Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

sábado, 29 de outubro de 2016

GRIPES E CONSTIPAÇÕES




A saúde depende muito da alimentação. É nesta que devemos procurar a prevenção e a cura

 A descida de temperatura e a resistência às roupas de estação são duas das principais causas para as primeiras constipações e gripes pós-férias. Sim, está na hora de guardar as sandálias e de começar a usar um casaco mais grosso e quente.

Ao primeiro sinal de ‘pingo’, são muitas as pessoas que ‘atacam’ com um ou mais comprimidos, mas a verdade é que o segredo (e a cura) está na alimentação.

Como mostra o site Eat This, Not That!, alguns alimentos são verdadeiramente eficazes não só na prevenção como também no tratamento de constipações e gripes, devendo ser olhados como fármacos naturais e, por isso, incluídos na alimentação assim que os primeiros sinais de doença aparecem.

O mel é um dos exemplos mais ‘famosos’. Já as nossas avós diziam e com razão que este elixir era um dos mais poderosos combatentes da tosse, mas a ciência vai mais longe e diz que duas colheres de chá de mel mostraram-se suficientes para ajudar as pessoas com infeções respiratórias. A juntar ao mel ou para consumo isolado, o abacaxi é um outro alimento a ter em conta, uma vez que ajuda a reduzir o muco.

Muito comuns das constipações e gripes, as dores de cabeça são também um ‘alvo a abater’ e, para tal, nada como apostar na banana, um fruto rico em potássio e com um poder calmante capaz de aliviar aqueles ‘martelos’ que teimam em não sair da cabeça. E para que o efeito da banana seja realmente eficaz e proporcione uma boa noite de sono, nada como incluir arroz Jasmine ao jantar, uma vez ajuda o organismo a produzir um aminoácido que provoca sonolência, o triptofano.

Para reduzir as dores deve-se consumir gengibre e apostar na ingestão de lentilhas para aumentar os níveis de energia e evitar aquela ‘moleza’ associada aos estados gripais.

Quando a constipação afecta ainda a sinusite, o recomendado é comer alimentos mais picantes, devendo-se apostar nas malaguetas, uma vez que possuem propriedades anti-inflamatórias.

As sementes de abóbora são ainda um alimento a ter em consideração, especialmente quando o objectivo é reduzir o período da doença. Aqui, explica o site, o segredo está na elevada quantidade de zinco que esta semente tem e que é capaz de travar a proliferação do vírus.

E, mais uma vez, as nossas avós é que têm razão. Sabia que a canja de galinha é mesmo eficaz no combate ao vírus da gripe e às constipações?

Sem comentários: