Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

domingo, 30 de outubro de 2016

COM GRIPE, EVITE



Oito erros a evitar quando está com gripe
161025 no jornal SOL por Rita Porto. rita.porto@newsplex.pt

Com estas mudanças de tempo, são poucas as pessoas que não apanham constipações ou gripes. E quando se está neste estado, queremo-nos curar o quanto antes.
Mas há coisas que, provavelmente, está a fazer - ainda que inconscientemente - e que estão a prolongar a sua gripe ou constipação. O WebMedfez uma lista de oito conselhos para não piorar o seu estado de saúde.

1. Não peça antibióticos ao seu médico
Está muito enganado se acha que os antibióticos vão curar a sua gripe ou constipação. As infecções virais não se curam com antibióticos portanto deixe de importunar o seu médico.

2. Não se arme em super-herói
É daquelas pessoas que se recusa a ficar um dia em casa para se recuperar porque tem muita coisa para fazer? Pense nisto: quer contagiar os seus colegas? Talvez não seja boa ideia.
O melhor é ficar por casa até desaparecerem os sintomas. Aliás, o ideal é só aparecer no seu local de trabalho 24 horas depois da última vez que teve febre.

3. Largue o desinfectante de mãos
Os desinfectantes de mãos – aqueles que têm 60% de álcool - são bons quando não consegue lavar as mãos. Mas sempre que puder, lave-as com água e sabão. É a maneira mais eficaz de se livrar dos germes. Lave frequentemente as mãos e faça-o durante cerca 20 segundos.

4. Não ultrapasse as doses recomendadas
Muitas pessoas têm a tendência de duplicar as doses dos medicamentos para ver se ficam curadas mais rapidamente, mas não podiam estar mais erradas. No caso dos descongestionantes nasais (os sprays), quando utilizados em demasia não só deixam de funcionar como ainda entopem mais o nariz.
Siga as instruções do seu médico ou o folheto informativo e tenha paciência.

5. Não stresse
Que o stress é algo negativo, já todos sabemos, mas estudos recentes mostram que o stress aumenta o risco de apanhar o vírus da gripe e ainda piora os sintomas da gripe e constipação.
Como se isto não bastasse, as insónias, que são provocadas pelo stress, fazem com que recupere destas doenças muito mais lentamente. Tente descansar o máximo possível assim que começar a sentir os primeiros sintomas.

6. Evite fumar
Sim, é difícil. Mas quando se está doente o melhor é largar os cigarros (e outros que tais). Tanto fumar, como estar perto de pessoas que fumam, pode aumentar o risco de contrair infecções respiratórias e piorar os seus sintomas de gripe ou constipação.

7. Largue a cafeína
Não, a cafeína nestes casos não o vai ajudar a ganhar energia. Pode mesmo desidratá-lo. Troque o seu habitual café por chá com colheres de mel – as bebidas quentes e o mel ajudam nos sintomas de tosse, dores de garganta e até o podem ajudar a dormir melhor. Atenção: nunca dê mel a uma criança com menos de um ano, pode causar botulismo infantil.

8. Não deixe de comer nem de beber
Quando se está doente, muitas vezes perdemos o apetite e acabamos por nos esquecer de comer e beber – outro erro típico. Ainda que não lhe apeteça, faça um esforço: recorra à clássica canja de galinha, que está cheia de propriedades anti-inflamatórias que vão ajudar na cura da gripe ou constipação (estudos recentes comprovam a sabedoria ancestral).

Sem comentários: