. Aprenda a ter um espírito amoroso e de perdão. Aprenda a relaxar e desfrutar da vida.
10. As células cancerosas não prosperam em um ambiente oxigenado. Exercícios diários e respiração profunda ajudam a proporcionar mais oxigênio para o nível celular. A terapia com oxigênio é outro meio empregado para destruir células cancerosas.

IMPORTANTE:

Nenhum recipiente de plástico no microondas.
Nenhuma garrafa de água no 'freezer'.
Nenhum envoltório de plástico em microondas.
John Hopkins recentemente mandou isto em um dos seus comunicados à imprensa. Esta informação está também circulando no Centro Médico Walter Reed, do Exército:
A substância química dioxina causa câncer, especialmente câncer do seio.
As dioxinas são altamente venenosas para as células dos nossos corpos.

Não congele garrafas plásticas com água, pois isto libera dioxinas do plástico. Recentemente o Dr Edward Fujimoto, Gerente do Programa de Bem-Estar do Hospital Castle, esteve num programa de TV para explicar este risco para a saúde. Ele falou sobre as dioxinas e o quanto elas são ruins para nós.
Ele disse que não devemos aquecer nossos alimentos no microondas usando vasilhas de plástico.
Isto se aplica especialmente para os alimentos que contenham gordura.
Ele disse que a combinação de gordura, alta temperatura e plásticos libera dioxinas para os alimentos e, finalmente, para dentro das células do corpo.
Em lugar dos plásticos ele recomenda usar vidro, tais como Corning Ware, Pyrex ou vasilhas de cerâmica para aquecer os alimentos.
Obtém-se os mesmos resultados, mas sem a dioxina para coisas como receitas de TV (TV dinners), macarrão de cozimento rápido e sopas, etc., eles devem ser removidos da embalagem e aquecidos em outro recipiente.
Papel não é ruim, mas não se sabe o que o papel contém. Simplesmente, é mais seguro usar vidro temperado.
Ele nos lembra que algum tempo atrás, alguns dos restaurantes de comida rápida (fast food) abandonaram recipientes de espuma e passaram para papel. O problema das dioxinas foi uma das razões.
Ele também ressaltou que envoltório plástico, como o filme plástico, é também tão perigoso quando colocados sobre os alimentos a serem cozidos em microondas. Com o alimento sob a ação da microonda, a alta temperatura acarreta que efetivamente toxinas venenosas evaporem do envoltório plástico penetrem no alimento. Como substituto, cubra o alimento com toalha de papel.
Este é um artigo que deve ser mandado para todas as pessoas importantes em sua vida.

sexta-feira, 1 de abril de 2016

ÁGUA PREVINE E CURA DOENÇAS



Água previne e cura doenças
(Recebido como +pps em anexo de e-mail)

Sabia que:

…O mecanismo da sensação de sede é tão fraco, que com frequência, 37% dos seres humanos a confunde com a fome?
Ainda mais, uma desidratação imperceptível retardará o metabolismo em aproximadamente 3%.
< Um copo de água aliviará a fome à meia noite, em quase 100% dos casos, sob dieta redutora, segundo um estudo realizado na Universidade de Washington.
Uma redução de somente 2% de água no corpo pode causar perda momentânea de memória, dificuldade em fazer contas matemáticas básicas e problemas de focar a visão sobre uma tela de computador ou sobre uma página impressa?
Beber um mínimo de 8 copos de água por dia diminui o risco de câncer de cólon em 45%, além de baixar o risco de câncer de mama em 79% e reduzir à metade a probabilidade de se desenvolver câncer na bexiga.
De acordo com os experts, isto não é opcional, é obrigatório, se quisermos que nosso cérebro funcione de uma maneira óptima.
E, se estamos estressados, devemos aumentar a quantidade para 16 copos de água por dia.
90 % do volume de nosso cérebro é composto por água, que é o principal veículo das transmissões electroquímicas.

