Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Dores nas costas por falta de exercício físico

Dor de costas aflige 72,4% de portugueses
JN. 15 de Outubro de 2009. Pos Catarina Pinho

Mais de 420 mil pessoas faltam ao trabalho devido a problemas na coluna. Médicos recomendam exercício. Para todos, o movimento é o melhor remédio.

Corresponde a uma parte significativa da população activa. O tratamento varia consoante a intensidade do problema. "As dores de costas na zona lombar têm como prescrição médica analgésicos e anti-inflamatórios como adjuvantes, só se aplicando a intervenção cirúrgica em situações crónicas que se verifiquem a mais de seis meses do início da doença".

O recurso à automedicação é desaconselhado pelos médicos. O repouso e o sedentarismo não são aconselháveis, estando provado que quanto mais curto é o repouso, mais rápida é a recuperação".

Hérnia discal, estenose espinal e espondilatrose são as principais doenças associadas à coluna e que figuram no topo das doenças, a par da gripe. Movimentar-se é meio caminho andado para a prevenção. A "doença número um em Portugal" tem como principal causa o sedentarismo. É recomendada a prática do exercício físico, como medida preventiva, e também na fase de tratamento. Outras medidas sugeridas por terapeutas apontam o exercício de alongamento na cadeira.

Por outro lado, as doenças relacionadas com a coluna são também "a razão mais frequente de reforma por invalidez".

Para conhevcer mais, convém ler o artigo do DN fazendo clique aqui.

Sem comentários: