Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Anis estrelado e o Tamiflu

O Tamiflu e o Anis Estrelado

O anis estrelado, amplamente cultivado na China, é o extracto-base (75%), da produção do comprimido Tamiflu, da Roche (empresa do antigo Secretário de Defesa dos E.U.A ., Donald Runsfield).
A erva-doce possui as mesmas substâncias, ou seja, o mesmo princípio activo do anis estrelado e age como anti-inflamatório, sedativo da tosse, expectorante, digestivo, contra asma, diarreia, gases, cólicas, cãibras, náuseas, doenças da bexiga, gastrointestinais, etc... Seu efeito é rápido no organismo e baixa um pouco a tensão arterial, devendo o chá ser feito com, apenas, uma colher de café das sementes para cada 200ml de água, administrado uma a duas vezes por dia, de preferência após a refeição. No caso de pessoas cuja tensão arterial tenha tendência para baixar, será conveniente que a sua refeição tenha um pouco mais de sal (sem, claro está, ser salgada), afim de compensar.

Ajude a divulgar o uso da erva-doce como preventivo do H1N1, ou mesmo como remédio a ser tomado imediatamente após os primeiros sintomas de gripe, pois o seu princípio activo poderá bloquear a reprodução do vírus, ou mesmo evitar o seu maior contágio.

N.B.: Este artigo foi-me enviado hoje do Brasil, via e-mail. Embora já tivesse conhecimento de que o anis estrelado, ou a erva-doce, seriam aconselhados na prevenção, ou tratamento do vírus H1N1, decidi publicar este texto para quem não souber, ainda, que o Tamiflu está a ser desaconselhado em virtude dos efeitos colaterais que possam surgir da sua aplicação e, portanto, possa ser substituído por este recurso ao uso de plantas.
Imagem da net

Sem comentários: