Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

terça-feira, 19 de junho de 2018

CINCO FLORES ASSASSINAS

Cinco flores assassinas
As flores são belas e românticas.
São usadas desde sempre para demonstrações de amor e carinho... Isso você já sabia, claro!
Mas, como sempre acontece com tudo na vida, existe um outro lado:
as flores podem ser venenosas, tóxicas a ponto de matar!
Inclusive, uma dessas "plantinhas" conseguiria até matar sua vizinhança inteira!
Acredite, não é exagero.

Veja nossa lista com o ranking das 5 flores mais perigosas que você com certeza já teve, ou ainda tem em sua casa.

5° lugar – ANTÚRIO


O antúrio é muito tradicional no paisagismo. Quem nunca viu uma dessas na casa da avó? Exótica, tropical... e altamente tóxica! Se ingerida por humanos, pode causar vómitos, dificuldade de engolir, lesões na boca, na faringe e na laringe e asfixia. São muito perigosas principalmente para crianças e animais domésticos.

4º lugar – HORTÊNSIAS~


Podemos encontra-las facilmente por aí!
O que a maioria não desconfiava é que esta flor é venenosa e pode causar dores de barriga, vômitos e em casos mais graves convulsões e até coma (!).
Mantenha crianças e animais longe dela.

3° lugar – AZÁLIAS


Passamos ao lado delas todos os dias.
Elas estão em quase todos os jardins e praças pela cidade.
E também estão na lista das flores assassinas!
Se ingeridas podem causar problemas digestivos, hipertensão ou hipotensão cardíaca, resultando em diminuição da frequência cardíaca e arritmias.

2° lugar - O LOENDRO (ou REDODENDRO)


Linda e perigosíssima.
Pode destruir (literalmente) seu coração se ingerida. E não estamos falando de efeitos menores, em crianças ou animais pequenos...
Os estudos de toxicidade foram feitos baseando-se em uma pessoa adulta de 80 Kg!
Os efeitos principais são: sonolência, fortes dores abdominais, pulsação acelerada, diarreia, vertigem, falta de ar, irritação da boca, náusea, vômitos, e não para por aí...pode deixar uma pessoa adulta em coma e até matar, isso com uma única folha!!

Você deve agora estar a perguntar o que pode ser mais mortífero do que o nosso 2° lugar, não é mesmo?
O nosso 1° lugar é praticamente uma arma de destruição em massa!
Sim, ela não mata uma única pessoa, ela consegue matar um grupo inteiro em um ataque coordenado que funciona quase como um exército!!!! Veja a terrível "bomba atómica" das flores:

1° lugar – ACÁCIA


Uma assassina em massa super especializada.
A acácia desenvolveu uma estratégia para matar não só um, mas um grupo inteiro!
Caso seja ameaçada, por um grupo de antílopes por exemplo, suas folhas liberam gás etileno que servem de alarme para que outras acácias nos arredores percebam que existe ameaça.
Assim, todas se juntam em um contra ataque devastador e começam a produzir tanino em quantidade suficiente para matar todo o grupo! Essa planta segue à risca o velho ditado: "A união faz a força"...

QUEIMADURA SOLAR

Como cuidar da pele após uma queimadura solar?
180619. Por Mariana Botelho

Prevenir as queimaduras do sol, sempre. Ainda assim, sabemos que os acidentes do género acabam por acontecer.


© iStock

Com a chegada do bom tempo, aumentam as idas à praia, redobram-se os cuidados com o sol e mudam-se as rotinas de higiene e beleza, que passa a ter em conta a proteção contra os raios UV e a necessidade de maior hidratação da pele.

Por muito que conheça os cuidados a ter para com o sol, há sempre os casos em que a exposição ao sol acaba por ser em excesso e resulta em queimaduras que obrigam a um cuidado imediato e certeiro, contro o risco de ficar com marcas deste acidente.

Sobre o caso, o The Independent alerta para a importância se se atentar os ingredientes presentes no after sun já que há casos em que a composição deste produto, quando aplicado na pele, faz ainda mais mal do que a própria queimadura solar.

São os óleos presentes em muitos after sun os ‘culpados’ que em contato com a pele quente, resultante da queimadura, geram uma pequena ebulição que danifica a pele. Também os químicos em excesso, ou própria fragrância, tendem a irritar a pele que está demasiado sensível.

Por isso, uma alternativa mais segura e natural passa por gel de aloe vera, que garante um efeito refrescante imediato. Segundo os especialistas, quanto mais puro o gel, melhor. Desta forma, evitam-se eventuais irritações.

Além disso, o formato gel permite que o calor seja libertado em vez de o reter, como acontece com outros cremes hidratantes.

sábado, 16 de junho de 2018

FORTALECER O CORAÇÃO

Com estes oito simples conselhos vai fortalecer o coração
180616. Por Lusa

A sua saúde cardiovascular pode sofrer bastante com maus hábitos

As doenças cardiovasculares são uma das primeiras causas de morte atualmente. Seja por causa de vícios que prejudicam o coração, como o consumo de tabaco, por sedentarismo ou por má alimentação, vários são os riscos a que está sujeito o coração com o estilo de vida que atualmente levamos.

A boa notícia é que o coração pode ganhar muita mais saúde se se adotar um. A Sociedade Portuguesa de Cardiologia aponta oito simples formas de o conseguir.

1.Consumir alimentos ricos em cálcio - É muito melhor obter cálcio direto dos alimentos do que através de suplementos alimentares. Basta garantir que estes alimentos façam parte da sua alimentação: Vegetais como espinafres, couve, rúcula, e bróculos, queijo com baixo teor de gordura, derivados de soja, feijão, amêndoas, figos e salmão

2.Não se esqueça dos antioxidantes - Antioxidantes são muito necessários para o organismo em geral e para o nosso coração. Consuma a quantidade suficiente para reduzir o risco de acidente vascular cerebral. Consegue-o de forma natural se aumentar o consumo de amoras, chá verde, frutas, vegetais, chocolate amargo, alcachofra e lentilhas.

3.Fazer a dieta mediterrânea - Existem vários tipos de dietas do mundo, mas a mediterrânea é uma das mais indicadas para fortalecer o coração. Baseia-se nos alimentos recomendados para obter nutrientes vitais, entre os quais se destacam frutas e vegetais da estação, fontes de gordura saudável (como o azeite), oleaginosas, e proteínas, como peixes e diversos tipos de carne.

4.Cozinhar com ervas e especiarias - A utilização de especiarias pode substituir o sal de mesa, o que reduz o risco de pressão arterial elevada. Além disso, há ervas que contam com bastantes antioxidantes como orégãos, endro, tomilho, alecrim e hortelã.

5.Aumentar o consumo de potássio - Desta forma vai reduzir o risco de complicações cardíacas. Para fortalecer o coração é melhor consumi-lo diretamente de das fontes naturais. São elas a banana, bróculos, batata, tomate, abóbora e damascos

6.Faça exercício regularmente - Ser ativo irá ajudá-lo a fortalecer o coração, pois ganha resistência cardiovascular, o que resulta numa redução considerável do risco de ataques cardíacos. Entre os exercícios que são recomendados estão a caminhada e corrida. A frequência mínima recomendada é de 30 minutos, três vezes por semana. Para quem não gosta, experimente yoga, natação ou taichi.

7.Coma mais nozes - As nozes são ricas em antioxidantes e oferecem mais benefícios para o coração relativamente a outros frutos secos como amêndoas, amendoins e pistachios. A dose diária recomendada é de um punhado, ou seja, entre 5 a 8 nozes por dia.

8.Trabalhe e seja feliz - Levar uma vida stressante leva-o ao limite. É certo que não podemos estar sempre felizes, mas também não nos podemos concentrar apenas no lado negativo da vida.

sexta-feira, 15 de junho de 2018

PROTEGER-SE DO CALOR

Vem aí muito calor. DGS deixa conselhos para se proteger
180615. Por Lusa

A Direção-Geral da Saúde (DGS) alerta para a previsão de temperaturas elevadas nos próximos dias e recorda que o calor pode ter efeitos negativos na saúde e que a população se deve hidratar e manter as casas frescas.

Numa informação colocada no 'site', a DGS recorda que a exposição ao calor intenso pode ter efeitos negativos na saúde, como a desidratação e outras complicações que podem ser evitadas e que "a reação de cada pessoa à temperatura e os seus efeitos na saúde podem ser diferentes".

Para proteger a saúde, a DGS recomenda que, durante os dias mais quentes, a população se mantenha hidratada, se proteja do calor, mantenha a casa fresca e fique em contacto e atento aos outros.

Recomenda ainda especial atenção, entre outros grupos, aos doentes crónicos, crianças, idosos e pessoas com mobilidade reduzida e aconselha a população a evitar zonas de poluição elevada, lembrando que "as temperaturas elevadas e a poluição do ar estão muitas vezes associadas".

"Sempre que trabalhar ou tiver alguma atividade no exterior faça-o acompanhado porque em situações de calor extremo poderá ficar confuso ou perder a consciência", alerta ainda a DGS.

Para manter a hidratação, a DGS recomenda que se beba água mesmo quando não se tem sede, que se evite bebidas alcoólicas e bebidas com muito açúcar e que se faça refeições frias e leves, comendo mais vezes ao dia e evitando refeições muito quentes e muito condimentadas.

Aconselha ainda a que se evite a exposição direta ao sol, especialmente entre as 11:00 e as 17:00, e as atividades físicas no exterior, principalmente nos horários mais quentes.

No exterior, recomenda à população que procure locais à sombra e frescos, use roupas leves, claras e soltas, chapéu e óculos com proteção contra a radiação UVA e UVB.

Aconselha ainda o uso de protetor solar com índice de proteção igual ou maior do que 30 sempre que se estiver ao ar livre, renovando a aplicação a cada duas horas.

Para evitar que as casas aqueçam demasiado, a DGS recomenda que, nos horários de maior calor, se corram as persianas ou portadas e, ao entardecer, quando a temperatura exterior for mais baixa do que a interior, se deixe que o ar circular pela casa.

Massa de ar quente trará noites tropicais

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje uma subida das temperaturas mínimas e vento forte na faixa costeira ocidental e nas terras altas, indicando ainda que uma massa de ar quente vai chegar a Portugal no fim de semana e fazer subir os termómetros, que se podem aproximar dos 40 graus no interior do Alentejo, e trazer noites tropicais.

Esta sexta-feira temperaturas máximas vão chegar aos 33 graus em Évora e Beja, 32 em Castelo Branco, 31 em Faro e 30 em Portalegre.

Abaixo da faixa dos 30 graus de máxima estão cidades como Bragança (29), Braga e Vila Real (28), Santarém (27), Sines e Viseu (26), Lisboa (24), Coimbra (23), Viana do Castelo (22), Leiria e Porto (21).

quarta-feira, 13 de junho de 2018

FACILITAR A EVACUAÇÃO

A importância da postura correta na evacuação intestinal
15 DE MAIO DE 2018 / GRAOAGRAOSITE

Estamos no paleolítico, período pré-histórico onde a agricultura ainda não era praticada. Altura em que os Homens, movidos pela necessidade, precisavam de caçar, de pescar e de colher para se alimentarem. Tinham uma alimentação à base de animais de pequeno porte (carne e peixe), de frutos, sementes, folhas, raízes e outras espécies vegetais.

19371289_WrfU9

 Ser PALEO é adotar um estilo de vida saudável, onde nos aproximemos o máximo possível do regime alimentar e dos hábitos, do qual a nossa espécie está geneticamente adaptada.

Para além da alimentação, a civilização moderna foi gradualmente alterando outros hábitos, alguns deles implicando graves distúrbios no ser humano. A industrialização em massa das sanitas está directamente ligada ao aparecimento de algumas doenças como a obstipação e hemorróidas.

Numa era onde é imprescindível sermos criteriosos na informação e na qualidade da mesma, este artigo providenciar-lhe-á alguns tópicos relevantes sobre algo que não é comummente utilizado como tema de conversa: a sua sanita e os malefícios associados à sua utilização.

Antes da introdução da água canalizada na era moderna, grande parte da população mundial evacuava de cócoras, sendo que alguns países asiáticos e africanos ainda evacuam nessa posição, através da utilização das latrinas. Durante milhares de anos o ser humano fê-lo na posição de cócoras e não é por acaso que nesses países a incidência de problemas intestinais, tais como a prisão de ventre ou as hemorroidas são praticamente inexistentes.

Diversos estudos médicos demonstram que as sanitas estão relacionadas com o aparecimento de diversas doenças intestinais. Isto acontece porque, anatomicamente, não fomos concebidos para evacuar sentados, mas sim de cócoras.

A posição de cócoras desempenha um papel determinante nos processos de evacuação e de esvaziamento completo do intestino por uma simples razão: na posição de cócoras, o músculo puborretal (responsável pela continência intestinal humana) relaxa totalmente permitindo assim uma evacuação sem esforço, mais rápida e completa.