quarta-feira, 30 de maio de 2018

MELHORAR A DIGESTÃO

11 Alimentos Ricos em Enzima Para Melhorar a Digestão

Nosso sistema digestivo é muito mais complexo do que a maioria das pessoas pensam - diferentes órgãos precisam trabalhar em conjunto para garantir que a comida e a bebida que consumimos sejam divididos em componentes que podem ser absorvidos pelo corpo e, então, levados à corrente sanguínea para nos fornecer energia. As "pequenas engrenagens" que impulsionam esse processo são enzimas, responsáveis por decompor moléculas de alimentos em componentes que podem ser digeridos.
Se seu corpo não consegue produzir enzimas ou você não consome o suficiente delas em sua dieta, a comida que você ingere não será capaz de quebrar adequadamente e você pode sofrer de vários distúrbios, como a síndrome do intestino irritável e a intolerância a vários alimentos. Portanto, é altamente recomendável que você leia essa lista de 11 alimentos que fornecerão ao seu corpo as enzimas de que ele precisa da maneira mais deliciosa possível.

1. Abacaxi

Esta fruta tropical refrescante é rica em excelentes enzimas digestivas, sendo a bromelaína a mais importante, que é abundante no abacaxi. Esta enzima ajuda o corpo a quebrar proteínas em seus componentes primários, incluindo aminoácidos, que ajudam a digerir e absorver esse importante material em nosso corpo. Em um estudo de 2008 com pessoas com insuficiência pancreática - uma condição médica em que o pâncreas não produz enzimas digestivas suficientes - constatou-se que o consumo de bromelaína pela ingestão de abacaxis, por exemplo, junto com suplementos dietéticos contendo enzimas pancreáticas, melhorou significativamente a digestão.

2. Mamão

O mamão é outra fruta tropical rica em enzimas digestivas úteis. Como o abacaxi, o mamão também contém um grupo de enzimas que ajudam a digerir proteínas chamadas papaína. Em um estudo realizado em 2013, verificou-se que tomar uma fórmula melhora o processo de digestão e alivia os efeitos colaterais comuns da síndrome do intestino irritável, como inchaçoe prisão de ventre. Note que se você quiser aproveitar ao máximo as enzimas do mamão, coma-o maduro e não cozido, já que a exposição ao calor pode reduzir muito o seu conteúdo enzimático. Observe também que comer mamão não maduro pode ser perigoso para mulheres grávidas, pois pode causar contrações.

3. Mel

Este alimento natural e doce é uma fonte rica de muitos elementos que são muito benéficos para o corpo, entre eles, é claro, várias enzimas digestivas, tais como:
Amilase - também conhecida como diástase - ajuda a dissolver o amido em açúcares.
Invertase - ajuda na degradação da sacarose em glicose e frutose.
Protease - ajuda na quebra de proteínas em aminoácidos.
Se você quiser consumir mel para aproveitar seus benefícios digestivos, certifique-se de comprar mel puro, já que o processado é frequentemente aquecido e, em altas temperaturas, as enzimas digestivas são destruídas.

4. Abacate

O abacate é uma fruta e não um vegetal como muitas pessoas pensam, e, ao contrário de outras frutas, é rico em gordura e muito pobre em açúcar. O abacate também contém enzimas digestivas chamadas lipase, que ajudam a digerir moléculas de gordura e dissolvê-las em moléculas menores, como ácidos graxos e glicerol, tornando mais fácil para o corpo absorvê-las. Além disso, as enzimas lipase contribuem para a manutenção da função pancreática e, dadas todas essas vantagens, temos a certeza que não vai querer perder a oportunidade de comer esta saborosa fruta verde.

5. Kefir

Nem todo mundo conhece essa excelente bebida láctea que se originou nas montanhas do Cáucaso, e que tem muitos benefícios para a saúde, alguns dos quais existem graças às muitas enzimas que ela contém. O processo de fazer kefir, no qual o leite é adicionado a uma mistura de levedura e bactérias benéficas, enriquece a bebida com uma variedade de nutrientes saudáveis e importantes enzimas digestivas, como a lipase e a protease. Outra enzima encontrada no kefir é a lactase, que ajuda a absorver a lactose - o mesmo açúcar que é encontrado no leite e mal é digerido no corpo. Um estudo da Universidade Estadual de Ohio, nos Estados Unidos, descobriu que o consumo de kefir melhora a digestão de lactose naqueles que têm intolerância a ele.

6. Banana

As bananas contêm enzimas, como amilase e glicosidase, que ajudam a dissolver carboidratos complexos, como o amido, em componentes menores e açúcares que o corpo absorve facilmente. Além disso, as bananas também são uma excelente fonte de fibras que podem melhorar muito o seu sistema digestivo. Em um estudo realizado em 2011, as mulheres que comeram duas bananas por dia tinham uma probabilidade significativamente menor de sentir inchaço e dor abdominal.

7. Manga

Você pode adicionar manga à lista de frutas tropicais saudáveis cheias de enzimas digestivas. Como a banana e uma série de outros alimentos mencionados acima, as mangas também contêm enzimas amilase que desempenham um papel importante no processo de decompor os carboidratos em açúcares, melhorando sua absorção pelo corpo e nos proporcionando um pouco de energia. Para tirar o máximo proveito delas, tente mastigar bem a manga antes de engoli-la, porque as enzimas amilase presentes em nossa saliva são adicionadas às da manga, melhorando significativamente o processo de digestão.

8. Kimchi

Desta vez, não é apenas mais uma fruta exótica, mas sim um alimento coreano feito de vegetais fermentados em conserva. Como o kefir mencionado anteriormente, o processo de preparação de kimchi também leva ao desenvolvimento de bactérias boas que fornecem uma variedade de componentes com muitos benefícios para a saúde. O conteúdo de enzima no Kimchi inclui proteases, lipases e amilase, que melhoram a digestão e absorção de proteínas, gorduras e carboidratos, respectivamente. O kimchi também é particularmente eficaz na redução do colesterol. Um estudo de 2013 com 100 jovens saudáveis descobriu que aqueles que consumiam mais kimchi tinham os níveis mais baixos de colesterol no sangue.

9. Gengibre

O gengibre tem sido um componente muito importante da medicina tradicional há milhares de anos. Algumas das propriedades medicinais e os benefícios para a saúde são provavelmente encontrados nas muitas enzimas digestivas que contém, como a zingibain, que ajuda o organismo a decompor as proteínas em seus componentes e, assim, ajuda a absorvê-las melhor. Além disso, um estudo realizado no Instituto Central de Pesquisa e Tecnologia de Alimentos na Índia descobriu que vários tipos de especiarias, incluindo o gengibre, naturalmente ajudam o corpo a autoproduzir as enzimas essenciais, como amilase e lipase.

10. Quiuí

Outra fruta exótica e especial que é uma "estufa de enzimas" é o quiuí - verde por dentro e peludinho por fora. Essa fruta contém uma infinidade de enzimas, sendo as principais a azetidine, que os cientistas acreditam ser a razão pela qual é capaz de melhorar a digestão. Em um estudo publicado em 2011, descobriu-se que adicionar quiuí à dieta melhora a digestão de glúten, carne e proteína de soja. Mais estudos descobriram que comer a fruta reduz o inchaço e ajuda a aliviar a prisão de ventre.

11. Missô

O último item da lista vem de bem longe, no Japão - onde o missô tradicional, feito de arroz fermentado, soja, sal e fermento, foi preparado por muitos anos e serve como base para sopas e outros alimentos. Como vários outros alimentos apresentados, neste caso também, é a levedura que é responsável pelas bactérias amigáveis que aumentam seu valor nutricional e a carregam com ingredientes benéficos e muitas enzimas protease e amilase - que contribuem muito para a capacidade do corpo de digerir e absorver alimentos de forma eficiente. Em um estudo publicado em 2016, descobriu-se que o conteúdo de bactérias gástricas amigáveis no missô pode reduzir o aparecimento de sintomas relacionados a problemas digestivos, como a síndrome do intestino irritável.

sexta-feira, 25 de maio de 2018

ALIMENTOS A EVITAR AO VIAJAR DE AVIÃO

10 Alimentos e Bebidas Que Você Deve Evitar ao Viajar de Avião

É muito difícil não ficar com fome em um voo, a menos que você esteja viajando muito cedo pela manhã e a única coisa que talvez queira é dormir um pouco. Comer no avião é bom, mas na verdade existem certos alimentos e bebidas que você deve evitar consumir durante o voo.

Abaixo, você encontrará 10 itens que é melhor evitar:

1. Cebola e alho

 O composto sulfeto de alilo é dos responsáveis por aquele característico hálito de alho ou cebola, e que pode levar até 24 horas para ser removido do seu corpo. Felizmente, há uma forma bem fácil de acabar com isso. Comer alimentos como maçãs cruas ou folhas de hortelã pode ajudar a desodorizar a respiração depois de ter comido alho ou cebola.

2. Álcool

Para quem tem medo de avião, tomar um pouco de álcool pode parecer uma ótima maneira de se acalmar, mas é preciso pensar duas vezes. Voar por si só já causa desidratação. Além disso, sentar-se em um avião apertado por mais de quatro horas já aumenta as chances de coágulos sanguíneos em quem tem alto risco, e a desidratação causada pelo álcool acrescenta mais uma camada de risco.

3. Café

Tomar uma xícara de café a caminho do portão de embarque é um hábito comum, mas essa xícara contém cerca de 410 miligramas de cafeína. Em duas horas depois do voo, você já terá incomodado as pessoas ao lado com várias idas ao banheiro, além de inquietação. Um estudo de 2017 descobriu que 6 miligramas de cafeína por quilograma de peso corporal podem agir como um diurético, levando à perda de sódio, potássio e fluidos. Isso pode resultar em cãibras musculares e dores de cabeça.

4. Chocolate amargo

Quando pensamos em cafeína, geralmente pensamos em café, mas o chocolate amargo pode causar um grande impacto na cafeína. Por exemplo, uma barra de 100 gramas com 85% de cacau tem cerca de 80 miligramas de cafeína, e grãos de café expresso com cobertura de chocolate contêm até 336 miligramas por porção.

5. Salame

Aquele sanduíche de salame que você pegou enquanto esperava no aeroporto pode te causar problemas quando você estiver no ar. O salame é um alimento rico em histamina, por isso, comê-lo pode agravar as alergias nasais ou a sinusite, fazendo com que a decolagem e o pouso sejam um pesadelo congestivo. Da próxima vez, compre um sanduíche de peito de peru, frango desfiado ou vegetariano.

6. Água da torneira

Claro, as companhias aéreas distribuem água em garrafas, mas o café e o chá são feitos com água da torneira - e você pode querer esperar até que você caia. Há uma lei nos Estados Unidos, criada em 2009, que exige que as companhias aéreas inspecionem seus sistemas de água pelo menos a cada cinco anos, o que é muito tempo para uma série de erros. Um estudo realizado em 2015 descobriu que a água de dois aviões testados continha bactérias que causam doenças. Leve sua própria garrafa de água e encha-a em uma fonte de água segura depois de passar pela segurança.

7. Frutas secas

Aquele pacote de damascos secos pode parecer atraente se nenhuma refeição estiver incluída no voo, mas você pode se arrepender se tiver sido diagnosticado com asma recentemente e não estiver familiarizado com seus gatilhos. Frutas secas podem conter sulfitos, o que poderia promover um ataque. Além disso, níveis mais baixos de oxigênio podem piorar os problemas respiratórios.

8. Amendoim e manteiga de amendoim

O amendoim é um petisco muito saboroso, mas você passará fome se o comissário de bordo anunciar que alguém no voo tem uma alergia grave a amendoim, e também nozes. Como o avião recicla uma porcentagem do ar da cabine, a abertura de um pacote desses alimentos pode expor a pessoa alérgica a partículas potencialmente mortais.

9. Sanduíche de café da manhã

Se você gosta de comer algum sanduíche de fast-food logo de manhã, pense bem. Uma unidade contém 1.989 miligramas de sódio, 86% da recomendação máxima diária, que é de 2.300 miligramas. Todo esse sódio pode aumentar a pressão sanguínea, o que é mais preocupante quando se considera o fato de que o baixo oxigênio do voo já sobrecarrega o coração.

10. Refrigerantes e bebidas gasosas

Níveis mais baixos de oxigênio podem fazer com que os voos sejam difíceis para aqueles com distúrbios pulmonares. Um estudo descobriu que 18% dos passageiros com doença pulmonar tinham pelo menos uma dificuldade respiratória leve ao voar. Para piorar, a expansão de gás em altas altitudes pode aumentar a pressão sobre os pulmões. Portanto, é recomendável que bebidas gasosas sejam evitadas em viagens de avião.

CINCO FLORES PERIGOSAS

As flores são belas e românticas.
São usadas desde sempre para demonstrações de amor e carinho... Isso você já sabia, claro!
Mas, como sempre acontece com tudo na vida, existe um outro lado: as flores podem ser venenosas, tóxicas a ponto de matar! Inclusive, uma dessas "plantinhas" conseguiria até matar sua vizinhança inteira!
Acredite, não é exagero.
Veja nossa lista com o ranking das 5 flores mais perigosas que você com certeza já teve, ou ainda tem em sua casa.

5° lugar - ANTÚRIO

 O antúrio é muito tradicional no paisagismo. Quem nunca viu uma dessas na casa da avó? Exótica, tropical... e altamente tóxica! Se ingerida por humanos, pode causar vómitos, dificuldade de engolir, lesões na boca, na faringe e na laringe e asfixia. São muito perigosas principalmente para crianças e animais domésticos.







4º lugar - HORTÊNSIAS


Podemos encontra-las facilmente por aí!
O que a maioria não desconfiava é que esta flor é venenosa e pode causar dores de barriga, vômitos e em casos mais graves convulsões  até coma (!).
Mantenha crianças e animais longe dela.





3° lugar - AZÁLIAS

Passamos ao lado delas todos os dias
Elas estão em quase todos os jardins e praças pela cidade.
E também estão na lista das flores assassinas!
Se ingeridas podem causar problemas digestivos, hipertensão ou hipotensão cardíaca, resultando em diminuição da frequência cardíaca e arritmias.




2° lugar - O LOENDRO (ou REDODENDRO)

Linda e perigosíssima.
Pode destruir (literalmente) seu coração se ingerida. E não estamos falando de efeitos menores, em crianças ou animais pequenos...
Os estudos de toxicidade foram feitos baseando-se em uma pessoa adulta de 80 Kg!
Os efeitos principais são: sonolência, fortes dores abdominais, pulsação acelerada, diarreia, vertigem, falta de ar, irritação da boca, náusea, vômitos, e não para por aí... pode deixar uma pessoa adulta em coma e até matar, isso com uma única folha!!

Você deve agora estar a perguntar o que pode ser mais mortífero do que o nosso 2° lugar, não é mesmo?

O nosso 1° lugar é praticamente uma arma de destruição em massa!
Sim, ela não mata uma única pessoa, ela consegue matar um grupo inteiro em um ataque coordenado que funciona quase como um exército!!!!
Veja a terrível "bomba atômica" das flores:

1° lugar - ACÁCIA


Uma assassina em massa super especializada.
A acácia desenvolveu uma estratégia para matar não só um, mas um grupo inteiro!
Caso seja ameaçada, por um grupo de antílopes por exemplo, suas folhas liberam gás etileno que servem de alarme para que outras acácias nos arredores percebam que existe ameaça.
Assim, todas se juntam em um contra ataque devastador e começam a produzir tanino em quantidade suficiente para matar todo o grupo!
Essa planta segue à risca o velho ditado: "A união faz a força"...

domingo, 13 de maio de 2018

SEJA MODERADO NO CONSUMO DE PROTEÍNAS

Será qua anda a ingerir proteína em excesso?

Quem é que não ostenta, com orgulho, o seu shaker no ginásio cheio de proteína? Benefícios que conhecemos à parte, existem também consequências para o consumo excessivo de suplementos de proteína. Mas vamos aos factos.

A Agência de Normas Alimentares da Grã-Bretanha recomenda que um adulto consuma até 55 gramas de proteína por dia. Mas note-se que essa quantidade é apenas aproximada e varia sempre em função da massa corporal, género e esforço físico da pessoa. Por outro lado, um estudo da Universidade de Connecticut, nos Estados Unidos, descobriu que ingerir proteína do soro de leite durante um período prolongado poderá estar relacionado com um risco maior de problemas renais. Em caso de pessoas com problemas renais, ou histórico familiar de doença renal, é importante ficar atento, porque a proteína que não é utilizada pelo corpo é eliminada pelos rins sobrecarregando suas funções.

Para um adulto saudável, as recomendações de proteína são de 0,8 g de proteína por quilo de peso corporal, o que corresponde a 56 g de proteína em um indivíduo de 70 kg. Um bife de vaca de 100 g grelhado tem 26,4 g de proteína, por isso, com 2 bifes quase se atinge as recomendações. Além disso, ao longo do dia normalmente ainda se consomem outros alimentos ricos em proteína, como leite e derivados. E também pode ter um efeito negativo grave em outros aspetos da saúde, causando desidratação, fadiga e até aumentar o stress do coração.

Moderação é a chave!

quarta-feira, 2 de maio de 2018

5 HÁBITOS PARA AUMENTAR A LONGEVIDADE

Trasnscrição:

Estes cinco hábitos vão ajudá-lo a viver mais uma década
180502. Por Liliana Lopes Monteiro

Adotar estes cinco hábitos pode prolongar a sua vida em mais de 10 anos, diz um novo estudo norte-americano.

Esses hábitos já são sem dúvida conhecidos

- ter uma alimentação saudável,
- praticar exercício físico regularmente,
- beber álcool com moderação,
- não fumar e
- manter um peso saudável

Mas o novo estudo procurou quantificar exatamente a extensão em que estes fatores podem de facto impactar na saúde dos indivíduos e na sua longevidade.
...
(leia o artigo completo)