Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

domingo, 20 de setembro de 2009

Alimentação errada potencia enfartes

Erros nutricionais potenciam enfartes
Extraído do JN de 20 de Setembro de 2009

Um terço das doenças cardiovasculares, a principal causa de morte em Portugal, resulta da má alimentação e de estilos de vida pouco saudáveis, disse à agência Lusa Joana Sousa, da Associação Portuguesa de Dietistas.

A educação alimentar está no topo das preocupações dos dietistas portugueses, que vão reunir-se em congresso nos próximos dias 25 e 26 de Setembro. "As pessoas deixaram de se preocupar com a alimentação, deixaram de lhe dar importância", lamenta Joana Sousa, da direcção da APD. "Hoje qualquer pessoa acha que percebe de alimentação, mas muitas vezes têm apenas um conhecimento genérico e nem sequer o aplicam na prática", realça.

A dietista salienta que a educação alimentar deve ser feita a vários níveis, incluindo prevenção primária (evitar factores de risco), secundária (detecção precoce de problemas de saúde) e terciária (limitar a progressão da doença e minimizar suas consequências).

"A prevenção primária centra-se nas crianças e nos jovens, por isso a escola assume um papel fundamental, já que é ali que passam grande parte do tempo. Os bares, por exemplo, devem disponibilizar alimentos saudáveis e preferencialmente encerrar à hora de almoço, para que os alunos almocem no refeitório", sugere a especialista.

Joana Sousa sublinha que, para além de um terço das doenças cardiovasculares estarem associadas a erros alimentares, a má alimentação tem outras consequências negativas: a obesidade é crescente e doenças antes diagnosticadas quase exclusivamente em adultos, como a diabetes tipo II, surgem agora em crianças.

Outro dos efeitos é o síndroma metabólico, "uma patologia que associa três factores: a obesidade, a alteração do perfil lipídico (colesterol e triglicéridos) e perímetro abdominal". Salientando o papel dos dietistas na promoção da saúde e educação alimentar na comunidade, Joana Sousa destaca igualmente a intervenção das autarquias e dos centros de saúde.

O Congresso Português de Dietética e Nutrição, dedicado à "Emergência de Bem Nutrir", termina uma semana dedicada ao tema e é antecedido, nos dias 23 e 24 de Setembro, pela Diets'2009, uma conferência internacional que abordará a forma como os dietistas podem trabalhar e melhorar a saúde nutricional das populações da Europa através de um trabalho multidisciplinar.

NOTA: Neste blogue, pretende-se associar a alimentação à saúde, em sintonia com Joana Sousa. Já aqui se encontram muitos temas para meditação e esperamos que os visitantes enviem mais material para tornarmos este «centro de documentação» melhor abastecido e mais útil. Podem utilizar o endereço de e-mail constante em «Ver o meu perfil completo»

1 comentário:

Anónimo disse...

Obrigado por Blog intiresny