quinta-feira, 25 de maio de 2017

COMIDA PICANTE

Comida picante melhora a longevidade (Texto extraído da revista «Teste Saúde» de Dezembro de 2015)

A ingestão frequente de comida temperada com especiarias picantes está associada a maior longevidade. As conclusões de um estudo chinês, publicadas pela revista britânica «British Medical Journal», indicam que o consumo regular de comida picante está associado a um menor número de mortes prematuras, tanto ao nível global, como por causas específicas, incluindo cancro e algumas doenças cardíacas e respiratórias.

O estudo, realizado entre 2004 e 2013, envolveu quase 200 mil homens e 300 mil mulheres, entre os 39 e os 79 anos. No início não entraram doentes cardíacos, com cancro ou acidente vascular cerebral.

Os investigadores observaram que o risco de morte diminuía de forma proporcional à frequência do consumo: quem comia picante uma ou duas vezes por semana tinha 10% menos probabilidade de morte prematura do que os que o faziam menos vezes; naqueles que consumiam em três ou mais ocasiões por semana, o risco reduziu 14 por cento. Os participantes que não bebiam álcool obtiveram melhores resultados. Os investigadores acautelam, contudo, que são necessários mais estudos para confirmar os resultados e verificar o efeito de cada especiaria.

Sem comentários: