Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Vinho tinto

Transcrição:

Vinho 
Público. 18-09-2012 Por Pedro Carvalho

O vinho tinto é daqueles alimentos que merecem uma enciclopédia e não apenas um mero texto, de tão rica história e propriedades sensoriais e nutricionais que o elevam ao patamar de “instituição” no nosso país.

Em tempos que não deixam saudades, era comum dizer que beber um copo de vinho era dar de comer a um milhão de portugueses, algo que reflecte bem a importância que o vinho sempre teve na nossa cultura, não sendo assim de estranhar que tenhamos o maior consumo per capita mundial deste néctar dos deuses, sendo igualmente o nosso país o seu 10.º maior produtor mundial.

Que a ingestão de vinho tinto quando moderada traz benefícios para a nossa saúde não é hoje em dia novidade para ninguém. Aliás, estes efeitos benéficos do vinho tinto começaram precisamente a ser levados em conta pelo seu efeito “compensador” de alguns hábitos menos saudáveis como a ingestão de gorduras saturadas. O Paradoxo Francês, como ficou conhecido, relatava que, apesar da tradicional ingestão de queijos e outros alimentos ricos em gorduras saturadas pelos franceses, a concomitante ingestão de vinho tinto fazia com que registassem uma menor incidência de morte por doenças cardiovasculares que outras populações em estudo.

Historicamente, o vinho sempre foi visto como tendo o condão de melhorar a qualidade de vida daqueles que dele usufruíam. Hoje em dia, para além de se saber que o consumo moderado de vinho tinto (1 copo/dia para as mulheres; até 2 copos/dia para os homens) implica uma melhoria na saúde cardiovascular, é também sabido que o seu padrão de ingestão é importantíssimo para a observação destes efeitos. Assim, mesmo respeitando as quantidades atrás mencionadas, é totalmente diferente se a sua ingestão for paulatina no contexto de uma semana e no decorrer de uma refeição, do que se for aglomerada aos fins-de-semana num comportamento de binge-drinking.

Existem alimentos com maior teor de polifenóis que o vinho, da mesma maneira que existem bebidas com maior quantidade de álcool, no entanto, o vinho tinto consegue estabelecer um grande equilíbrio e sinergia entre estes dois compostos, com benefícios comprovados na vasodilatação e consequente actividade anti-aterosclerótica. Para além destes efeitos, os superpolifenóis do vinho, de seus nomes resveratrol e procianidinas, têm ultimamente estado associados a uma indução da expressão de alguns genes associados à longevidade, algo que há muito fazia parte da crença popular e que agora ganha o epíteto de cientificamente comprovado.

O vinho tinto faz assim a conjugação perfeita de benefício sensorial e nutricional. Com calma, a acompanhar uma refeição equilibrada e com a moderação que se exige, a melhor maneira de o apreciar é também aquela que melhor nos oferece todos os seus benefícios.

Imagem do Público.
Imagem do Público

O lado certo da folha de alumínio


Espero que esta dica vos seja útil.

E eis que de repente uma pessoa descobre que anda há 20 anos a fazer tal equívoco... O lado certo da folha de alumínio

 Na altura de levar ao forno, ou ao grelhador, já se questionou qual e o lado de dentro e de fora da folha de alumínio?

 Quando leva alimentos ao forno ou ao grelhador envolvidos em folha de alumínio, formando um embrulho, o lado fosco deve ser aquele que fica em contacto com o ar. O lado brilhante, fica em contacto com o alimento. Isto porque a face brilhante vai evitar a dissipação do calor absorvido pelo embrulho. Isto porque esta face reflete o calor gerado internamente e devolve-o ao alimento.

 Por seu turno, no congelador ou frigorífico, o lado brilhante deverá ficar para fora. Isto porque, quando o frigorifico é aberto, a folha de alumínio refletirá o calor.

Imagem do Google

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

ACUPUNTURA


É longo mas, muito interessante...

A acupuntura é parte essencial da Medicina Oriental, há anos, mas mesmo agora, que já está se tornando moda no Ocidente, nossos médicos ainda não descobriram a maneira exata como essa técnica antiga funciona.
No entanto, quaisquer que sejam os mecanismos, a acupuntura parece funcionar. Estudos científicos oferecem evidências reais de que ela é capaz de aliviar a dor e tratar males que variam da osteoartrose (em inglês) a crises de enxaqueca (em inglês).
A técnica da acupuntura consiste em colocar agulhas da espessura de fios de cabelo em diferentes pontos de pressão (chamados de pontos de acupuntura), em todo o corpo. Acredita-se que o estímulo desses pontos promova as capacidades naturais regeneradoras do corpo e aprimore seu funcionamento.
O Oriente encontra o Ocidente
Existem duas teorias muito diferentes sobre como a acupuntura funciona. De acordo com a filosofia chinesa, o corpo contém duas forças opostas: yin e yang.
Quando tais forças estão em equilíbrio, o corpo está saudável. A energia, chamada de "qi" (pronuncia-se "chi"), flui da mesma maneira que um rio flui em seu curso, dividindo o corpo em meridianos. O constante fluxo de energia mantém o yin e o yang em equilíbrio. No entanto, o fluxo de energia pode ser bloqueado algumas vezes, como a água que fica presa atrás de uma represa, e essa interrupção no fluxo de energia pode causar uma doença.
Cerca de 2 mil pontos de acupuntura estão distribuídos pelos meridianos do corpo. A idéia por trás da acupuntura é que o estímulo de tais pontos com as agulhas ou com pressão alivia obstruções do fluxo de energia, permitindo a cura do corpo.
Já de acordo com o ponto de vista ocidental, acredita-se que a acupuntura provavelmente funcione pelo estímulo do sistema nervoso central (o cérebro e a medula espinhal) para que sejam liberados compostos químicos chamados de neurotransmissores e hormônios. Tais compostos aliviam a dor, dão impulso ao sistema imunológico e regulam várias funções corporais. No caso da acupuntura seriam as endorfinas e hormônios que ajudam a aliviar a dor.


