Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

segunda-feira, 28 de março de 2011

Fonte da juventude está dentro de nós

Uma equipa de cientistas liderada pelo luso-americano Ronald dePinho conseguiu pela primeira vez inverter o processo de envelhecimento através da manipulação genética, abrindo o caminho para uma espécie de "fonte da juventude" nas células humanas.
Em entrevista à Lusa, o luso-americano, professor na escola de medicina de Harvard e no Dana Farber Cancer Institute , explicou que a sua equipa de investigadores conseguiu artificialmente "ligar e desligar" o gene responsável pela reparação do ADN de ratos de laboratório.
As cobaias foram primeiro sujeitas a envelhecimento prematuro, que causou a perda de capacidades cognitivas e sinais exteriores, e quando o gene "voltasse a ser ligado" esperava-se um "abrandamento do processo de envelhecimento ou estabilização".
"Em vez disso, vimos uma inversão dramática dos sinais e sintomas do envelhecimento: o cérebro aumentou de dimensão, a memória melhorou, deixou da haver pelos grisalhos e regressou a fertilidade", disse à Lusa.
"Isto ensina-nos que há uma tremenda capacidade de os nossos tecidos se rejuvenescerem por si próprios", adianta dePinho.

Muito trabalho pela frente

Publicado na revista Nature no final de 2010, o estudo tem vindo a receber grande atenção mediática.
Mostra como a manipulação, através de enzimas , das extremidades dos cromossomas responsáveis pela regeneração das células, os telómeros , pode inverter o envelhecimento e doenças relacionadas com a idade, como cancro, diabetes ou Alzheimer.
Apesar da importância da descoberta, o trabalho a fazer é ainda "tremendo", afirma, e será precisa "uma década ou mais" até que se chegue a "uma estratégia segura e eficaz" para reparar o ADN.
"Se conseguíssemos descobrir uma droga que pudesse especificamente reativar este gene e reparar os telómeros, as pessoas teriam menos problemas relacionados com a idade, diabetes ou doenças de coração", afirma.

Ligar o gene

Entre as dificuldades que os investigadores enfrentam está perceber em que momento ligar este gene e por quanto tempo, porque também células cancerosas podem ser estimuladas, se em presença no organismo.
"Para se poder começar a multiplicar e nunca envelhecer, uma das coisas que a célula cancerosa faz é ligar este gene. Se temos um cancro que já começou e ligarmos o gene, podemos torná-lo mais agressivo", afirma dePinho.
Além de procurar entender o "calendário próprio" para reativar o gene, a sua equipa vai agora debruçar-se em como é que os tecidos retêm a capacidade de rejuvenescimento, ou seja "os processos biológicos e moleculares que permitem criar esta resposta tremenda".
"Há uma tremenda quantidade de trabalho para tirarmos partido disto e em última análise melhorar a saúde humana", afirma.
Co-fundador de empresas de investigação médica - uma delas (Aveo Pharmaceuticals ) cotada no Nasdaq - dePinho defende que o conhecimento "ainda é muito básico para poder ser conduzido esforço comercial".
Mas, afirma dePinho, o que esta e outras investigações já deixaram claro é que as pessoas podem começar a "atrasar o relógio já hoje".
"É essencialmente fazer exercício, comer devidamente e não fumar. Um estilo de vida saudável tem impacto imediato na longevidade", disse à Lusa.

4 comentários:

A. João Soares disse...

Amiga Fê,

Este espaço está de parabéns, por ter vindo a fazer difua«são de conselhos para se «fazer exercício, comer devidamente e não fumar», isto é,ter «um estilo de vida saudável»!!!

Vamos continuar e, daqui a muitas décadas, teremos o prazer de ver o bom resultado.
Sugiro que publique também no Sempre Jovens, para os seus muitos visitantes também nos poderem acompanhar na nossa longevidade!!!

Beijos
João
Do Miradouro

Celle disse...

Fê,ja estou atrasando meu relógio, e como eu ha muitos outros por aí. Alimentação saudável, fazemos exercícios físicos, caminhamos diariamente, não bebo, não fumo, cuido do visual, da minha cabeça, dos meus pensamentos e principalmente,tomo meus cuidados quando saio á rua! Sou alegre e feliz! Dá pra esperar não dá???
Beijos
Celle

Maria Teresa disse...

Se o corpo recebe todos esses cuidados, há também que cuidar da alma, para que ambos caminhem afinados.
Post bem oportuno.

A. João Soares disse...

Amigas Fê, Celle e Maria Teresa,

A saúde depende de dois factores: a alimentação e o pensamento, ou a alma como a Maria Teresa diz. Uma pessoa que segue o conselho de «fazer exercício, comer devidamente e não fumar» tem certamente um óptimo equilíbrio psíquico, que conduz a uma vida disciplinada,saudável resistindo a tentações e voltado para o melhor que a vida oferece.
Não se trata de fanatismos religiosos, porque qualquer fanatismo reduz o valor do ser humano, limita o seu livre-arbítrio, o seu auto-controlo, o seu sentido das responsabilidades. Devemos fazer bem, ser correctos, por nosso iniciativa, seguindo os melhores exemplos e conselhos, depois de os analisarmos e interiorizarmos.
A vida depende de nós, mais do que as influências exteriores.

Beijos
João
Sempre Jovens