Você não pode imaginar o que 8-10 copos de água por dia podem fazer para eliminar muitas indisposições.
As pessoas normalmente NÃO bebem tal quantidade para evitar de ter que urinar seguidamente; um inconveniente menor em troca de uma melhoria em sua saúde.
A cor de sua urina deve ser de um amarelo muito fraco ou incolor, caso contrário, você não está ingerindo suficiente água (isto não é válido se você esta tomando vitaminas do complexo B, que produzem uma cor amarela natural à urina).
Ao falar de beber água, não nos referimos à água contida no café, nos chás ou nos refrigerantes. A água engarrafada ou de fontes naturais é a melhor.
Estudos preliminares indicam que em 80% das pessoas, beber de 8 a 10 copos de água por dia, pode aliviar significativamente muitas indisposições.

Cura 1: Elimina os anti-ácidos e cura a acidez estomacal. A acidez estomacal ou azia pode ser um sinal de falta de água na parte superior do trato gastrointestinal. Este é um sinal importante de sede, que o corpo humano emite.
A ingestão de anti-ácidos ou comprimidos contra a acidez estomacal não corrige a desidratação e o corpo continua sofrendo por falta de água no organismo.
Tragédia: Ao não reconhecer que a acidez estomacal é um sinal de desidratação e ao tratá-la por meio de anti-ácidos, com o tempo, poderão ocorrer inflamações estomacais no duodeno, hérnias hiatais, úlceras e eventualmente câncer no trato gastrointestinal ou no pâncreas e fígado.

Cura 2: A água pode prevenir e curar a artritis.
Dor reumática das articulações – A ocorrência de artritis pode ser um sinal de falta de água nas articulações. Pode afectar tanto aos jovens como aos adultos. O uso de analgésicos não resolve o problema e a enfermidade prosseguirá. Tomar agua pode aliviar a dor ou resolver este problema.

Cura 3: Dores lombares.
A dor nas costas e a artritis paralisante da espinha dorsal podem ser sinais de falta de água nos discos da espinha dorsal – os amortecedores que suportam o peso do corpo. Estas moléstias devem ser tratadas com o aumento de água a ser ingerida diariamente.
Tragédia: Ao não reconhecer que a dor nas costas é um sintoma de desidratação das articulações e ao tratá-la com analgésicos, massagens, acupunctura e eventualmente cirurgia, com o passar do tempo, isto provocará osteoporose e quando as células das cartilagens das articulações vierem a eventualmente morrer e causarem uma deformação na espinha dorsal, poderá até haver incapacidade física dos membros inferiores.

Cura 4: Angina.
Dor no peito - angina de peito – pode ser um sinal de falta de água no organismo entre o eixo do coração e dos pulmões. Este sintoma deve ser tratado bebendo-se maior quantidade de água, até que o paciente já não tenha dor e sem tomar medicamentos. É prudente se providenciar supervisão médica, no entanto, ao aumentar-se a quantidade de água ingerida, pode-se curar a angina de peito.

Cura 5: Enxaqueca.
A enxaqueca pode ser um sintoma de falta de água requerida no cérebro e olhos e pode ser evitada ao se impedir a desidratação do corpo. Este tipo particular de desidratação eventualmente ocasiona uma inflamação na parte posterior dos olhos e possivelmente uma diminuição ou perda de visão.

Cura 6: Colite.
A colite é um sinal de falta de água no intestino grosso. Associa-se com a prisão de ventre ou constipação, devido à constrição do excesso de água que também se exerce sobre os excrementos, que por sua vez perdem a lubrificação fornecida pela água.
Tragédia: Ao não se reconhecer a dor da colite como um sinal de falta de água, provocar-se- á uma condição de constipação persistente que resultará na compactacão das fezes, que por sua vez poderão causar divertículos, pólipos e hemorróidas, e aumentar a possibilidade de se contrair câncer do cólon e do recto.

Cura 7: Asma.
A asma afeta milhões de crianças e mata milhares delas a cada ano. É uma complicação da desidratação do corpo, causada por falha no programa de administração da hidratação no organismo.
Obstrói-se a passagem livre de ar e impede-se a eliminação de água do corpo em forma de vapor – o bafo.
O aumento do consumo de água evita os ataques de asma.
Tragédia: Ao não se reconhecer a asma como um indicador de falta de água quando as crianças estão na fase de desenvolvimento, não somente muitos deles morrem, como também se provocará danos irreversíveis nas crianças asmáticas sobreviventes.

Cura 8: Pressão Alta.
A hipertensão é um estado de adaptação do corpo a uma desidratação geral quando as células dos vasos sanguíneos não obtém a quantidade de água suficiente. Como parte do mecanismo de osmose inversa, quando a água do soro é filtrada e injectada nas células importantes através de poros diminutos existentes em suas membranas, é requerida uma pressão extra para o “processo de injecção”, tal como acontece quando se injecta o “soro” nos hospitais para re-hidratar milhões de células. Beber água, compensará a pressão e fará a mesma voltar à normalidade.
Tragédia: Ao não reconhecer que a hipertensão arterial é um dos indicadores da desidratação corporal e tratar por meio de diurécticos que desidratarão o corpo ainda mais, trará como consequência posterior, um bloqueio das artérias do coração e das artérias que vão até o cérebro pela acção do colesterol. Esta condição provocará ataques do coração, pequenos enfartos massivos cerebrais que poderão paralisar alguma parte do corpo. Também podem causar falhas no funcionamento dos rins e danos neurológicos como a doença de Alzheimer.

Cura 9: Diabetes Tipo II ou de Adultos.
A diabetes dos adultos é outra causa provável devida à desidratação do corpo. Ao se manter uma quantidade adequada de água na circulação, incluindo-se as necessidades prioritárias do cérebro, a secreção de insulina se inibe para impedir a entrada de água nas células do corpo. Nos diabéticos somente algumas células obtém suficiente água para sobreviver. Beber água reverte a diabetes adulta para as etapas iniciais.
Tragédia: Ao não reconhecer que a diabetes adulta é uma complicação causada por desidratação, com o tempo, poderá haver danos massivos nas células sanguíneas de todo o corpo. Isto pode provocar mais tarde a perda dos dedos dos pés, das pernas por gangrena e causar a cegueira.

Cura 10: Colesterol no sangue.
Os altos níveis de colesterol são indicadores de uma desidratação corporal prematura. O colesterol é um material argiloso que se adere entre os espaços de algumas membranas celulares, para impedir que estas percam sua humidade vital pela pressão osmótica mais forte do sangue que circula nas áreas vizinhas.
O colesterol, além de ser utilizado na fabricação das membranas das células nervosas e de hormónios, também actua como un “escudo” contra a demanda de água de outras células vitais que normalmente trocam água através de suas membranas celulares. Outras curas:
A depressão, a perda de libido, a fadiga crónica, o lupus, a esclerose múltipla, a distrofia muscular. Todas estas condições podem ser causadas por desidratação prolongada. Se esta for a causa provável, os sintomas se aliviarão, uma vez que o corpo tenha sido hidratado regularmente.
Nestas condições, o exercício muscular deve ser parte do programa de tratamento.
 Agora a pergunta é:
Você está tomando a devida quantidade de água diariamente?

CUIDE DA ALIMENTAÇÃO



Quatro dicas simples para fazer uma 'reeducação' alimentar

Cansado de lutar contra a balança? Está na hora de adotar novos hábitos alimentares.

A melhor forma de conseguir perder peso, manter a linha e seguir um estilo de vida mais saudável é mesmo alterando os hábitos alimentares (e, claro, praticar exercício físico).

A revista Boa Forma falou com a nutricionista Sheila Mustafá e revela no que deve apostar para conseguir fazer uma reeducação alimentar.

1. Beba mais água. Ajuda a eliminar toxinas, equilibra a produção de enzimas digestivas e acelera o metabolismo. Pode ainda apostar em chás e infusões – mas sem açúcar.

2. Passe menos tempo sem comer. Passar muito tempo sem comer resulta em excessos. Faça pequenos lanches a cada três horas para conseguir controlar o açúcar no sangue, combater o vício de comer e aumentar a saciedade. Aposte em frutos secos ou cereais integrais com fruta, por exemplo.

3. Faça refeições coloridas. Quanto mais colorida for a sua refeição, mais vitaminas, minerais, antioxidantes e fitoquímicos estará a ingerir. Alimentos roxos, vermelhos, verde-escuros, amarelos e alaranjados ajudam a manter a saúde e o peso e ainda cuidam da pele e do cabelo.

4. Experimente mais. A cada três dias inclua algo novo no seu menu. Ou então algum alimento que até não gosta mas preparado de uma forma diferente. Surpreenda o seu paladar.