Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

DEVEMOS TER MAIS CUIDADO COM A ALIMENTAÇÃO

"Estamos a morrer de doenças que se relacionam com a alimentação" 170814. Por Daniela Costa Teixeira

Detentor daquilo a que a ciência chama de alimentação de excelência, Portugal parece estar de costas voltadas para a dieta mediterrânica. Qual o impacto disso? Mais peso e menos saúde. Falamos com Alexandra Bento, Bastonária da Ordem dos Nutricionistas, sobre o verdadeiro impacto da alimentação na saúde.



Global Imagens

Jovens com peso a mais, idosos com nutrientes a menos. Portugal assume-se como um país bipolar a nível nutricional e não faltam culpados para isso.

Da falta de formação, à má informação, passando pela escassez de acesso até ao comodismo a uma cultura sedentária que se alastra de dia para dia, são muitos os fatores que interferem com a saúde dos portugueses. E em todos eles há um denominador comum: a alimentação.

Por favor, LEIA MAIS, Cliqu AQUI.

sábado, 5 de agosto de 2017

EVITE ADORMECER AO VOLANTE


Não adormeça ao volante. Conheça os sintomas e formas de os prevenir

Transcrição de texto de: POR INÊS ANDRÉ DE FIGUEIREDO

Muitos acidentes rodoviários ocorrem pela sonolência dos condutores e a campanha 'Não conduza de Olhos Fechados' quer travar essa tendência.

A sonolência ao volante continua a estar na origem de 20% dos acidentes de viação, o que levou a Sociedade Portuguesa de Pneumologia, através da Comissão de Trabalho de Patologia Respiratória do Sono, a Linde, a GNR e a Prevenção Rodoviária a lançar uma campanha que alerta para a causa.

“Em época de verão, de viagens mais longas rumo às férias e de regresso de tantos emigrantes ao nosso país, consideramos fundamental recordar a importância de um sono reparador antes de viajar”, explica Susana Sousa, representante da Comissão de Trabalho de Patologia Respiratória do Sono da Sociedade Portuguesa de Pneumologia, em comunicado.

Deste modo, a campanha ‘Não conduza de Olhos Fechados’ pretende “alertar para os sinais de sonolência ao volante e reforçar o ensino de medidas de boa higiene do sono para uma viagem sem percalços”.

“Tão importante como alertar para o perigo da condução sob efeito do álcool, de não cumprir as velocidades recomendadas ou de usar o telemóvel durante a condução, é [relevante] chamar a atenção para o perigo da sonolência ao volante”, esclarece a Comissão de Trabalho de Patologia Respiratória do Sono.

Para travar os acidentes de viação que têm como principal causa a sonolência é importante conhecer alguns dos principais sinais da presença de sono quando se está ao volante. Bocejos frequentes, dificuldade de concentração, dificuldade em focar e manter os olhos abertos, estar com a sensação de sonhar acordado, reagir com mais lentidão e ter os pensamentos desconexos e dificuldade em memorizar acontecimentos imediatamente anteriores são alguns dos principais factores de alerta.

Assim, e com o intuito de proteger a vida, quando se conduz é aconselhado que se durma 7-9 horas, que não se pegue num carro quando há sinais de sonolência e que se planeie a viagem com antecedência, considerando a partilha do volante em trajetos longos. Caso sinta algum dos sintomas acima referidos, deverá “parar o carro e dormir uma sesta de 15-20 minutos” para recuperar energias. Recorde-se que um estudo recente feito na Europa e que contou com quase 13 mil cidadãos, 1.093 dos quais portugueses, “concluiu que 23% dos participantes já tinham adormecido ao volante pelo menos uma vez nos últimos dois anos e 8% referiram ter tido um risco de acidente de viação como consequência de terem adormecido”.

NOTA:

Tenha uma CONDUÇÃO SEGURA nas viagens das férias. Não coloque em risco a sua vida e a dos familiares e amigos. Vale mais prevenir do que remediar.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

ARTRITE REUMATÓIDE. SAIBA MAIS

ARTRITE REUMATOIDE – SINTOMAS, CAUSAS E TRATAMENTO
Por Dr. Pedro Pinheiro
30 de Abril de 2017

A artrite reumatoide (AR) é uma doença inflamatória crônica, que acomete mais as mulheres adultas e pode atacar vários órgãos e tecidos do corpo, mas apresenta uma clara preferência pelas articulações, principalmente as dos membros superior e inferior. Neste artigo vamos explicar o que é a artrite reumatoide, quais são os seus sintomas e quais são os tratamentos mais efetivos para o controle da doença.

(Para ler mais, faça clique aqui)

SABER MAIS SOBRE A DEPRESSÃO

"Depressão só com calmantes é como tentar curar pneumonia com aspirina"

Texto de ANABELA DE SOUSA DANTAS em 170731

Pais Álvaro de Carvalho, diretor do Programa Nacional para a Saúde Mental da Direção-Geral da Saúde (DGS), é o entrevistado de hoje do Vozes ao Minuto.


© GlobalImagens Foto de ÁLVARO DE CARVALHO

Recentemente, o tema da depressão e da Saúde Mental voltou a surgir nas notícias de forma dramática após a morte de Chester Bennington, um dos vocalistas dos Linkin Park. O suicídio do artista trouxe ao espaço mediático a ameaça silenciosa da depressão e do efeito paralisante que pode ter na vida profissional e social de uma pessoa. Mesmo que não seja claro.

Álvaro de Carvalho, diretor do Programa Nacional para a Saúde Mental da Direção-Geral da Saúde (DGS), falou com o Notícias ao Minuto sobre a Saúde Mental em Portugal. Sobre a falta de informação que ainda existe, “sobretudo nas faculdades de Medicina, entre as gerações mais velhas de médicos”, e do urgente que se torna a devida articulação entre equipas especializadas em Saúde Mental e cuidados de saúde primários, principalmente nas zonas mais isoladas.

O também coordenador do Plano Nacional de Prevenção de Suicídio (2013 – 2017) sublinha, no entanto, que estão a ser dados passos importantes nesta área. Destacou, por exemplo, o protocolo com o Ministério da Administração Interna (MAI) com relação aos casos de suicídio nas forças de segurança.

A depressão e o suicídio voltaram estes dias às notícias na sequência da morte de Chester Bennington, um artista norte-americano. Acha que a sensibilidade em torno deste tema contribui para a estigmatização da doença?

O problema é que não contribui só para a estigmatização, contribui para o risco de imitação, ou seja, do efeito Werther. Por isso é que há normas da Organização Mundial de Saúde (OMS) que estão traduzidas para português pela Sociedade Portuguesa de Suicidologia que recomendam à Comunicação Social, não que trate com modo de censura, mas sim com pinças este tipo de notícias, quando se trata de figuras públicas.

(Para ler mais clique aqui)

BEBIDA MODERADA REDUZ RISCO DE DIABETES

Risco de diabetes é menor com bebida moderada
Texto de Filomena Neves em 20170801


JOSÉ MOTA / GLOBAL IMAGENS

Investigadores da Dinamarca avaliaram os hábitos de consumo de álcool de mais de 70 mil pessoas.

Consumido com moderação, o álcool, e sobretudo o vinho tinto, tem mais benefícios do que inconvenientes - desde que não exista nenhum problema de saúde. É isso que confirmam os resultados de um estudo realizado por investigadores do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Sul da Dinamarca e agora publicado na revista científica Diabetologia.

De acordo com os principais dados do estudo, que foi liderado por Janne Tolstrup, ingerir três a quatro bebidas alcoólicas por semana (uma em cada dia) tem um efeito protetor significativo em relação à diabetes, diminuindo esse risco daquela doença em 27% nas mulheres e em 32% nos homens. Mas o dado mais curioso, quase surpreendente, é este: quem tem estca rotina de bebida, de três a quatro bebidas por semana, distribuídas pelo mesmo número de dias, está mais protegido em relação à diabetes do que quem não bebe de todo, ou bebe apenas esporadicamente.

O estudo confirma também, em linha com resultados de investigações anteriores, que há benefícios claros na ingestão moderada de vinho tinto: sete copos, ou pouco mais por semana. O efeito protetor da diabetes, nestes casos, chega aos 25% a 30% de menor risco de contrair a doença para todos.

No caso do vinho tinto, os cientistas pensam que este efeito protector estará relacionado com umas substâncias chamadas polifenóis, que existem no vinho, e que interferem com a presença de açúcar no sangue, com esta bebida a ganhar ao branco neste efeito protector. Na comparação que foi feita, as pessoas, tanto homens como mulheres, que bebiam os tais sete copos, ou pouco mais, de vinho tinto por semana, mostravam ter menos risco de diabetes do que as que bebiam um copo, ou nenhum, no mesmo período.

O estudo teve por base os dados da avaliação de saúde realizada na Dinamarca para 2007 e 2008, em que cidadãos com mais de 18 anos responderam a um questionário sobre estilos de vida e saúde. Os que já tinham diabetes foram excluídos do estudo, bem como as grávidas ou as mulheres que tinham tido filhos há pouco tempo. No final, o estudo abrangeu um total de 70 551 pessoas, a quem foram pedidos detalhes sobre o seu consumo de álcool, e que depois foram seguidas durante mais quatro anos e nove meses.

Os investigadores queriam, justamente, discriminar os consumos de álcool: de uma ou menos bebidas por semana, uma a duas (em dias diferentes), três a quatro, distribuídas diariamente, ou cinco a sete, também enquanto consumo diário. O binge drinking, definido como cinco ou mais bebidas consumidas numa única ocasião, também foi discriminado, mas no inquérito quase não houve respostas reportando hábitos deste tipo. Além da frequência do consumo, a equipa de Janne Tolstrup também identificou os diferentes tipos de bebidas - cerveja, vinho e bebidas espirituosas - para poder avaliar os respectivos impactos em relação à diabetes. Um dos outros dados relevantes do estudo mostra que, nas mulheres, o consumo de sete ou mais bebidas espirituosas por semana está associado a um maior risco, da ordem dos 83%, de ter diabetes, em comparação com as que bebem apenas uma destas bebidas semanalmente.

sábado, 29 de julho de 2017

DORES EM ARTICULAÇÕES E COLUNA

EU GOSTARIA DE CONTAR SOBRE O MÉTODO MAIS EFICAZ DE TRATAMENTO DE DOENÇAS CONJUNTAS COM BASE EM ENSINAMENTOS ANCIENTES E PRÁTICAS DE CURADORES CHINESES
Professor Leo Chang

O decano da faculdade farmacêutica da Universidade de Medicina de Pequim tem 45 anos de experiência em tratamento com os meios da medicina tradicional.
Prática médica: mais de 45 anos.
"A verdade é simples, e não ouva ninguém: é sempre possível tratar as articulações, mesmo em idade aposentadoria."

Este médico afirma que ele vai curar uma osteocondrose de 18 anos de idade em um par de meses. Ele também afirma que vai curar completamente uma senhora "velhosa" que sofre da artrite avançado 78 dias. E as dores articulares desaparecerem em 4 dias! Nos últimos 45 anos ele vem provando cada declaração com soluções práticas. Logo após o online na África TV (tema de discussão "Mantendo as articulações saudáveis em qualquer idade"), o renomado Professor Leo Chang aceitou dar uma entrevista.

— Boa tarde, professor Chang. Diga-me, por favor, é verdade que as doenças comuns e osteochondrosis são os atributos inalienáveis da vida adulta e maturidade?

— Boa tarde, Laura! Com certeza, essa afirmação não é verdadeira. Confiança excessiva em médicos que têm tratado seus pacientes por 10 anos e ainda esta na procura do tratamento, - que é o atributo inalienável da idade adulta e velhice. Na verdade, as articulações, a coluna vertebral e chondrose são facilmente tratadas em qualquer idade. Isso não é um milagre, apenas ciência regular.

Conhecer o segredo e aplicar um pouco de disciplina pode rapidamente curar mesmo em casa. Milhares de meus pacientes têm feito ja a muitos anos

— Então, qual é o seu segredo?

— O segredo é entender a origem de sua dor. Em geral, enciclopédias mostra até 147 possíveis causas de osteocondrose e artrose, mas o resultado é o mesmo - as articulações, as vértebras e a cartilagem perde sua elasticidade, daí você tem a dor. Eles se desgastam devido ao fornecimento de sangue deficiente. Aqui está o segredo - retomar o fornecimento de sangue para as articulações vai curá-los!

- Bem, sim, mas acho que é quase impossível retomar o fornecimento de sangue depois de 45 anos!

— Absurdo! Puxei-me para fora de uma cadeira de rodas após do acidente, e isso era mais assustador do que a idade de 45.

— Você ajudou alguém a sair da cadeira de rodas e levantar-se de novo?

— Sim, mais de uma vez. Agora, a maioria dos meus pacientes são africanos comuns com mais de 40 anos, cujas doenças se desenvolveram com a idade. Eles vêm a mim com problemas muito semelhantes: osteocondrose, artrose, artrite, ciática, nervos comprimidos, etc. Tais doenças são exaustivas e interferem na vida cotidiana

Meus pacientes estão com dor, eles choram porque é difícil para eles andar. E, claro, essas são pessoas comuns - nao so atletas ou pessoas com deficiências. Eles reclamam: "Eu não fiz nada para merecer isso, por que eu?". E eu digo: vamos parar de gemer com lágrimas e começar a trabalhar na recuperação do suprimento de sangue.

— Como é possível recuperar o suprimento de sangue a essa idade?

— Há dois anos, na Europa, tratei pessoas com a ajuda de movimentos e uma complexa rotina de 96 exercícios em equipamentos de treinamento especial. Este é um método extremamente eficaz, mas muito difícil e de longo prazo para a África - as pessoas estão com dor, é difícil para eles funcionar, eles não têm tempo nem dinheiro para visitar ginásios.

— É possível curar as articulações doloridas pressionando certos pontos no corpo humano?

— É possível aliviar a dor, mas as articulações sao doloridas e não tratadas. As pessoas muitas vezes me dirigem com essas questões. Lembre-se, todos os procedimentos devem ser realizados por profissionais. Como é sabido, não existe tal coisa como muitos bons médicos. Verdadeiros profissionais podem ser contados nos dedos de uma mão. A maioria deles vive na China. E você não pode ir para a China para cada exacerbação. Não precisa ficar chateado. Há uma solução. Eu acreditava que deveria haver uma maneira mais fácil e mais atualizada - e eu encontrei.

— Você pode nos dizer?

— Eu vou. Nosso centro foi a primeira instituição no mundo a ter acesso certificado para o medicamento mais avançado para osteocondrose e dor articular, desenvolvido com base no conhecimento antigo e práticas da medicina tradicional chinesa. Tenho de admitir, quando eu ouvi falar dela pela primeira vez eu pensei que era uma piada, eu simplesmente não podia acreditar que era eficaz. Mas fiquei espantado quando terminamos o teste - 4.567 pacientes foram completamente curados de suas doenças, ou seja, mais de 94% de todos os voluntários. 5,6% sentiram melhora significativa, e apenas 0,4% não apresentaram melhora.

— Que tipo de droga é essa?

— Estou falando de um creme especial vendido sob a marca de Osteoren. O produto torna possível esquecer sobre dor nas costas e articulares dentro de 10 dias, e tratar os casos médicos complicados dentro de um par de meses.

— Como funciona este creme milagroso?

— Não há nenhum milagre aqui, ciência pura. Osteoren é fabricado seguindo uma antiga receita chinesa mantendo todas as propriedades curativas e medicinais. A receita foi transmitida através das gerações e é mantida em segredo.

— Parece impressionante. Diga-nos, o que isso significa para as pessoas comuns que sofrem das doenças?

— Isto significa que qualquer residente do continente africano será capaz de curar juntas em casa em um mês ou dois. Osteoren creme não congela ou anestesia áreas dolorosas, ele "reinicia" o nível celular. Ele elimina a causa da dor e retorna as articulações e a coluna vertebral para sua condição inicial. O paciente remove a raiz da doença - fraco suprimento sanguíneo de tecidos cartilaginosos enfraquecidos por células lentas e velhas.

Nos primeiros dias, Osteoren inicia a regeneração em sistemas do corpo humano. Bem, ele detém a síndrome da dor, você vai sentir isso imediatamente. Em duas ou três semanas, o tratamento será concluído e é muito importante evitar o retorno da dor repetindo prontamente o curso.

— O creme Osteoren ajuda apenas com artrose e osteocondrose?

Não, como eu ja disse: ele age no nível celular, restaurando o suprimento de sangue. Trata qualquer doença associada com articulações e coluna - artrose e artrite, ciática, reumatismo, radiculite e osteocondrose, deslocamento de discos vertebrais, etc Dislocações, contusões, fraturas, até mesmo claves - o creme é surpreendentemente eficaz.

— Este é um produto muito interessante. Será que realmente ajuda a se livra de todas essas doenças, e não apenas resolver a dor?

Creme Osteorene resolve a dor nos estágios iniciais do tratamento, e elimina completamente a doença articular em todo o curso. Não me interpretem mal - eu adoro treino físico e esportes, e vou exercer o máximo que puder, mas para a maioria dos pacientes este creme é a modalidade de tratamento mais fácil, mais eficaz e acessível.

— Eu acredito, muitos leitores vão perguntar: onde podemos comprar o creme?

Queríamos começar grandes vendas em farmácias - mas ainda não conseguimos chegar a um acordo com os farmacêuticos portuguesos, porque a Osteoren pode prejudicar seus negócios. As pessoas compram seus medicamentos por anos, mas o número de pacientes está aumentando constantemente, e tal situação se adapte a todos. Portanto, atualmente vendemos creme Osteoren exclusivamente no website oficial.Tal arranjo tem suas vantagens - nós vendemos sem intermediários, o que torna possível para nós manter um preço baixo.

— Obrigado pela entrevista, Professor Chang! Gostaria de dizer algo aos nossos leitores antes de nos despedirmos?

Sim, claro. Gostaria de chamar a atenção dos leitores para o fato de que as doenças das costas e articulações estão "ficando mais jovens", e até mesmo dores periódicas suaves são a razão para prestar atenção ao problema. Nenhum médico tentará persuadi-lo a submeter-se a um tratamento.

E lembre-se: os distúrbios e doenças causadas pela dor nas costas e articulares não são apenas associados com desconforto e inconvenientes, eles encurtam sua vida por 10-15 anos.

Entrevista de: Carla Marques

quarta-feira, 19 de julho de 2017

CAUSAS QUE POTENCIAM O ALZHEIMER



Ciência aponta 27 eventos da vida que podem ajudar a provocar Alzheimer
1707189. POR VÂNIA MARINHO

Um grupo de cientistas identificou 27 eventos da vida que são tão stressantes que podem danificar o cérebro, fazendo com que este possa envelhecer prematuramente.

Um evento stressante, como perder um ente querido, passar por um processo de divórcio ou ser despedido pode envelhecer o cérebro em pelo menos quatro anos, segundo revela um estudo apresentado esta semana na Alzheimer’s Association International Conference, em Londres. De acordo com uma equipa de investigadores da Escola de Medicina e Saúde Pública da Universidade de Wisconsin, há 27 eventos stressantes que podem provocar danos permanente no cérebro e que potencialmente podem estar ligados ao desenvolvimento de Alzheimer e de outras doenças ligadas ao envelhecimento precoce do cérebro. São eles:

Na infância e/ou na adolescência: repetir o ano na escola; ser mandado para longe de casa; pais que não encontram trabalho; pais alcoólicos; pais toxicodependentes; desistir da escola-, ser expulso ou suspenso da escola.

Em qualquer momento da vida: desistir da universidade; ser despedido; desemprego de longo prazo; morte de um dos pais; divórcio dos pais; ter um parceiro infiel; problemas com os sogros; morte de um irmão; morte de um filho; o filho ter um acidente grave; perder a casa em situação de incêndio ou inundação; ser atacado fisicamente; agressão sexual; dificuldades sérias com a lei; sentença de prisão; declarar bancarrota; perda financeira ou de propriedade; ter apoios sociais; juntar-se ao exército; ter experiências em combate.

Para este estudo, como reporta o Daily Mail, os investigadores analisaram informação de 1320 pessoas com uma idade média de 58 anos, que providenciaram informação sobre os eventos stressantes que viveram e realizaram testes de cognição e memória.

terça-feira, 18 de julho de 2017

PROTECÇÃO CONTRA O ALZHEIMER

Estudo revela a tríade que nos pode proteger contra Alzheimer
170626. POR VÂNIA MARINHO, LIFESTYLE SAÚDE

Se quer tomar já medidas para manter o seu cérebro saudável durante o envelhecimento, este artigo é para si.

Apesar de não haver formas comprovadas de prevenir o declínio mental ou a doença de Alzheimer, um novo estudo diz que há uma tríade que pode ser uma boa arma de defesa: exercício físico, tensão arterial controlada e exercícios mentais.

O relatório das National Academies of Sciences, Engineering and Medicine (organização norte-americana) destaca que apesar de não existirem provas concretas da sua eficácia, os indícios são ‘encorajadores’ e os especialistas esperam que estas mudanças no estilo de vida possam levar a um método mais definitivo de evitar os problemas cerebrais associados ao envelhecimento.

Como reporta o Daily Mail, apesar de os benefícios destas práticas para a prevenção da doença de Alzheimer serem inconclusivos, os especialistas destacam que “não fazem mal” e são benéficas para a saúde geral – não custa tentar, não é verdade?

Apesar de não haver formas comprovadas de prevenir o declínio mental ou a doença de Alzheimer, um novo estudo diz que há uma tríade que pode ser uma boa arma de defesa: exercício físico, tensão arterial controlada e exercícios mentais.

O relatório das National Academies of Sciences, Engineering and Medicine (organização norte-americana) destaca que apesar de não existirem provas concretas da sua eficácia, os indícios são ‘encorajadores’ e os especialistas esperam que estas mudanças no estilo de vida possam levar a um método mais definitivo de evitar os problemas cerebrais associados ao envelhecimento.

Como reporta o Daily Mail, apesar de os benefícios destas práticas para a prevenção da doença de Alzheimer serem inconclusivos, os especialistas destacam que “não fazem mal” e são benéficas para a saúde geral – não custa tentar, não é verdade?

DETECÇÃO PRECOCE DO CANCRO

Novo dispositivo deteta precocemente metástases em doentes com cancro

Dispositivo está a ser desenvolvido por investigadoras de Braga e do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto 

Um dispositivo descartável que permite detetar precocemente metástases em doentes com cancro está a ser desenvolvido por investigadoras de Braga com o apoio do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto.

Este dispositivo possibilita o isolamento e a análise automática das células tumorais circundantes, que têm a capacidade de se soltarem do tumor inicial, entrar na circulação sanguínea (por exemplo) e, posteriormente, fixarem-se noutro local, disseram à Lusa as investigadoras Lorena Diéguez e Silvina Samy, do Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL), de Braga.

A doença metastática "é diretamente responsável pela maior parte da mortalidade relacionada com cancro em todo o mundo", indicaram as especialistas, acrescentando que o estudo das células tumorais circundantes permite aos médicos a monitorização contínua e em tempo real da sua progressão.

De acordo com as investigadoras, o dispositivo desenvolvido no projeto RUBYnanomed pode levar a um prognóstico mais preciso e a um tratamento personalizado, contribuindo para um melhor equilíbrio entre o custo, a eficiência e a sustentabilidade do sistema de saúde.

Existem outras duas soluções semelhantes a esta no contexto da prática clínica, uma que analisa as células tumorais circundantes (CellSearch CTC Test) e outra para análise de ADN tumoral libertado pelas células (COBAS).

Para as especialistas, a solução proposta pelo RUBYnanomed possibilita uma deteção mais rápida, com maior sensibilidade e especificidade, do mesmo tipo de células e de outros tipos celulares, associados a formas mais agressivas de cancro.

Até ao momento já foi realizado um estudo pré-clínico com doentes com cancro colorretal metastático, estando a decorrer um segundo, com pacientes diagnosticados com cancro de bexiga metastático.

Da equipa do RUBYnanomed fazem ainda parte mais quatro profissionais, com experiência e conhecimento em diferentes áreas. Este projeto é apoiado pelo RESOLVE, um programa do i3S que auxilia a transferência de conhecimento científico e tecnológico de iniciativas inovadoras, em estágio inicial, com potencial de se traduzir em soluções para o benefício do doente e dos profissionais de saúde.

TENHA CUIDADO COM O INTESTINO

O intestino pode ser uma das chaves para o envelhecimento saudável
170717. POR VÂNIA MARINHO,LIFESTYLE ESTUDO

Estudo realizado com centenários revela que o intestino pode ter um impacto na saúde e na longevidade. O Lifestyle ao Minuto falou com um dos autores, que é português.

Estudo verificou que os centenários (entre os 100 e os 104 anos e isentos de doenças e da toma de fármacos) tinham a barreira intestinal menos comprometida do que as pessoas com menos de 40 anos e que tinham sofrido um enfarte do miocárdio.

No estudo, que envolveu cientistas de Espanha, Itália, Suécia e Portugal, estudou-se a possível associação entre dois marcadores de permeabilidade intestinal - a endotoxemia e a zonulina - e o envelhecimento saudável.

A permeabilidade intestinal, como o Dr. Pedro Carrera Bastos, investigador português envolvido neste estudo, explicou ao Lifestyle ao Minuto, “ocorre quando a barreira intestinal está frágil e há a probabilidade de ocorrer a passagem de determinadas substâncias para o sangue”.

Isto pode ser especialmente prejudicial, pois “algumas dessas substâncias podem ativar o sistema imunitário e a partir daí desencadear uma resposta inflamatória. A inflamação, quando se converte em crónica, pode levar a muitas alterações, nomeadamente à diabetes, à doença cardiovascular, hipertensão, perda de massa muscular e óssea. Hoje sabe-se que a inflamação está na base de muitas doenças." 

O especialista destaca que o facto de terem verificado que os centenários tinham uma menor permeabilidade intestinal “vem mostrar a importância de manter uma barreira intestinal íntegra ao longo do tempo”.

 “Sabe-se que uma dieta inadequada, o consumo excessivo de álcool, a desidratação, o uso abusivo de anti-inflamatórios, entre outros fatores, comprometem essa barreira intestinal”, refere Pedro Bastos, investigador português, atualmente em doutoramento na Universidade de Lund, Suécia.

 Este estudo verificou que os centenários analisados tinham níveis mais baixos de zonulina em comparação com os jovens que tiveram um enfarte do miocário. A zonulina é uma das principais proteínas envolvidas na manutenção da integridade da barreira intestinal, pelo que níveis elevados desta proteína no sangue constituem um marcador de permeabilidade intestinal. “O que sugere que manter uma barreira intestinal íntegra pode ser um dos segredos da longevidade”, diz Pedro Bastos.

Um segundo marcador analisado neste estudo foi a endotoxemia – que resulta da absorção para a circulação de um composto (endotoxina) existente em bactérias que habitam, por exemplo, o intestino – cujo principal fator de risco é a permeabilidade intestinal aumentada e o principal efeito é o aumento da probabilidade de inflamação crónica.

Nesta investigação, os níveis séricos de endotoxina eram menores em centenários do que em jovens que já tinham experienciado um enfarte e inclusive em jovens saudáveis sem doenças aparentes.

“É importante distinguir envelhecimento de envelhecimento saudável e este estudo traz pistas sobre qual será o possível caminho de longevidade com saúde. Esta investigação carece, porém, de confirmação por outros estudos”, refere o investigador Pedro Bastos.

No entanto, destaca que as conclusões deste estudo abrem portas para que se faça um estudo mais exaustivo sobre a ligação entre a barreira intestinal saudável e a super longevidade com saúde.

Para este estudo, publicado na revista científica Aging & Disease, foram analisadas amostras retiradas de 79 centenários (entre os 100 e os 104 anos) – 39 homens e 40 mulheres – que não tinham nenhuma doença aparente para além de uma pequena perda de visão e audição, típica da idade. As primeiras foram comparadas com 178 pessoas com menos de 40 anos que tinham tido um enfarte – em que 70% fumava, 35% tinha hipertensão, 21% era obeso - e com 178 pessoas com menos de 40 anos que eram saudáveis – 25% eram fumadores moderados.

terça-feira, 4 de julho de 2017

EVITAR COMER CACHORROS-QUENTES FORA DE CASA

8 razões para nunca comer cachorros-quentes fora de casa



Quando lhe dá a fome depois de sair da discoteca de madrugada, durante um festival de verão ou nas festas da terrinha, as roulottes de compra e venda de comida rápida são, provavelmente, uma das suas opções para aconchegar o estômago. Comer um cachorro-quente, bifana ou hambúrguer nunca é uma escolha saudável mas, segundo o site Delish – vocacionado para questões alimentares -, o cachorro-quente é mesmo a pior das três opções.

Veja, a seguir, oito razões para não voltar a comer cachorros-quentes fora de casa.

1. Falta de higiene de muitas das 'roulottes' onde se vende este tipo de comida. Antes de comprar alguma refeição nestes locais avalie o seu aspeto e peça sempre para fazerem a comida à sua frente. Nos EUA, é muito frequente comer-se cachorros quentes em 'roulottes' que se encontram espalhadas pelas grandes cidades. No ano passado, a revista 'Time' pediu ao Departamento de Agricultura dos EUA registos dos objetos mais estranhos que os consumidores costumam encontrar nos seus cachorros-quentes. Entre eles estavam cabelos, pedaços de vidro ou metal e ossos.

2. Têm uma enorme quantidade de sal.

3. Uma dieta rica em alimentos processados como este contribui para aumentar o risco de vir a sofrer de doenças cardiovasculares e cancro.

4. A maioria das salsichas utilizadas nos cachorros-quentes são baratas e, por isso, de baixa qualidade, o que faz delas menos saudáveis.

5. Afeta a libido. A mistura das salsichas com o pão e os molhos faz com que os cachorros-quentes sejam um alimento que prejudica também o seu desempenho sexual. Neste campo, este tipo de alimentação contribui para entupir as artérias vaginais e torna o ato sexual desagradável.

6. Contêm nitrato de sódio. Este conservante está presente em carnes processadas, como é o caso das salsichas, e é bastante associado ao aumento de cancro no pâncreas.

7. Comer um cachorro-quente por dia aumenta em 20% o risco de desenvolver cancro do colo-rectal. A conclusão é do American Institute of Cancer Research que em 2015 alertou para o facto de se tratarem de alimentos menos recomendáveis.

8. Aumentam o risco de asfixia nas crianças. Nos EUA, 17% da população com menos de 10 anos engasgam-se com comida e é frequente acontecer quando comem salsichas.

sexta-feira, 16 de junho de 2017

DEVE DEITAR-SE SEMPRE À MESMA HORA

Sabe por que se deve deitar sempre à mesma hora?

Estudo aponta que pessoas que o fazem são mais bem-sucedidas.

Ir para a cama sempre à mesma hora, todos os dias, pode ser difícil. No entanto, não ter um padrão de sono pode afetá-lo mais do que imagina.

Um estudo realizado por cientistas do Brigham and Women’s Hospital concluiu que, ter uma hora certa para dormir todas as noites, é tão importante quanto as horas de sono que dorme, pois aqueles que têm um padrão de sono são mais bem-sucedidos.

Os investigadores mediram o sono e ritmos cardíacos de 61 estudantes de Harvard, durante 30 dias, comparando os resultados da observação com o desempenho escolar, descobrindo que os alunos que tinham um padrão de sono irregular tinham uma média inferior em relação aos que iam dormir sempre à mesma hora.

Para além disso, aqueles que se deitavam sempre à mesma hora estavam mais propensos a levantarem-se de manhã, em vez de adormecerem, e conseguiam adormecer mais rápido à noite.

Por outro lado, aqueles sem rotina para irem dormir, não conseguiam adormecer tão depressa porque tinham baixas produções de melatonina (hormona que provoca o sono e vontade de dormir).

ALIMENTOS A EVITAR ANTES DE DORMIR

Nunca deve comer estes alimentos antes de dormir

Devemos cuidar da nossa alimentação ao longo de todo o dia, mas à noite, quando o corpo se prepara para descansar, é preciso ter cuidados redobrados. Além de poderem contribuir para que aumente de peso, certos alimentos dificultam o descanso e obrigam a várias idas à casa de banho. Veja oito alimentos que, segundo a nutricionista Lillian Barros, não devemos mesmo comer antes de ir para a cama.

1.Bebidas cafeinadas: alimentos estimulantes como café, chá preto ou verde podem deixar-nos agitados, dificultando a fase de descanso deixar-nos agitados, dificultando o repouso.
2. Álcool: o consumo de álcool está relacionado com insónias, resultando frequentemente num sono superficial, com despertares ocasionais e diminuição da sua qualidade.
3. Refrigerantes: normalmente ricos em açúcar e/ou cafeína, acabam por ter um efeito estimulante, perturbando o relaxamento.
4. Açúcar: o consumo de açúcar está relacionado com um efeito energizante, com uma rápida subida de glicemia e com uma resposta estimulante do ponto de vista metabólico.
5. Doces e chocolates: estes alimentos ricos em açúcares e cafeína (no caso do chocolate) acabam por perturbar a qualidade do sono por resposta aos seus constituintes.
6. Alimentos fritos e ricos em gordura: são normalmente alimentos de difícil digestão que podem afectar a qualidade do sono.
7. Excesso de líquidos: água em demasia tem um efeito diurético obrigando a acordar durante a noite para várias idas à casa de banho.
8.Picante: o picante e a pimenta apresentam um efeito estimulante, alterando a capacidade do corpo de entrar no repouso necessário para uma noite bem dormida.

ALIMENTOS ACONSELHÁVEIS ANTES DE DORMIR

Os 5 alimentos que deve comer antes de dormir

O que comer durante a noite pode influenciar a qualidade do sono e todo o rendimento que irá ter no dia seguinte. Se quer estar bem-disposta e não engordar, o melhor é jantar cedo, pelo menos três horas antes de ir para a cama, e optar por uma refeição ligeira com um destes alimentos (mas mesmo só um!).

1. Queijo quarkque
2. Iogurte
3. Um copo de leite
4. Três nozes, no máximo
5. Gelatina

“Uma alimentação pesada pode prejudicar o sono. Pessoas que jantam tardíssimo e comem uma feijoada, um bitoque cheio de batatas, molho e arroz ou uma pizza enorme provavelmente não se vão sentir bem durante a noite. Vão inchar imenso por causa do pão e acabam por ter uma noite desagradável. Como dormem mal, no dia seguinte fazem escolhas piores.
Há hormonas que se formam durante a noite que ajudam a controlar o apetite, uma delas é a leptina, e se a pessoa não dormir bem não vai formar esta hormona”, explica ao Delas.pt a nutricionista Ágata Roquette. Caso não esteja satisfeita antes de dormir, não tem de passar fome. Pode comer um dos alimentos que a especialista indica acima.
“Deixo os meus pacientes fazerem uma ceia, desde que não seja rica em hidratos de carbono. Acaba por ser um iogurte, copo de leite e talvez umas três nozes, se a pessoa tiver muita vontade de trincar. Confirmo que elas perdem peso na mesma”, afirma a nutricionista.

quarta-feira, 7 de junho de 2017

MANTER A JUVENTUDE


Lições sempre novas de velhos generais

Ser Jovem

A juventude não é um período da vida; é um estado de alma, um efeito da vontade, uma qualidade da imaginação, uma intensidade emotiva, uma vitória da coragem sobre a timidez, do gosto da aventura sobre o amor do conforto.
Não é velho aquele que viveu um certo número de anos, mas é velho aquele que desertou do Ideal.
Os anos enrugam a pele, mas o renunciar ao Ideal enruga a alma. As preocupações, as dúvidas, os temores e os desesperos são os inimigos que, lentamente, nos fazem inclinar para a terra e tornar-nos poeira, antes da morte.
Jovem é aquele que se admira e se maravilha. Interroga como a criança insaciável: e depois ? Desafia os acontecimentos e acha alegria no jogo da vida.
Tu és tão novo como a tua Fé. Tão velho como as tuas dúvidas.Tão novo como a tua confiança em ti próprio. Tão novo como a tua Esperança, Tão velho como o teu desânimo.
Serás jovem enquanto sentires. Sentires ó que é Belo, Bom e Grande. Sentires as mensagens da natureza do homem e do infinito.
Se, um dia, o teu coração for mordido pelo pessimismo e roído pelo cinismo, Deus tenha, então, piedade da tua alma de velho.
General Mac-Arthur (1945)

APENAS DUAS REFEIÇÕES, PARA EMAGRECER



E o novo regime de verão é… a dieta das duas refeições
170606. POR VÂNIA MARINHO, Lifestyle

À procura de um regime para conseguir perder os quilos extra até ao verão? Este é o mais popular do momento.

O regime das duas refeições por dia foi criado por Maz Lowery, treinador de celebridades, e promete fazer perder peso num ‘abrir e fechar de olhos’ e só com 15 minutos de exercício por dia.

Este regime, que contraria o ‘mantra’ das cinco a seis refeições por dia defendido por nutricionistas e profissionais de saúde, consiste em fazer apenas duas refeições por cada 24 horas, promovendo assim períodos de 16 a 18 horas sem comer nada sólido – só beber água, infusões e sopas.

Como reporta o Daily Mail, Maz owery diz que este regime é a forma mais eficaz e rápida de perder gordura e o excesso de peso. Estudos feitos sobre a dieta revelam que com este método se podem conseguir resultados notáveis, desde que todos os alimentos ingeridos sejam saudáveis.

A ideia é que se tome um pequeno-almoço equilibrado e saudável e só se volte a comer alimentos sólidos ao almoço, sendo que nos intervalos, em caso de fome poderá beber sopas ou smoothies.

O principal efeito deste regime ocorrerá por não jantar, o que fará com que o organismo liberte hormonas que o mantêm a queimar mais gorduras enquanto dorme.

Para acelerar ainda mais a perda de peso recomenda-se a realização de 15 minutos de exercício todos os dias.

quarta-feira, 31 de maio de 2017

ÁGUA MORNA


Um grupo de médicos japoneses confirmou que água morna é 100% efectiva na solução de alguns problemas de saúde, incluindo:
(Recebido por e-mail)

- Dor de cabeça e enxaqueca,
- Pressão sanguínea alta/baixa,
- Dores nas articulações,
- Aumento e redução súbitos de batimentos cardíacos,
- Epilepsia,
- Aumento dos níveis de colesterol,
- Tosse, desconforto corporal, coqueluche, bloqueio nas veias e asma,
- Doenças relacionadas ao útero e urina,
- Problemas estomacais e de falta de apetite,
- E todas as doenças relacionadas à vista, audição e garganta.

- COMO USAR A ÁGUA MORNA
- Levante-se cedo de manhã e tome aproximadamente 4 copos de água morna com o estômago vazio. Não coma nada nos 45 minutos seguintes.
- Poderá ser difícil de tomar os 4 copos no início, mas paulatinamente conseguirá.
- A terapia da água morna vai resolver os problemas de saúde num período razoável.

A ÁGUA DEMASIADO FRIA TEM GRAVES INCONVENIENTES.

NOTA: Na realidade, pode não ser assim tão eficaz, mas não custa experimentar. Depois, coloque aqui comentário com o resultado da sua experiência.

domingo, 28 de maio de 2017

EXCESSO DE GORDURA NO FÍGADO. 15 SINTOMAS


Os 15 sintomas de que pode ter excesso de gordura no fígado
170528. Por Notícias ao Minuto

Um fígado saudável tem, no máximo, 10% do seu peso em gordura.

A esteatose hepática, conhecida como gordura no fígado, é uma doença cada vez mais comum e que já atinge 25% da população mundial. A doença está relacionada com a obesidade, a diabetes e um estilo de vida pouco saudável.

Existem vários graus de gordura no fígado, de acordo com o médico e fisioterapeuta Juliano Pimentel, autor do livro 'Viva Melhor Sem Glúten'.

Quando não é tratada, a esteatose pode evoluir para problemas ainda mais graves de saúde, como a cirrose, onde ocorre a falência total do órgão. Quando o fígado está com mais de 10% do seu peso em gordura, diz-se que o fígado está a acumular gordura e a sua cor muda de vermelho para amarelado. Este é um sintoma que não é visível, mas existem muitos outros que podem ser indicativos do problema:

– Cansaço excessivo, fadiga, e alterações do sono;
– Perda ou ganho de peso ou mudanças no apetite;
– Fraqueza nos músculos;
– Dor na parte superior ou central do abdómen;
– Náuseas e vómitos;
– Confusão mental;
– Olhos amarelos e pele amarelada (icterícia);
– Manchas escuras na pele do pescoço e dos braços;
– Alterações na coagulação;
– Tremores;
– Inchaço nas partes inferiores do corpo;
– Fezes sem cor (brancas);
– Níveis elevados de enzimas hepáticas;
– Níveis elevados de insulina;
– Níveis elevados de triglicéridos.

Para diagnosticar o problema é necessário consultar um médico, para que este possa fazer exames como análises ao sangue, ecografia abdominal e biópsia.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

TEM DORES NAS COSTAS?

Uma dica de um amigo que as afastou.

Vivia aflito com elas por serem frequentes e fortes. A fisioterapia não era eficiente. Mas um médico diferente deu-lhe a solução eficaz e fácil: todos os dias, durante 15 minutos, estar deitado no chão, com as costas, os calcanhares e a nuca bem assentes sobre o tapete, imóvel. E, assim, deixou de ter aquele sofrimento torturador.

POLVO É SAÚDÁVEL

Polvo à mesa
(Texto extraído da Revista «Teste Saúde» de Dezembro e 2015)

Assado, guisado, frito ou panado, o polvo é muito apreciado e faz parte do catálogo natalício de várias regiões. Conheça-o melhor.

Este molusco de oito braços é pouco calórico, é rico em proteínas e tem pouca gordura, a maioria insaturada, o que é vantajoso para a saúde.

Um braço grande do polvo (100 gramas) fornece quase metade da quantidade diária recomendada de ácidos gordos do tipo ómega 3. Segundo a Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar, 250 miligramas destes ácidos por adulto ajudam a reduzir o risco de doença cardíaca.

Ao nível das vitaminas, destacam-se a B12 e a E e, nos minerais, o fósforo, o potássio e o zinco. Tem mais colesterol do que o peixe, mas menos do que o camarão, por exemplo. Contudo, a ingestão de colesterol alimentar influencia pouco o aumento desta substância no organismo. O mau colesterol está mais associado ao consumo de gordura saturada, comum na carne. Devido à sua textura, o polvo exige cuidados na preparação. A experiência diz que fica macio e suculento se for cozido congelado e com cebola, na panela de pressão (sem adicionar água), durante 20 minutos.

COMIDA PICANTE

Comida picante melhora a longevidade (Texto extraído da revista «Teste Saúde» de Dezembro de 2015)

A ingestão frequente de comida temperada com especiarias picantes está associada a maior longevidade. As conclusões de um estudo chinês, publicadas pela revista britânica «British Medical Journal», indicam que o consumo regular de comida picante está associado a um menor número de mortes prematuras, tanto ao nível global, como por causas específicas, incluindo cancro e algumas doenças cardíacas e respiratórias.

O estudo, realizado entre 2004 e 2013, envolveu quase 200 mil homens e 300 mil mulheres, entre os 39 e os 79 anos. No início não entraram doentes cardíacos, com cancro ou acidente vascular cerebral.

Os investigadores observaram que o risco de morte diminuía de forma proporcional à frequência do consumo: quem comia picante uma ou duas vezes por semana tinha 10% menos probabilidade de morte prematura do que os que o faziam menos vezes; naqueles que consumiam em três ou mais ocasiões por semana, o risco reduziu 14 por cento. Os participantes que não bebiam álcool obtiveram melhores resultados. Os investigadores acautelam, contudo, que são necessários mais estudos para confirmar os resultados e verificar o efeito de cada especiaria.

domingo, 21 de maio de 2017

quarta-feira, 17 de maio de 2017

FALTA VITAMINAS D e K E O PERIGO DE HIPERTENSÃO

A falta destas duas vitaminas aumenta o risco de hipertensão https://www.noticiasaominuto.com/lifestyle/795446/a-falta-destas-duas-vitaminas-aumenta-o-risco-de-hipertensao 170517. POR DANIELA COSTA TEIXEIRAbr />
A ingestão de couves ou vegetais de folha verde pode prevenir males maiores.

Na hora de zelar pela saúde do coração, há um aspeto que importa cada vez mais ter em conta: a alimentação. Aquilo que comemos diariamente tem um impacto direto (para bem e para o mal) na saúde em geral e em particular na saúde do coração.

Enquanto alguns alimentos se assumem como inimigos da saúde cardiovascular (como é o caso de todos os que têm grandes quantidades de sódio, gorduras saturadas, gorduras trans ou açúcar), outros não só conseguem remediar males maiores como podem mesmo assumir a postura de escudos protetores (incluindo-se aqui algumas sementes, vegetais e ainda gorduras saudáveis como o azeite e o abacate).

Seguir uma alimentação saudável é o requisito mínimo para uma boa saúde cardiovascular, mas há que prestar uma especial atenção à presença de duas vitaminas: a D e a K. Diz um recente estudo da Universidade Livre de Amesterdão que a carência destes dois micronutrientes pode desencadear o aumento de riscos cardiovasculares, mais concretamente de hipertensão (uma das condições que está na origem de um vasto leque de problemas cardíacos).

Conta o Buena Vida do jornal As que os cientistas notaram uma ligação direta entre os baixos níveis de vitamina D (micronutriente que facilita a absorção do cálcio e que está presente nos ovos, no salmão e na exposição solar, por exemplo) e de vitamina K (couve-de-bruxelas, espargo, couve-flor, repolho, caril e pimento) estão diretamente ligados à hipertensão depois de terem analisado os níveis de pressão arterial de pessoas entre os 55 e os 65 anos. Na pratica, adianta a publicação, a escassez destas duas vitaminas levou a que 62% dos participantes fosse diagnosticado com hipertensão no espaço de seis anos.

HIPERTENSÃO FACTOR DE AVC


Hipertensão... uma porta aberta para o AVC

https://www.noticiasaominuto.com/lifestyle/795304/hipertensao-uma-porta-aberta-para-o-avc
170517. Por Notícias ao Minuto

Hoje, 17 de maio, assinala-se o Dia Mundial da Hipertensão, um importante fator de risco para o AVC.

No âmbito do Dia Mundial da Hipertensão, que se assinala anualmente a 17 de maio, a Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral alerta para a importância da hipertensão arterial (HTA) como fator de risco para o Acidente Vascular Cerebral (AVC) através deste artigo escrito pelo Dr. Jorge Poço, coordenador da Unidade de AVC da Unidade Local de Saúde do Nordeste (ULSNE) e membro da Sociedade Portuguesa do AVC.

A HTA, definida de uma forma sucinta como a presença de valores de Pressão Arterial (PA) sistólica (vulgarmente conhecida por máxima) iguais ou superiores a 140 mmHg e/ou PA diastólica (conhecida por mínima) iguais ou superiores a 90 mmHg é, de facto, um fator de risco presente em 30 a 45% da população em geral, aumentando progressivamente nas populações mais idosas, que são uma ‘fatia’ importante das sociedades ocidentais.

Sabe-se que muitos dos doentes hipertensos, mesmo que medicados, mantêm valores acima do desejável. Estes valores elevados, poderão levar ao aparecimento de lesões em vários órgãos do corpo humano, entre os quais o cérebro, podendo surgir assim a mais temível das complicações: o Acidente Vascular Cerebral (AVC), que continua a ser a principal causa de morte e de incapacidade crónica em Portugal.

Sendo a hipertensão arterial (HTA) o principal fator de risco suscetível de intervenção na prevenção do AVC é, portanto, fundamental insistir em alguns pontos fundamentais:

• Se indicado, deve-se tomar regularmente a medicação, não caindo no erro frequente de deixar de a tomar porque as "tensões têm andado bem!".
• A responsabilidade deverá começar nas pessoas, através de uma cultura de vida adequada, principalmente através de hábitos alimentares saudáveis (com redução do consumo de sal) e prática regular de exercício físico;
• É prioritário fazer o diagnóstico, o tratamento e o controlo da HTA, sendo que neste processo é fundamental a atuação do seu médico e enfermeiro de família (para aconselhamento, vigilância, deteção e tratamento). Para tal deve-se recorrer aos cuidados de saúde, para que estes profissionais possam ajudar;
• Não se pode desvalorizar os valores elevados que possam surgir nas avaliações feitas em casa e que muitas vezes são justificados por poder estar "nervoso" ou "ansioso".

Sabendo-se que, através destes mecanismos, se consegue uma redução de até 40% de AVCs, estão aqui os argumentos mais que suficientes para nos fazer pensar duas vezes ou mais!

Os benefícios no tratamento e controlo da hipertensão arterial são para si e para quem o ama. Em caso de AVC, os que o rodeiam também sofrerão!

Para terminar, insiste-se na importância da redução do consumo de sal, a prática de exercício físico e a vigilância dos valores da pressão arterial, com a toma regular de medicação, se for o caso. E, não se esqueça: o futuro pode estar nas suas mãos!, avisa o especialista.

sábado, 13 de maio de 2017

SINAIS DA IDADE



As 20 situações que nos fazem sentir velhos
Extraído do artigo de Vânia Marinho.

A partir do 40 anos, certas situações podem fazer com que nos alarmemos em relação ao avançar da idade.

Um questionário realizado a dois mil adultos descobriu que geralmente começamo-nos a sentir a envelhecer aos 40 anos.

A partir desta idade, situações como perder as chaves ou encontrar cabelos brancos têm um especial impacto fazendo com que nos sintamos velhos.

Segundo o que este estudo apurou e o Mirror reportou, podemos confirmar as seguintes 20 situações que nos fazem sentir velhos:

1.- Notar rugas no rosto,
2.- Perceber que a sua visão já não é tão boa como costumava ser,
3.- Perceber que a sua audição já não é tão boa como costumava ser,
4.- Sentir que a sua imagem está mais velha,
5.- Notar que os ossos fazem barulho quando se senta e levanta,
6.- Encontrar cabelos brancos,
7.- Entrar numa divisão e não se lembrar do que é que lá foi fazer,
8.- Ter dificuldade em baixar-se para brincar com os seus filhos,
9.- Começar a usar a frase "Quando eu era novo",
10.- Ter de parar de fazer certos desportos porque é demasiado lento e se sente cansado,
11.- Notar que está a perder cabelo,
12.- Não se lembrar de onde estacionou o carro,
13.- Procurar os óculos sem perceber que os tem na cara,
14.- Sentir-se demasiado cansado para fazer sexo,
15.- Esquecer-se temporariamente do nome do seu filho,
16. -Começar a ir de carro para sítios para onde costumava ir a pé ou de bicicleta,
17.- Perder as chaves,
18.- Usar meias com sandálias,
19.- Desenvolver o gosto por xerez,
20.- Começar a fazer o truque da moeda atrás da orelha às crianças.

Mas não devemos deixar-nos arrastar por tais preocupações, mas procurar manter a vivacidade com interesse pelo que se passa em redor e no Mundo e tentar aprender mais, a fim de manter o cérebro activo, para não perder completamente a JUVENTUDE.

CUIDADOS COM OS SINAIS NA PELE

Transcrição:

Guia para perceber se um sinal pode ser maligno
Por Vânia Marinho e Lusa

Conheça os cinco sinais que ajudam os especialistas - e que o podem ajudar a si – a detetar se um sinal na pele pode ser canceroso.

À medida que os anos vão passando e que a nossa pele também vai envelhecendo, começam a aparecer sinais de uma forma quase misteriosa.
Podem surgir em várias formas, cores e tamanhos, mas enquanto muitos são inofensivos, alguns podem não ser.

O cancro da pele é a segunda forma mais comum da doença em pessoas com menos de 50 anos. Os especialistas alertam que a percentagem de diagnósticos precoces podia ser muito mais alta.

O melanoma é o tipo de cancro da pele mais grave, mas também um dos cancros mais tratáveis. Para conseguir perceber se um sinal é motivo de preocupação e deve ser visto por um médico há cinco sinais a que deve estar atento:

1. À assimetria do sinal, ou seja se o sinal tem uma forma irregular;

2. Aos limites do sinal. Se o sinal não é perfeitamente redondo e as suas margens são irregulares;

3. Às mudanças de cor. Se um sinal muda de cor ou tem uma cor diferente em algumas partes, deve pedir ao seu médico de família ou dermatologista que o analise;

4. Ao diâmetro. Qualquer aumento no tamanho do sinal, em particular se for de mais de seis milímetros, deve ser registado e analisado por um especialista;

5. Aos relevos. Se o sinal ficar com uma elevação irregular, deve pedir que o seu médico o analise para confirmar se está tudo bem.

Abaixo pode ver um pequeno vídeo com uma animação em inglês que destaca estes sinais:
[Vídeo]
https://youtu.be/Qww4riEyl2w

terça-feira, 2 de maio de 2017

PESO A MAIS. PORQUÊ?



Peso a mais? Estes podem ser os culpados

Os quilos a mais nem sempre são culpa apenas da má alimentação. Veja tudo o que pode estar a interferir com o peso.
LIFESTYLE SAÚDE 23:09 - 27/04/17 POR DANIELA COSTA TEIXEIRA

A luta contra o excesso de peso é uma realidade cada vez mais global e um dos fatores que mais impacto negativo tem na saúde e qualidade de vida das pessoas, deixando-as à mercê de várias doenças relacionadas com o estilo de vida, como os problemas cardiovasculares causados pelo aumento do colesterol ou ainda a diabetes tipo 2.
Embora o peso a mais esteja fortemente associado às más escolhas alimentares, esta realidade afeta até mesmo as pessoas que seguem uma alimentação saudável e equilibrada. Sim, as escolhas alimentares são determinantes para os quilos extra (ou para perdê-los), mas estão longe de serem as únicas culpadas nesta luta.
O estilo de vida é também determinante e, aqui, o sedentarismo assume-se como maior vilão dos números que aparecem na balança. Contudo, também a genética e algumas doenças – como estas auto-imunes – podem interferir com a capacidade de fazer frente ao peso a mais.
O site Buena Vida do jornal As listou tudo aquilo que pode interferir com a capacidade de emagrecer. Saiba quem são os verdadeiros culpados.

Peso a mais? Estes podem ser os culpados
1- Dieta desequilibrada. Como não poderia deixar de ser, as más escolhas alimentares são determinantes para o ganho de peso.
2- Viagens ou mudanças de hábitos, que obriguem a refeições mais rápidas e práticas (mas menos saudáveis).
3- Doenças, sejam elas a síndrome metabólica, a depressão ou problemas auto-imunes.
4- Sedentarismo.
5 - Deixar de fumar, uma vez que a escassez de nicotina vai estimular os neurotransmissores relacionados com o apetite.
6 - Mudança de casa, especialmente quando isso implica ir para uma localidade que não se conhece e onde não se tem amigos e familiares.
7 - Genética, especialmente quando tanto o pai como a mãe apresentam excesso de peso. Neste caso, o risco de ter peso a mais é 80% maior.
8- Alguns medicamentos, como os antidepressivos ou calmantes.

segunda-feira, 1 de maio de 2017

BENEFÍCIOS DOS MIRTILOS PARA A SAÚDE



Os 10 benefícios dos mirtilos para a saúde

Os mirtilos são pequenos frutas, doces e suculentas, que pertencem à família Ericaceae. Essas frutas vêm em uma variedade de cores que variam do azul, vermelho e roxo. Os mirtilos são cultivadas em grandes quantidades nos países da América do Norte. Os mirtilos são consumidos crus ou usado na preparação de molhos, compotas, geleias e sorvetes. Eles são uma excelente fonte de antioxidantes e são conhecidos por seus grandiosos benefícios à saúde. Então, vamos dar uma olhada nos benefícios nutricionais dos mirtilos.

Benefícios nutricionais dos mirtilos: Os mirtilos são frutas de baixas calorias. Eles fornecem cerca de 60 calorias por 100 gramas de seu consumo. Ele contém carboidratos, açúcar e fibra dietética. Além disso, Os Mirtilos são uma excelente fonte em Vitamina A, vitamina B, Vitamina C, Vitamina E e Vitamina K. E os Minerais como o Potássio, Cálcio, Magnésio e Fósforo. Os Mirtilos também são ricos em antioxidantes. tais como, A antocianina, flavonóis e alguns compostos fenólicos são encontrados em mirtilos.

Benefícios dos mirtilos para cérebro: Os Mirtilos são um alimento maravilha quando se trata da saúde do cérebro, são ricos em antioxidantes chamados flavonóides. Estes nutrientes ajudam a aumentar o fluxo de oxigénio e de sangue no cérebro, mantendo, assim, as células do cérebro saudável. A perda de memória ocorrida durante o envelhecimento e a perda das funções cognitivas podem ser combatidas pelo seu consumo. Além disso, Os mirtilos possuem antocianina, selênio, Vitaminas do Complexo B e minerais como cobre, magnésio e zinco são outros nutrientes saudáveis para o cérebro. Eles podem promover a saúde do sistema nervoso central e podem prevenir danos cerebrais e células nervosas.

Benefícios dos mirtilos para olhos: Os mirtilos é rico em flavonóides, como a rutina, resveratrol e a quercetina. Estes compostos ajudam na prevenção da degeneração macular e outros problemas relacionados com a saúde dos olhos. Os carotenóides e antocianinas presentes nos mirtilos ajudam a melhorar a cegueira noturna. Além disso, Os mirtilos é rico em antioxidantes que podem proteger os olhos dos danos dos radicais livres e a Vitamina A ajuda na proteção da retina.

Os Mirtilos previnem o Câncer: Os mirtilos são uma excelente fonte em antioxidantes, tais como o Pro-antocianidinas, resveratrol, flavonóis e tanino que ajudam a inibir o crescimento de células cancerosas. Estes antioxidantes podem inibir o processo de oxidação das células por radicais livres. Pterostilbeno Mostrou-ser ser capaz de evitar Câncer de cólon e de fígado. A Luteolina é um tipo de flavona presente nos mirtilos, Ela ajuda a reduzir o aparecimento de câncer de ovário em 30%.

Benefícios dos mirtilos para o coração: As antocianinas são os antioxidantes que podem reduzir o nível de colesterol LDL e de triglicérides. Eles podem impedir a formação de placas nas artérias e, assim, reduzir o fluxo de sangue ao longo do corpo.

Benefícios dos mirtilos na digestão: Os mirtilos é rico em vitamina C. A Vitamina C ajudam na estimulação de vários enzimas digestivas, que podem desintegrar as partículas de alimento. portanto, ajudando a limpar o trato digestivo.

Os mirtilos protegem o trato urinário: O Consumo de Mirtilos ajudam a restringir o aparecimento de bactérias como b-coli no revestimento das vias urinárias. Assim, a sensação de queimação e inflamação no trato urinário podem ser mantidos à distância.

Benefícios dos mirtilos na perda de peso: Estudos descobriram que o consumo de Mirtilos podem ajudar a queimar a gordura da barriga. Os Mirtilos é pobre em calorias e oferecem pequena quantidade de gorduras. Além disso, Os Mirtilos é rico em uma grande quantidade de vitamina C que auxilia na redução do excesso de gordura no corpo. Ele tem ajudam a reduzir o colesterol e triglicéridos corpo, devido os antioxidantes!

Benefícios dos mirtilos para a pele: A antocianina e a Vitamina C são alguns dos anti-oxidantes presentes nos Mirtilos. Estes antioxidantes ajudam a proteger a pele dos raios nocivos e evitar a oxidação das células. Tais como os danos da pele, rugas e manchas. Ele ainda possuir propriedades anti-inflamatórias que ajudam a reduzir as acne e furúnculos.

Outros benefícios dos mirtilos para a saúde:
Os Mirtilos têm propriedades anti-inflamatórias que ajudam a acalmar garganta e evitar o congestionamento.
Os Mirtilos são uma excelente fonte de Vitamina c e ajudam na prevenção de gripe e resfriados.

SISTEMA IMUNITÁRIO. FACTOS CURIOSOS

Factos curiosos sobre o sistema imunitário que possivelmente não conhece
170501. POR DANIELA COSTA TEIXEIRA


O sistema imunitário é o escudo protector da saúde. Fique a saber mais.
© iStock LIFESTYLE CORPO HÁ 3 HORAS POR DANIELA COSTA TEIXEIRA

O sistema imunitário é um conjunto de estruturas e processos biológicos, que incluem células, tecidos e órgãos, que tem como função a protecção do organismo, deixando-o capaz de combater contra todo o tipo de agressores e, assim, promover a boa saúde.
Ter um sistema imunitário forte é sinónimo de saúde a todos os níveis. Este ‘escudo protector’, quando intacto, consegue prevenir e curar alguns tipos de doenças ou problemas de saúde.

Como lhe contámos aqui, existem factores que interferem directamente com o sistema imunitário, que está ‘ligado’ as intestinos e que pode, na verdade, ser o segredo para a cura do cancro. Mas há mais a conhecer sobre este conjunto de defesa pessoal. De acordo com o Huffington Post, eis cinco curiosidades sobre o sistema imunitário:

1 – O sistema imunitário consegue reinventar-se dia após dia, ou seja, é sempre capaz de fazer frente a novos agentes agressores, como germes, bactérias, vírus ou parasitas. A imunidade é construída todos os dias, salvo em casos de doenças ou síndromes auto-imunes.

2 – O sistema imunitário depende e fica a ganhar com a glândula timo, mas esta atinge o seu auge apenas durante a puberdade, altura em que é mais capaz de combater as bactérias e vírus. Depois da adolescência, a glândula timo encolhe e, aos poucos, torna-se num depósito de tecido adiposo;

3 – Lavar as mãos é uma das formas mais eficazes de proteger o sistema imunitário, uma vez que previne a propagação de doenças que surgem facilmente com o contacto repetido e continuado com germes;

4 – Estilo de vida saudável é determinante para o sistema imunitário, estando a boa qualidade do sono, a alimentação equilibrada, o exercício físico e a meditação entre os factores que mais contribuem para um escudo protector mais eficaz.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

BENEFÍCIOS DE COMER PAPAIA



Nove bons motivos para comer mais papaia
17-04-2017. Por Notícias ao Minuto

Está a chegar o calor e com ele chegam também algumas das frutas exóticas mais apetitosas e saudáveis. A papaia é uma delas.

Com um sabor e uma textura que agradam a muitos, a papaia assume-se cada vez mais como uma das protagonistas da alimentação nos dias quentes.

Esta fruta tropical destaca-se não só pela cor vibrante, mas também pelo vasto leque de nutrientes que possui. O seu baixo teor calóricas (cerca de 39 calorias por cada 100 gramas) faz ainda com que a papaia seja um dos alimentos que mais promove a alimentação saudável e o peso adequado, sendo, por isso, óptima na luta contra os quilos extra.

Ao site Buena Vida do jornal As, a presidente do Conselho-Geral de Dietistas e Nutricionistas de Espanha, Alma Palau, destaca que o consumo de fruta está associado a “uma diminuição do risco de padecer de obesidade, hipertensão, enfermidades cardiovasculares ou alguns tipos de cancro”. A papaia, explica, “é uma fruta e, como tal, o seu consumo ajuda a diminuir o risco destas doenças”.

A papaia é um dos alimentos que mais promove a saúde e bem-estar do organismo e da pele e não faltam bons motivos para se deixar render a esta fruta.

Conheça os nove principais benefícios desta fruta:

1.Aumenta as defesas naturais devido ao elevado teor de vitamina C,
2.Tem uma função antioxidante graças à vitamina,
3. É um dos alimentos que mais promove a boa digestão das proteínas,
4. Melhora a saúde intestinal devido ao elevado teor de fibra, cerca de dois gramas por 100 gramas,
5. Por possuir cálcio, magnésio, potássio e fósforo, a papaia ajuda a equilibrar o equilíbrio ácido-base do organismo,
6. Pode ser usada como um esfoliante natural,
7. Ajuda a combater infecções cutâneas, como a acne, especialmente quando aplicada diretcamente na pele.
8. Contém mais carotenóides do que outras frutas.
9. É rica em vitamina A e ajuda a eliminar as células mortas da pele.

BENEFÍCIOS DA ÁGUA COM ESTÔMAGO VAZIO

Água com estômago vazio!! Leia...

Quanto mais se sabe, maiores hipóteses de sobrevivência...


Um cardiologista diz que se todos que receberem esta mensagem, a enviarem a pelo menos uma das pessoas que conhecem, pode ter a certeza de que, pelo
menos, poderá salvar uma vida.Ll

Beba água com estômago vazio.

Hoje é muito popular, no Japão, beber água imediatamente ao acordar. Além
disso, a evidência científica tem demonstrado estes valores. Abaixo
divulgamos uma descrição da utilização da água para os nossos leitores.

Para doenças antigas e modernas, este tratamento com água tem sido muito bem sucedido....

Para a sociedade médica japonesa, uma cura de até 100% para as seguintes
doenças:

Dores de cabeça, dores no corpo, problemas cardíacos, artrite, taquicardia,
epilepsia, excesso de gordura, bronquite, asma, tuberculose, meningite,
problemas do aparelho urinário e doenças renais, vómitos, gastrite,
diarreia, diabetes, hemorróidas, todas as doenças oculares, obstipação,
útero, câncer e distúrbios menstruais, doenças de ouvido, nariz e garganta.

Método de tratamento:
1. De manhã e antes de escovar os dentes, beber 2 copos de água.

2. Escovar os dentes, mas não comer ou beber nada durante 15 minutos.

3. Após 15 minutos, você pode comer e beber normalmente.

4. Depois do lanche, almoço e jantar não se deve comer ou beber nada durante
2 horas.

5. Pessoas idosas ou doentes que não podem beber 2 copos de água, no início
podem começar por tomar um copo de água e aumentar gradualmente.

6. O método de tratamento cura os doentes e permite aos outros desfrutar de
uma vida mais saudável..

A lista que se segue apresenta o número de dias de tratamento que requer a
cura das principais doenças:

1. Pressão Alta - 30 dias
2. Gastrite - 10 dias
3. Diabetes - 30 dias
4. Obstipação - 10 dias
5. Câncer - 180 dias
6. Tuberculose - 90 dias
7. Artrite - Os doentes com artrite devem continuar o tratamento por apenas
3 dias na primeira semana e, desde a segunda semana, diariamente.

Este método de tratamento não tem efeitos secundários. No entanto, no início
do tratamento terá de urinar frequentemente.

É melhor continuarmos o tratamento mesmo depois da cura, porque este
procedimento funciona como uma rotina nas nossas vidas. Beber água é
saudável e dá energia.

Isto faz sentido: o chinês e o japonês bebem líquido quente (chá verde) com
as refeições, e não água fria.

Talvez tenha chegado o momento de mudar seus hábitos de água fria para água quente, enquanto se come.. Nada a perder, tudo a ganhar!

Para quem gosta de beber água fria.

Beber um copo de água fria ou uma bebida fria após a refeição solidifica o
alimento gorduroso que você acabou de comer. Isso retarda a digestão.

Uma vez que essa 'mistura' reage com o ácido digestivo, ela reparte-se e é
absorvida mais rapidamente do que o alimento sólido para o trato
gastrointestinal. Isto retarda a digestão, fazendo acumular gordura em nosso
organismo e danifica o intestino.

É melhor tomar água morna, ou se tiver dificuldade, pelo menos água natural.

Nota muito grave - perigoso para o coração:

As mulheres devem saber que nem todos os sintomas de ataques cardíacos vão ser uma dor no braço esquerdo.

Esteja atento para uma intensa dor na linha da mandíbula. Você pode nunca
ter primeiro uma dor no peito durante um ataque cardíaco.

Náuseas e suores intensos são sintomas muito comuns.

60% das pessoas têm ataques cardíacos enquanto dormem e não conseguem
despertar. Uma dor no maxilar pode despertar de um sono profundo...

Sejamos cuidadosos e vigilantes.

Um cardiologista diz que se todos que receberem esta mensagem, a enviarem a pelo menos uma das pessoas que conhecem, pode ter a certeza de que, pelo
ondemenos, poderá salvar uma vida.


NOTA:
Não deixe de visitar mais posts neste Blog onde encontrará muitos conselhos para manter a saúde com base em produtos naturais que não têm efeitos secundários.