Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Tabaco, droga a evitar

Correio da Manhã. 15-11-2010. Por: Ana Carvalho Vacas

Dia Nacional do não Fumador

Vinte por cento da população portuguesa é fumadora. O alerta foi dado por Paulo Vitória, da equipa coordenadora da linha SOS Deixar de Fumar, na apresentação dos resultados da campanha anti-tabaco HELP, que decorreu esta segunda-feira na sede do Conselho Nacional da Juventude, em Lisboa.

"O tabaco é uma causa de morte em Portugal, e porque não torná-lo numa causa de vida” apelou o responsável nas vésperas do Dia Nacional do Não Fumador, que será assinalado na quarta-feira, dia 17.

Paulo Vitória acrescentou que os jovens começam a fumar cada vez mais cedo, uma realidade que afecta mais as raparigas que os rapazes. “O pico situa-se entre os 13 e os 15 anos”, disse.

A linha SOS Deixar de Fumar é uma linha telefónica que apoia fumadores, através de conselhos e informações de tratamento, e também não fumadores, esclarecendo possíveis dúvidas.

“Cerca de 82 por cento das pessoas ligam porque querem deixar de fumar e destes, aproximadamente 75 por cento já tentou deixar de fumar” refere o responsável, salientado que muitos fumadores conseguem deixar de fumar sem o apoio de profissionais. “A força de vontade é fundamental” conclui.

Estima-se que, anualmente, mais de cinco milhões de pessoas morrem em todo o Mundo devido ao tabaco.

Imagem de Jupiter Images

2 comentários:

Fê-blue bird disse...

Meu amigo-
É lamentável que apesar de as jovens, e todos em geral, conhecerem os malefícios do tabaco teimem em o usar.
Avançam assim para a destruição da saúde e do ambiente.
Nunca é demais alertar.

Beijinhos

A. João Soares disse...

Amiga Fê,

Isto é um sinal da degradação a que a sua geração, a minha e mais recentes levaram a humanidade, com uma educação muito deficiente das crianças. Perdeu-se o bom senso e o respeito pela segurança física, da saúde física e mental, ao mesmo tempo que se perdeu o respeito pela vida, nossa e dos outros.
O problema é muito grave, porque se generalizou e, dessa despreocupação, resultam os numerosos crimes contra a vida, os acidentes nas estradas, na aviação, no trabalho, etc.
Parece um fanatismo, na esperança de que tudo se resolva com milagres..., como se isso fosse racional ou possível!!!

Beijos
João
Do Miradouro