Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Migas alentejanas


Conselhos sobre receitas tradicionais alentejanas

O Alentejo é cheio de tradições e a cozinha tradicional alentejana é uma arte. Durante muitos séculos foram imaginadas, criadas e confeccionadas receitas que foram transmitidas ao longo de várias gerações.

Noutros tempos a alimentação das famílias estava limitada ao que era cultivado, para além de que o trabalho exigia muito esforço físico e as refeições tinham alto valor calórico. Com o passar dos anos e com a mudança de hábitos da sociedade as necessidades nutricionais foram-se alterando, daí que podemos e devemos manter a nossa tradição, embora tenhamos de fazer algumas modificações, quer a nível da confecção de alguns pratos tradicionais, quer a nível da frequência com que os consumimos (não mais do que duas vezes por mês).

No âmbito do Encontro de Saúde do Alentejo “Da dispersão geográfica à qualidade dos cuidados”, da responsabilidade da Administração Regional de Saúde do Alentejo, IP, foi proposto ao Núcleo Regional do Alentejo da Plataforma Contra a Obesidade (NRAPCO) que elaborasse um livro de receitas tradicionais alentejanas e apresentasse sugestões que pudessem tornar estes manjares mais saudáveis, uma vez que a maioria destes pratos tem alto valor calórico e alguns são desprovidos de produtos hortícolas.

De modo a reunir o que de melhor há na gastronomia alentejana e com o apoio dos colaboradores NRAPCO de toda a Região Alentejo, seleccionaram-se algumas receitas tradicionais.

A prática de uma alimentação saudável está indicada para todos os que valorizam a saúde. Se a alimentação for correcta, constitui um pilar fundamental na prevenção e controlo de algumas patologias, como é o caso da obesidade, diabetes tipo 2, hipertensão arterial e doenças cardiovasculares.
Uma alimentação pobre em açúcares, rica em fibras e produtos hortícolas, com pouco sal e com poucas gorduras é extremamente importante para quem quer ter um estilo de vida saudável.

Comer de forma saudável é, não só diversificar o método de confecção, mas também respeitar tradições gastronómicas da região e outras características físicas e sociais da população. Deve ter-se sempre em consideração, por um lado as necessidades nutricionais dos indivíduos aos quais se destina e por outro as especificidades de cada alimento.

É de extrema importância que todos os nutrientes sejam fornecidos com equilíbrio. Regra geral, metade do nosso prato deve conter produtos hortícolas, um quarto deve conter cereais e derivados, tubérculos e o outro quarto do prato deve ser composto por carne, pescado ou ovo. Esta é uma regra de alimentação saudável essencial e que podemos perfeitamente cumprir consumindo receitas tradicionais, mesmo que estas sofram pequenas alterações.


Migas com carne (Beja)

Ingredientes

400 g de pão
400 g de lombinhos de porco
Vinho q.b.
Azeite q.b.
2 Dentes de Alho
Sal q.b.
Laranja para decoração

Modo de preparação:

Corta-se o pão às fatias e deixa-se embeber num pouco de água, amassando com a mão. Entretanto coloca-se um tacho ao lume com um pouco de azeite e os dois dentes de alho muito bem picadinhos sal e um pouco de vinho, quando estes estiverem louros junta-se o pão. Com a ajuda de uma colher de pau, bate-se até formar uma bola. Quando estas descolarem das paredes e derem voltas, estão prontas. Leva-se as migas moldadas ao forno até tostar. Grelha-se os lombinhos de porco temperados com sal e ervas aromáticas (orégãos, mistura de pimentas, etc.).

Sugestões

Para além da carne de porco também se pode utilizar a carne de caça (perdiz);

Esta receita de migas pode ser alterada adicionando ingredientes como espargos, espigos, ou espinafres.

Este post foi oferta da amiga Fernanda Ferreira ()

Última ceia do ano

Um Fim de Ano tem que ser celebrado com uma mesa farta, bem decorada, mas não necessariamente carregada de gorduras... então, preparei-vos uma Ceia saudável,mas tão deliciosa ou mais do que todas as outras e sem restrições notórias.

Ora vejam:

Começamos por uma entrada de salada com folhas verdes, legumes crus (por exemplo alface, beterraba e cenoura raspada). Alguns legumes cozidos e molho de iogurte desnatado com hortelã, ou se preferir o tradicional azeite.

Como prato principal, optei pelo peru, mas podemos ir para o tradicional bacalhau cozido com todos, ou frutos do mar.
Para acompanhar o peru, um arroz integral ou estufado (têm mais fibras) com ervilhas e cubinhos de cenoura,

A tradicional rabanada não pode faltar, mas de forno, claro! e naturalmente o Bolo Rei.
Fiz ainda uma deliciosa salada de frutas com cubinhos de gelatina colorida e reguei levemente com um vinho do Porto.
Preparei uma bandeja de frutos da época, é indispensável, para além de colorir a mesa... valem pelas suas propriedades anti-oxidantes, assim como castanhas, nozes, avelãs, e as indispensáveis passas. A sua saúde agradecerá a oferta de vitaminas, minerais e fibras.

Quanto a bebidas, lembre-se que um bom vinho tinto não faz mal a ninguém, pelo contrário.
Sempre com moderação, pensei num bom espumante para o brinde que todos faremos, aqui sentados a esta mesa com esta família maravilhosa de Sempre Jovens, com todo o carinho e o amor de sempre.
FELIZ ANO NOVO! CONTAMOS COM TODOS E MUITOS MAIS PARA 2010!!!!!

Fotos da Net!

Fernanda Ferreira (Ná)

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Diabetes

O número de pessoas com diabetes está a aumentar em todo o mundo e, naturalmente, Portugal não é excepção. Se existem actualmente entre nós cerca de 400.000 diabéticos iremos provavelmente ter no ano 2025 perto de 700.000. Este aumento, devido fundamentalmente à diabetes tipo 2, é um problema alarmante de saúde pública em termos humanos, sociais e económicos.

Nenhum país ou população está imune a esta epidemia, estreitamente relacionada com a mudança rápida dos hábitos alimentares que, em menos de 50 anos, passaram de uma alimentação tradicional mais ou menos escassa e uma vida activa para um sedentarismo crescente e uma alimentação abundante, rica em gorduras e açúcares.

Uma alimentação equilibrada está indicada para todos os que prezam a saúde. Mas se pertence a um dos grupos de risco ou se tem diabetes, uma alimentação correcta constitui um pilar fundamental na prevenção do seu aparecimento ou no seu controlo, bem como na prevenção de eventual aparecimento ou desenvolvimento das complicações agudas e crónicas.

Uma alimentação pobre em açúcar, rica em fibras e vegetais, com pouco sal, com gorduras mono insaturadas e ácidos gordos ómega 3 é tão importante para um diabético como para todos os que querem ter um estilo de vida saudável.

O cumprimento de um programa fraccionado e equilibrado contribui decisivamente para um bom equilíbrio da diabetes. Quer em pessoas que fazem tratamento oral quer nas que fazem insulina, um bom programa alimentar é essencial e, em muitos casos, torna-se mesmo suficiente para a compensar.

Fonte: Roteiro gastronómico de Portugal

Oferta da Amiga

domingo, 27 de dezembro de 2009

bacalhau cozido

BACALHAU COZIDO COM TODOS, À MODA DA AVÓ MIZITA


Ingredientes:

6 postas de bacalhau bem grosso e de ótpima qualidade
8 batatas de tamanho médio
4 cenouras
1 molho de grelos
1 molho de nabiças
4 nabos
1 de bróculos
1 couve
4 cebolas de tamanho médio
4 ovos
Opcional: 1 polvo
q.b. de azeite, alho, sal e vinagre

- Limpar as postas de bacalhau, raspando-lhe a pele muito bem.
- Preparar os legumes, raspando a cenoura, mas conservando-a inteira.
- Deitar num frasco azeite virgem, de óptima qualidade, com dentes de alho picados finos e vinagre. Há quem ponha, também, pimenta branca. Pessoalmente não uso.
- Colocar água a ferver num tacho e meter dentro as batatas, as cenouras inteiras (afim de conservar melhor o seu paladar), os legumes e os ovos.
- Quando recomeçar a ferver, meter o bacalhau, o qual deverá cozer, apenas, durante 8 minutos.
- Entretanto, tenha um tacho com água a ferver. Retire o bacalhau do tacho onde cozeu durante 8 minutos e coloque-o dentro desta água, deligando o disco completamente. Deixe-o ficar aqui até que seja servido com os restantes legumes.
- Deverá ter em atenção que os legumes não deverão cozer em demasia.
- Quando tudo estiver cozido, estará pronto a servir.
- Temperar tudo com o molho de azeite, vinagre de cidra e alhos.

Notas:
1. Fiz uma pequena alteração na forma como cozer o bacalhau, a conselho do cozinheiro dum restaurante.

2. No Porto é costume servir o bacalhau, como acima referido, com polvo cozido a acompanhar. É uma questão de gosto.

Apêndice a este texto:
Minha irmã experimentou cozer o bacalhau como lhe aconselharam, num restaurante em Espanha e, segundo me disse, foi espectacular! O bacalhau não é cozido junto com as batatas e os legumes, mas é colocado dentro dum tacho com água a ferver, o qual é desligado IMEDIATAMENTE após ter-se metido o bacalhau e ficará, APENAS, 15 MINUTOS nessa água.

Imagem da net


Aletria

ALETRIA

INGREDIENTES:


300grs de aletria
casca de 1/2 limão
80 gr. de manteiga
200 gr. de açúcar
1 litro de leite
1 pau de canela
3 gemas de ovos
canela em pó, q.b., para decoração
sal q.b.


- Separe bem os fios de aletria, podendo mesmo parti-la com as mãos.
- Coloque um tacho ao lume com o leite, a manteiga, a casca (muito fina) de limão e o sal.
- Quando começar a ferver, deite-lhe a aletria, mexendo sempre.
- O tempo de cozedura depende muito do gosto das pessoas. Eu gosto de sabê-la bem cozida e
soltinha.
- Pessoalmente não gosto de aletria dura. Prefiro-a ligeiramente húmida. Se, eventualmente, a
qualidade
de aletria que escolher, exigir mais leite, bastará acrescentar um pouco de leite, previamente
aquecido.
- Retire do lume e junte-lhe as gemas de ovos previamente batidas.
- Volte a colocar ao lume, afim de cozer as gemas de ovos durante 2 minutos.
- Retire o pau de canela e a casca de limão.
- Ponha a aletria numa travessa e enfeite com canela com desenhos alusivos ao Natal. Eu aproveito
para escrever Feliz Natal, por exemplo.

Nota: Porque em reuniões familiares há sempre a hipotese de termos alguém que não goste de aletria feita com leite, ou mesmo com gemas de ovos, sugiro façam um pratinho utilizando água em vez de leite, na preparação da aletria, com ou sem ovos. Pessoalmente é o que faço sempre.


Imagem da net

Cabrito assado


Queiram notar que, para minimizar os malefícios de pratos como este, não usei, nem a banha de porco, nem cubos de caldo de carne ou de galinha.

















CABRITO ASSADO À MODA DA AVÓ MIZITA

- Iniciem esta preparação à noite, na véspera de ser cozinhado.
- Depois de limpar o cabrito, cuidadosamente, coloque-o num alguidar e cubra-o de leite, deixando-o de molho durante 2 horas.
- Decorrido este tempo, retire-o do leite e esfregue-o bem com alhos pisados e sal grosso. Deixe descansar durante 30 minutos.
- Coloque-o em água, rodelas de limão, 2 folhas de louro, um ramo de salsa e um ramo de carqueja.

Nota: aconselha-se cortar as pontas às folhas de louro e, depois, cortá-las longitudinalmente, de modo a ser retirado o veio central.

- Deixe o cabrito de molho até ao dia seguinte, virando-o de vez em quando.
- Meia horas antes de começar a temperá-lo, ligue o forno para 250ºC.
- Retire o cabrito, do alguidar.
- Coloque num copo de varinha mágica, o azeite, a paprica, o sumo de limão e os alhos. Accione a varinha mágica até obter um molho cremoso.
- Ponha água num tacho ao lume e, quando ferver, coloque dentro batatas pequenas e redondinhas, descascadas, com um pouquinho de sal. Deixe cozer, APENAS, 2 minutos.
- Retire as batatas, coloque-as num escorredor e cubra-as com um pano.
- Coloque o vinho (eu prefiro o vinho tinto) no fundo da assadeira com 1 porção de água para 1 porção de vinho. Corte uma cebola em rodelas muito finas, salsa e mangericão cortados fininhos e coloque o cabrito em cima. À volta do cabrito, sobre o qual colocará umas pedrinhas de sal, disponha as batatinhas e, sobre estas, um pouquinho de azeite em cada uma.
- Disponha, entre os pedaços do cabrito, algumas fatias de toucinho fumado.
- Espalhe o molho cremoso que obteve previamente, por cima do cabrito, deitando uns salpicos do mesmo sobre as batatas. Baixe a temperatura do forno para 200ºC.
- Deixe assar tendo o cuidado de ir virando, de vez em quando, a carne e as batatas. Se começar a secar, junte um pouco de água a ferver, mas sempre em pequenas quantidades.
- Quando estiver bem lourinho de todos os lados, estará pronto a servir. Decore a com raminhos de salsa e mangericão, fresquinhos e rodelas de laranja.

..................................................................................


ARROZ DE FORNO PARA ACOMPANHAR O CABRITO

- Cubra o fundo dum tacho com a quantidade normal de azeite. Pique muito bem uma cebola grande e deixe alourar no azeite. Quando estiver a começar a alourar, coloque dentro rodelas de tomate (*), toucinho aos cubos e rodelas de chouriça em colorau (recordo-vos que estou a dar receitas pouco aconselháveis, sobretudo, a quem sofre de hipertensão, artritismo, ou tem problemas de estomago).
(*) Escalde o tomate afim de retirar-lhe a pele. Retire-lhe, igualmente, as sementes.
- Deixe ferver em lume muitíssimo lento, até formar uma calda, à qual irá juntar o arroz, os pistilos de açafrão, pimentos vermelhos, amarelos e verdes (umas tirinhas, apenas, de cada um), cenoura cortada aos bocadinhos, ervilhas e sal q.b.. Logo levante fervura, deite tudo num tacho de barro, de ir ao forno.
- Leve à parte de baixo do forno, o tacho de barro. Deixe cozer durante cerca de 15 minutos. Deverá ter criado uma capa avermelhadinha no cimo do tacho de barro, sinal de que foi conseguido o desejado objectivo: um arroz, nem seco, nem húmido em demasia.

ERVAS DE MOLHO, OU SEJA, ESPARREGADO

- Ponha a cozer grelos e nabiças, em quantidades iguais, com um pouco de sal..
- Quando estiverem cozidos, coloque-os num escorredor e cubra-os com um pano.
- Coloque num tacho um pouco de azeite e dentes de alho com a pele. Quando estes estiverem louros, retire-os e deite-os fora.
- Desfaça as nabiças e os grelos com um passe-vite (embora eu o faça com a varinha mágica).
- Coloque a papa obtida no tacho com azeite, onde foram alourados os alhos e junte-lhe uma colher de sopa de farinha, um cópinho de leite e umas gotas de vinagre de cidra. Deixe cozer uns 2 minutos.
- Depois de tudo muito bem ligado, coloque numa travessa de ir à mesa e distribua azeitonas verdes e pretas por cima, sem caroço, decorando a gosto.

Imagens da net

Belhós de cenoura

BELHÓS DE CENOURA

Dado que faço tudo 'a olho', esta receita, embora de minha autoria, recorri a quandidades mencionadas em outras receitas.

800grs de cenouras
40grs de fermento em pó
1dl de leite
5 ovos
500grs de farinha
80grs de pinhões
raspa de 1 limão
q.b. de óleo, açúcar e canela

- Ponha as cenouras inteiras, afim de conservar as vitaminas e o seu gosto, num tacho de água a ferver.
- Quando estiverem cozidas, coloque-as dentro duma saca, por exemplo de pão, em tecido, a escorrer, até que fiquem livres da água de cozê-las.
- Passe as cenouras pelo passe-vite e junte-lhe o leite.
- Misture o fermento na farinha e vá juntando à massa anterior, os ovos e a farinha, alternadamente, mexendo bem.
- Junte a raspa de limão.
- Acondicione muito bem esta massa, na taça onde a preparou, polvilhe com um pouquinho de farinha, cubra com uma manta e deixe ficar a levedar num local bem quentinho.
- Coloque azeite numa frigideira funda e, quando estiver bem quente, leve a fritar fazendo bolas com a ajuda de duas colheres de sopa.
- Tenha o cuidado de ir virando para que fritem dos dois lados. Quando estiverem lourinhas,
retire com uma escumadeira e deixe escorrer em papel absorvente, apropriado para o efeito.

- Passe uma a uma por uma mistura de açúcar e canela ou, em alternativa e como da minha preferência, cubra com a mesma calda de açúcar que mencionei na receita das rabanadas.

Sugeriria que, no caso de usarem calda de açúcar nas rabanadas, usem o açúcar e a canela nos bélhos de cenoura, para variar.

Guloseimas do Natal

QUE ME PERDOEM O PECADO DA "GULA", NESTA ÉPOCA FESTIVA

Até final do ano vou cometer a imprudência de passar-vos receitas de Natal sem querer saber de combinações alimentares. Seria muito difícil, com os meus parcos conhecimentos, inventar receitas
nas quais tudo combinasse muito bem. Por esse facto, peço-vos desculpa e queiram aceitar as MINHAS receitas, que venho praticando ao longo dos anos e que, segundo quem as prova, não são de rejeitar.

AS MINHAS RABANADAS

- Compre 1 pão de forma mas, se fôr fresco, não o utilize nesse dia. Espere pelo dia seguinte e corte-o em fatias. A espessura das fatias deverá obedecer ao gosto de quem as faz. Pessoalmente, gosto delas com 1,5cms.
- Aqueça leite suficiente para a quantidade de rabanadas que precisar de fazer e, sem fervê-lo, passe cuidadosamente as fatias de pão por ele, para que fiquem a amolecer. Há quem ponha um pouco de açúcar e pau-de-canela no leite. Todavia, como estas rabanadas levam molho, não adiciono nada ao leite, afim de não exagerar nas quantidades de açúcar e canela, ingredientes estes já existentes na calda.
- Ponha num tacho, a ferver, 2dl de água, 250grs de açúcar, 1 pau de canela e a casca, ultra-fina, de um limão. Digo ultra-fina porque é a melhor maneira de o utilizarmos, quanto a mim, sem a pela branca agarrada à casca, pois deixa passar melhor o seu delicioso gosto e aroma.
- Deixe ferver até que, ao colocar a escorrer esta calda, numa colher de pau, a última gota que caír deixe um finíssimo fio, sinal de que a mesma engrossou ligeiríssimamente.
- Quando esta calda estiver pronta, coloque dentro uma colher de sopa de canela em pó.
- Entretanto, enquanto a calda está ao lume, aqueça azeite numa frigideira e coloque dentro as duas cascas de um dos ovos que utilizou nas rabanadas, afim de evitar a exagerada espuma que se forma durante o tempo de fritura das rabanadas.
- Com muito cuidado, retire cada fatia de pão, já amolecida, com a ajuda duma espátula e de um garfo, passe-a por os ovos, previamente batidos (com a clara) e frite.
- Quando estiverem douradas, coloque-as as escorrer o azeite em papel absorvente, apropriado.
-Quando estiverem bem secas, haverá duas alternativas:

a) Ou as regam com a calda, pulvilhando de canela, alternativa da minha preferência ...

b) Ou se polvilham com uma mistura de açúcar e canela em pó. Se este fôr o caso, aconselho ponham no leite, onde forem colocadas para amolecer, um pouco de açúcar, canela-em-pau e casca de limão.



Nota: Há quem goste das rabanadas molhadas em vinho tinto, ou vinho do Porto, ou com mel. Eu não aprecio, nunca experimentei e, por tal motivo, não arriscaria uma receita.

Imagens extraídas da net.

Vegetarianismo

CO2 e o Vegetarianismo


Foto de Alfredo Letra: Almendra, um encanto de beleza natural.


Lamento estar a editar este texto com uma notícia - que reputo de grande importância - 10 dias depois da sua data de publicação pela Globo, porque só hoje a li. Não quis, no entanto, deixar passar em branco a declaração feita no Parlamento Britânico por Paul McCartney, quanto mais não seja para criticar a falta de respeito da parte dos elementos presentes. Independentemente de sermos, ou não, a favor da alimentação vegetariana, nem sempre agradável, sobretudo para quem está habituado àqueles pratos 'empanturrantes' que nos deixam enfartados e podem provocar-nos, também, enfartes no miocardio, etc., etc., porque não debruçarmo-nos um pouco sobre o que Paul McCartney foi ali defender e valorizarmos mais a sua intenção? Pessoalmente gosto de fazê-lo sempre e sobretudo, quando os temas em discussão são o futuro do planeta, devendo ser essa a posição de cada cidadão, afim de podermos prestar melhores contas aos nossos descendentes, daquilo que fizemos para evitar uma catástrofe. Esta matéria, juntamente com outras que possam elucidar-nos relativamente ao que vai mal na forma como vivemos os nossos dias, são de suprema importância e não devíamos rirmo-nos, fosse do que fosse, quando é o futuro de todos nós que está em causa . É claro que, entre os que estão, deveras, preocupados, há os que se estão 'marimbando' para o futuro, pois o lema deles é o de que devemos "VIVER O DIA-A-DIA". Todavia, quando cada minuto, para milhões e milhões de pessoas, é passado a fazer muito mal ao ambiente, terão de ser os conscientes a activar formas de luta no sentido de acabar com o seu menefreguismo, a sua irresponsabilidade criminosa, cujas consequências, infelizmente, são por demais evidentes. Estou um pouco como dizia uma actriz brasileira: Ninguém quer saber ... "Até sangrar".

......................................................................................................



Quinta-feira, 03 de Dezembro de 2009 16:38

O cantor britânico Paul McCartney foi duramente criticado na manhã desta quinta-feira, quando falou ao Parlamento britânico sobre vegetarianismo e mudanças climáticas. No discurso, McCartney afirmou que não comer carne pelo menos um dia na semana é uma das maneiras mais eficazes de diminuir as emissões de CO2 que contribuem directamente para o aquecimento global. Segundo o ex-beatle, cortar a carne do cardápio diminuíria as emissões individuais em até 80%.Os políticos reagiram ao discurso do músico com piadinhas, trocadilhos e até um convite para almoçar em uma churrascaria. Porém, o ex-beatle não se deixou abater pelas críticas.- Ao fazer pequenas mudanças na alimentação, uma pessoa pode fazer grandes contribuições ao planeta. A alimentação vegetariana faz bem à saúde e protege a Terra - disse à revista "Parliament Magazine".

A alimentação vegetariana faz bem à saúde e protege a Terra

McCartney vai lançar na semana quem vem, no primeiro dia da conferência sobre o clima em Copenhague, a campanha "Meat-free Monday" (Segunda-feira sem carne, em inglês). O cantor quer chamar a atenção dos representantes que participam do encontro e mostrar que não bastam os países se comprometerem com cortes nas emissões. A população deve aprender que cada um pode fazer uma diferença na contenção do efeito estufa.

Representantes das Nações Unidas manifestaram apoio ao ex-beatle. Na reunião no Parlamento, o cantor foi acompanhado por Rajendra Pachauri, membro do painel intergovernamental da ONU para mudanças climáticas, e Olivier de Schutter, enviado especial da ONU para pesquisas sobre alimentação, ambos vegetarianos de carteirinha.

Fonte para 0 Guia Vegano : O Globo
Extraído de: http://www.guiavegano.com.br

Inconvenientes do colesterol

Alimentos com colesterol aumentam risco de Alzheimer



Consulte os rótulos dos alimentos. O colesterol alimentar pode aumentar o risco de desenvolver doenças neurodegenerativas como o Alzheimer. O estudo, do australiano Prince of Wales Medical Institute, foi efectuado em ratos e posteriormente testado com células cerebrais humanas.

A acção do colesterol no cérebro parece cifrar-se no aumento de produção de beta-amilóides, proteínas sem função determinada, cuja acumulação está relacionada com a doença de Alzheimer. Os investigadores responsáveis, citados pelo jornal britânico Daily Express, dizem ter descoberto também que as proteínas ABC, que expulsam o colesterol das paredes arteriais, também estão presentes no cérebro.

Em Portugal, segundo números revelados pela Associação Portuguesa de Familiares e Amigos de Pessoas com Alzheimer em 2006, estima-se que 60 mil pessoas sofram desta doença.


Nota Pessoal:
É sabido que defendo o recurso a alternativas à carne, conhecedora como sou dos seus efeitos quando se abusa dela na alimentação. Ao escrever isto recordo um velho amigo que, sempre que comia cabrito, no dia seguinte não podia andar com fortes dores nos pés, tendo necessidade de metê-los em água fria, afim de aliviar-lhe as dores. Todavia, as informações que reputo de mais importantes, trago-as a este blogue no sentido de - caso ocorra serem lidas por pessoas com variadas experiências pessoais - poder conhecer outras opiniões. Não sou formada em saúde e, portanto, não gostaria de ser interpretada como sendo alguém que pretende alterar hábitos ou convencer alguém de que a minha opinião está recheada de 'saber'. Como, pessoalmente, a minha experiência tem-me ensinado muita coisa, estou convencida que, se seguirmos uma alimentação correcta, viveremos melhor. Qual a alimentação correcta? A que está provado trazer, realmente, benefícios concretos à nossa saúde.

Aproveito para dar um conselho a quem tem um pouco de peso a mais: Um bom copo de água morna, logo pela manhã, com algumas boas gotas de limão. Eu não prescindo dele porque me sinto muito bem depois de tomá-lo e, talvez por isso, não consigo engordar ... o que é pena!


Maria Letra
Fotografia da autoria de Miguel Letra



sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Receitas especiais

Receita especial para fazer amizades !

Ingredientes:

Uma boa porção de Tranquilidade
Generosas colheres de Esperança
Algumas pitadas de Paciência
Polvilhar carinho, muito Carinho!

Modo de fazer:

Misture bem todos os ingredientes, levar ao forno pré aquecido até dourar!

Dica:

Se acontecer de queimar, não se apavore. O bolo da vida só chamusca por fora, por dentro não se estraga. Então, se passar do ponto, remova a camada externa, queimada, e cubra generosamente com Amizade.

Está pronto o bolo mais gostoso do Mundo!


Receita da felicidade

Ingredientes:

1 xícara (chá) de serenidade
3 colheres (sopa) de paciência
2 xícaras (chá) de caridade
4 colheres (sopa) de compreensão
1 dose de respeito a mesma medida de tolerância
1 dúzia de amor
1/2 litro de carinho
3 copos de alegria
1 kg de fé
2 kg de pensamento positivo
1 pitada de inteligência
e muita humildade para semear.

Modo de fazer:

Misturar tudo, com boas recordações, música, beijos e abraços de pessoas queridas a seu gosto.

Em hipótese alguma bater na massa, apenas misturar: violência faz com que o amor perca o sabor e a amizade estrague.

Colocar dentro do seu coração aquecido por aproximadamente tempo infinito.

Rendimento:

O rendimento é de infinitas porções, para todos que buscam a felicidade.

Autor desconhecido
Publicado no Blogue Sbrigati in cucina

Oferecidas por Fernanda Ferreira (Ná)

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Colesterol. Cuidado com ele!!!

10 dicas para diminuir a quantidade de gordura ingerida

Cada nutriente libera uma determinada quantidade de calorias por grama. Os carboidratos, assim como as proteínas, liberam 4 cal, já a gordura libera 9 cal! Assim dá para perceber quem é o vilão na hora de pensarmos em emagrecer e em reduzir o colesterol causador de acidentes cardiovasculares (ACV) e vasculares cerebrais (AVC).

Siga estas dicas e diminua a quantidade de gordura que você ingere diariamente:

1. Substitua o leite integral pelo desnatado, se não conseguir tente o semidesnatado. Faça o mesmo com os iogurtes.

2. Evite o chocolate, achocolatados e doces elaborados cuja preparação depende de creme de leite e leite condensado. Quer uma sobremesa, tente a gelatina.

3. Substitua queijos amarelos pelos brancos. Opte pelo requeijão light.

4. Evite alimentos embutidos como salsicha, linguiça, mortadela, salame, salaminho, presunto, apresuntado.

5. Retire a gordura aparente das carnes e a pele das aves.

6. Prefira salgados assados aos fritos, mas cuidado: croissant é assado e muito gorduroso!

7. Na hora do lanche dê preferência pelo pão integral e bolos simples, sem cobertura ou recheio.

8. Cuidado ao escolher o tempero usado na salada.

9. Se for preparar linguiça, hamburger ou nugget, utilize o forno. Algumas marcas podem ser feitas no micro-ondas.

10. Reduza ao mínimo o óleo utilizado para refogar os vegetais.

Sono

Importância de «deitar cedo e cedo erguer»

Das 21 - 23:00: É o horário em que o corpo realiza actividades de eliminação, químicos desnecessários e tóxicos (desintoxicação) mediante o sistema linfático do nosso corpo. Neste horário do dia devemos estar num estado de relaxamento, escutando música, por exemplo.
Geralmente a esta hora as mamãs realizam actividades tais como limpar a cozinha, monitorar que tudo esteja pronto para a actividade do dia seguinte, etc., actividades que geram um estado de falta de relaxamento o que gera um efeito negativo para a saúde.

Das 23 - 01:00am: o corpo realiza o processo de desintoxicação do fígado, e idealmente deve ser processado num estado de sono profundo.

Durante as primeiras horas da manhã 01:00 - 03:00: processo de desintoxicação da vesícula biliar, idealmente deve suceder também num estado de sono profundo.

De madrugada 03:00 - 05:00: desintoxicação dos pulmões. É por isso que por vezes neste horário se produzem fortes acessos de tosse. Quando o processo de desintoxicação atinge o tracto respiratório é melhor não tomar medicamentos para a tosse já que interferem no processo de eliminação de toxinas.

Manhã 05:00 - 07:00: desintoxicação do cólon. É o horário de ir à casa-de-banho para esvaziar o intestino.

Durante a Manhã de 07:00 - 09:00: absorção de nutrientes no intestino delgado. É o horário perfeito para tomar o pequeno-almoço. Se estiver doente o pequeno-almoço deve ser tomado mais cedo: antes das 6:30 am.
O pequeno-almoço antes das 7:30am é benéfico para aqueles que querem manter-se em forma.
Os que não têm por hábito tomar o pequeno-almoço, devem tentar mudar o hábito, sendo menos prejudicial realizar-lo entre as 9:00 e as 10:00 am em de ficar a manhã completa sem comer.

Dormir tarde e despertar tarde interromperá o processo de desintoxicação de químicos desnecessários ao teu organismo.
Além disso deves ter em conta que das 00:00 às 4:00 am é o horário em que a medula óssea dos teus ossos produz o sangue, então procura dormir bem e não te deites tarde.

Cancro. Alimentos inconvenientes

Os alimentos "Top-five" propiciadores de cancro:

1. Hot-dogs
Porque têm alto teor em nitratos. A "Câncer Prevention Coalition" adverte que as crianças não devem comer mais de 12 salsichas por mês. Se não podes viver sem as salsichas compra das que são feitas SEM nitrato de sódio.

2. Carnes processadas e toucinho
Também contêm altos níveis de nitrato de sódio como as salsichas, assim como também no toucinho e outras carnes processadas aumentam o risco de doenças do coração. A gordura saturada do toucinho também é um grande colaborador na veneração de câncer.

3. Donutt
Os Donutts são duplamente causadores de câncer . Primeiro porque são elaboradas cone flúor, açúcar refinado e óleo hidrogenado, depois são FRITOS a altas temperaturas. Os donutts são o primeiro "alimento" de todos os que podes comer que elevarão altamente o teu risco de gerar cancro

4. Batatas fritas
Assim como os donutts, as batatas fritas são elaboradas com óleos hidrogenados e cozinhadas depois a altas temperaturas. Também contêm acryl amidas que se geram durante o processo de cozedura a altas temperaturas. Deveriam chamar-se batatas cancro em vez de batatas fritas.

5. Biscoitos e bolachas
São geralmente elaboradas com flúor e açúcar. Até as que em suas etiquetas são orgulhosamente apresentadas como livres de gorduras transgénicas geralmente contém sé que em quantidades menores.

Cérebro necessita de atenção

Hábitos que prejudicam o cérebro (matam neurónios)

1. Não tomar o pequeno-almoço
A pessoa que não toma o pequeno-almoço tem baixo nível de açúcar no sangue. Isto gera uma quantidade insuficiente de nutrientes ao cérebro causando a sua degeneração paulatina.

2. Comer demais
Isto causa o endurecimento das artérias do cérebro, causando também baixa capacidade mental.

3. Fumar
Causa a diminuição do tamanho cerebral e promove também a doença de Alzheimer.

4. Consumir altas quantidades de açúcar
O alto consume de açúcar interrompe a absorção de proteínas e nutrientes causando má nutrição e pode interferir no desenvolvimento do cérebro.

5. Contaminação do ar
O cérebro o maior consumidor de oxigénio do corpo. Inalar ar contaminado diminui a sua oxigenação provocando uma diminuição da eficiência cerebral.

6. Dormir pouco
O dormir permite ao cérebro descansar. A falta de sono por períodos prolongados acelera a perda de células do cérebro.

7. Dormir com a cabeça coberta
Dormir com a cabeça coberta aumenta a concentração de dióxido de carbono e diminui o oxigénio causando efeitos adversos ao nosso cérebro.

8. Fazer o cérebro trabalhar quando estamos doentes
Trabalhar e estudar quando estás doente, além da dificuldade do cérebro para responder nesse estado, prejudica-o.

9. Falta de estimulação
Pensar é a melhor maneira de estimular o nosso cérebro e não fazê-o provoca que o cérebro diminua o seu tamanho e portanto a sua capacidade.

10. Pratica a conversação inteligente
Conversas profundas ou intelectuais promovem a eficiência cerebral

O fígado precisa de cuidados

Causas principais de lesões no fígado

1. Dormir tarde e despertar tarde

2. Não urinar pela manhã

3. Comer demasiado

4. Saltar o pequeno-almoço

5. Consumir muitos medicamentos

6. Consumir conservantes, colorantes, adoçantes artificiais

7. Consumir óleos de cozinha não saudáveis. Reduz o mais possível o consumo de alimentos fritos mesmo quando utilizes azeites benéficos. Não consumas alimentos fritos quando estiveres cansado ou doente a menos que sejas muito magro, mas se puderes, evita-o.

8. Consumir alimentos crus ou demasiado cozidos sobrecarregam o fígado.
Os vegetais devem ser comidos crus ou pouco cozidos. Se consomes vegetais fritos deves fazê-lo de uma só vez, ou seja, não deves guardá-los para consumo posterior.

Devemos seguir estes conselhos sem que signifique maior gasto. Sé temos que adoptar um estilo de vida mais saudável e melhorar os nossos hábitos alimentares. Manter bons hábitos de alimentação e exercício é muito positivo para que o nosso organismo absorva o que necessita e elimine os químicos no seu "horário".

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Manual médico

Deve ser colocado nos favoritos, para consulta rápida, sempre que necessário.

A "Merck Sharp & Dohme" tem traduzidas em 18 línguas diferentes a sua obra "Saúde para a Família".

Graças às suas características de texto conciso, de rigor, e de facilidade de consulta, obteve o statuts de obra de referência.

Agora, já acessível em português (de Portugal) e gratuitamente (Manual Merck de Saúde) no site:

http://www.manualmerck.net/

O Manual demorou 5 anos para ser escrito e contou com o concurso de 200 especialistas.

domingo, 20 de dezembro de 2009

Socorro contra o AVC

Agulha que salva!

Uma agulha pode salvar a vida de alguém com começo de AVC..

Uma agulha pode salvar a vida de um paciente com princípios de derrame.... Guarde uma seringa ou uma agulha para fazer isto - é um método nada convencional para recuperar alguém de um derrame.

Quando um derrame estiver a ocorrer fique calmo. Independentemente de onde a vitima estiver, não a mova do lugar. Quando o derrame acontece, as veias capilares no cérebro vão-se gradualmente rompendo. Se a pessoa for movida os capilares vão se romper. Se tiver na sua casa uma seringa melhor. Se não tiver, pode usar uma agulha de costura ou um alfinete.


Em seguida proceda do seguinte modo:

1. Aquela a agulha/alfinete para esterilizar e depois dá uma alfinetada em todos os dedos das mãos do paciente.
2. Não há pontos específicos nos dedos para a acupunctura, mas pode picar 1 milímetro perto da unha.
3. Pique até o sangue começar sair. Se o sangue não começar a sair, então aperte com os dedos.
4. Quando todos os dedos começarem a sangrar, espere alguns minutos e depois puxe as orelhas do paciente até ficarem vermelhas. Pique cada um dos lóbulos das orelhas até começar a sair uma gota de sangue de cada lóbulo. Depois de alguns minutos a pessoa começará a recuperar os sentidos.
5. Espere até que recupere o estado normal e leve-o para o hospital.

Se for levado à pressa para o hospital, a viagem turbulenta vai fazer com que os vasos capilares no cérebro se rompam.

Tirar gotas de sangue para salvar vidas é um processo de um médico de medicina tradicional chinesa.. Ele chama-se Ha Bu Ting. Quem já teve experiência prática sobre o assunto pode dizer que este método é 100% eficaz.

Normalmente as vitimas de derrame sofrem danos irreparáveis nos capilares do cérebro durante o percurso para o Hospital. Como resultado, essas vítimas nunca se recuperam. Por isso, o derrame é a segunda maior causa de morte. Os que têm sorte podem sobreviver, mas ficam paralíticos para toda a vida. É coisa horrível de acontecer na vida de alguém.

