Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

FRUTA E VEGETAIS, CHAVE DE VIDA LONGA



Fruta e vegetais: comer 10 porções por dia é chave para vida mais longa http://www.dn.pt/sociedade/interior/fruta-e-vegetais-coma-10-porcoes-por-dia-e-viva-mais-5685410.html Transcrição: 23 DE FEVEREIRO DE 201709:28. DN

Comer grandes quantidades de fruta e legumes aumenta a longevidade, conclui um estudo do Imperial College London, que também identificou as espécies que reduzem o risco de cancro e de doença cardíaca.

É daquelas pessoas que se contenta com uma peça de fruta por dia ou com uma pequena porção de legumes a acompanhar um grande bife? Então está em alerta vermelho e tem de mudar os hábitos. Segundo um estudo do Imperial College London, a melhor forma de ter uma vida longa é comer, no mínimo, 10 porções de fruta e vegetais por dia. Criar esta rotina alimentar poderia ajudar a contribuir para evitar 7.8 milhões de mortes prematuras por ano, refere o site da BBC, citando o estudo.

A equipa de investigadores também identificou as espécies de fruta e vegetais que reduzem o risco de cancro e doença cardíaca. A recolha de dados foi feita em 95 estudos separados envolvendo os hábitos alimentares de dois milhões de pessoas.

Os riscos de cancro reduzem se comer vegetais verdes, como espinafres; pimentos amarelos ou couve-flor. Já a redução de riscos de doença cardíaca e enfartes está associada ao consumo de maçãs, peras, laranjas e limões, alfaces, couve-flor ou bróculos.

Os resultados, publicados no Jornal Internacional de Epidemiologia, também avaliaram o risco de morrer antes do tempo consoante o consumo de "verdes" que se faz. Assim: 200 gramas de fruta ou vegetais reduzem o risco cardiovascular em 13%, enquanto 800 gramas o reduzem em 28%; 200 gramas baixam o risco de cancro em 4% enquanto 800 gramas provocam uma reduCHAVE DE VIDA LONGAção do risco de 13%; 200 gramas de fruta e legumes reduzem o risco de morte prematura em 15% enquanto que com 800 gramas de consumo o risco baixa 31%.

Sem comentários: