Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

sexta-feira, 15 de maio de 2015

REDUZIR O RISCO DE CANCRO


Este texto foi extraído daqui

Ninguém está livre de ser atingido por uma das doenças mais temidas de sempre e os estudos recentes dizem mesmo que uma em cada duas pessoas passará por algum tipo de cancro ao longo da vida. Mas sabe-se que existem hábitos que podem aumentar e outros diminuir o risco de desenvolver doença oncológica. Estes são sete conselhos do World Cancer Research Fund essenciais para reduzir as hipóteses de enfrentar um cancro.

1 – Tenha pelo menos três dias livres de álcool durante a semana.
Há hoje provas científicas de que o álcool em doses reduzidas pode diminuir o risco de doença cardíaca. Porém, não traz qualquer benefício para a prevenção do cancro. Aliás, está provado que o álcool é pode ser a causa directa de cinco tipos de cancro, incluindo do cólon e da mama.

2 – Faça as limpezas lá de casa ou vá ao ginásio.
Manter-se activo e fazer exercício regularmente traz vantagens imediatas na prevenção de muitos tipos de cancro. Se não tem tempo de ir ao ginásio ou fazer exercício ao ar livre, dedique-se às tarefas domesticas. Para queimar 200 calorias – o equivalente a meio litro de coca-cola, três bolachas digestivas ou 16 batatas fritas – uma mulher de 60 quilos precisa de engomar durante 1 hora e 22 minutos, aspirar durante 57 minutos, andar uma hora ou praticar ioga durante 1 hora e 16 minutos.

3 – Não coma carne durante um ou dois dias por semanas.
Está provado que o consumo de carne vermelha aumenta o risco de cancro, principalmente do intestino. Pior que isso, só mesmo as carnes processadas como fiambre, bacon e salsichas. Quando a carne é conservada por processos industriais (fumada, curada ou salgada) ou por adição de substâncias como sulfitos aumenta o risco de contrair cancro. Pelo menos durante um ou dois dias por semana elimine a carne e faça do peixe ou vegetais os protagonistas das refeições.

4 – Aposte nos vegetais e leguminosas.
Coma cereais integrais, leguminosas e vegetais. São baixos em calorias e ricos em fibras, o que ajuda a não engordar e reduz o risco de cancro digestivo. Encha dois terços do seu prato com vegetais, massa ou arroz integral, lentilhas ou feijão, e um terço ou menos com carne magra ou peixe.

5 – Elimine os refrigerantes e sumos com açúcar.
Prefira a água ou sumos naturais, pois o açúcar tem consequências graves para a sua saúde e aumenta o risco de doença oncológica, principalmente se tiver excesso de peso.

6 – Seja o seu próprio pasteleiro.
Em vez de comprar bolos e pastelaria industrial prefira as versões caseiras se não pode mesmo passar sem consumir bolos ou bolachas. Se usar farinha integral melhor ainda.

7 – Descubra uma actividade física que lhe dê prazer. Seja dançar, correr ou nadar, o que interessa é que goste e que cumpra. O ideal é praticar exercício meia hora por dia no mínimo.

2 comentários:

Celle disse...

JOÃO
BOAS E VIÁVEIS ATITUDES QUE PODEMOS TOMAR PARA TERMOS UMA BOA SAÚDE ESTÃO NESTA MENSAGEM.
NESTE ESPAÇO APRENDEMOS COISA SIMPLES E PRÁTICAS, OBRIGADA POR MANTE-LO ATIVO!
OBRIGADA

A. João Soares disse...

Agradeço o apoio que tem dado a este blog como colaboradora e aos meus trabalhos. É fantástica no uso da terapia do elogio. Muito obrigado.