Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Alecrim e a saúde

Uso Medicinal do Alecrim.

O alecrim é uma planta que ama o calor e a vida. Aquece e estimula o cérebro e o corpo. É óptimo como cardiotónico e ajuda a diminuir os níveis de colesterol no sangue; actua como estimulante, anti-reumático, resolve rapidamente dores de estômago e azias e restitui a energia dos cansados e stressados por muito esforço mental. Por sua qualidade penetrante, é muito eficiente no tratamento de problemas respiratórios, desde o simples resfriado, catarro, sinusite até casos de asma (a inalação é o uso mais indicado), tosse e bronquite. Usado externamente, por sua poderosa acção anti-séptica, é excelente para limpar feridas, principalmente de diabéticos e pessoas que tem dificuldades de cicatrização.

*Combate a diabetes e tem propriedades anti-reumáticas.
*Também activa as funções do pâncreas e estimula a circulação.
*Alguns dizem que tomado quente acalma a tosse.
*Externamente, serve para desinfectar feridas e ajudar na cicatrização.
*Bom para os rins e vesícula e equilíbrio da pressão arterial, auxiliando a boa circulação; auxilia nos estados de depressão, dores reumáticas, digestão, facilita menstruação, combate gota, icterícia, é anti-séptico, sedativo, fortalece a memória. Bochechos de infusão são recomendados para aliviar aftas, estomatites e gengivites.
*Para reumatismo, eczemas e contusões: folhas cozidas no vinho usadas externamente.
*Anti-séptico bucal: infusão comum.
*Para sarna: infusão bem forte aplicada externamente.
*Cicatrizante de feridas e tumores: folhas secas reduzidas a pó ou suco.
*Como medicação, só se utilizam folhas de alecrim.
*Galhos floridos secando num vaso na casa estimula a memória.
*Compressas com chá forte de alecrim são óptimas para celulite.

Excelente para refrescar músculos e pés cansados. Pode ajudar no combate à caspa e queda de cabelo. É útil para pele flácida, pois o alecrim é um óptimo adstringente. Pode ajudar a combater resfriados, asma, gripe. Um óleo popular em aromaterapia. É estimulante da memória, fortalece e clareia a mente quando há esgotamento.

Mistura-se bem com óleo de: lavanda, lavandim, citronela, tomilho, basilicão, menta piperita, petigrain, canela.

É usado pela medicina Antroposófica como uma planta calorífica que activa o sangue sendo indicada para a anemia, menstruação insuficiente, e contribuindo, também, para assimilação do açúcar (nos diabéticos) e para refazer o sistema nervoso depois de uma actividade intelectual.

Efeitos colaterais: Contra indicado para mulheres grávidas e portadores de epilepsia.

Efeitos Energéticos

Diz-se que o alecrim é um "Costurador do Plexo Solar". Ele restitui rapidamente a energia perdida, dá mais estrutura de trabalho aos que lidam muito com o mental racional, é uma das ervas que ajuda na depressão e estados permanentes de cansaço por problemas emocionais. Ajuda, também, muito as crianças com uma estrutura emocional passiva, as que não respondem de forma concreta às agressões da vida. Aumenta a capacidade de aprendizado. É a planta chave da falta de auto estima. Actua nos desconfiados, nos que não acreditam em si mesmos, nos que não têm coragem de se lançar em novos projectos. É a erva da coragem.

NOTA: Recebido por e-mail da amiga , a quem agradeço a sua regular contribuição para o enriquecimento deste espaço que pretende ser útil para os visitantes. O alecrim é aqui descrito como uma maravilha, um «remédio» para tudo. Use-se com esperança de que dará o resultado desejado. O factor pessoal terá grande influência no seu efeito.

1 comentário:

gemerson ramos disse...

Interessante, estou pesquisando sobre alimentos naturais que ajudam a reduzir o risco de doenças caediacas, e seu artigo me ajudou muito parabéns.

fontes:

http://comoperderpesocom.blogspot.com.br/