A seguir apresentamos o resultado de eficácia da acupuntura, devidamente verificado pela medicina científica. Constam as afecções físicas, os distúrbios orgânicos, as desordens mentais e psicossomáticas, as condições específicas dos homens, mulheres e crianças, e os problemas oriundos do tratamento de câncer, cirurgias e dependência química.
Afecções físicas
distensão muscularalivio da dor e desaparecimento dos sintomas em 82% dos casos
dor cervical eficácia em 67% dos casos
pescoço rígido cura obtida em 80% dos casos após 1 sessão
espondilos e cervical melhora significativa
dor aguda na coluna melhora imediata da dor
aumento significativo na flexão-extensão das costas
ganho na condição de manter o corpo ereto
dor lombar eficácia em 72% dos casos (superior à medicação convencional)
ciática acupuntura distal com agulha superficial: eficácia em 72% dos casos
acupuntura local com agulha profunda: eficácia em 96% dos casos
inflamação no tórax e costelas cura obtida em 65% dos casos
dor no joelho eletro-acupuntura: alivio completo da dor em 65% dos casos
“cotovelo de tenista”eficácia em 62% dos casos
alívio da dor em 80% após a 1 sessão
periartrite no ombro cura obtida em 66% dos casos
fibromialgia melhora significativa
fascite na planta do pé melhora significativa
osteoartrite eficácia em 61% dos casos (superior à medicação convencional)
artrite reumatóide acupuntura: alívio da dor e melhora dos sintomas gerais em 65% dos casos
eletro-acupuntura: alívio da dor em 90% dos casos
gota / artrite melhora em 100% dos casos
redução do ácido úrico similar à medicação convencional
Afecções de pele
acne shiatsu / tuina: a acne desapareceu em 42% dos casos após 30 dias de tratamento
acupuntura: a acne desapareceu em 59% dos casos após 10 dias de tratamento
eczema melhora razoável
irritação na pele melhora significativa
micose desaparecimento em 53% dos casos após 3 meses (eficácia superior ao tratamento com vitaminas C e E)
herpes zoster desapareceram a dor e as sarnas após 1,5 a 6 dias
psoriasis vulgarcura obtida em 85% dos casos
psoriasis eritroderma melhora significativa em 50% dos casos
psoriasis pustular melhora significativa em 50% dos casos
Afecções no pulmão e vias respiratórias
gripe comum melhora razoável
dor de garganta melhora em 90% dos casos
amidalite alívio significativo da dor e da febre
rinite alérgica eficácia em 97% dos casos (superior e mais duradoura que a medicação convencional)
bronquite aguda melhora significativa
asma efeito antiasmático em 93% dos casos
maior ventilação pulmonar em 68% dos casos
doença pulmonar obstrutiva crônica melhora significativa após 3 semanas
Afecções no coração
hipertensão eficácia similar à medicação convencional, mas sem efeitos colaterais
hipotensãoa pressão foi normalizada em 95% dos casos
doença coronariana e angina melhora dos sintomas 85% dos casos
melhora na dor em 74% dos casos
melhora no eletrocardiograma em 69% dos casos
doença cárdio-pulmonar crônica eficácia em 90% dos casos
neurose cardíaca eficácia superior à medicação convencional
Afecções no fígado e vesícula biliar
cólica biliar eletro-acupuntura: eficácia em 72% dos casos
acupuntura: eficácia em 94% dos casos
cálculo na vesícula biliar cura obtida e melhoria das funções biliares em 92% dos casos
hepatite B (vírus portador)o vírus ficou negativo em 30% dos casos
o organismo produziu anticorpos em 50% dos casos
Afecções no estômago e intestinos
dor abdominal shiatsu / tuina: melhora em 96% dos casos após 1.3min
acupuntura: melhora em 98% dos casos
cólica estomacal alívio da dor em 98% dos casos
cólica intestinal alívio da dor em 98% dos casos
espasmo gastro-intestinal alívio da dor em 98% dos casos após 30 min
soluços melhora significativa
náuseas e vômitos eletro-acupuntura: eficácia similar à medicação
acupuntura: eficácia em 90% dos casos
magneto-acupuntura: eficácia em 93% dos casos
moxa: eficácia em 98% dos casos
diarréia melhora significativa
constipação melhora significativa
hiperacidez no estomago eficácia em 95% dos casos
gastrite crônica melhora significativa
úlcera acupressura: eficácia em 80% dos casos
acupuntura: eficácia em 97% dos casos
cólon irritadomelhora significativa em 93% dos casos
enterite (inflamação bacteriana no intestino)cura obtida em 87% dos casos
a cultura de fezes ficou negativa após 7 dias
hemorróidas moxa: cura obtida em 77% dos casos
Afecções no rins
cólica renalalívio da dor em 100% dos casos
calculo renal eletro-acupuntura: pedras expelidas em 78% dos casos
acupuntura: cura obtida em 90% dos casos
retenção urinária traumática eficácia superior à medicação convencional
incontinência melhora significativa
infecção urinária recorrente desobstrução do trato urinário em 85% dos casos
Afecções do sistema circulatório
síndrome de raynaud (mãos e pés frios) melhora significativa
aumento considerável do fluxo sanguíneo
flebite melhora significativa
dor em tromboangite eficácia em 93% dos casos
excesso de gordura no sangue diminuição em 90% dos casos
Afecções do sistema nervoso
enxaqueca eficácia em 80% dos casos
tontura eficácia em 75% dos casos
neuralgia do trigêmeo efeito analgésico em 100% dos casos
neuralgia (dor dos nervos) efeito analgésico em 100% dos casos
dor radicular (raízes dos nervos) laser-acupuntura: melhora significativa
distrofia reflexa do simpático melhora razoável
bexiga neurogênica eficácia consideravelmente mais rápida que o tratamento convencional
lesão crânio-cerebral cura obtida em 86% dos casos
arteriosclerose eletro-acupuntura: aumento da memória, da inteligência e da capacidade de cuidar de si mesmo em 68% dos casos
coma recuperação em 59% dos casos
AVC – seqüela: hemiplegia recuperação em 66% dos casos
AVC – seqüela: perda da força muscular recuperação em 75% dos casos
AVC – seqüela: desvio da boca e paralisia da fala recuperação em 76% dos casos
AVC – seqüela: dificuldade de articular palavras eficácia em 90% dos casos
paralisia facial acupuntura: cura obtida em 77% dos casos
acupuntura c/ transfixação de pontos: cura obtida em 91% dos casos
acupuntura c/ sangria: cura obtida em 96% dos casos
paralisia causada por poliomielite eficácia superior à medicação convencional
febre hemorrágica epidêmica moxa: regula a micção, cura a perda de proteína pela urina e reduz o inchaço dos rins
Afecções do sistema endócrino
obesidade supressão do apetite em 95% dos casos
diabetes mellitus redução do açúcar do sangue em 20% dos casos
Afecções dos órgãos dos sentidos
olhos sensibilidade melhora em 50% dos casos
dor eliminação da dor em 90% dos casos
secura nos olhos aumento significativo dos fluidos dos olhos
conjuntivite melhora razoável
vista turva cura obtida em 50% dos casos
daltonismo discriminação das cores melhorou após 3 cursos de tratamento de 7-12 dias cada
ouvidos ataque súbito de surdez eficácia em 90% dos casos após 2 semanas
zumbido eficácia em 23% dos casos (superior à medicação convencional)
nariz sangramento nasal cura obtida em 85% dos casos
sinusite e obstrução nasal melhora significativa
boca excesso de salivação diminuição da saliva em 97% dos casos
falta de salivação aumento significativo da saliva
inflamação na gengiva melhora razoável
dor de dente pós-tratamento efeito analgésico com duração de 24 a 48 horas
dor de dente pós-cirurgia efeito analgésico com duração de 2 a 3 horas
dor de dente após extração melhora significativa
Afecções da cabeça
dor de cabeça shiatsu / tuina: alívio imediato em 48% dos casos
acupuntura: alívio imediato em 66% dos casos
eletro-acupuntura: alívio imediato em 80% dos casos
diminuição da freqüência em 50% dos casos
alteração significativa no exame de eletromiografia
dor crânio-mandibular acupuntura tradicional: eficácia similar ao tratamento convencional (imobilização)
acupuntura intradermica: eficácia em 60% dos casos
disfunção da ATM eficácia similar ao tratamento convencional
espasmo facial shiatsu / tuina: eficácia em 40% dos casos
acupuntura: eficácia em 70% dos casos
Afecções psíquicas e psicossomáticas
depressão eficácia similar à medicação convencional, mas sem efeitos colaterais
ansiedade eficácia superior à medicação convencional
insônia o sono foi totalmente normalizado em 98% dos casos
síndrome do stress competitivo eficácia em 93% dos casos
esquizofrenialaser-acupuntura: eficácia superior à da medicação convencional (78% dos casos)
retardo mental aumento de 21% no quociente de inteligência
aumento de 18% na adaptatividade social
Afecções masculinas
impotência sexual (não orgânica)eficácia em 60% dos casos
ejaculação precoceefi alívio dos sintomas e melhora das funções sexuais superior à medicação convencional
Afecções femininas
TPM alívio completo dos sintomas, sem recorrência por 6 meses, em 92% dos casos
dor menstrual melhora em 91% dos casos
cistitemoxa + shiatsu / tuina: eficácia em 88% dos casos após 1 a 2 meses de tratamento
obstrução da trompacura obtida em 81% dos casos
policisto no ovário cura obtida em 94% dos casos
infertilidade eficácia em 75% dos casos
menopausa massagem + ventosa: eficácia em 77% dos casos
Gestação e amamentação
enjôo acupressura: melhora em 20% dos casos
acupuntura: melhora em 69% dos casos
moxa: melhora em 97% dos casos
correção da posição do fetomoxa: eficácia em 93% dos casos (aumenta atividade fetal e encaixa a cabeça do bebê)
indução ao partoa dilatação do útero foi similar à oxitocina
as contrações uterinas foram inferiores à oxitocina
dor do parto efeito analgésico considerado bom
lactação deficiente eletro-acupuntura: aumento da lactação em 92% dos casos
Afecções infantis
 diarréia1 dia de tratamento: cura em 82% dos casos
3 dias de tratamento: cura em 98% dos casos
coqueluche cura obtida em 98% dos casos
convulsão convulsões cessaram em 98% dos casos após 2 min de se colocar as agulhas
obesidade infantil redução significativa dos níveis de gordura, glicose, hidrocortisona e tri-iodo-tironina
pós-entubação operatória redução significativa do espasmo da laringe (5% dos casos)
encefalite viral (estágio terminal)acupuntura + medicação: eficácia em 82% dos casos
Dependência química
álcool diminui a necessidade de ingerir álcool
tabaco aumento na vontade de não fumar em 13% dos casos
redução no hábito de fumar em 20% dos casos
redução no prazer de fumar em 70% dos casos
cocaína diminuição dos sintomas da abstinência em 44% dos casos


...

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Acabe com a insónia !

Antes de dormir, coma um pouco de aveia com leite.
A aveia contém o aminoácido triptofano que aumenta a produção de serotonina no organismo, o que provoca relaxamento.
Já o leite, contém carboidratos que ajudam o triptofano a chegar mais rápido no cérebro, o que auxilia o processo de indução do sono.
O triptofano também é encontrado em outros alimentos como banana, iogurte e peru.



fonte: INTERNET PARA TODOS

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Novo gel poderá reparar danos na espinal medula


Novo gel poderá reparar danos na espinal medula
 
Um grupo de investigadores da Universidade de San Diego - Califórnia, nos EUA, desenvolveu um gel capaz de reparar "a um nível surpreendente" lesões severas na espinal medula em ratinhos, permitindo-lhes recuperar parte do movimento. Caso o tratamento possa ser aplicado em humanos, este será um enorme passo para pessoas total ou parcialmente paralisadas.
 
A equipa de especialistas norte-americanos, na qual participou o neuro-cientista Mark Tuszynski, criou o gel em questão a partir de uma mistura de células estaminais nervosas, uma proteína do sangue - a fibrina - e químicos de crescimento. Depois, a substância foi aplicada em roedores com lesões graves na espinha.
 
"Com o uso deste método, passadas seis semanas, o número de axões [pequenas fibras que enviam sinais das células nervosas a outras células e à espinal medula, constituindo uma parte essencial da rede de comunicação do sistema nervoso central] aumentou mais de 200 vezes na zona afectada", afirma Tuszynski em comunicado.
 
"Além disso, o mais importante é que a regeneração dos axões resultou numa significativa melhoria funcional [ao nível do movimento"], embora o problema não tenha ficado tratado por completo, explica o cientista.
 
O gel, administrado a ratinhos que perderam a função motora, permitiu-lhes ganhar algum movimento, apesar de limitado, e mexer parte das articulações das pernas afectadas pelas lesões. Os especialistas reproduziram, depois, a técnica, com células estaminais humanas, também nestes animais, obtendo exactamente os mesmos resultados.
 
De acordo com os investigadores, o estudo, publicado na revista científica Cell, prova que os neurónios em fase precoce conseguem ultrapassar os inibidores presentes no sistema nervoso adulto. Mark Tuszynski, co-autor do trabalho, adianta que a equipa está já a realizar testes para "determinar se a técnica pode ser aplicada em humanos".

Clique AQUI para aceder ao artigo (em inglês).
 
fonte: Boas Notícias

domingo, 9 de setembro de 2012

Limpar os Rins

A melhor maneira de limpar os seus RINS

Ano após ano, os nossos rins filtram o sangue, eliminando o sal e as toxinas do nosso corpo. Com o tempo, o sal acumula e os nossos rins precisam ser limpos.
Como fazer isso?

Pegue um ramo de salsa, lave-a, corte em pedaços pequenos e ferva-o dez minutos em cerca de um litro de água. Deixar esfriar, filtrar e guardar em garrafas no frigorífico.

Beber um copo por dia. O sal e toxinas serão expelidos naturalmente. Sentirá uma notável diferença logo após o tratamento.

Salsa é conhecida como o melhor tratamento de limpeza para os rins.
Compartilhe a informação com os amigos...


Imagem de arquivo

sábado, 8 de setembro de 2012

Óleo de coco

 


O óleo de coco é obtido a partir do coco maduro, que pode ser fresco ou seco.
Ele é rico em ácido fenólico que é uma substância antioxidante, em ácidos láurico e caprílico, apresenta propriedades funcionais, obtendo assim diversos benefícios à saúde. É um tipo especial de gordura saturada, sem colesterol, que é rapidamente absorvida e transformada em energia no fígado, não se acumulando como gordura, podendo assim auxiliar no emagrecimento devido ao seu efeito termogênico, que aumenta o gasto energético do organismo, além de causar saciedade.

Auxilia na prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares, reduzindo os níveis de colesterol total, triglicérides, LDL e VLDL colesterol e aumentando as taxas de HDL colesterol. O óleo de coco possui atividade antiviral e antibacteriana, sendo demonstrado em diversos estudos suas ações em casos como candidíase e gastrite bacteriana.

O óleo de coco pode ser consumido em uma quantidade de 1 a 2 colheres ao dia, e recomenda-se começar seu consumo com uma pequena quantidade e ir aumentando o consumo gradualmente. O consumo excessivo pode levar a enjôo e mal estar. Portanto procure um profissional Nutricionista para melhor orientação.

Devido a sua estabilidade pode, também, ser utilizado para finalizar pratos quentes.
Dica de uso: substitua a manteiga nas pipocas pelo óleo de coco.
Adicione em preparações frias como: saladas, sucos, shakes, misturado à granola, iogurte, salada de frutas etc.


fonte: Site Médico

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Antidepressivos naturais

Formas naturais de combater os sentimentos de tristeza que, uma vez por outra, nos atingem a todos.

  • Exercício
Conforme demonstrado em numerosos estudos, o exercício físico pode ser uma terapia económica e eficaz contra a ansiedade, depressão ligeira a moderada e baixa auto-estima. 
A prova
Embora o mecanismo do benefício não seja claro, alguns peritos defendem que a ginástica aeróbica pode estimular a libertação de endorfinas, as substâncias químicas do cérebro que nos fazem sentir bem-dispostos. Um estudo revelou que o humor dos doentes com depressão que faziam jogging ou caminhavam em passo rápido durante 30 minutos 3 vezes por semana melhorava tanto como o dos que tomavam antidepressivos. 
Utilização
Faça 20-60 minutos de exercício 3 vezes por semana, de preferência ao ar livre, para tirar partido da luz solar.
  • Hipericão
Tomado durante várias semanas, o hipericão é mais eficaz que um placebo e quase tão eficaz como alguns fármacos no alivio de sintomas de depressão ligeira a moderada.
A prova
Foi descoberto através do exame de 23 casos clínicos que o hipericão é mais eficaz no alívio da depressão ligeira a moderada que os placebos. Como os estudos foram curtos (8 semanas), é ainda necessária uma investigação a longo prazo.
Utilização
Para o tratamento da depressão ligeira, utilize produtos com 0,3% de hipericina ou 3-5% de hiperforina. Tome uma cápsula de 300 mg 3 vezes por dia com algum alimento. Não misture com fármacos antidepressivos. Antes de a combinar com outros medicamentos, consulte o farmacêutico.
  • Kava
As raizes subterrâneas da kava-kava parecem aliviar alguns dos sintomas da ansiedade e do stress da vida quotidiana.
A prova
Investigações realizadas na Europa e envolvendo muitas centenas de pessoas com ansiedade revelaram que os doentes que tomavam kava se sentiam muito melhor que os que tomavam um placebo.
Utilização
Utilizaram-se doses diárias de 300-400 mg de extractos normaliza dos a 70% de kavalactonas, os principais ingredientes activos da kava. Não tome com bebidas alcoólicas e consulte o médico antes de a combinar com outros medicamentos.
  • Luz
Em algumas pessoas, a diminuição do tempo de luz solar no Outono e Inverno desencadeia um tipo de tristeza ou depressão conhecida como distúrbio afectivo sazonal.
A prova
Segundo alguns estudos, a diminuição da quantidade de luz solar conduz a uma queda na secreção da serotonina e a um aumento dos níveis de melatonina, provocando em alguns indivíduos o aparecimento de sintomas sazonais de depressão.
Utilização
Saia de casa ou utilize uma lâmpada especial. A exposição a 5000-10 000 lux (medida da intensidade da luz) durante 20-30 minutos por dia a 1 m da lâmpada fá-lo-á sentir-se bem mesmo durante os dias escuros de Inverno. Atenção: a radiação UV é uma das principais causas de cancro da pele.
  • Sam
A S-adenosilmetionina é a matéria-prima fundamental das células, substâncias químicas e hormonas do nosso corpo. É produzida naturalmente pelo organismo e está presente em quase todas as células.
A prova
Vários estudos em pequena escala indicam que os suplementos orais sintéticos de SAM podem aliviar a depressão, talvez por aumentarem os níveis de serotonina e dopamina, dois neurotransmissores que ajudam a regular o humor.
Utilização
Para uma depressão ligeira, tome 400 mg por dia em jejum durante 2 semanas. Se a depressão persistir, aumente para 600 mg por dia. Se não melhorar em duas semanas, consulte o médico. Não tome em combinação com fármacos antidepressivos ou se sofrer de depressão bipolar.
  • Trabalho voluntário
Ajudar os outros reduz a sensação de isolamento e proporciona um sentimento de realização pessoal que as pessoas com depressão raramente experimentam.
A prova
Os investigadores que analisaram 37 estudos sobre trabalho voluntário descobriram que os idosos que ocupavam uma parte do seu tempo a ajudar os outros eram mais felizes, sentiam-se melhor e tinham menos tendência para a tristeza, solidão e ansiedade.
Utilização
Não é forçoso associar-se oficialmente a uma organização de voluntariado para melhorar a sua disposição. Um estudo revelou que ajudar informalmente um amigo, familiar ou vizinho tem o mesmo efeito.

fonte: Selecções do Reader´s Digest