Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

sábado, 8 de setembro de 2012

Óleo de coco

 


O óleo de coco é obtido a partir do coco maduro, que pode ser fresco ou seco.
Ele é rico em ácido fenólico que é uma substância antioxidante, em ácidos láurico e caprílico, apresenta propriedades funcionais, obtendo assim diversos benefícios à saúde. É um tipo especial de gordura saturada, sem colesterol, que é rapidamente absorvida e transformada em energia no fígado, não se acumulando como gordura, podendo assim auxiliar no emagrecimento devido ao seu efeito termogênico, que aumenta o gasto energético do organismo, além de causar saciedade.

Auxilia na prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares, reduzindo os níveis de colesterol total, triglicérides, LDL e VLDL colesterol e aumentando as taxas de HDL colesterol. O óleo de coco possui atividade antiviral e antibacteriana, sendo demonstrado em diversos estudos suas ações em casos como candidíase e gastrite bacteriana.

O óleo de coco pode ser consumido em uma quantidade de 1 a 2 colheres ao dia, e recomenda-se começar seu consumo com uma pequena quantidade e ir aumentando o consumo gradualmente. O consumo excessivo pode levar a enjôo e mal estar. Portanto procure um profissional Nutricionista para melhor orientação.

Devido a sua estabilidade pode, também, ser utilizado para finalizar pratos quentes.
Dica de uso: substitua a manteiga nas pipocas pelo óleo de coco.
Adicione em preparações frias como: saladas, sucos, shakes, misturado à granola, iogurte, salada de frutas etc.


fonte: Site Médico

2 comentários:

A. João Soares disse...


Amiga Fê,

Já aqui há diversas referências a este «remédio». Entre elas refiro as três seguintes:

Óleo de coco cura o mal de Alzheimer

O uso do coco

A doença que nos rouba de nós mesmos

Na medida em que reduz a taxa de colesterol e de triglicéridos, facilita a circulação cerebral, reduzindo as hipóterses de AVC e de Alzheimer.

Beijos
João

Celle disse...

Eu amo côco se não me policiar como um coco inteiro, sozinha!
E... suas propriedades e seu uso são muitos!
celle