sábado, 26 de janeiro de 2019

HÁ CANCROS QUE NÂO DEVEM SER OPERADOS

Há cancros que não precisam ser operados

O Prof.Sobrinho Simões alerta para diagnóstico de cancros que se deviam "deixar sossegados" ...



O patologista Sobrinho Simões alertou hoje que se diagnosticam demasiados cancros que que se deviam "deixar sossegados", sobretudo nos idosos, colocando os doentes num ciclo de tratamentos sem benefícios reais, ressalvando que continua a ser essencial o rastreio precoce.

Falando à agência Lusa à margem de uma palestra promovida pelo International Club de Portugal, Manuel Sobrinho Simões afirmou que "a maluqueira quer de doentes quer de alguns médicos é que está a dar mau resultado", sobretudo nos cancros da tiróide, mama e próstata, "de longe os que têm mais sobre diagnóstico".

"Estamos a fazer diagnósticos de cancros muito pequeninos, que não iam dar chatices" porque não conseguiriam desenvolver-se no tempo de vida restante das pessoas, a maior parte delas idosas, salientou.

Colocando-as no ciclo de tratamentos como a radiologia, os médicos estão, nesses casos, a "desgraçar os doentes", considerou, defendendo que cabe aos médicos serem razoáveis quando as pessoas os procuram para ir numa "caça ao cancro".

Quando um médico fala de cancro a um doente, "é difícil, depois de começar o processo", dizer-lhe depois que o cancro que se detectou é demasiado pequeno para justificar tratamento, reconheceu.

O investigador português, considerado um dos patologistas mais influentes no mundo, defendeu, no entanto, a necessidade de continuar a fazer-se rastreios à população, essenciais para o diagnóstico precoce: "isso é importantíssimo", reforçou.

Só que "há cancros muito agressivos e outros pouco agressivos", destacou.
Num país como a Coreia do Sul, começou a rastrear-se o cancro da tiróide, que passou para quarto tipo de cancro mais frequente, accionando tratamentos e extracções da tiróide que são "caríssimos para o serviço nacional de saúde", mas a mortalidade mantém-se exactamente igual.

Por seu lado, no Japão optou-se por não operar e esperar, repetindo exames anualmente. "Se não crescer, não fazem nada. Têm a mesma mortalidade do que a Coreia do Sul e gastam cem vezes menos", destacou. Manuel Sobrinho Simões afirmou perante a plateia do International Club que as doenças "ajudaram a apurar a espécie humana porque matavam os menos aptos, ficando os mais inteligentes e os mais capazes", mas que as doenças modernas não ajudam a apurar nada, porque "acontecem mais tarde na vida" e não interferem com a capacidade reprodutiva.

Além do cancro, a obesidade, a sida, a tuberculose e a depressão são reflexos de uma civilização de mamíferos que vivem hoje numa sociedade de abundância mas cujos genes foram moldados por condições extremamente difíceis, frisou.

"Não mudámos nenhum gene nos últimos 100 anos", afirmou, notando que os humanos mantêm o apetite que os seleccionou como espécie de sucesso há centenas de milhares de anos mas humanos a comerem "111 quilos de carne" por ano, como acontece com os portugueses, tem "custos na água, na energia, na saúde, no planeta".

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

6 ALIMENTOS PARA EMAGRECER

Emagreça já! Estas são as seis fontes de proteína mais saudáveis
Saú. 190125. Por Liliana Lopes Monteiro

O processo de emagrecimento pode ser potenciado pelo consumo de uma dieta rica em proteína, promovendo assim a sensação de saciedade e a construção de massa muscular.

© iStock A proteína é um nutriente essencial para o ótimo funcionamento do corpo humano.

Esse composto é fundamental para a formação dos tecidos no organismo e é uma fonte vital de energia. Fontes dietéticas de proteína incluem tanto variedades animais como vegetais: carne, laticínios, ovos e peixe, legumes e frutos secos.
Mas afinal, o que deve comer para incluir proteína suficiente na sua dieta?
O Serviço Nacional de Saúde Britânico (NHS) lista seis alimentos que são altamente proteicos e cujo consumo promete fazer com que se sinta melhor, mais enérgico e inclusive perca peso.

Eis a selecção a incluir na sua lista de compras:

Ovos

- Os ovos são um dos alimentos mais saudáveis e nutritivos;
- As claras são compostas quase na sua totalidade por proteína pura;
- Em média um ovo contém cerca de seis a sete gramas de proteína de alta qualidade.

Amêndoas

- As amêndoas estão repletas de nutrientes extremamente importantes, tais como proteína, fibra, vitamina E, manganés e magnésio;
- Um quarto de uma taça de amêndoas pode ajudá-lo a emagrecer mais rápido do que qualquer outro snack rico em hidratos de carbono complexos;
- Em declarações ao The Sun, a dietista Jessica Jones recomenda que consuma uma mão cheia de amêndoas antes da prática de exercício físico para beneficiar o máximo do treino.

Peito de frango

- De acordo com a publicação Healthline, o frango é uma das fontes mais populares e ricas de proteína;
- Deve ser consumido sem pele para ter maior impacto;
- Em média um peito de frango contém apenas 142 calorias e três gramas de gordura, mas tem uns surpreendentes 26 gramas de proteína – o que equivale a mais de metade da dose diária recomendada.

Aveia

- A aveia é um dos cereais mais saudáveis do planeta, diz a Healthline;
- Para além deste alimento ser rico em proteína, está repleto de fibra, magnésio, manganês, vitamina B1 e outros nutrientes;
- A aveia é ainda um dos alimentos mais denso a nível nutricional.

Brócolos

- É um vegetal altamente saudável, já que está repleto de vitamina C, vitamina K, fibra e potássio;
- O seu teor de proteína é extremamente elevado comparativamente a outros vegetais.
- Uma porção de 91 gramas deste alimento fornece 2,6 gramas de proteína, incluindo todos os aminoácidos essenciais.
- A proteína representa 20% das calorias presentes nos brócolos, segundo a publicação Medical News Today.

Atum

- É um peixe extremamente popular, seja na sua variante fresca ou em conserva, já que contém um baixo teor de gordura e de calorias – sendo quase proteína pura na sua totalidade.
- O atum é ainda rico em ácidos ómega-3, que promovem a saúde cardiovascular.
- Uma dose de 154 gramas de atum contém 39 gramas de proteína, de acordo com a publicação Healthy Eating.

sábado, 19 de janeiro de 2019

FORMIGUEIRO NAS MÃOS

Sente um formigueiro nas mãos? Esteja atento a estas quatro doenças
190118. Por Liliana Lopes Monteiro

Algumas das causas mais comuns da sensação de formigueiro nas mãos incluem diabetes, esclerose múltipla ou enfarte. Saiba mais.

©

Em declarações à publicação Tua Saúde, a fisioterapeuta Marcelle Pinheiro, refere que as mãos e braços são as partes do corpo que contêm o maior número de terminações nervosas, o que por sua vez permite ter movimentos mais delicados e sentir objetos e alterações de temperatura, por exemplo.

Dessa forma, e devido à elevada sensibilidade desses membros, qualquer pequena alteração que possa afetar esses nervos e provocar o tal formigueiro nem sempre é grave ou motivo de preocupação.

Todavia, se o formigueiro for intenso ou demorar muitos dias a desaparecer ou se surgir associado a outros sintomas como cansaço excessivo, dores no peito ou dificuldade em falar deverá consultar de imediato um médico.

Nos casos mais graves, eis o que a sensação de formigueiro nas mãos pode significar:

1. Enfarte

O formigueiro ou dormência no braço ou mão esquerda, ou mais raramente, no braço direito, pode ser um sintoma de enfarto, principalmente quando piora ao realizar esforços ou é acompanhado por outros sintomas como dores no peito, falta de ar, mal-estar ou suores frio.

2. AVC

Embora seja uma situação mais rara, um dos primeiros sintomas do AVC é a sensação de formigueiro no braço ou na mão. Além disso, outros sintomas comuns deste problema incluem boca torta, falta de força num dos lados do corpo e dificuldade em falar.

3. Esclerose múltipla

A esclerose múltipla é uma doença autoimune que causa a degradação gradual das fibras nervosas do cérebro e da medula espinhal. Dessa forma, alguns sintomas incluem perda de força, cansaço excessivo, falhas de memória e a sensação de formigueiro em várias partes do corpo.

4. Diabetes descontrolada

Por vezes, a diabetes pode ser uma doença difícil de diagnosticar, especialmente se não provocar os sintomas clássicos como vontade frequente de urinar ou sede excessiva. Nos casos em que o tratamento não é iniciado, ou não é seguido da forma correta indicada pelo médico, os níveis de açúcar no sangue podem tornar-se perigosamente elevados provocando o tão temido formigueiro.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

ALIMENTOS QUE DEVE EVITAR

Seis alimentos altamente inflamatórios que deve parar já de comer
190117. Por Liliana Lopes Monteiro


A inflamação crónica tem sido associada a muitas doenças, desde cancro à depressão. Evite consumir estes alimentos e cuide da sua saúde. ©

Sabemos que a inflamação está na raiz de muitas doenças sérias. O cancro perpetua-se pela inflamação, como reporta a publicação Jornal Ciência: os tumores crescem conforme a dimensão do processo inflamatório de cada organismo.
Do mesmo modo, condições como a artrite, fibromialgia, diabetes e obesidade têm sido relacionados à inflamação crónica no corpo. Sendo fundamental o consumo de dietas anti-inflamatórias, que incluem alimentos como legumes verde-escuros, uvas vermelhas, nozes, sementes e legumes coloridos.

Eis, de acordo com a comunidade médica, os alimentos mais inflamatórios que deve retirar já das suas refeições:

1. Derivados de farinha de trigo

“A farinha de trigo fica no topo da lista porque transforma-se em açúcar branco na boca”, diz Julie Daniluk, autora de ‘As refeições que curam a inflamação’. Os amidos transformam-se instantaneamente em açúcares, aumentando vertiginosamente os níveis de glucose no sangue. Quando o açúcar no sangue atinge picos, ocorre o processo inflamatório.

2. Batatas fritas

“O problema é que fritar alimentos no óleo em temperaturas extremamente altas – o suficiente para criar uma borda crocante – produz uma neurotoxina chamada acrilamida”, relata o Instituto Nacional do Cancro, “que provoca inflamação”.

3. Salsichas grelhadas

As salsichas contêm nitratos – um químico cancerígeno que causa inflamação. Mais ainda, cozinhar gordura animal a altas temperaturas no grelhador, deixando a carne chamuscada contribui igualmente para o desenvolvimento de cancro.
Para evitar o problema, asse as batatas no forno.

4. Álcool

O álcool é uma substância naturalmente irritante para o organismo, diz Daniluk. Beber muito pode permitir que as bactérias passem do forro intestinal para a corrente sanguínea, provocando a inflamação.

5. Pipocas de micro-ondas

O aroma artificial de manteiga nas pipocas tem sido associado à inflamação. Daniluk diz que é prejudicial tanto aos pulmões quanto ao fígado. Mais ainda, o fumo gerado pelo saco de vapor é conhecido por irritar os pulmões.
Este alimento também contém gorduras de óleos parcialmente hidrogenados e altamente processados. Quando cozidos a uma temperatura elevada, formam a gordura transgénicas, igualmente inflamatórias.

6. Doces artificialmente coloridos

Corantes artificiais são sintetizados a partir de subprodutos do petróleo que podem causar problemas na química do organismo e das funções hormonais, o que pode levar à inflamação.
Inúmeros investigadores creem que os corantes são responsáveis por várias patologias: enxaquecas, Alzheimer e Parkinson.

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

EXERCÍCIO FÍSICO PROLONGA A VIDA

Praticar este movimento por 30 minutos reduz risco de morte em 30%
190115. Por Liliana Lopes Monteiro



Manter-se em movimento pelo menos durante meia hora por dia, a realizar qualquer tipo de atividade, ao invés de permanecer sentado, diminui a probabilidade de incidência de morte precoce até um terço, diz uma nova pesquisa.

