Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

quinta-feira, 18 de julho de 2013

CURAR O CANCRO COM UMA SÓ SESSÃO


A Fundação Champalimaud dispõe, desde Março de 2012, de equipamento moderno de Radioterapia que elimina um tumor numa só sessão.

Pode eliminar o cancro numa única sessão, mesmo com o tumor já espalhado. É indolor e tem menos custos que a radioterapia convencional. A taxa de sucesso nos tratamentos tem melhorado de ano para ano. O equipamento chegou à fundação Champalimaud em Dezembro de 2011 equipado com ferramentas que o tornam único no mundo.

Permite tratar muitos dos casos de cancro com metástases, sobretudo os menos disseminados. Na Europa, há poucos destes sistemas e o primeiro em Portugal foi o da Fundação Champalimaud, mas já existem mais nas áreas de Lisboa e do Porto.

Trata-se de uma radioterapia por imagem guiada, em que se faz tac e tratamento em simultâneo. Exige elevado nível de precisão com dose única aplicada no local adequado.

O equipamento e a técnica foi testado na universidade de Pisa, em Itália.

Funciona em qualquer tipo de cancro, mesmo num dos mais resistentes à quimio ou radioterapia, como o do rim, com uma taxa de sucesso de 80% mesmo nos casos de cancro dos rins.

"É indolor, elimina a toxicidade e consegue-se fazer o tratamento em menos de um quarto do tempo do que as sessões convencionais de radioterapia, isto é, trata quatro vezes mais doentes que a radioterapia tradicional.

Em 10 minutos consegue-se o mesmo do que com a cirurgia, permitindo ao doente ir para casa de seguida e sem risco de morte. Oferecemos aos doentes metastáticos, mais do que esperança, uma realidade - sem dor e sem invasão". E o tratamento é mais barato do que a radioterapia convencional.

Imagem de arquivo

2 comentários:

Dark Angel disse...

Onde se pode fazer o tratamento no Porto?

A. João Soares disse...

Não sei dar-lhe uma resposta concreta. Mas, pouco depois de ter sido anunciado o tratamento na Fundação Champalimaud, foi divulgado que um hospital em Lisboa e outro no Porto instalaram equipamentos para o mesmo efeito. Procure saber no Hospital S.João e no IPO. Se não tiverem saberão incdicar onde funciona o tratamento.

Desejo as melhoras e uma Páscoa Feliz
João Soares