Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Consumo de Sal e AVC

Transcrição:

Portugueses abusam muito do sal
24 Horas - 01-04-2010

Nós, os portugueses, temos o problema do sal. O português consome demasiado sal”. A preocupação é de Manuel Carrageta, presidente da Fundação Portuguesa de Cardiologia, que considera o sal um dos principais inimigos no combate e prevenção do acidente vascular cerebral (AVC).

“A hipertensão arterial é um dos principais factores de risco para o aparecimento de um AVC. E o sal contribui para o problema”, explica ao 24horas o cardiologista. E o problema é grande: “É impressionante! É um problema de saúde pública. Morrem, em média, duas pessoas por hora com AVC”.

O especialista aponta o pão, a manteiga, o queijo, a fast-food a comida enlatada como as principais fontes do excesso de sal: “No pão a legislação está a caminhar no sentido da redução, mas nos enlatados ainda há muito sal”.

A causa do problema é antiga e tem a ver com a chegada tardia dos frigoríficos a Portugal. “Antigamente, os alimentos eram conservados com sal e habituámo-nos a esse sabor”, justifica. Mas há uma solução: “As nossas papilas gustativas habituam-se facilmente a alimentos que tenham menos sal”.

Exercício a sério

Menos sal, uma vida menos sedentária e nenhum tabaco são as chaves para evitar um AVC. O cardiologista Manuel Carrageta explica ainda que o exercício deve ser levado a sério como medida de prevenção: “Quando se deixa de praticar exercício, perde-se os benefícios em apenas alguns dias”.

Depois é preciso estar atento aos sinais: entorpecimento, formigueiro ou fraqueza na cara, braço ou perna, especialmente num dos lados do corpo, sensação de confusão, dificuldade em falar e compreender, dificuldades de visão, falta de equilíbrio e dor de cabeça forte sem causa aparente.

“O AVC é uma doença súbita, se lhe aparecer repentinamente um destes sintomas, ligue para o 112 imediatamente”, recomenda o médico.

Sobre o tema, sugere-se a leitura de:

Sal e a hipertensão
AVC mata
Como prevenir o AVC
Como reconhecer um AVC e actuar

3 comentários:

Malu disse...

Passo para deixar uma PÁSCOA feliz renovada em AMOR e AMIZADE.

Beijinhos

Amapola disse...

Boa tarde.
Muito boa, a matéria. Eu não posso com sal. Para mim, é igual veneno.

Feliz páscoa.
Um grande abraço.

Simone disse...

Olá lindona como vai?
Vim agradecer sua visita, e desejar uma feliz Páscoa pra vc e os seus!
Adorei a máteria, afinal sou hipertensa, e agora mais que nunca tenho que controlar a pressão.Bjks