Até breves momentos de atividade física, de apenas um ou dois minutos, apresenta benefícios para a saúde – tendo em conta que atualmente um em cada quatro adultos passa mais de oito horas diárias sentado, refere uma equipa de cientistas do Centro Médico de Irving, da Universidade de Columbia, em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Movimentos de baixa intensidade, como caminhar, podem levar a uma queda de 17% de risco de morte precoce, enquanto que a prática de atividade moderada a vigorosa, como por exemplo participar em aulas de spinning é duas vezes mais eficaz, atingindo os 35%.

O professor assistente de medicina comportamental Keith Diaz disse: “Os dados apurados ressaltam uma mensagem pública extremamente importante, nomeadamente que a atividade física de qualquer intensidade, quantidade ou duração de tempo, apresenta benefícios para a saúde”.

“Se tem um emprego ou um estilo de vida que envolve estar sentado por muito tempo, saiba que poder reduzir o risco de morte prematura se optar por se mexer mais frequentemente, pelo tempo que desejar e conforme a sua capacidade física o permitir”.

Porém, o professor salientou que há “um maior benefício aquando da prática de atividades mais intensas”. Cerca de um em cada quatro adultos passa mais de oito horas sentado. Tal propicia o aumento das chances de ocorrência de doenças cardíacas, diabetes e de cancro.

A pesquisa que durou oito anos, envolveu 7,999 participantes com mais de 45 anos, os quais utilizaram monitores de atividade física durante quatro dias, de modo a monitorizar o tempo que permaneciam sentados e que praticavam exercício.

O estudo norte-americano foi publicado no periódico científico American Journal of Epidemiology.

domingo, 13 de janeiro de 2019

SAÚDE POR MEIOS NATURAIS

Conselhos das Universidades de Medicina:

Harvard e Cambridge publicaram recentemente um compêndio com 20 Conselhos saudáveis para melhorar a qualidade de vida de forma prática e habitual :

  01- Um copo de suco de laranja.
Diariamente para aumentar o Ferro e repor a vitamina C.

02- Salpicar canela no café
(mantém baixo o colesterol e estáveis os níveis de açúcar no sangue).

03- Trocar o pãozinho tradicional pelo pão integral.
O pão integral tem 4 vezes mais fibra, 3 vezes mais zinco e quase 2 vezes mais Ferro que tem o pão branco.

04- Mastigar os vegetais por mais tempo.
Isto aumenta a quantidade de químicos anticancerígenos liberados no corpo. Mastigar libera sinigrina. E quanto menos se cozinham OS vegetais, melhor efeito preventivo têm.

05- Adotar a regra dos 80%:
Servir-se menos 20% da comida que costuma comer, evita transtornos gastrintestinais, prolonga a vida e reduz o risco de diabetes e ataques de coração.

06- LARANJA o futuro está na laranja, que reduz em 30% o risco de câncer de pulmão.

07- Fazer refeições coloridas como o arco-íris.
Comer DIARIAMENTE, uma variedade de vermelho, laranja, amarelo, Verde, roxo e branco em frutas e vegetais, cria uma melhor mistura de antioxidantes, vitaminas e minerais.

08- Comer pizza, macarronada ou qualquer outra coisa com molho de tomate.
Mas escolha as pizzas de massa fininha. O Licopeno, um antioxidante dos tomates pode inibir e ainda reverter o crescimento dos tumores; e ademais é melhor absorvido pelo corpo quando os tomates estão em molhos para massas ou para pizza.

09- Limpar sua escova de dentes e trocá-la regularmente.
As escovas podem espalhar gripes e resfriados e outros germes. Assim, é recomendado lavá-las com água quente pelo menos quatro vezes à semana (aproveite o banho no chuveiro), sobretudo após doenças, quando devem ser mantidas separadas de outras escovas.

10- Realizar atividades que estimulem a mente e fortaleçam sua memória...
Faça alguns testes ou quebra-cabeças, palavras-cruzadas, aprenda um idioma, alguma habilidade nova... Leia um livro e memorize parágrafos; escreva, estude, aprenda. Sua mente agradece e seus amigos também, pois é interessante conversar com alguém que tem assunto.

11- Usar fio dental e não mastigar chicletes.
Acreditem ou não, uma pesquisa deu como resultado que as pessoas que mastigam chicletes têm mais possibilidade de sofrer de arteriosclerose, pois tem os vasos sanguíneos mais estreitos, o que pode preceder a um ataque do coração. Usar fio dental pode acrescentar seis anos a sua idade biológica porque remove as bactérias que atacam aos dentes e o corpo.

12- Rir.
Uma boa gargalhada é um 'mini-workout', um pequeno exercício físico: 100 a 200 gargalhadas equivalem a 10 minutos de corrida.
Baixa o estresse e acorda células naturais de defesa e OS anticorpos.

13- Não descascar com antecipação.
Os vegetais ou frutas, sempre frescos, devem ser cortados e descascados na hora em que forem consumidos. Isso aumenta os níveis de nutrientes contra o câncer. Sucos de fruta têm que ser tomados assim que são preparados.

14- Ligar para seus parentes/pais de vez em quando.
Um estudo da Faculdade de Medicina de Harvard concluiu que 91% das pessoas que não mantém um laço afetivo com seus entes queridos, particularmente com a mãe, desenvolvem alta pressão, alcoolismo ou doenças cardíacas em idade temporã.

15- Desfrutar de uma xícara de chá.
O chá comum contém menos níveis de antioxidantes que o chá Verde, e beber só uma xícara diária desta infusão diminui o risco de doenças coronárias. Cientistas israelenses também concluíram que beber chá aumenta a sobrevida depois de ataques ao coração.

16- Ter um animal de estimação.
As pessoas que não têm animais domésticos sofrem mais de estresse e visitam o médico regularmente, dizem os cientistas da Cambridge University. Os mascotes fazem você sentir-se otimista, relaxado e isso baixa a pressão do sangue.
Os cães são os melhores, mas até um peixinho dourado pode causar um bom resultado.

17- Colocar tomate ou verdura frescas no sanduíche.
Uma porção de tomate por dia baixa o risco de doença coronária em 30%, segundo cientistas da Harvard Medical School; vantagens outras são conseguidas atráves de verduras frescas.

18- Reorganizar a geladeira.
As verduras em qualquer lugar de sua geladeira perdem substâncias nutritivas, porque a luz artificial do equipamento destrói os flavonóides que combatem o câncer que todo vegetal tem. Por isso, é melhor usar á área reservada a ela, aquela caixa bem em baixo ou guardar num tapeware escuro e bem fechado.

19- Comer como um passarinho.
A semente de girassol e as sementes de sésamo nas saladas e cereais são nutrientes e antioxidantes. E comer nozes entre as refeições reduz o risco de diabetes.

20- Uma banana por dia quase dispensa o médico, vejamos:
" Pesquisa da Universidade de Bekeley”.
A banana previne a anemia, a tensão arterial alta, melhora a capacidade mental, cura ressacas, alivia azia, acalma o sistema nervoso, alivia TPM, reduz risco de infarto, e tantas outras coisas mais, então, é ou não é um remédio natural contra várias doenças?

21- e, por último, um mix de pequenas dicas para alongar a vida:

-comer chocolate.
Duas barras por semana estendem um ano a vida. O amargo é fonte de ferro, magnésio e potássio.

- pensar positivamente.
Pessoas otimistas podem viver até 12 anos mais que os pessimistas, que, além disso, pegam gripes e resfriados mais facilmente, são menos queridos e mais amargos.

- ser sociável.
Pessoas com fortes laços sociais ou redes de amigos têm vidas mais saudáveis que as pessoas solitárias ou que só têm contacto com a família.

- conhecer a si mesmo.
Os verdadeiros crentes e aqueles que priorizam o 'ser' sobre o 'ter' têm 35% de probabilidade de viver mais tempo, e de ter qualidade de vida...

'Não parece tão sacrificante, não é verdade? Uma vez incorporados, os conselhos, facilmente tornam-se hábitos...
É exatamente o que diz uma certa frase de Séneca:

'Escolha a melhor forma de viver e o costume a tornará agradável'!
"Crie bons hábitos e torne-se escravo deles, como costumamos ser dos maus hábitos".

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

5 DIAS DE REFEIÇÕES DETOX

Nutrição top. Cinco dias de refeições detox para o ano novo
190103. Por Liliana Lopes Monteiro

Ano Novo. Vida Nova. Uma das resoluções de ano novo mais frequentes entre os portugueses é começar um regime alimentar saudável, equilibrado e com uma ementa deliciosa, que permita perder peso. A Origem – Cozinha Saudável - especialista em comida saudável, com receitas nutritivas e deliciosas – sugere um menu completo com refeições saudáveis e detox, que vão ajudar a eliminar os excessos alimentares da quadra festiva.

As cinco sugestões Origem com refeições detox e saudáveis para o novo ano:

1ª opção saudável e detox Origem:

Jejum: copo de água morno com sumo de meio limão e 1 colher de café de bicarbonato de sódio
Pequeno-almoço: red juice (confeção: tomates, curgete, chávena de água, salsa ou coentros, talo do aipo, limão e pimenta q.b); torrada de pão sem glúten com um fio de azeite e orégãos secos e 1 punhado de frutos vermelhos
Almoço: sopa de alho francês e coentros (confeção: cebola, curgete, chuchu, cenoura, alho, coentros, alho francês (parte branca), azeite e sal); canelones de curgete com recheio de queijo ricotta, frutos secos triturados e molho de tomate.
Lanche: 1 peça de fruta e 1 iogurte de soja natural.
Jantar: Empadão verde (confeção: batata-doce, brócolos e atum) com salada de rúcula.

2ª opção saudável e detox Origem:

Jejum: copo de água morno com sumo de meio limão e 1 colher de café de bicarbonato de sódio
Pequeno-almoço: sumo antioxidante (confeção: água de coco, matcha ou clorela, gengibre, frutos vermelhos e agrião); pudim de chia com leite vegetal e granola (sem açúcar).
Almoço: sopa de miso (confeção: ferver água, misturar com pasta de miso e juntar os legumes à escolha, deixando ferver); tortilha de batata e legumes (confecção: passar no azeite batata pré-cozida e legumes cortados, juntar os ovos e levar ao forno com os temperos escolhidos).
Lanche: 1 punhado de frutos secos e palitos de cenoura crua.
Jantar: creme de tomate com lombo de salmão assado em papellote, com coentros e esparregado.

3ª opção saudável e detox Origem

Jejum: copo de água morno com sumo de meio limão e 1 colher de café de bicarbonato de sódio.
Pequeno-almoço: sumo rico em carotenoides (confeção: papaia, lima, laranja, cenoura, curcuma, manjericão, água); tosta integral com pasta de abacate e 1 ovo escalfado.
Almoço: caldo-verde com chouriço de soja; peito de frango com arroz integral e salada de tomate.
Lanche: iogurte natural com frutos vermelhos.
Jantar: caril de grão com arroz fingido de couve-flor.

4ª opção saudável e detox Origem

Jejum: copo de água morno com sumo de meio limão e 1 colher de café de bicarbonato de sódio
Pequeno-almoço: sumo de beterraba (confecção: maçã, cenoura, beterraba, pepino, água e gengibre); panquecas de aveia com natas de coco e pepitas de cacau cru.
Almoço: creme de abóbora e hortelã; lombos de pescada com molho de coentros e puré de abóbora.
Lanche: mousse de lima e abacate com sementes de chia.
Jantar: hambúrgueres de lentilhas com salada de curgete e cenoura (espiralizadas).

5ª opção saudável e detox Origem

Jejum: copo de água morno com sumo de meio limão e 1 colher de café de bicarbonato de sódio
Pequeno-almoço: batido de abacate (confecção: leite vegetal à escolha e 1 colher de café de mel); tostas integrais com compota à escolha (sem açúcar).
Almoço: creme de espinafre (confecção: cebola, alho, curgete, beringela, espinafres, azeite e sal); tomates recheados com quinoa e frutos secos e salada de espinafres.
Lanche: sandes de frutas (confecção: banana com creme de avelã e cacau); maçã com pasta de sésamo.
Jantar: curgete à bolonhesa de soja (confecção: juntar a bolonhesa, soja granulada com molho de tomate, à curgete crua e temperar com pimenta a gosto).