Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Receita de Frango para um dia especial

Frango recheado

Ingredientes:

1 Frango do campo, grande
Toucinho de porco preto fatiado muito fino
Massa de pimentão
Condimento de mostarda
Alho em pó
Vinho branco

Para o arroz:

1 chávena de arroz Carolino
½ chávena de canja de miúdos
“Miúdos” de um frango
2 colheres de sopa de Manteiga
Salpicão cortado em cubos pequenos
Bacon da barriga (pancetta) às tirinhas
2 chávenas de flor de bróculo e abóbora aos cubos
½ cebola
½ Pimento amarelo
½ Pimento vermelho
Noz Moscada
Sal e pimenta

Preparação:

Desosse o frango, abrindo-o pelas costas. Esta operação é muito trabalhosa, o modo mais difícil de fazê-lo, mas permite manter a integridade de todo o peito, remetendo a costura para a face “invisível.
Retire cuidadosamente todos os ossos excepto os dos dois últimos troços das asas, nunca chegando ao nível da pele. Reserve-os.
Estenda o frango desossado com a pele para baixo e espalhe sobre o outro lado a massa de pimentão, a mostarda e o alho em pó. Reserve.

Coza os ossos e os miúdos numa chávena de água e deixe reduzir até ter apenas meia chávena. Retire ossos e carne, coe, e coza neste caldo o arroz. Reserve.

Refogue na manteiga, sem puxar, a cebola picada, tempere com Noz Moscada, envolva, junte o salpicão e o bacon, envolva, junte os vegetais e os miúdos cozidos, em pedaços , tempere de sal e pimenta e deixe cozinhar por um minuto. Junte o arroz cozido, envolva durante um minuto, retire do fogo e reserve.

Ate os cotos de onde saíram os ossos das pernas, vire o frango com a pele para baixo, encha as cavidades onde antes estiveram os ossos das pernas e do primeiro segmento das asas, com arroz. Forre então o interior do frango com lâminas de toucinho, sobre este um pouco de arroz e comece a suturar o golpe original que fez nas costas, ao desossar.
À medida que vai fechando a costura e formando assim um saco, vai introduzindo mais arroz. Deve, no entanto, deixar algum espaço interior pois o arroz está quase cru e ainda vai crescer.

Após ter o frango completamente fechado, vire-o e ponha-o num tabuleiro de forno sobre umas tirinhas de toucinho para evitar que pegue.
Regue com vinho branco e leve por 3 horas em forno baixo, mais 15 minutos finais para dar cor e tostar a pele, se necessário.

Durante o assado, vá regando periodicamente com mais vinho, sempre que ouvir o ruído de “fritar”, com o que consegue um molho castanho e aveludado cujo aroma perfuma toda a casa e, mesmo lá fora, faz vizinhos revirarem os olhos, de nariz no ar…

Receita e imagem do Blog

4 comentários:

A. João Soares disse...

Amiga Ná,

Como não sei cozinhar, coisa de que me penitencio, mas nunca, em devido tempo, tive oportunidade para dar os primeiros passos, só posso agradecer mais esta sua tarefa de enriquecer o blogue para benefício dos visitantes interessados. Para mim fica o aspecto da imagem, a fantasia do aroma e do paladar e basta isso para a saliva brotar...

Beijos
João
Do Miradouro

Fernanda disse...

Amigo João!

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!

Fez-me rir, mesmo!

Esta receita é fabulosa, por isso não resisti a trazê-la aqui!
Como é de difícil preparação, ou pelo menos trabalhosa, disse que era para um dia especial!

Pessoalmente não a faço frequentemente, embora seja mesmo algo divinal... e... o José ajude, e muito, na cozinha.

Sabe que ele quando vai fazer os circuitos dele de BTT, chega a casa esfomeado e a babar...
Lá pelos montes e terrinhas por onde passa, ao Domingo, confundem-se os aromas do Cozido à Portuguesa, com os do Cabrito Assado e por aí fora...
Se, ao chegar a casa, não tiver um miminho fica para morrer!!!

Aí a Ná faz, porque ele merece.

Beijinhos

A. João Soares disse...

A T E N Ç Ã O

AS IMAGENS QUE DESAPARECERAM NOS POSTS DESTA COLABORADORA DEVEM-SE, PROVAVELMENTE, A UM «LAPSO» DELA.
Pedimos paciência aos amigos visitantes.

Cumprimentos
João

Anónimo disse...

Caro João,

Vou aqui dizer-te mais ou menos o que deixei no Sempre Jovens. Conheço-te como pessoa bem intencionada, inteligente e com boa formação ética, mas nunca pensei levasses essas qualidades até ao exagero de seres tão ingénuo e tão crédulo ao ponto de acreditares que toda esta eliminação de imagens tivesse resultado apenas de um simples lapso.
Acredita que foste iludido por uma tresloucada, de extremos, de tudo ou nada que, quando lhe deu na veneta, arrancou porta fora depois de tentar partir toda a loiça que lhe foi possível.

Não há dúvida que, com essa loucura, acabou por deixar a sua assinatura, branco, nada, zero, o retrato da sua personalidade.

Aceita o meu conselho. Continua a ser igual a ti próprio e esquece as hipocrisias dessa que foi sempre uma farsante nos posts e comentários.

Abraço
RMP