Transcrição do blogue A Tulha do Atílio

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Filhós de Natal


Ingredientes:

20 grs de fermento de padeiro
1 dl de leite
750 grs de farinha de trigo
1 colher de chá de sal
8 ovos
1 dl de azeite
1 dl de aguardente bagaceira
azeite para fritar
300 grs de mel
1 dl de água
açúcar q.b.
canela para polvilhar

Confecção :

Dissolve-se o fermento no leite morno e junta-se-lhe um pouco de farinha e o sal.
Mistura-se de modo a obter uma massa branda.
Deixa-se repousar durante 15 minutos.
Deita-se a massa num alguidar, adiciona-se um pouco de azeite e três ovos batidos.
Mistura-se tudo bem, batendo com a mão aberta.
Depois, juntam-se o restante azeite, a aguardente e os ovos que restam, amassando, ou melhor, batendo a massa.
Esta deve ficar mais branda do que para o pão.
Sendo necessário, adiciona-se um pouco de leite.
Abafa-se a massa e deixa-se levedar durante 4 horas em local temperado.
Depois, põe-se o azeite no lume e com as molhadas em azeite tiram-se bocados de massa do tamanho aproximado de um ovo, estica-se a massa numa rodela o mais fina possível, fazendo-lhe buracos com as pontas dos dedos.
Introduz-se os filhós no azeite e, com um garfo comprido, força-se a manter a forma para os lados, esticando-a, pois a sua tendência será de crescer para cima.
Depois de loura dos dois lados, põe-se a escorrer sobre papel absorvente.
Isto deve ser feito com muita cautela, pois as filhós apresentam-se finas e esburacadas.
Frita toda a massa, deita-se o mel com a água num tacho e deixa-se levantar fervura.
Reduz-se o calor e, com ajuda de 2 garfos compridos, passam-se as filhós pela a calda, ao mesmo tempo que se vão introduzindo em travessas ou panelas e polvilhando com açúcar e canela.
Pode omitir-se a calda.
Ao contrário do que acontece habitualmente com os fritos, estas filhós ficam mais tenras à medida que os dias passam.

Nota: Esta massa pode levar abóbora. Isto acontece na Beira Baixa muito frequentemente.
Neste caso, deve reduzir-se o número de ovos.

Não esquecer que a ingestão de fritos deve ser controlada.

Receita oferecida pela amiga e colega bloguista

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Bolo-rei escangalhado


Ingredientes

1 Cálice de rum
100gr de uvas passas
25gr de fermento de padeiro
625gr de farinha
180gr de açúcar
100gr de manteiga
1 pitada de sal
4 ovos
300gr de frutos secos vários
1 ovo para pincelar
150gr de doce de gila
manteiga, manteiga, açúcar e frutos secos q.b.

Preparação

Colocar o rum num recipiente, com as passas, deixar macerar.
Dissolver o fermento de padeiro, num pouco de leite morno, adicionar 125gr de farinha, amassar e deixar levedar até estar com o dobro do volume.
Bater o açúcar com a manteiga, um pouco de sal e os ovos.
Levar a massa a lume brando e junte-a com o fermento já levedado, amassar bem. Junte aos poucos a restante farinha e amasse. Se for necessário, juntar um pouco de leite até obter uma massa macia.
Misturar na massa as passas com o rum, e ainda os frutos secos picados, e 70gr de gila.
Deixar a massa levedar, até obter o dobro do volume inicial. Moldar um rectângulo (escangalhado), e colocar num tabuleiro previamente untado com manteiga, e pincelar com o ovo batido. Deixar levedar de novo.
Aquecer o forno a 180ºC. Decorar com a restante gila e mais frutos secos a gosto.
Levar ao forno já quente e deixar cozer cerca de 40 minutos.

A fotografia e a receita são oferta da amiga bloguista que teve a gentileza s+de acrescentar o seguinte:
Este é o doce de Natal de que mais gosto.
O bolo Rei Escangalhado é confeccionado e degustado sobretudo em Braga. ams, mesmo sendo um produto da região, ele já é feito até em Lisboa.
Aqui, em Vila Nova de Cerveira, há pelo menos duas pastelarias que o fazem divinalmente.

Em caso de sismo


Tenha em atenção que o comportamento das pessoas em situações de grande emergência é significativamente diferente do seu comportamento em situações normais. Assim conte que, durante uma catástrofe, por cada 100 pessoas: 1 a 3 ficam totalmente descontroladas (têm comportamentos irracionais e potencialmente perigosos); 50 ficam apáticas e necessitam de ordens; 22 a 24 ficam paralisadas (não se movem e precisam ser ajudadas); 25 não entram em pânico e podem tomar decisões pelo que podem tomar iniciativas de liderança e ajudar os outros.

No interior do edifício:

- Normalmente é melhor não tentar sair de casa a fim de evitar o risco de ser atingido, na fuga, pela queda de objectos.

- Permaneça calmo e preste atenção ao estuque, tijolos, prateleiras ou outras estruturas ou objectos que possam cair.

- Afaste-se de janelas, vidros, varandas ou chaminés.

- Abrigue-se rapidamente num local seguro, por exemplo, no vão de uma porta interior firmemente alicerçada, debaixo de uma mesa pesada ou de uma secretária; se não existir mobiliário sólido, encoste-se a uma parede interior ou a um canto e proteja a cabeça e o pescoço.

- Se estiver num edifício alto, não procure sair imediatamente pois as escadas podem estar cheias de pessoas em pânico e/ou haver troços de escada que ruíram;

- Não utilize o elevador pois a electricidade pode faltar e provocar a sua paragem;

- Se estiver num local amplo com muitas pessoas ou numa sala de espectáculos não se dirija para a saída pois muitas outras pessoas podem ter tido essa ideia.

- Abrigue-se debaixo de uma mesa, de uma secretária ou no vão de uma porta.

- Se tiver que abandonar o edifício faça-o cuidadosamente prestando atenção à possível queda de objectos. Procure com serenidade refúgio numa área aberta, longe dos edifícios, sobretudo dos velhos, altos ou isolados que possam ruir a uma distância de, pelo menos, metade da sua altura.

- Afaste-se de torres, postes, candeeiros de iluminação pública, cabos de electricidade ou de estruturas que possam desabar, como muros ou taludes; não corra nem vagueie pelas ruas.Se for a conduzir um automóvel, pare no lugar mais seguro possível, de preferência numa área aberta, afastada de edifícios, muros, taludes, torres ou postes. Não pare nem vá para pontes, viadutos ou passagens subterrâneas.

- Permaneça dentro da viatura até que o sismo termine. (Texto Adaptado)

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Gripe. Como a enfrentar. Um caso concreto

Transcrição retirada de um e-mail de que não refiro o a autora, para não violar a privacidade.

«Já liberta daquela maldita gripe que me deixou magra como um bacalhau seco, onde nada faltou a não ser .... GRAÇAS A DEUS! .... a febre, por estranho que pareça, mas onde houve constipação de espirrar assim 10 vezes seguidas, lenços uns atrás dos outros, dores de garganta, bronquios, tosse insuportável com fortes dores de cabeça, vómitos e uma diarreia sem precedentes.

Ora eu direi que o que me teria safado foi as contínuas toalhas de água fria na barriga, sumos (de centrifugadora) de cenoura e aipo, misturados, água com sumo de limão e o tal cremezinho "do tipo" Vick Vaporub na sola dos pés, com peúgas muito quentinhas.

Esta era a única coisa que me fazia parar a tosse, que me aterrorizava porque ao tossir a cabeça parece que estourava. NUNCA tive semelhante coisa. Mas estou melhor, direi mesmo que passou.»

MOTA: Trago aqui este depoimento, porque evidencia que é possível combater uma forte gripe e outros tipos de doenças com produtos naturais sem ter que recorrer a medicamentos químicos sempre capazes de produzir efeitos secundários que curam por um lado e matam pelo outro.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Derrame cerebral. Devemos saber mais

É melhor saber do que pecar pela ignorância. Nunca se sabe quando a informação adquirida vai ser útil.

Há um dado Importante a ser considerado. Agora existe um 4º indicador: A língua.

Derrame: memorize as três primeiras letras...S.T.R.

Um neurologista disse que se lhe levarem uma vítima de derrame dentro das primeiras três horas, ele pode reverter totalmente os efeitos do derrame. Ele disse que o segredo é reconhecer o derrame, diagnosticá-lo e receber o tratamento médico correspondente, dentro das três horas seguintes, o que é difícil.

Reconhecer um derrame

Muitas vezes, os sintomas de um derrame são difíceis de identificar. Infelizmente, nossa falta de atenção, torna-se desastrosa. A vítima do derrame pode sofrer severa consequência cerebral quando as pessoas que o presenciaram falham em reconhecer os sintomas de um derrame.

Agora, os médicos dizem que uma testemunha qualquer pode reconhecer um derrame fazendo à vítima estas três simples perguntas:

S* (Smile) Peça-lhe que sorria.
T* (Talk) Peça-lhe que fale ou apenas diga uma frase simples. (com coerência). (ex : Hoje o dia está ensolarado)
R* (Rise your arms) Peça-lhe que levante ambos os braços.

Se ele ou ela têm algum problema em realizar qualquer destas tarefas, chame a emergência imediatamente e descreva-lhe os sintomas, ou transporte-a rápidamente à clínica ou hospital.

Novo Sinal de derrame - Ponha a língua fora.

Outro sinal de derrame é este:
Peça à pessoa que ponha a língua para fora. Se a língua estiver torcida e sair por um lado ou por outro, é também sinal de derrame.

Um cardiologista disse que qualquer pessoa que transmita esta informação a pelo menos 10 pessoas pode apostar que salvará pelo menos uma vida ... É algo que todos devemos saber.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Rir é saudável

Sorria!!!

Sorrir ou mesmo rir são a minha essência...estou sempre a sorrir e riu com a maior facilidade, não importa a situação… sorrir é o que me acalma, é o que me faz feliz!
Claro que há momentos em que os sorrisos devem ser guardados, mas é apenas nesses momentos, que com grande dificuldade, os guardo, os escondo. Sorrir foi o descobrimento de um mundo novo para mim. E depois que o descobri não parei mais de sorrir.

Gosto de oferecer um sorriso, faz o meu coração transbordar de felicidade. Enriquece quem o recebe sem me empobrecer, pelo contrário. Dura somente um instante, mas a sua lembrança pode permanece por longo tempo.

Quantas vezes, um simples sorriso dado a alguém por quem passei e que me sorriu de volta me dá alegria para horas, boa disposição para todo o dia.

Ninguém é tão rico a ponto de dispensá-lo, nem tão pobre que não possa doá-lo. O sorriso gera alegria na família, dá sustento no trabalho e é sinal tangível de amizade. Um sorriso dá consolo a quem está cansado, renova a coragem nas provações e é remédio na tristeza. Se um dia você encontrar que não lhe oferece um sorriso, seja generoso e ofereça-lhe o seu.

Ninguém tem tanta necessidade de um sorriso quanto aquele que não o sabe dar.
Sorria e ria muito, vai ver como é bem mais feliz!!!

Foto de José Ferreira
Fernanda Ferreira

Como tornar as receitas mais saudáveis

Alguns conselhos da amiga :

Quando a receita não contém produtos hortícolas pode acompanhar com salada ou legumes cozidos;

Evite os refogados e os guisados, opte por colocar todos os alimentos em cru ao mesmo tempo;

Prefira as receitas em que os alimentos são cozidos, grelhados ou estufados;

Utilize ervas aromáticas e diminua a quantidade de sal utilizada;

Retire as gorduras visíveis à carne e a pele das aves e do peixe;

Opte sempre por consumir carnes magras;

Diminua as quantidades de gordura que adiciona aos alimentos quando tempera e quando cozinha;

Em vez de utilizar a gordura de confecção das carnes, deve usar o azeite;

Prepare marinadas (vinho branco, ervas aromáticas, etc.) para que os alimentos fiquem mais saborosos;

Para a confecção de sopas e outros cozinhados evite o uso de caldos concentrados.

Coelho no forno

Ingredientes

1 Coelho
1L Vinho
Azeite q.b.
2 Cebolas
2 Cenouras
4 Dentes de alho
1 Raminho de alecrim
1 Raminho de salsa
1 Raminho de tomilho
4 Folhas de louro
Sal q.b.
Pimentas em grão para moer na altura

Modo de preparação:

Corta-se o coelho em pedaços pequenos.
Agora cortam-se os dentes de alho em lâminas finas e pica-se todas as ervas (menos as folhas de louro) e a cebola. Corta-se ainda a cenoura pelada em cubos pequenos. Misturam-se todos os ingredientes com o vinho. Cobre-se o fundo de um recipiente com um pouco de molho e dispõe-se por cima as peças de carne limpas. Despeja-se por cima o molho da marinada, cobre-se com filme aderente e reserva-se em lugar fresco durante pelo menos 24 horas antes de cozinhar.
Na hora de cozinhar, leva-se a preparação ao lume até cozer a carne.
Para alourar leva-se ao forno até ficar a gosto.

Bom apetite,
Beijinhos


Oferta da autora, que agradeço.

Dúvidas sobre o açúcar

. Porque o açúcar é um vilão?

R. O Açúcar branco, refinado, usado para adoçar os alimentos, é sim um vilão. Os prejuízos que ele causa no organismo são inúmeros. Primeiro, porque ele é uma substância extremamente concentrada. Para você ter uma idéia, uma colher de açúcar equivale a 90 cm de cana (quase 1m!), e todo produto concentrado desgasta e sobrecarrega o organismo. Além disso, durante o processo de refinamento, a cana perde todos os seus nutrientes, se tornando apenas fonte de calorias. Dessa forma, para ser assimilado, o açúcar “rouba” do organismo importantes vitaminas e minerais como o Cálcio, que é importante na fase de crescimento e na prevenção da osteoporose e a Vitamina B1, que é importante para a integridade do sistema nervoso. Sua deficiência causa alterações nervosas como irritabilidade, cansaço e perda de memória. O açúcar enfraquece o sistema imunológico, reduzindo a resistência do organismo à vírus e bactérias nocivas, deixando a pessoa mais propensa a gripes, rinite, cistite, cáries e desequilíbrio da flora intestinal. O açúcar também está relacionado ao aparecimento de Obesidade, Hipertensão, Diabetes e alguns tipos de Câncer como intestinos, mama, ovários, útero, próstata e rins.

• O consumo de açúcar causa automaticamente aumento de glicose no sangue?

R. Ao contrário dos açucares naturais, o açúcar refinado é absorvido muito depressa, causando um brusco aumento da glicose no sangue. O pâncreas é obrigado a produzir uma quantidade extra de insulina para baixar a glicemia. Essa reação é acompanhada de depressão e cansaço e a pessoa sente necessidade de um novo estimulante e acaba acorrendo um ciclo vicioso. Essas alterações na taxa de açúcar no sangue deterioram os mecanismos que regulam o metabolismo e esgotam o sistema nervoso.

• Todos os alimentos que contêm açúcar elevam os níveis de glicose na mesma proporção?

R. Não, o corpo não absorve todos os tipos de açúcar na mesma velocidade. Por exemplo, os alimentos que contém açúcar refinado, como os doces em geral e as bebidas adoçadas com açúcar, elevam rapidamente a glicose no sangue, aumentando também rapidamente a produção de insulina, o que causa mal estar, dores de cabeça e fome poucas horas após sua ingestão. Por outro lado, os açúcares naturais contidos nos alimentos e a presença de fibras contribuirão para que a glicose vá para o sangue lentamente, contribuindo para maior saciedade e controle de peso. É o caso dos pães integrais, aveia, arroz integral, feijões, frutas, verduras e legumes.Todos esses alimentos contêm algum tipo de Carboidrato, que é o açúcar natural desse alimento.

• O açúcar causa diabetes?

R. O elevado consumo de açúcar aliado a uma alimentação pobre em fibras, provoca uma rápida elevação dos níveis de glicose no sangue e otimiza o depósito de gordura nas células, o que aumenta a resistência à insulina, obrigando o pâncreas a trabalhar mais e mais até que a insulina que ele produz deixa de ser suficiente e o Diabetes é instalado. Quando a alimentação for pobre em fibras, haverá uma maior propensão ao Diabetes.

• É indicado reduzir a ingestão de alimentos ricos em carboitratos?

R. O Carboidrato é um nutriente essencial para o organismo, pois ele fornece glicose que é o combustível para todas as células, indispensável para a integridade do sistema nervoso. Por isso, ele deve representar 50 a 60% da alimentação diária.É necessário, portanto, escolher os Carboidratos que são absorvidos mais lentamente pelo organismo, presentes nos cereais integrais, sementes, grãos, feijões, frutas e hortaliças.

• Quais são os melhores substitutos do açúcar refinado ?

R. O ideal seria reeducarmos o nosso paladar para apreciar o sabor natural dos alimentos, sem adição de açúcar. Algumas alternativas mais saudáveis são o mel, o melado e o açúcar mascavo ou demerara. Eles também têm uma rápida absorção, não podendo ser usados por pessoas que tem diabetes, mas sua vantagem está no fato de conterem vitaminas e minerais importantes que o açúcar refinado perdeu e por isso “rouba” cálcio e vitamina B1 do organismo

O AÇÚCAR VICIA? R. O açúcar aumenta os níveis de hormônios como a dopamina e a serotonina o que causa uma momentânea sensação de bem estar, mas com a liberação da insulina, esse estado de excitação passa, e a pessoa sente vontade de comer mais açúcar, portanto, o açúcar pode viciar.

• Porque gostamos tanto de doces?

R. A introdução do açúcar ocorre bem precocemente, já na mamadeira dos bebês, o que é totalmente inapropriado, uma vez que a criança, desconhecendo o açúcar, não sente sua falta.O uso do açúcar pelos bebês predispõe à diversas infecções e reações alérgicas como problemas respiratórios, infecções intestinais, cárie de mamadeira, além de deficiências nutricionais e atraso no desenvolvimento.Portanto, desde pequenos somos induzidos à dependência do açúcar.

Fonte: IDMD
Publicado em A Voz do Povo por Marcela Isabel Silveira CRN2

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Menino de 7 anos com ADL - Adrenoleucodistrofia


Gabriel Pollaco com 7 anos e é portador de ADL - Adrenoleucodistrofia - diagnosticado em 12/08/09 - doença esta pouco conhecida.

Diz a mãe que só conhecemos quando acontece em nossa família». A mãe criou o blog «Gabriel Pollaco - mais um caso de ALD no Brasil» «afim de entrar em contacto com outras pessoas que tiveram esta experiência de vida dolorosa, trocar informações e como forma de desabafo também, com muita Fé em Nosso Senhor Jesus Cristo vamos vivendo cada dia.»

Para quem estiver perto, ou mesmo de longe, e desejar conhecer mais pormenores e, se possível, enviar ajuda adequada, eis alguns endereços, além do link do blog atrás citado: Jackeline Depp, Novidades sobre o nosso amiguinho Gabriel, A Tulha do Atilio.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Qual o café mais forte?

Qual o café mais forte? O curto ou o cheio?

Eis a resposta dada pela Delta Cafés:

Em resposta à sua questão, venho por este meio informar-lhe de que:

Bica "curta"
Volume total - ± 25 cc
Conteúdo de cafeína 87,0 mg

Bica "normal"
Volume total - ± 35 cc
Conteúdo de cafeína 94,5 mg

Bica "cheia"
Volume total - ± 45 cc
Conteúdo de cafeína 98,1 mg

Sendo assim, podemos concluir que um café expresso (vulgar "bica"), resulta da pressão a que a água atravessa as partículas de café moído e da consequente emulsão que essa pressão origina, das substâncias gordas do café – os óleos aromáticos e os colóides – o que caracteriza e distingue esta bebida das restantes pela sua densidade, creme, corpo e sabor persistente na boca.

Reconhece-se um bom expresso pela cor e textura do creme à superfície, o qual deverá ser levemente acastanhado (cor avelã) e com ligeiras nuances mais escuras no centro e sem "Bolhas". A sua espessura deverá ser de 3 a 4 mm e consegue-se analisar essa espessura se ao deitarmos açúcar na bebida, o creme consiga sustentar durante poucos segundos essa quantidade de açúcar, indo-se depositando no fundo da chávena de forma gradual.

Quero-lhe pedir desculpa por só agora lhe estarmos a responder e quero aproveitar para lhe informar de que caso necessite mais alguma informação, por favor não hesite em contactar-nos novamente!

Com os melhores cumprimentos,

(Núcleo Inovação & Concepção)
Novadelta, Comércio e Indústria de Cafés, S.A.
Herdade das Argamassas
7370 - 171 Campo maior
Tel: 268680000 \ Telm: 932682417
Fax: 268688961

A partir de agora já sabe:

Quer menos cafeína??

Então sai ...ITALIANA!
Não mais o “Abatanado”! Nem a “cheia”

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Açorda de Marisco

Açorda de Marisco! Um Magnífico Prato!




Coloque ameijoa do Algarve (da mais escura e grande) e mexilhão, depois de muito bem lavados, dentro dum recipiente (um recipiente para cada qualidade de marisco) deitando fora aquele que estiver já aberto e, aparentemente, morto. Deixe assim, uma a duas horas, em local fresco.

Ponha a cozer camarões frescos e algumas gambas. Não deite fora a água onde cozeram.

Coloque, numa panela de pressão, azeite, 4 dentes de alho com a pele, 2 folhas de louro e um molho de coentros. Deixe aquecer e meta, imediatamente, o marisco de concha, depois de bem passado por água fria, afim de retirar-lhe o sal e a areia que, entretanto, largou.
Atenção: verifique, um a um, se o marisco está todo vivo.

Depois da panela de pressão começar a apitar, deixe cozer durante 10 minutos.
Quando estiver pronto, retire da panela de pressão e separe as conchas.

Passe por um coador fino, a água de cozer as ameijoas e o mexilhão. Junte-lhe uma parte da água de cozer o camarão e as gambas.

Coloque meia chávena almoçadeira de azeite num tacho, com 5 dentes de alhos bem esmagados. Deixe fritar uns segundos e coloque dentro a água de cozer o marisco, até à altura duma mão transversal (4 ou 5 dedos de altura).

Desligue o disco e coloque dentro 4 pães cortados aos bocadinhos muito pequenos e deixe de molho durante uns 5-8 minutos.

Em seguida, volte a levar ao lume, deixando ferver durante 20 minutos e mexendo sempre para não pegar ao fundo. É importante que o pão fique macio e bem desfeito.

Coloque dentro, então, todo o marisco. Deixe cozer, sem parar de mexer, durante mais 10 minutos.

Na altura de servir, coloque 2 ovos, levemente batidos, deixando-os cozer. Misture bem na açorda.

Há quem prefira colocar 3 ovos no topo da açorda, deixando-os escalfar em lume brandissimo.

Finalmente, cortar um raminho de salsa e juntar à açorda.

Maria Letra
Imagem da net