Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Migas alentejanas


Conselhos sobre receitas tradicionais alentejanas

O Alentejo é cheio de tradições e a cozinha tradicional alentejana é uma arte. Durante muitos séculos foram imaginadas, criadas e confeccionadas receitas que foram transmitidas ao longo de várias gerações.

Noutros tempos a alimentação das famílias estava limitada ao que era cultivado, para além de que o trabalho exigia muito esforço físico e as refeições tinham alto valor calórico. Com o passar dos anos e com a mudança de hábitos da sociedade as necessidades nutricionais foram-se alterando, daí que podemos e devemos manter a nossa tradição, embora tenhamos de fazer algumas modificações, quer a nível da confecção de alguns pratos tradicionais, quer a nível da frequência com que os consumimos (não mais do que duas vezes por mês).

No âmbito do Encontro de Saúde do Alentejo “Da dispersão geográfica à qualidade dos cuidados”, da responsabilidade da Administração Regional de Saúde do Alentejo, IP, foi proposto ao Núcleo Regional do Alentejo da Plataforma Contra a Obesidade (NRAPCO) que elaborasse um livro de receitas tradicionais alentejanas e apresentasse sugestões que pudessem tornar estes manjares mais saudáveis, uma vez que a maioria destes pratos tem alto valor calórico e alguns são desprovidos de produtos hortícolas.

De modo a reunir o que de melhor há na gastronomia alentejana e com o apoio dos colaboradores NRAPCO de toda a Região Alentejo, seleccionaram-se algumas receitas tradicionais.

A prática de uma alimentação saudável está indicada para todos os que valorizam a saúde. Se a alimentação for correcta, constitui um pilar fundamental na prevenção e controlo de algumas patologias, como é o caso da obesidade, diabetes tipo 2, hipertensão arterial e doenças cardiovasculares.
Uma alimentação pobre em açúcares, rica em fibras e produtos hortícolas, com pouco sal e com poucas gorduras é extremamente importante para quem quer ter um estilo de vida saudável.

Comer de forma saudável é, não só diversificar o método de confecção, mas também respeitar tradições gastronómicas da região e outras características físicas e sociais da população. Deve ter-se sempre em consideração, por um lado as necessidades nutricionais dos indivíduos aos quais se destina e por outro as especificidades de cada alimento.

É de extrema importância que todos os nutrientes sejam fornecidos com equilíbrio. Regra geral, metade do nosso prato deve conter produtos hortícolas, um quarto deve conter cereais e derivados, tubérculos e o outro quarto do prato deve ser composto por carne, pescado ou ovo. Esta é uma regra de alimentação saudável essencial e que podemos perfeitamente cumprir consumindo receitas tradicionais, mesmo que estas sofram pequenas alterações.


Migas com carne (Beja)

Ingredientes

400 g de pão
400 g de lombinhos de porco
Vinho q.b.
Azeite q.b.
2 Dentes de Alho
Sal q.b.
Laranja para decoração

Modo de preparação:

Corta-se o pão às fatias e deixa-se embeber num pouco de água, amassando com a mão. Entretanto coloca-se um tacho ao lume com um pouco de azeite e os dois dentes de alho muito bem picadinhos sal e um pouco de vinho, quando estes estiverem louros junta-se o pão. Com a ajuda de uma colher de pau, bate-se até formar uma bola. Quando estas descolarem das paredes e derem voltas, estão prontas. Leva-se as migas moldadas ao forno até tostar. Grelha-se os lombinhos de porco temperados com sal e ervas aromáticas (orégãos, mistura de pimentas, etc.).

Sugestões

Para além da carne de porco também se pode utilizar a carne de caça (perdiz);

Esta receita de migas pode ser alterada adicionando ingredientes como espargos, espigos, ou espinafres.

Este post foi oferta da amiga Fernanda Ferreira ()

3 comentários:

Jackeline Depp disse...

Não me mostrem comidas gostosas, já comi demais neste final de ano... hahahaha
Olá, passei aqui pra informar que temos novidades no Blog JDM e queremos saber qual sua opinião. Também queremos sugestões pra deixar o Blog ainda melhor em 2010. Agradecemos desde já seu apoio e amizade! Fique a vontade...
Um grande abraço de paz e sucesso, que 2010 seja o melhor de todos os anos!!!
Jackeline-Curitiba-Paraná
http://johnnydeppmadness.blogspot.com/

A. João Soares disse...

Cara Jackeline,

Muito agradeço a visita. É +preciso ter muito cuidado com a alimentação. Dizem os entendidos que a nossa saúde e a nossa felicidade dependem daquilo que comemos e dos nossos pensamentos e palavras.

Seja Feliz e saudável neste ano que desejo seja maravilhoso.

Beijos
João

Jackeline Depp disse...

Ótima tarde João!!!
Hoje venho aqui pra pedir, se você poderia ajudar uma nova amiguinha portuguesa. Ela tem um Blog sobre nossos amigos os cãezinhos... Ela fez uma postagem sobre adoção, que fiquei muito comovida...Vamos ajudá-la?
Ah, senti falta de suas visitas no JDM!!! Isnif!!!
Beijinho de luz,paz e saudade!!!
Jackeline-Curitiba-Paraná-Brasil
Aqui vai o link dela:
http://adoro-voscaes.blogspot.com/