Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

ASSAR SARDINHAS SEM MAUS CHEIROS



Finalmente podemos comer sardinhas assadas e desfrutar de todos os seus nutrientes!
A descoberta da grande eliminação dos odores que são deixados por toda a casa e que nos intimidava é algo que nos alegra bastante.
Até agora ligávamos o "mau cheiro" à "necessidade" de as assar! E a sardinha é um peixe gordo ou oleoso - tem quase 10 gramas de gordura por 100 gramas de carne - e é uma boa fonte de ômega-3, que ajuda a diminuir o colesterol e de triglicéridos que aumentam o fluxo de sangue diminuindo o risco de aterosclerose e de trombose.
Por este motivo, recomendamos o uso de sardinhas e outros peixes oleosos se tiver uma doença cardiovascular. O seu teor de proteínas é também elevado.
Resulta daí que todos estes benefícios foram inúteis até hoje! Nós, entretanto, descobrimos que cortar a cauda da sardinha, esta não cheira nada ao grelhar.
 Sim, você leu certo:
"ao cortar a cauda quando a sardinha é assada esta não deixa qualquer mau cheiro."
Atesto isso e Provo! Tire algumas sardinhas e corte as suas caudas, limpe-as sem as molhar, corte as suas cabeças (ou a gosto), salgue-as e coloque-as directamente a assar e de seguida leve-as para o prato. Dessa forma come-as com mais satisfação visto não ter enchido a sua casa com maus cheiros!

Sem comentários: