Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Obesidade mental



Neste blog procuramos dar dicas para uma boa saúde. Esta obtém-se por dois factores decisivos, a alimentação e o pensamento. Temos dado muito espaço à alimentação natural, ma o pensamento positivo, optimista, livre de preconceitos e de regras rígidas, também merece atenção. A obesidade mental criada por monotonia e excesso de informação de pacote, é extremamente nociva para a saúde total, física e psíquica. É preciso digerir bem e não absorver nova informação antes de terminar a digestão da anterior. Mas toda deve ser devidamente inter-relacionada segundo a metodologia pensar antes de decidir.

Felicito o Amigo Frespinho pela formatação deste vídeo que, desta forma, irá chegar a mais pessoas.

Queimaduras por escaldão

Um testemunho pessoal recebido por e-mail do Amigo Adry:

Uma vez eu estava cozinhando milho verde e quando enfiei o garfo na água fervendo para ver se o milho estava pronto, eu sem querer enfiei a mão toda dentro da água.

Um amigo meu que era veterano de guerra no Vietnam, chegou lá em casa justamente quando eu estava gritando de dor, e perguntou-me se eu tinha farinha de trigo e onde estava.

Eu mostrei-lhe, ele tirou o pacote e enfiou lá dentro minha mão toda e disse para conservar a mão na farinha por 10 minutos, o que eu fiz.

Disse que no Vietnam, um camarada estava incendiado e, no pânico, os camaradas jogaram um saco de farinha nele, o que apagou o fogo. Isto não só apagou o fogo, mas ele não teve nem sequer uma bolha!!!!

Encurtando a estória, eu pus minha mão no saco de farinha por dez minutos, e quando a retirei não tinha nem uma mancha vermelha nem bolha e NÃO SENTIA DOR ALGUMA!!!

Agora, mantenho um pacote de farinha de trigo no frigorífico e sempre que me queimo uso a farinha e NUNCA tive uma bolha nem cicatriz nem nada.

A farinha gelada é melhor ainda do que à temperatura ambiente.

Mantenha um saco de farinha de trigo no frigorífico, e se sofrer uma queimadura, ficará feliz de assim ter feito.

Lembre de pôr a parte queimada directamente na farinha, não enxague em água fria primeiro. Directo na farinha por dez minutos e você experimentará este milagre.

NOTA: Não desejo que se queimem, mas se acontecer tente seguir esta dica.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Sintomas e cuidados a tomar

SINTOMAS QUE REVELAM O QUE ESTÁ FALTANDO EM NÓS!!!!!

Veja que interessante... A partir de certa idade, temos quase todos esses sintomas, provocados pela falta dos alimentos aqui mencionados:

1. DIFICULDADE DE PERDER PESO
O QUE ESTÁ FALTANDO: ácidos graxos essenciais e vitamina.
ONDE OBTER: semente de linhaça, cenoura e salmão - além de suplementos específicos.

2. RETENÇÃO DE LÍQUIDOS
O QUE ESTÁ FALTANDO: na verdade um desequilíbrio entre o potássio, fósforo e sódio.
ONDE OBTER: água de coco, azeitona, pêssego, ameixa, figo, amêndoa, nozes, acelga, coentro, semente de linhaça e os suplementos.

3. COMPULSÃO A DOCES
O QUE ESTÁ FALTANDO: cromo.
ONDE OBTER: cereais integrais, nozes, centeio, banana, espinafre, cenoura + suplementos...

4. CÂIMBRA, DOR DE CABEÇA
O QUE ESTÁ FALTANDO: potássio e magnésio
ONDE OBTER: banana, cevada, milho, manga, pêssego, acerola, laranja e água.

5. DESCONFORTO INTESTINAL, GASES, INCHAÇO ABDOMINAL
O QUE ESTÁ FALTANDO: lactobacilos vivos
ONDE OBTER: coalhada, iogurte, missô, Yakult e similares..

6. MEMÓRIA RUIM
O QUE ESTÁ FALTANDO: acetil colina, inositol.
ONDE OBTER: lecitina de soja, gema de ovo + suplementos.

7. HIPOTIREOIDISMO (PROVOCA GANHO DE PESO SEM CAUSA APARENTE)
O QUE ESTÁ FALTANDO: iodo.
ONDE OBTER: algas marinhas, cenoura, óleo, pêra, abacaxi, peixes de água salgada e sal marinho.

8.. CABELOS QUEBRADIÇOS E UNHAS FRACAS
O QUE ESTÁ FALTANDO: colágeno.
ONDE OBTER: peixes, ovos, carnes magras, gelatina + suplementos.

9. FRAQUEZA, INDISPOSIÇÃO, MAL ESTAR
O QUE ESTÁ FALTANDO: vitaminas A, C, E e ferro.
ONDE OBTER: verduras, frutas, carnes magras e suplementos.

10. COLESTEROL E TRIGLICERÍDEOS ALTOS
O QUE ESTÁ FALTANDO: Ômega 3 e 6.
ONDE OBTER: sardinha, salmão, abacate, azeite

11. DESÂNIMO, APATIA, TRISTEZA, RAIVA, INSATISFAÇÃO, DEPRESSÃO, VONTADE DE MORRER ou de MATAR
O QUE ESTÁ FALTANDO:
Dinheiro, meu filho, dinheiro!!!
ONDE OBTER: Se eu soubesse não tinha todos esses sintomas....

Recebido por e-mail do amigo Adry. Muito obrigado. Desejo que descubras depressa a forma de combater os sintomas do 11. Depois não deixes de me dizer. Há muita gente a precisar de cura.

DIETA PARA TODA VIDA!

Clique...
Texto: Luis Fernando Veríssimo
Recebido por e-mail
Adaptado por Celle

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

LASEFOIA. Doença grave


Recebi por e-mail e coloco aqui no interesse de todos os leitores.

Trata-se, realmente, uma doença grave, incurável. E, para meu mal, a minha DNA já não me permite tomar medidas preventivas, para retardar os efeitos da LASEFOIA.

NOTA: DNA = Data de Nascimento Antiga.
Sugiro que leiam atentamente até ao fim.


Observe os sintomas e descubra se você é um portador de «LASEFOIA»:

«LASEFOIA»: Enfermidade ainda não bem estudada pela classe médica. Entretanto, milhões de pessoas em todo mundo padecem deste mal e esperam a aprovação da Organização Mundial de Saúde para que se estude e se encontre a cura para esta mortal enfermidade que, cada dia, é adquirida por milhares de pessoas.

VEJA A POSSIBILIDADE DE VOCÊ SER PORTADOR:

1.- Se um café provoca insónia.
2.- Se uma cerveja te obriga a ir à casa de banho.
3.- Se tudo te parece muito caro.
4.- Se qualquer coisa te altera.
5.- Se todo o pequeno excesso alimentar te provoca aumento de peso.
6.- Se a feijoada "cai" como chumbo no estômago.
7.- Se o sal sobe a tua pressão arterial.
8.- Se numa festa pedes a mesa mais distante possível da música e das pessoas.
9.- Se o atar os sapatos te produz dor nas costas
10.- Se a TV te provoca sono
… então – consulta o médico pois padeces de LASEFOIA...

LÁ-SE-FOI-A juventude!!!

Sol e vitamina D

VITAMINA D

A vitamina do sol
Publicado no PÚBLICO de 03-08-2011

A vitamina D é uma das várias substâncias essenciais à saúde humana e a exposição moderada ao sol é uma melhores formas de a obter. Trata-se de uma vitamina que permite uma melhor absorção do cálcio da dieta e a sua fixação no nosso esqueleto.

A falta de vitamina D provoca uma maior fragilidade dos ossos, tornando-os mais susceptíveis a fracturas ou a deformações. Além do mais esta vitamina parece ser importante em áreas como a imunidade ou a saúde cardiovascular.

A vitamina D tem, no entanto, uma característica distintiva: sob determinadas condições, esta vitamina pode ser por nós fabricada em quantidade suficiente para satisfazer as nossas necessidades. Que condições são estas? Antes de mais, é necessário que a pele esteja exposta à luz solar por tempo suficiente.

A quantidade produzida depende de muitos factores, dos quais os mais importantes são o tempo de exposição, a superfície de pele exposta, a hora do dia, a estação do ano, a latitude do lugar, o tom de pele e a idade da pessoa.

Este conjunto de factores faz variar muito a síntese desta vitamina e sobretudo, torna-a insuficiente nos meses de Inverno em países como Portugal. Acresce que, nos meses de maior intensidade de radiação solar, a preocupação com o aparecimento de cancro de pele tem levado - e bem - a um aumento do uso de protectores solares, que reduzem muito a produção de vitamina D: por exemplo, um creme solar com factor de protecção 8 reduz 95 por cento e um com factor de protecção 30 reduz 100 por cento a capacidade de produzirmos vitamina D.

Assim, resta o recurso à alimentação para satisfazer as nossas necessidades, o que coloca igualmente alguns problemas. A vitamina D existe em quantidades significativas num número bastante reduzido de alimentos. Os mais importantes são os peixes gordos - como o salmão ou a sardinha -, o fígado e a gema de ovo. No entanto, seria necessário comermos todos os dias sardinhas gordas ou salmão para ingerirmos os valores necessários de vitamina D, o que não é prático nem aconselhável.

O que podemos então fazer para contrariar esta dificuldade e assim garantirmos uma saúde óptima para os nossos ossos? A resposta terá sempre de englobar as duas fontes da vitamina, ou seja, a luz solar e a alimentação.

Quanto à alimentação, parece difícil escapar à necessidade de recorrer a alimentos fortificados ou enriquecidos em vitamina D. Nos EUA, e em muitos outros países, todo o leite é fortificado com esta vitamina, mas em Portugal tal prática não é universal. Este tipo de leite está, no entanto, disponível no nosso país (embora seja significativamente mais caro), recomendando-se o seu uso sobretudo nos meses de Inverno. No limite, o recurso a medicamentos contendo doses elevadas de vitamina D pode ser a única solução para pessoas que apresentem já uma carência acentuada deste nutriente.

Relativamente à luz solar, tentar expor-se o mais possível, mas sem ficar com o tradicional “escaldão”, é a medida mais saudável, e certamente mais barata, de contornar o problema. Desfrutar do sol em segurança durante todo o ano é, pois, uma prática saudável da qual não devemos abdicar.
*Nutricionista e professor

Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação Universidade do Porto
nunoborges@fcna.up.pt