Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

quarta-feira, 31 de julho de 2013

SETE SUPER ALIMENTOS


Os 7 super alimentos para a nossa Saúde

AZEITE - Rico em ácidos gordos insaturados, protege o coração, contribui para diminuir os níveis de colesterol. Retarda o envelhecimento e é muito útil tanto como condimento, como para aplicar em feridas ou tratamentos de beleza.

ALHO - Antibiótico natural, antifúngico e antivirus, contribui para diminuir os níveis de colesterol e de triglicéridos. Regula a tensão arterial, previne o cancro e não pode faltar nas deliciosas gambas com alho ou nos bifes.

BRÓCOLOS - Ricos em fibras vegetais, vitaminas, antioxidantes como betacarotenos e vitamina C e ácido fólico. Trata-se de um dos melhores aliados contra o cancro.

CEBOLA - É um diurético natural que diminui os níveis de colesterol e cura as infecções urinárias. Faz baixar os níveis de açúcar no sangue, alivia as constipações e é indispensável na culinária.

LIMÃO - Antibiótico natural, é eficaz contra os fungos e virus e muito rico em vitamina C. Age como diurético e depurador do metabolismo.

MAÇÃ - Rica em pectinas ou fibras vegetais, ajuda a baixar o colesterol, a prevenir as doenças cardiovasculares e diminui o apetite entre as refeições. Se quer chegar à velhice como um jovem, não se esqueça de comer uma maçã todos os dias.

NOZES - Cinco por dia contribuem para reduzir o colesterol e prevenir os problemas cardiovasculares . Além disso, contêm magnésio, ferro, zinco, vitamina E e gorduras insaturadas.

Tenha BOA SAÚDE consumindo produtos naturais.

Imagem de arquivo

quarta-feira, 24 de julho de 2013

PEQUENO-ALMOÇO É IMPORTANTE


Sem pequeno-almoço, aumentam riscos cardíacos
TSF. 23-07-2013. Publicado às 13:18

Se não toma o pequeno almoço, os riscos de ter um problema cardíaco são maiores, diz um estudo realizado com 27 mil homens.

Os homens que não tomam pequeno-almoço são mais propensos a ter um ataque cardíaco ou a morrer de doença cardíaca do que os outros, de acordo com um estudo publicado ontem nos Estados Unidos.

Este trabalho envolveu cerca de 27 mil homens com idades entre os 45 e os 82 anos, que concordaram em participar numa pesquisa sobre os alimentos e suas consequências para a saúde, distribuídos entre 1992 e 2008.

Os resultados mostraram que os homens que normalmente não tomam pequeno-almoço tinham mais 27% de risco de ter um ataque cardíaco ou de morrer de doença cardíaca coronária. Aqueles que abdicam do pequeno-almoço tendem a ser mais jovens e «muitas vezes ser fumadores, trabalhando a tempo inteiro, fazendo menos atividade física e bebendo mais álcool». «Não tomar o pequeno-almoço pode levar a alguns riscos, como obesidade, hipertensão, colesterol alto e diabetes, o que pode eventualmente levar a um ataque cardíaco», disse Leah Cahill, da Escola de Saúde Pública de Harvard, principal autor do estudo.

France Press

Imagem de arquivo

quinta-feira, 18 de julho de 2013

CURAR O CANCRO COM UMA SÓ SESSÃO


A Fundação Champalimaud dispõe, desde Março de 2012, de equipamento moderno de Radioterapia que elimina um tumor numa só sessão.

Pode eliminar o cancro numa única sessão, mesmo com o tumor já espalhado. É indolor e tem menos custos que a radioterapia convencional. A taxa de sucesso nos tratamentos tem melhorado de ano para ano. O equipamento chegou à fundação Champalimaud em Dezembro de 2011 equipado com ferramentas que o tornam único no mundo.

Permite tratar muitos dos casos de cancro com metástases, sobretudo os menos disseminados. Na Europa, há poucos destes sistemas e o primeiro em Portugal foi o da Fundação Champalimaud, mas já existem mais nas áreas de Lisboa e do Porto.

Trata-se de uma radioterapia por imagem guiada, em que se faz tac e tratamento em simultâneo. Exige elevado nível de precisão com dose única aplicada no local adequado.

O equipamento e a técnica foi testado na universidade de Pisa, em Itália.

Funciona em qualquer tipo de cancro, mesmo num dos mais resistentes à quimio ou radioterapia, como o do rim, com uma taxa de sucesso de 80% mesmo nos casos de cancro dos rins.

"É indolor, elimina a toxicidade e consegue-se fazer o tratamento em menos de um quarto do tempo do que as sessões convencionais de radioterapia, isto é, trata quatro vezes mais doentes que a radioterapia tradicional.

Em 10 minutos consegue-se o mesmo do que com a cirurgia, permitindo ao doente ir para casa de seguida e sem risco de morte. Oferecemos aos doentes metastáticos, mais do que esperança, uma realidade - sem dor e sem invasão". E o tratamento é mais barato do que a radioterapia convencional.

Imagem de arquivo

quarta-feira, 17 de julho de 2013

BEBIDA MILAGROSA



Se o seu objectivo é ter uma excelente saúde e um corpo cheio de vitalidade, tome nota!!!!

Esta bebida milagrosa já existia há muito tempo já que originalmente os médicos naturistas da China a recomendavam aos doentes.

Conhecemo-la graças ao Sr. Seto, que não é uma celebridade pública, é um homem normal como nós, que comprovou os resultados desta bebida visto que se curou da sua doença, cancro do pulmão, e afirma que ela lhe foi recomendada por um famoso ervanário da China. Tomou-a diligentemente durante 3 meses e, agora, a sua saúde restabeleceu-se completamente e, por isso, quis tornar publico para dar a conhecer as maravilhas de uma alimentação sã.

É um alimento ao alcance de todos com um custo ínfimo. E é por isso que o Sr Seto quer chamar a atenção de quem padece de algum tipo de cancro ou qualquer outra doença para esta bebida milagrosa que protege o corpo do cancro e de outras doenças e contribui para a sua cura. Esta bebida milagrosa, segundo ele, "trava" o desenvolvimento das células cancerígenas.

De que é feita?

A formula é muito simples, necessita somente de:
1 Beterraba
2 Cenouras
1 Maçã
É tudo o que se precisa para fazer o sumo !!!

Como preparar?

Lavar todas as frutas anteriormente mencionadas, cortá-las com a pele, em bocados pequenos, meter na misturadora (ou na máquina de fazer sumos) mexer e, de imediato, beber o sumo.
Quem gostar, pode juntar um pouco de lima ou limão, para lhe dar um sabor mais refrescante.

Quando deve beber?

De manhã em jejum!!! .... Recomenda-se tomar o pequeno almoço uma hora depois.
Para conseguir resultados rápidos, tome esta bebida 2 vezes ao dia: Um copo pela manhã outro antes das 5 da tarde.
Recomenda-se que tome a bebida imediatamente depois de ter triturado os ingredientes, para evitar que a oxidação faça perder qualidades.

Este milagre da alimentação será efectivo para las seguintes doenças:

1) Para Prevenir o Cancro e Travar o crescimento das células cancerígenas
2) Para Prevenir doenças:
  a) Do fígado
  b) Dos rins
  c) Do pâncreas
  d) Da úlcera também
3) Para Fortalecer e prevenir:
  a) Os pulmões
  b) Um ataque cardíaco e a tensão arterial alta
4) Para Fortalecer el sistema imunológico
5) É boa para:
  a) A vista
  b) Eliminar olhos vermelhos e cansados ou secura nos olhos
6) Para Ajudar a eliminar a dor de:
  a) Esforço (treino intensivo) físico
  b) Dor muscular
7) Para Desintoxicar:
  a) Ajuda a defecar
  b) Eliminar a obstipação (Por isso, fará que a pele fique sã e radiante)
  c) Ajuda nos problemas de acne
8) Para Melhorar e eliminar:
  a) O mau hálito devido à má digestão
  b) A infecção de garganta
9) Para Diminuir as dores menstruais
10) Para Ajudar a tirar a febre dos fenos

Não há absolutamente nenhum efeito secundário. É de alto valor nutritivo.
Muito eficaz se necessita perder peso. Vai dar-se conta que o seu sistema imunológico melhorou (devido à maçã) depois de seguir a rotina por umas 2 semanas.

Divulgue esta magnífica receita entre a sua familia e amigos... contribuindo para salvar vidas !!!

Imagem de arquivo

sábado, 13 de julho de 2013

CIRURGIA SEM INCISÃO



          
A InSightec é uma empresa Israelense que está transformando a sala de operações com uma nova tecnologia de ultrassom que possibilita aos cirurgiões destruírem tumores e cistos sem incisões, usando a sua tecnologia de ultrassom de alta intensidade.  Pacientes do sistema ExAblate O.R. (sistema não invasivo) deitam dentro de uma máquina de ressonância magnética, e as cirurgias são feitas sem bisturis e não deixam cicatrizes.  A ferramenta possibilita a médicos destruir alvos, como tumores e cistos fibroides uterinos, dentro do corpo, sem incisões. O paciente fica acordado e é monitorado o tempo todo, e as alterações nos parâmetros de tratamento podem ser feitos de forma instantânea.
O sistema está sendo utilizado em diversos países, incluindo Europa e os Estados Unidos, para tratar miomas uterinos e dor causada por câncer ósseo. Único na América Latina, o referido sistema já está instalado em São Paulo, no Instituto do Câncer de São Paulo,  à disposição do SUS.  Divulgue para os seus amigos.
Ligue o som e clique no link abaixo.

TIROIDES - Será verdade?






VOCÊ SABE QUE CORRIA O RISCO ABAIXO REFERIDO?
Eu não.
Eu acho que foi descoberto há muito tempo, mas é bom lembrar...
É Importante comentar com todas as mulheres: nossas filhas, netas,
sobrinhas, mães e milhares de amigas e amigos para que eles discutam com suas respectivas esposas.
"Na quarta-feira, o Dr. Oz fez um programa mostrando o porquê a de o
Cancro da tiróide se estar a expandir rapidamente entre as mulheres. Ele referiu que possivelmente pode ser um resultado das radiografias dentárias e das mamografias. No avental que protege os radiologistas odontológicos, há uma pequena pestana que pode ser levantada e encostada ao pescoço (cobrindo a glândula tiróide). Normalmente não é usado. Há também um "protege-tiróide"
para uso durante as mamografias... mas é necessário pedi-lo ao radiologista.
Agora vem o comentário:

"Ontem, coincidentemente, fui fazer uma mamografia e perguntei ao técnico pelo "protege-tiróide" e, completamente seguro de si, ele tirou-o de uma gaveta. Perguntei-lhe porque não o ofereceu espontaneamente, e ele respondeu: "Não sei, mas basta pedi-lo"
Agora eu pergunto-me, como é que eu me lembraria de o pedir, se não tivesse visto aquele programa?"
Cara amiga, como eu disse no início: Partilha esta informação com os teus
amigos.
Cell    nr +351919327973 (ZON)
             
+351917556382 (extreme)

quinta-feira, 11 de julho de 2013

PROTEGER OS RINS COM ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL


Um dos pilares da prevenção de qualquer doença é a nutrição. Para cuidar da saúde renal não é excepção e existem algumas recomendações que devem tornar-se em hábitos saudáveis de vida. A Directora de Nutrição da Nephrocare, Cristina Antunes, dá-nos algumas indicações simples mas de extrema importância para a alimentação do dia-a-dia: Comecemos pelo Sal, tão tradicional na nossa culinária e que tantas vezes é utilizado em excesso. Controlar o consumo de sal (NaCl) é uma regra prioritária.

Devemos consumir no máximo até 6 gr de sal por dia ou até 4 gr/dia no caso das pessoas que sofrem de hipertensão arterial. Para limitar ao máximo o consumo de sal, devemos por um lado evitar os alimentos processados e por outro não acrescentar sal aos alimentos frescos, uma vez que já faz parte da sua constituição. Deixamos aqui algumas sugestões que poderá seguir no seu dia-a-dia:

1. Leia os rótulos dos alimentos e verifique a quantidade de sódio (Na) que estes contêm. Na rotulagem a referência utilizada sobre a composição nutricional dos alimentos é o sódio, tenha em conta que a sua ingestão diária não deverá ultrapassar 2400 mg.

2. São alimentos com elevado teor de sódio: enlatados, conservas, enchidos, fumados, manteiga com sal, azeitonas, pickles, queijos, bacalhau seco e salgado, alimentos instantâneos (como sopas e pudim), massa de alho, massa de pimentão, bebidas com gás, caldos de carne/peixe/vegetais embalados, molhos embalados, algumas bolachas (aveia), batatas fritas de pacote e aperitivos salgados, alimentos congelados e pré-confeccionados, refeições prontas e embaladas e fermento em pó.

3. Em alternativa ao sal e para dar mais sabor à comida utilize: azeite, vinagre, sumo de limão, alho, cebola, pimento (o amarelo é o mais rico em vitamina C), orégãos, manjericão, tomilho, louro, cebolinho, hortelã, coentros ou salsa.

4. Cozinhe com ingredientes frescos, são preferíveis aos enlatados que contêm elevadas quantidades de sódio.

Outra regra a seguir na sua alimentação é a preocupação diária de incluir alimentos frescos: 5 porções de frutas e verduras de preferência de diferentes cores, que lhe vão aportar diferentes vitaminas e minerais.

A ingestão de uma quantidade equilibrada de proteínas é também fundamental neste equilíbrio, o ideal será o equivalente à palma da mão ao almoço e ao jantar, dando preferência às carnes brancas e peixe. No que respeita aos lacticínios, poderemos consumir duas a três porções preferencialmente magros se tiver excesso de peso ou obesidade, hipertensão ou diabetes. Esteja atento aos rótulos e evite os lacticínios com elevado conteúdo em gordura e sal, não se esquecendo de limitar o consumo de alimentos ricos em gordura saturada como: carne vermelha, queijo, manteiga, natas, enchidos, órgãos e vísceras, gelados, chocolate e bolachas.

O consumo de açúcar e alimentos que o contenham deve também ser tão reduzido quanto possível, pois dá uma sensação de falsa saciedade.

Outra recomendação a reter é a importância de preparar refeições saudáveis, respeitando um limite de calorias.

O nutricionista pode ajudá-lo a criar um plano de alimentação atrativo, que lhe permita comer de forma saudável, saborosa e mantendo o seu peso dentro do desejável. Para tal deve também procurar fazer 5 a 7 refeições por dia (3 principais e até 4 pequenas refeições intercalares), bem como moderar o consumo de álcool: até 2 cervejas (de 200ml) ou 1 copo de vinho por dia.

É também fundamental para a sua saúde manter um bom nível de hidratação. Para tal devemos ingerir diariamente pelo menos 1.5 L de água, no caso das mulheres e 2.0 L no caso dos homens. Esta quantidade deve ser aumentada sempre que se pratique exercício físico.

quarta-feira, 10 de julho de 2013

ANTI-INFLAMATÓRIO NATURAL

Anti-inflamatório Natural para ARTROSE, ARTRITE,COLUNA...

As dores destes males são realmente assustadoras.
Mas o Dr. Al Sears indica um analgésico que não tem efeitos colaterais. E o mais interessante é que provavelmente muita gente já tem esse analgésico em sua casa!
Plante num vaso, no quintal ou no jardim.
Pasme, mas esse analgésico se chama GENGIBRE. Isso mesmo! Gengibre.
Durante séculos o Gengibre tem sido usado em toda a Ásia para tratar dores nas articulações, resfriados e até mesmo indigestão.

Os pedaços de gengibre podem durar longo tempo fora ou dentro da geladeira.
O Gengibre cru ou cozido pode ser um analgésico eficaz, mesmo para condições inflamatórias como a osteoartrite.
Isso porque a inflamação é a causa raiz de todos os tipos de problemas como artrite, dor nas costas, dores musculares, etc.
Ele contém 12 compostos diferentes que combatem a inflamação.
Um desses compostos baixa os receptores da dor e actua nas terminações nervosas.
Juntos, eles trabalham quase o mesmo que as drogas anti-inflamatórias, tais como o ibuprofeno e a aspirina, mas sem os efeitos colaterais.
Assim, se a intenção é eliminar esses analgésicos, deve-se passar a consumir o Gengibre.

Seguem algumas dicas para você ter uma boa dose diária de gengibre:

Isso vai estimular a circulação sanguínea e aliviar dores nas articulações.
Beber chá de gengibre: É barato. É muito fácil. O gosto é óptimo. E cura.

Aqui está uma receita usada pelo Dr. Al Sears:

Quatro copos de água;
Um pedaço de aproximadamente 5 cm de Gengibre descascado e cortado em fatias;
Limão e mel a gosto... Se preferir use laranja no lugar do limão. Fica óptimo!

Procedimento:

Ferva a água numa panela com fogo alto.
Assim que começar a fervura adicione as fatias de Gengibre, deixe em fogo baixo, cubra a panela para que os vapores não saiam e deixe fervendo por aproximadamente 15 minutos.
O chá está pronto! Basta coar, e adicionar o mel com limão ou laranja.

Mensagem de arquivo

CALDO VERDE EVITA O CANCRO!





Muita gente sabe que o caldo verde é uma sopa de couve portuguesa,  tipicamente  do norte de Portugal Continental,  mas  muito divulgada por todo o país.
Couve é o  nome genérico que se usa para  descrever uma   grande família  de hortaliça  caracterizada  por folhas largas, esverdeadas e  muito ricas em nervuras, fibra e vitaminas.  Existe uma variedade de couves:   couve galega, couve lombarda, couve crespa, couve penca,  couve tronchuda,  couve bastarda, couve repolho, couve bróculo roxo, couve bróculo branco e até couve flor!  Mas a couve preferida para se fazer o caldo verde,  como deve ser,  é a couve chamada galega, muito cultivada na Província do Minho em Portugal.
Na Nova Inglaterra os nossos emigrantes cultivam nos seus quintais a couve galega,  depois de usar vários truques para passarem, contra a lei,  na alfândega as sementes desta  couve preferida.  Na América há uma couve semelhante à galega  que  tem o nome de: "collards".
Devido  às  temperaturas  negativas as couves galegas não se aguentam ao relento durante os meses de inverno e assim a nossa gente usa um tipo de couve crispada chamada "kale". Mas o caldo feito de "Kale" não é genuinamente caldo verde. Perde a sua característica,  não pelo tipo diferente de couve, mas sim pelos ingredientes que as cozinheiras  imigrantes lhe adicionam e que não devem fazer parte da receita do caldo verde.
Sucede que a composição da "kale soup" é muito complexa: além da couve ou "kale", leva carne de vaca, carne de porco, chouriço, ou linguiça, feijão, batata, cenoura, água, sal  e mais não sei quê. Gostosa? Sim, senhor, mas é tão concentrada, é tão forte que até faz lembrar cimento armado ou entulho!...
Em contrapartida  a receita do caldo verde é muito simples: água, sal,  batata ralada, couves cortadas  às tiras fininhas, azeite português  e mais nada!
No entanto há muitas donas de casa que não sabem cozinhar  o caldo verde como deve ser. Não fazem caldo verde para os seus familiares  por que dá muita maçada a cortar as couves às tiras muito fininhas... Mas talvez a razão principal seja por  as cozinheiras portuguesas  na América pensarem que o caldo verde por ter tantas couves não  tem  nenhum valor nutritivo, não presta para nada! Como estais enganadas,  minhas senhoras!
Se vos disser que de todos os cozinhados tipicamente portugueses o caldo verde é o melhor para a  nossa saúde?! Que pensais se vos disser,  como médico,  que o caldo verde evita o cancro?! E se vos disser  que o caldo verde evita os ataques do coração por reduzir no sangue o colesterol, pensais que é fantasia!?  E se vos disser mais: que o caldo verde evita as pedras na vesícula  e evita as hemorroidas?!
É caso para perguntardes: se isso é verdade, porque é que levou tanto tempo a descobrir que o caldo verde é tão milagroso?!
DOUTOR BURKITT 
Na década de setenta o famoso médico inglês Burkitt chefiou um grupo de médicos da Grã Bretanha que foram para a África  Central estudar as diferenças entre as doenças que existem na selva e na zona metropolitana de Londres.
Depois de estudos muito apurados o Dr. Burkitt veio a descobrir  que existe no continente africano um tipo de cancro  diferente  que é causado por um vírus. Esta descoberta foi sensacional porque  provou-se, pela primeira vez, que certos tipos de cancro podem ser causados por vírus.  Em honra desta descoberta  o mundo médico mundial  passou a chamar a este tipo de cancro:  Linfoma não-Hodgkin de Burkitt.
Revelo esta informação médica  a respeito do Dr. Burkitt para os leitores melhor  apreciarem  o calibre das observações que a equipa do Dr. Burkitt veio a registar  no que diz respeito às diferenças  que existem  entre a dieta dos nativos  africanos e a dieta do povo londrino.
Primeiro os médicos ingleses verificaram  que os nativos nunca tinham prisão de ventre, não contraiam cancro do recto, não tinham ataques do coração, não sofriam de hemorróidas, nem  apendicite aguda!
Surpreendidos com estes factos os médicos britânicos constataram  que os nativos africanos defecavam ou obravam, durante 24 horas, um volume, QUATRO VEZES  maior do que qualquer cidadão inglês!
Admirados com este achado, os mesmos médicos prosseguindo com as suas pesquisas concluíram que a diferença dramática de saúde entre o povo inglês e os nativos em África se devia ao facto dos africanos comerem NOVENTA POR CENTO  de ALIMENTOS RICOS  em FIBRAS VEGETAIS,  que não chegam a ser absorvidos no intestino e  saem nas fezes praticamente intactos, aumentando assim o volume fecal, evitando  portanto a prisão de ventre!
Nos últimos anos mais de mil especialistas em todo o mundo  têm publicado artigos em jornais e revistas médicas  sobre  as observações da equipa médica do Dr. Burkitt, CONFIRMANDO que os alimentos melhores para a nossa saúde são aqueles que têm mais fibras vegetais  não-reabsorvíveis e que  nos obrigam a visitar mais vezes a retrete...  Eu tive oportunidade de ouvir uma conferência sobre este assunto pelo Dr. Burkitt,  há vários anos,  no Hospital de Roger Williams,  em  Providence,  Rhode Island,  na qual o famoso médico  usou esta frase bombástica: "É MAIS IMPORTANTE SABERMOS O VOLUME DA MERDA DIÁRIA DUMA PESSOA DO QUE O VALOR DO SEU AÇÚCAR OU DO SEU COLESTEROL!"
BENEFÍCIOS  DO CALDO VERDE
Para apreciarmos as maravilhosas qualidades do caldo verde temos que primeiro  analisar o nosso aparelho  digestivo. Qual é o comprimento  do nosso tubo digestivo?  Qual é a distância que vai da boca até ao ânus? Resposta: O comprimento do nosso tubo digestivo é quase SETE vezes a altura de cada pessoa! Deste modo se um homem tem de altura um metro e meio, o seu tubo digestivo possui DEZ METROS de comprimento!  É igual à mangueira de regar o quintal!...                                      
Agora compreendemos melhor porque é que a Natureza  exige que a nossa alimentação contenha 90 por cento  de alimentos com fibras vegetais que não sejam reabsorvidas. É preciso que a nossa alimentação contenha substâncias que não desapareçam, que não sejam reabsorvidas, no percurso do tubo  digestivo, porque de contrário não  chegará nada ao fim do canal que tem em média mais de dez metros de comprimento...
Analisemos agora  o conteúdo do caldo verde:
COUVES -  As couves são a parte mais importante do caldo verde porque são muito ricas em fibras não-reabsorvíveis.  Além disso as couves são muito ricas em vitamina A  e  complexos B (tiamina, riboflavina e niacina). Possuem  também cálcio, ferro, fósforo, potássio,  mas têm poucas calorias.
AZEITE -- O azeite deve ser português porque é muito rico em ácidos não-saturados que fazem baixar o colesterol mau.
BATATA --  serve para amaciar, tornar  mais homogéneo o sabor do caldo verde e o seu valor calórico não está fora de ordem.
ÁGUA QUENTE -- A água quente do caldo verde é muito importante, porque  faz funcionar muito melhor  os sucos digestivos e os fermentos ou enzimas do aparelho digestivo.   A água quente faz descontrair os esfíncteres ou válvulas do aparelho digestivo, estimula a contracção normal da  vesícula biliar e relaxa o estômago  e os  intestinos  delgado e grosso, tornando a nossa digestão agradável e saudável.
SAL-- Não deve ser exagerado. Só o preciso!
BROA -- A broa deve ser à moda portuguesa feita com o farelo  e  farinha  de milho  como se coze na  nossa terra.
Quem comer uma malga de caldo verde todos os dias não tem prisão de ventre! Quem não tem prisão de ventre não tem hemorróidas! Por outro lado  uma pessoa fazendo as suas necessidades diariamente, o fígado é obrigado a produzir mais bílis e a  vesícula a expelir mais sais biliares  para untar a tripa por dentro para que os alimentos deslizem melhor. Deste modo saindo mais bílis (rica em colesterol)  para o exterior  através  das fezes, dá-se uma baixa de colesterol no sangue, diminuindo os riscos de ataques cardíacos e de pedras da vesícula (compostas por colesterol)! O caldo verde faz também  com que a pessoa emagreça e se torne mais saudável e mais feliz.
CANCRO DO CÓLON
Tem-se verificado uma relação directa entre a prisão de ventre e o cancro do cólon ou do intestino grosso. Porquê?  Porque quando há prisão de ventre as fezes ficam paradas no intestino grosso, ou cólon e assim  os produtos tóxicos  contidos nas FEZES RETIDAS bombardeiam as células da mucosa intestinal de tal maneira  que com a  REPETIÇÃO  deste processo  desencadeia-se  o princípio do cancro do cólon ou do intestino grosso que é uma doença terrível!
Como contra prova dos estudos que a  equipa do Dr. Burkitt  observou   em África,   deram-se  aos nativos africanos   dietas  iguais  à que os ingleses e americanos usam com McDonalds, "ice cream" ou sorvetes, pizzas, lasanhas, batatas fritas, etc. Inverteu-se a dieta: em vez de 90 % de dieta com vegetais os nativos africanos  passaram a ter uma dieta de SÓ DEZ  por cento de vegetais.   Resultados: Os nativos começaram a engordar, o colesterol começou a subir, passaram a ter prisão de ventre e a desenvolver hemorróidas como os ingleses e os americanos!
Parece incrível, mas é verdade! No fim do século XX são os povos primitivos a ensinar ao homem civilizado, ao homem dos produtos sintéticos e das pastilhas qual é a alimentação mais saudável!
Há mais de 40 anos visitei as Termas de Melgaço no Norte de Portugal. Estas termas são especialmente dedicadas a doentes diabéticas, cardíacos e renais. Observei então que fazia parte do tratamento obrigatório, a todas as refeições diárias,  um grande prato de caldo verde.  E todo o doente que quisesse  comer fora das três  refeições só podia  comer mais  outro prato de caldo verde!  O certo é que todos os doentes melhoravam das suas enfermidades!
Ainda hoje em Coimbra quando os estudantes fazem uma farra ou há uma reunião de curso e se come e  se bebe exageradamente... Depois duma bela  guitarrada,  à meia-noite,  serve-se sempre um caldo verde -- bem quente --  para "limpar e acalmar as entranhas"... Quando tiver uma festa grande em sua casa faça o mesmo: ofereça aos seus convidados um caldo verde para   despedida e para terem boa viajem!...
RECEITA DO CALDO VERDE À MODA  DE VALENÇA DO MINHO 
Dois  litros de água; 4 colheres de sopa de azeite português; 750 gramas de batatas; 1 ou 2 couves-galegas conforme o tamanho; sal; 1 chouriço (cozido à parte); broa.
TÉCNICA:  Deita-se a água numa panela com o azeite e as batatas descascadas cortadas em 4 pedaços.  Põe-se sal quanto baste e deixa-se ferver. Quando as batatas estiverem cozidas, tiram-se e passam-se por um passador.  Voltam à panela para apurar. Entretanto cortam-se as couves  em tiras o mais fino possível. Lavam-se e deitam-se na panela QUINZE minutos antes da sopa  ser servida, deixando a panela ferver DESTAPADA.  Serve-se o caldo verde em  tigelas de barro, com um bocadinho de broa.
Como  já se encontram  à venda na Nova Inglaterra as deliciosas sardinhas portuguesas congeladas, pode ser que algum dia algum comerciante se lembre de fazer  coisa semelhante  e nos mande  as couves-galegas já cortadas às tirinhas em caixinhas congeladas, prontas a meter na panela,  para saborearmos,  mesmo durante o Inverno severo na  América,  o nosso  genuíno caldo verde!
 Por Manuel Luciano da Silva, Médico