Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Espinafres não são panaceia

A saúde depende muito dos cuidados com a alimentação e tem sido nosso objectivo, neste espaço, dar aos nossos visitantes todos os dados que nos chegarem que permitam aprimorar as precauções que ela merece.

O Jornal de Notícias traz dois títulos que, só por si dizem muito. Ficam aqui os seus links para poderem ser consultados e, para os que dispõem de menos tempo, seguem-se alguns conselhos deles transcritos.

Eis os títulos:


E as dicas resumidas:

Os chamados vegetais de folha têm nitratos que são convertidos em nitritos que, quando são consumidos em quantidades elevadas (mais de 200 gramas de alimento), podem conduzir a uma metahemoglobinémia, o que é desaconselhável em bebés e jovens crianças de um aos três anos.
Os especialistas salientam a necessidade de reforçar a ideia de uma alimentação diversificada. "Se se variar, nunca se corre este risco".

Aconselham a diversificação dos vegetais na alimentação dos mais novos e a inclusão de hortícolas diferentes na elaboração das suas sopas.

É necessário adicionar à base das sopas das crianças (composta normalmente por abóbora, batata e cenoura) outros legumes.

Os espinafres são importantes porque são ricos em ferro, mas como tudo, "não devem ser consumidos em excesso".

Os legumes e vegetais são alimentos importantes para os mais pequenos, visto serem fornecedores, por excelência, de fibras, vitaminas, sais minerais e de água.

Todos estes nutrientes são importantes para a formação do organismo, para o combate às anemias e para a sua regulação. Devem ser ingeridos diariamente, mas com conta, peso e medida.

Imagem do JN

Sem comentários: