Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Coelho no forno

Ingredientes

1 Coelho
1L Vinho
Azeite q.b.
2 Cebolas
2 Cenouras
4 Dentes de alho
1 Raminho de alecrim
1 Raminho de salsa
1 Raminho de tomilho
4 Folhas de louro
Sal q.b.
Pimentas em grão para moer na altura

Modo de preparação:

Corta-se o coelho em pedaços pequenos.
Agora cortam-se os dentes de alho em lâminas finas e pica-se todas as ervas (menos as folhas de louro) e a cebola. Corta-se ainda a cenoura pelada em cubos pequenos. Misturam-se todos os ingredientes com o vinho. Cobre-se o fundo de um recipiente com um pouco de molho e dispõe-se por cima as peças de carne limpas. Despeja-se por cima o molho da marinada, cobre-se com filme aderente e reserva-se em lugar fresco durante pelo menos 24 horas antes de cozinhar.
Na hora de cozinhar, leva-se a preparação ao lume até cozer a carne.
Para alourar leva-se ao forno até ficar a gosto.

Bom apetite,
Beijinhos


Oferta da autora, que agradeço.

2 comentários:

Fernanda disse...

Querido João,

Ficou muito bem, mesmo.

Faltou salientar as vantagens de comer carne de coelho.

A carne de coelho tem alta proteína, alta lisina, alta digestibilidade, baixo teor de gordura, baixo colesterol e baixíssimas calorias.

Devido ao seu alto teor nutritivo e baixos índices de toxidade é o alimento ideal para qualquer idade, principalmente para pessoas com problemas de colesterol, idosos, gestantes ou em fase de crescimento.

Beijinhos

A. João Soares disse...

Querida Amiga Ná,

Agradeço mais este pormenor de interesse que veio melhorar a receita que teve a amabilidade de me oferecer. Sem a sua abundante colaboração este blogue não existiria.
Estou-lhe muito grato

Beijos
João