Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

domingo, 24 de dezembro de 2017

É GRIPE OU CONSTIPAÇÃO!

É GRIPE OU CONSTIPAÇÃO ?
CUIDADO COM A PNEUMONIA !

 OS SINTOMAS SÃO DE GRIPE, DE CONSTIPAÇÃO OU DE PNEUMONIA ?

O QUE É CONSTIPAÇÃO?

A constipação é a mais comum das doenças virais porque é causada por mais de 200 estirpes de vírus, sendo o rinovírus o mais frequente com cerca de 100 estirpes. A constipação pode infectar adultos e crianças sendo que estas podem constipar-se 10 a 12 vezes por ano enquanto ao adultos, em média, constipam-se 2 a 4 vazes por ano. A maior frequência nas crianças justifica-se pela imaturidade do seu sistema imunitário e pelo contacto mais próximo com outras crianças.

QUAIS OS SINTOMAS DE CONSTIPAÇÃO ?
Os principais sintomas da constipação são os seguintes:
- Corrimento nasal
- Espirros
- Garganta inflamada
- Irritação ocular
- Início lento, repentino
- Tosse ligeira ou moderada
- Dores musculares ligeiras
- Ausência ou febre baixa

COMO TRATAR UMA CONSTIPAÇÃO ?
- Repouso
- Ingestão de líquidos (água ou chá)
- Gargarejar com água salgada para aliviar a garganta
- Aplicar no nariz sprays salinos (tipo água do mar)
- Paracematol em caso de febre (1g de 8/8h nos adultos)
- Ibuprofeno em caso de dores mais fortes (600mg de 12/12h nos adultos)
- Anti-histamínicos (ex. Desloratadina ou cetirizina 1 comprimido à noite) para diminuir o corrimento nasal e os espirros.
- KALOBA novidade em 2016, o que é? O KALOBA é uma nova terapêutica para o tratamento da constipação comum, à base de Pelargonium sidoides (Eps 7630), que tem um triplo mecanismo de acção:
- Antivirico
- Antibacteriano
– Secretomotor.
O KALOBA actua na causa da doença reduzindo a severidade dos sintomas logo a partir do 2º dia e reduzindo a duração da doença.
Deve ser tomado 3xdia e manter até 2 a 3 dias depois do desaparecimento dos sintomas:
Em Portugal existem 3 apresentações:
- KALOBA 21 comprimidos. Tomar 1 comprimido 3xdia.
- KALOBA gotas orais 20ml. Tomar 30 gotas 3xdia.
- KALOBA gotas orais 50ml. Tomar 30 gotas 3xdia.

O QUE É A GRIPE ?
A gripe é uma doença vírica muito séria em doentes de risco, que têm o sistema imunitário comprometido, nomeadamente por causa de doenças pulmonares crónicas, correndo risco muito mais elevado de pneumonia. Também as crianças e os idosos devem ser alvo de uma atenção especial.

 QUAIS OS GRUPOS DE RISCO PARA APANHAR GRIPE ?
Existem grupos de pessoas que pela sua fragilidade imunitária necessitam de estar mais protegidos, nomeadamente tomando a vacina da gripe. Esses grupos mais expostos à gripe são os seguintes:
- Idade superior a 60 anos
- Profissionais de saúde
- Diabéticos
- Grávidas
- Doentes com doença renal
- Doentes com doença respiratória
- Doentes com doença cardíaca
- Doentes imunodeprimidos

QUAIS OS SINTOMAS MAIS FREQUENTES ?
Os sintomas mais frequentes de um quadro gripal são os seguintes :
- Início repentino (3 a 6 horas)
- Febre alta (superior a 38ºC)
- Dores de cabeça fortes
- Dores musculares fortes
- Cansaço
- Tosse seca e por vezes intensa
Estes sintomas podem evoluir para um quadro mais grave pelo que o doente e seus familiares devem estar atentos e se necessário procurar apoio médico urgente.

QUAIS OS SINTOMAS DE ALARME PARA APOIO MÉDICO URGENTE ?
A gripe pode evoluir para uma condição de saúde grave com quadro de pneumonia. