Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

domingo, 28 de junho de 2015

domingo, 21 de junho de 2015

ALIMENTOS COMPROVADAMENTE BONS PARA A SAÚDE

Embora haja muitos mitos acerca dos poderes de produtos naturais para a nossa saúde, eis dados comprovados sobre os seguintes, por ordem alfabética:

Acerola para prevenir gripes

A acerola é a segunda maior fonte de vitamina C e aumenta a imunidade de quem a consome. "A presença da vitamina é importante, pois ela é parte fundamental do mecanismo de proteção do nosso corpo e previne muitas gripes e resfriados", exemplifica Vanderlí Marchiori, nutricionista e secretária geral da Associação Brasileira de Nutrição Desportiva (ABND).

Ameixa japonesa para melhorar a artrite

A fruta concentra substâncias anti-inflamatórias, como o ômega 3, que podem acarretar na melhora da artrite. "Não é um alimento que previne a doença, pois existem questões genéticas que determinam se a pessoa irá desenvolver essa patologia, mas por ter essas substâncias ela pode sim contribuir para uma melhora do paciente", explica Madalena Vallinoti, nutricionista do Personal Diet e diretora do Sindicato de Nutricionistas (SINESP), que ainda destaca que, por mais que a fruta tenha boas propriedades, ela sozinha não é capaz de tratar ninguém Thinkstock.

Ameixa preta para acabar com a prisão de ventre

Madalena Vallinoti, nutricionista do Personal Diet e diretora do Sindicato de Nutricionistas (SINESP), explica que por ter maior concentração de fibras e ácidos orgânicos, a fruta estimula o intestino e melhora eventuais constipações. "As enzimas facilitam a expulsão das fezes porque aceleram os movimentos intestinais", completa Vanderlí Marchiori, nutricionista e secretária geral da Associação Brasileira de Nutrição Desportiva (ABND).

Banana acaba com câimbras

Rica em potássio e carboidrato, o consumo de banana ajuda a manter as contrações musculares equilibradas. "O alimento também tem magnésio, que relaxa a musculatura e precisa estar em equilíbrio com o cálcio, que contrai o músculo. Por isso, para não ter câimbra, também é preciso ter equilíbrio entre as concentrações de cálcio e magnésio", explica Madalena Vallinoti, nutricionista do Personal Diet e diretora do Sindicato de Nutricionistas (SINESP).

Beringela para diminuir o colesterol

Por ter alta concentração de fibras e presença de substâncias bioativas, como a antocianidinas, o consumo da berinjela é importante para quem quer diminuir os níveis de LDL, colesterol ruim, no sangue. "Por ter muitas fibras solúveis, ela carrega a gordura para o intestino, que a elimina com as fezes, dessa maneira ajuda a diminuir a absorção de colesterol e gordura", explica Madalena Vallinoti, nutricionista do Personal Diet e directora do Sindicato de Nutricionistas.

Cebola para prevenir o câncer de mama

Em pesquisa realizada na Faculdade de Medicina de Besançon, na França, 345 pacientes que foram diagnosticadas com câncer de mama realizaram um questionário sobre a frequência com que consumiam alguns alimentos, além de escrever um diário com tudo o que comeram por seis dias. A pesquisa revelou que os riscos de desenvolver a doença eram menores para quem consumia cebola. "O alimento tem substâncias bioflavanóides que atuam junto com a vitamina C e tem ação anti-oxidante, isto é, combate os radicais livres que envelhecem as células e previnem uma série de doenças", explica Madalena Vallinoti, diretora do Sindicato de Nutricionistas.

Cenoura para bronzeamento

Por conter betacaroteno, uma substância que a ajuda a sintetizar a melanina que dá a cor a nossa pele, comer cenoura ajuda no bronzeamento. "Se uma pessoa consome regularmente o vegetal e depois de um tempo passa a tomar mais sol, a síntese aumenta e isso faz com que a pessoa consiga absorver os raios solares na pele. A cenoura também ajuda a fixar o bronzeado", destaca Madalena Vallinoti, nutricionista do Personal Diet e diretora do Sindicato de Nutricionistas (SINESP).

Chá de barba de milho para tratar o rim

Por possuir um conjunto de fitoquímicos que estimulam a função renal, ele é diurético e bom para o rim. "Tomar duas xícaras desse chá por dia já faz a diferença para quem está com algum problema no órgão", explica Vanderlí Marchiori, nutricionista e secretária geral da Associação Brasileira de Nutrição Desportiva.

Chá de boldo para tratar o fígado

Segundo pesquisa publicada na Revista Brasileira de Farmacognosia, o chá de boldo é rapidamente absorvido, instala-se no fígado e ajuda a evitar o acúmulo de gordura. "Quem bebe frequentemente e em grandes quantidades acumula gordura no fígado e isso faz mal para o organismo", explica Madalena Vallinoti, nutricionista do Personal Diet e diretora do Sindicato de Nutricionistas (SINESP). A nutricionista, entretanto afirma que não adianta tomar muitas xícaras da bebida para curar a ressaca. "O ideal é tomar no máximo duas xícaras", ensina ela.

Chá de pata de vaca para abaixar a glicemia

De acordo com a Revista Eletrônica de Farmácias, a folha da planta Bauhinia forficata se mostrou eficiente como terapia complementar aos diabéticos em diversos estudos, pois abaixa a glicemia. Seu uso é indicado especialmente para os diabéticos tipo 2, que não tomam insulina. Vanderlí Marchiori, nutricionista e secretária geral da Associação Brasileira de Nutrição Desportiva (ABND), adverte que o consumo do chá não deve ser consumido sem orientação especializada, pois em combinação com os remédios antidiabéticos e a insulina pode causar hipoglicemia.

Leite fermentado para combater a diarreia

O leite fermentado tem lactobacilos responsáveis por repovoar o intestino de microorganismos que fazem bem para o funcionamento da flora intestinal. "Quando se toma um antibiótico, por exemplo, ele não destrói só o microorganismo que causa a doença, ele também acaba com alguns que são bons, portanto o leite fermentado ajuda a manter esse equilíbrio", explica Madalena Vallinoti, nutricionista do Personal Diet e diretora do Sindicato de Nutricionistas (SINESP). Ela indica o uso contínuo da bebida, pois mantém a parede intestinal mais saudável.

Linhaça para combater o reumatismo

O alimento é fonte de ômega 3 e outras substâncias anti-inflamatórias muito importantes para combater a doença. Mas Madalena Vallinoti, nutricionista do Personal Diet e diretora do Sindicato de Nutricionistas (SINESP), acrescenta, "Não adianta o alimento ter todas as propriedades anti-inflamatórias que podem ajudar no tratamento da doença se a pessoa não tiver alimentação e hábito.

Maçã e goiaba prendem o intestino

As frutas reduzem o trânsito intestinal e retardam o esvaziamento do órgão. "Como elas tem fitoquímicos que retardam o esvaziamento intestinal são muito recomendadas em caso de diarreia. Mas elas não reduzem a formação de fezes, apenas tornam o movimento intestinal mais demorado", explica Vanderlí Marchiori, nutricionista e secretária geral da Associação.

Maracujá como calmante

Os efeitos calmantes do consumo da polpa de maracujá ou chá, na forma de infusão de folhas, já são conhecidos pela ciência. Entretanto, o consumo deve ser moderado, sem doses exageradas, e não é indicado para quem tem pressão sanguínea baixa. Além de ser calmante, a fruta é diurética, rica em vitamina C e sua casca também pode ajudar no tratamento de outras doenças. "A casca pode ser seca e torrada para depois ser acrescentada na alimentação, pois as fibras ajudam a diminuir níveis de glicose e colesterol no sangue", explica Madalena Vallinoti, nutricionista do Personal Diet e diretora do Sindicato de Nutricionistas (SINESP).

Tomate para prevenir câncer próstata

Alimentos ricos em caroteno, como o tomate (que possui licopeno), são associados a um risco menor de desenvolver câncer de próstata. Madalena Vallinoti, diretora do Sindicato de Nutricionistas (SINESP), destaca que como o caroteno é uma pró-vitamina A lipossolúvel (solúvel em gordura) deve ser consumido com uma fonte de gordura, como o azeite de oliva extra virgem, para melhorar a absorção do composto pelo corpo. Vanderlí Marchiori, nutricionista e secretária geral da Associação Brasileira de Nutrição Desportiva (ABND), recomenda triturar o tomate orgânico, fervê-lo por dez minutos e beber 50 ml todos os dias.

sexta-feira, 19 de junho de 2015

DEPRESSÃO NO IDOSO



DEPRESSÃO ACUDIDA A TEMPO É REVERSÍVEL, NÃO DESANIMAR COM OS EFEITOS COLATERAIS DO INICIO DO TRATAMENTO.
EFEITO APÓS A TERCEIRA SEMANA...

BEBER ÀS REFEIÇÕES


Deve ou não beber água às refeições?
08:40 - 18 de Junho de 2015 | Por Notícias ao Minuto

Muita gente acredita que beber água, ou outras bebidas, durante as refeições faz mal. Um médico e professor de medicina explica que esta ideia não é verdade.

Há quem defenda que beber durante as refeições, água ou outras bebidas, dilui o ácido biliar e do estômago necessário para ‘separar’ e absorver os nutrientes. Roshini Rajapaksa, médico e professor de medicina na Universidade de Nova Iorque, explicou à Health que isto é um mito.

Na verdade, como defende o médico, deve ter sempre um copo de água à mesa durante as refeições. “Beber água ajuda o seu estômago a liquefazer a comida, que ajuda na digestão e absorção dos nutrientes”.

Beber água às refeições pode também ajudá-lo a prevenir a obstipação e a barriga inchada, mantendo o aparelho digestivo lubrificado.

Além disso, pode ajudá-lo a manter o peso porque a água dá-lhe a sensação de saciedade mais rapidamente e também o ajuda a fazer pausas enquanto está a comer, fazendo-o abrandar os sinais de fome.

quinta-feira, 18 de junho de 2015

UMA TABELA PARA TER À MÃO

UMA TABELA PARA TER À MÃO.
Profª Lucieli Neves
 Maçã
Protege o seu coração
Evita  constipação
Bloqueia a diarreia
Melhora  capacidade dos pulmões
Amortece as articulações
Damasco
Previne o câncer
Controla a pressão arterial
Protege a sua visão
Protege contra a doença de Alzheimer
Retarda o envelhecimento
Alcachofra
Ajuda na digestão
Baixa o colesterol
Protege o seu coração
Estabiliza o açúcar no sangue
Protege contra doenças do fígado
Abacate
Combate as diabetes
Baixa o colesterol
Previne as tromboses AVC
Controla pressão arterial
Suaviza a pele
Banana
Protege o seu coração
Atenua a tosse
Fortalece os ossos
Controla a pressão arterial
Bloqueia a diarreia
Feijão
Evita constipações
Atenua a hemorróida
Baixa o colesterol
Previne o câncer
Estabiliza o açúcar no sangue
Beterraba
Controla a pressão arterial
Previne o câncer
Fortalece os ossos
Protege o seu coração
Ajuda a perder peso
Baga de Mirtilho
Previne o câncer
Protege o seu coração
Estabiliza o açúcar no sangue
Estimula a memória
Evita a Constipação
Brócolos
Fortalece os Ossos
Protege a Visão
Previne o câncer
Protege o seu coração
Controla a pressão arterial
Couve
Previne o câncer
Evita a prisão ventre
Ajuda a perder peso
Protege o seu coração
Atenua a hemorróida
Melão
Protege a Visão
Controla a pressão arterial
Baixa o colesterol
Previne o câncer
Fortalece o sistema imunológico
Cenoura
Protege a Visão
Protege o seu coração
Evita a prisão de ventre
Previne o câncer
Ajuda a perder peso
Couve-Flor
Previne o câncer da Próstata
Previne o câncer da Mama
Fortalece os ossos
Elimina escoriações
Previne a doença do coração
Cereja
Protege o seu Coração
Previne o câncer
Acaba com as insônias
Tarda o envelhecimento
Protege contra a doença de Alzheimer
Castanha
Ajuda a perder peso
Protege o seu coração
Baixa o colesterol
Previne o câncer
Controla a pressão arterial
Pimentão picante
Ajuda na digestão
Suaviza as dores da garganta
Remove abscessos
Previne o  câncer
Fortalece o sistema imunológico
Figo
Ajuda a perder peso
Previne as tromboses AVC
Baixa o colesterol
Previne o câncer
Controla a pressão arterial
Peixe
Protege o seu coração
Estimula a memória
Protege o seu coração
Previne o câncer
Fortalece o sistema imunológico
Linho
Ajuda a digestão
Combate as diabetes
Protege o seu coração
Fortalece o cérebro
Fortalece o sistema imunológico
Alho
Baixa o colesterol
Controla a pressão arterial
Previne o câncer
Mata  bactérias
Combate Fungos
Toranja
Protege contra ataques cardíacos
Promove a perda de peso
Previne as tromboses AVC
Previne o  câncer da Próstata
Baixa o colesterol
Uva
Protege a Visão
Previne pedra nos rins
Previne o câncer
Aumenta o fluxo de sangue
Protege o seu coração
Chá Verde
Previne o  câncer
Protege o seu coração
Previne as tromboses AVC
Ajuda a perder peso
Mata bactérias
Mel
Cura Feridas
Ajuda a digestão
Previne contra Úlceras
Aumenta a energia
Combate alergias
Limão
Previne o câncer
Protege o seu coração
Controla a pressão arterial
Suaviza a pele
Elimina o escorbuto
Lima
Previne o câncer
Protege o seu coração
Controla a pressão arterial
Suaviza a pele
Elimina o escorbuto
Manga
Previne o câncer
Estimula a memória
Regula a tiróide
Ajuda na digestão
Protege contra a doença de Alzheimer
Cogumelo
Controla a pressão arterial
Baixa o colesterol
Mata bactérias
Previne o câncer
Fortalece os ossos
Aveia
Baixa o colesterol
Previne o câncer
Combate a  diabetes
Evita constipação
Suaviza a pele
Azeite doce
Protege o seu coração
Ajuda a perder peso
Previne o câncer
Combate a diabetes
Suaviza a pele
Cebola
Reduz  risco de ataque cardíaco
Previne o câncer
Mata bactérias
Baixa o colesterol
Combate Fungos
Laranjas
Fortalece o sistema imunológico
Previne o câncer
Protege o seu coração
Favorece a respiração
Elimina o escorbuto
Peras
Evita a Constipação
Previne o câncer
Previne as tromboses AVC
Ajuda a digestão

Ananás
Fortalece os ossos
Alivia a febre
Ajuda a digestão
Bloqueia a diarreia

Ameixas
Tarda o envelhecimento
Evita Constipação
Estimula a memória
Baixa o colesterol
Protege contra doença do coração
Arroz
Protege o seu coração
Combate a diabetes
Previne pedra nos rins
Previne o câncer
Previne as tromboses AVC
Morango
Previne o câncer
Protege o seu coração
Estimula a memória
Acalma o  stress

Batata doce
Protege a sua Visão
Levanta a disposição
Combate o câncer
Fortalece os ossos

Tomate
Previne o  câncer na próstata
Previne o câncer
Baixa o colesterol
Protege o seu Coração

Nozes
Baixa o colesterol
Previne o câncer
Estimula a memória
Melhora a disposição
Protege contra doenças do coração
Água
Ajuda a perder peso
Previne o câncer
Previne pedra nos rins
Suaviza a pele

Melancia
Previne o câncer na próstata
Promove a perda de peso
Baixa o colesterol





IDOSOS PRECISAM DE SOLIDARIEDADE



Tenho ido visitar pessoa amiga internada numa Casa de Repouso em CASCAIS e saio sempre preocupado, com as condições do fim da vida de muita gente que, embora se encontre num lar com pessoal carinhoso e eficiente, vive abandonada pelos familiares e amigos que o esqueceram. Há pessoas muito deficientes e afastadas do mundo real, que precisam de receber visitas frequentes de familiares e de amigos.

Por seu lado, as comunicações dos residentes entre si raramente são animadoras, dado o seu estado de saúde mental e desgaste psíquico agravado pelas saudades dos seus anteriores «amigos» conhecidos e familiares que deixaram de lhes dar o indispensável afecto e carinho.

Muitas pessoas que conhecem um destes idosos a quem dirigiam palavras amáveis, de ocasião, provam agora que não sentiam por eles um mínimo de afecto, de amizade. Por vezes, perguntam por eles no café ou no restaurante onde os encontravam, mas não dão um passo para fazer um gesto, um carinho, um afago que anime e melhore a qualidade de vida psíquica da pessoa de quem era suposto serem amigas. Não interessa levar uma guloseima, mas é importante dizer uma palavra amiga, fazer uma carícia na mão ou na face, o que não custa dinheiro. Mesmo quem trabalha o dia inteiro, pode fazer isso, ocasionalmente, depois do trabalho ou no fim-de-semana.

A SOCIEDADE É POUCO SOLIDÁRIA E OS IDOSOS SÃO OS MAIS PENALIZADOS POR ISSO. PENSEMOS NAQUILO QUE GOSTAREMOS DE SENTIR QUANDO ESTIVERMOS EM SITUAÇÃO SEMELHANTE.

Não custa muito, num momento mais livre, comunicar com um conhecido que esteja solitário em casa ou internado num lar e transmitir-lhe uma palavra de conforto, de amizade, de afecto que o ajude a enfrentar com mais ânimo as suas dificuldades. E, numa visita a uma casa de repouso ou lar, procurar transmitir afecto também a outros residentes.

É preciso alertar na Internet as pessoas para tal necessidade de solidariedade. Devemos procurar melhorar a afectividade da humanidade.

CHOCOLATE REDUZ RISCO DE AVC



Sabe quantos gramas de chocolate deve consumir por dia?
 Visão. 11:03 Terça feira, 16 de Junho de 2015

Uma investigação analisou a saúde e o consumo de chocolate de quase 21 mil adultos e chegou a uma quantidade diária que diminui significativamente o risco de doenças cardíacas e AVC

Os investigadores da Universidade escocesa de Aberdeen descobriram que os participantes que consumiam mais chocolate viam reduzido em 23% o risco de AVC, em comparação com os que não comiam nenhum. E por "mais chocolate" entenda-se cerca de 100 gramas por dia (uma tablete média). Essa dose revelou ainda equivaler a um risco 11% inferior de doenças cardiovasculares e a uma redução em 25% do risco de morte a elas associada.

O estudo faz parte de uma análise ainda em curso sobre o impacto da dieta na saúde, a longo prazo, de 21 mil homens e mulheres em Norfolk, Reimo Unido. Destes, um em cada cinco afirmou não consumir chocolate, mas entre os que disseram consumir foram relatadas doses diárias entre os 7 e os 100 gramas. Quando ao tipo de chocolate consumido, o de leite foi o mencionado com maior frequência. "O nosso estudo concluiu que cada vez mais provas sugerem que o consumo mais elevado de chocolate está associado a um risco inferior de acontecimentos cardiovasculares no futuro", afirma o professor Phyo Myint, da Universidade de Aberdeen.

"A mensagem que tiro deste estudo é que se tem um peso saudável, então, comer chocolate (com moderação) não aumenta o risco de doença cardíaca e pode até ter benefícios", conclui, por seu lado, Tim Chico, cardiologista e professor na Universidade de Sheffield.

O TEU FÍGADO

segunda-feira, 15 de junho de 2015

ALIMENTAR CRIANÇAS DIFÍCEIS


O seu filho é 'esquisito' com a comida? Saiba o que fazer
Por Notícias Ao Minuto

 Rejeitar legumes e a fruta é frequente entre os mais pequenos, mas selectividade alimentar pode ter várias origens e diferentes graus. Há crianças que só comem alimentos brancos e outros que rejeitam os sólidos e só aceitam papas, iogurtes e purés.

Face à recusa dos filhos em comer determinados alimentos, muito pais acabam por fazer as vontades à criança. Se, por um lado, a frustração na hora das refeições só piora o problema, as necessidades nutricionais não podem ser ignoradas.

O que fazer para evitar e corrigir este problema? Em entrevista ao Jornal de Notícias, a pediatra Carla Rêgo, especializada em nutrição infantil, deixa algumas dicas:

1. No final da refeição, nunca substituir os alimentos que a criança se recusou a comer por outros, só porque são mais do seu agrado;

2. Evitar ameaças, castigos e um clima de ansiedade e preocupação. “As refeições deixam de ser um momento natural e passam a ter uma carga emocional”, explica;

3. A família deve sentar-se à mesa junta e falar de assuntos não-relacionados com comida, num ambiente descontraído;

4. O prato principal da criança deve conter os mesmos alimentos que o prato dos pais, mas estes podem ser apresentados de forma mais apelativa: em forma de animais, por exemplo;

5. A prevenção pode ser feita logo à nascença, com a amamentação: O leite materno vai variando consoante a alimentação da mãe e o bebé habitua-se às alterações no sabor;

6. A uma criança que só come batatas fritas [por exemplo], os pais devem apresentar outros alimentos e privar de batatas fritas”, recomenda ainda a especialista

domingo, 14 de junho de 2015

OITO PROBLEMAS DE SAÚDE NO VERÃO


Os oito problemas de saúde mais comuns no verão e cuidados a ter

No verão não são apenas os escaldões que prejudicam a saúde, existem outras complicações que podem mesmo estragar as férias.

O site Healthista falou com o médico Deyo Famuboni e listou aqueles que são os oitos problemas de saúde mais comuns no verão e que são muitas vezes desvalorizados.

1. Irritações nos olhos: Os óculos de sol podem não ser suficientes para a protecção dos olhos durante o verão. Mesmo que estejam colocados, os raios ultravioletas, as poeiras, pólenes e até mesmo cloro da água das piscinas podem causar serias irritações, como é o caso da inflamação na córnea ou conjuntivite.
Em ambos os casos, diz a publicação, os sintomas passam por dores e visão nublada.

2. Intoxicação alimentar: É no verão que os jantares de família e entre amigos mais acontecem, mas é também nesta estação do ano que as indisposições são mais frequentes. Entre comidas menos frescas ou escolhas menos adequadas para a temperatura ambiente, as intoxicações alimentares podem estragar uma viagem, principalmente se for ao estrangeiro e os níveis de higiene não estiverem assegurados.
Os sintomas passam por cólicas, enjoos, diarreia e vómitos. A hidratação é fundamental para controlar o mau estar e limpar o organismo.

3. Otites: O calor pede muitas idas à água mas os mergulhos mal calculados ou as ondas mais agressivas podem provocar vários problemas nos ouvidos.
Segundo o médico, a entrada de água nos ouvidos causa dores e zumbidos, podendo mesmo provocar dores de cabeça. Para prevenir esta situação, é recomendado o uso de tampões e a limpeza dos ouvidos após os mergulhos.

4. Febre dos fenos: Comum nos dias em que os níveis de pólen estão mais elevados, esta doença começa por parecer uma mera alergia mas pode mesmo acabar no aparecimento de eczemas.
Tossir, assoar, comichões, dores de cabeça e cansaço são alguns dos sintomas da febre dos fenos, uma doença muito comum no Reino Unido durante o verão, diz o Healthista.

5. Insolação: A exposição excessiva ao sol e sem protecção provoca queimaduras banalmente chamadas de ‘escaldões’. Contudo, esta situação (muito comum no verão) é extremamente agressiva para a pele, podendo dar azo a infecções e, nos casos mais graves, ao aparecimento de cancro na pele.
Os sintomas passam pela pele vermelha e quente. Os escaldões podem provocar suores frios, dores, cansaço, náusea, dores de cabeça, febre e confusão.

6. Doença de Lyme: As idas ao campo podem ser óptimas para relaxar mas podem também ser propícias a infecções bacterianas como a doença de Lyme. Transmitida por carrapatos, esta doença pode ser das mais graves a acontecer no verão.
Os sintomas passam por inchaço no local da picada e dores nas articulações, podem ainda ocorrer sintomas gripais, febre, calafrios e dores de cabeça. Contudo, a transmissão apenas acontece se o carrapato estiver em contacto com a pele da pessoa pelo menos 36 horas.

7. Exaustão por calor: O calor provoca desidratação e temperaturas elevadas no corpo, que levam a que a pessoa se sinta cansada e sem forças. A hidratação, mais uma vez, é fundamental para manter o corpo com a temperatura ideal.
Além disso, o exercício físico nos dias de calor deve ser moderado.

8. Erupções cutâneas: Seja por insulações, picadas de mosquitos ou eczemas provocados por irritações, as erupções cutâneas são comuns e podem provocar outros problemas dermatológicos.

terça-feira, 2 de junho de 2015

LAVE OS DENTES. NUNCA ESQUEÇA



Higiene oral Não lavar os dentes pode causar Alzheimer e Diabetes
Por Notícias Ao Minuto 02 de Junho de 2015

Uma má higiene oral pode ser fatal para o sistema imunológico e, por isso, dar azo às mais variadas e inesperadas doenças.

Lavar os dentes é e deve continuar a ser um hábito diário obrigatório e repetido duas a três vezes por dia. Pela sua saúde.

Quem o diz é o Iain Chapple, da Faculdade de Odontologia da Universidade de Birmingham, que após uma série de testes revela que não lavar os dentes pode ser fatal para a saúde. Duas semanas sem o fazer é o suficiente para o sistema imunológico ficar danificado e dar azo a várias doenças e problemas crónicos. No laboratório, conta o Daily Mail, este docente comprovou que não lavar os dentes origina problemas na saúde bocal (como infeções nas gengivas ou a doença periodontal – doença infecto-inflamatória) que, por seu turno, fazem com que os glóbulos brancos fiquem mais fracos e menos eficazes no combate a infeções, dando origem a inflamações (termo clinico usado para a reação – muitas vezes visível – que o corpo tem à infeção).

Os testes levados a cabo por Chapple parecem exagerados por se basearem em duas semanas de má higiene oral, mas o docente da Universidade de Birmingham defende que não lavar os dentes diariamente (leia-se, todos os dias consecutivos) é igualmente prejudicial uma vez que obriga o corpo a estar em constante reação a infeções e danos crónicos.

Esta constante tarefa de defesa contra infeções não só enfraquece o sistema imunológico e a capacidade de o corpo se proteger contra inflamações, como pode desencadear danos em cadeia para a saúde em geral: doenças cardíacas, Diabetes tipo 2, demência, Alzheimer, acidentes vasculares cerebrais e cancro, lê-se no Daily Mail.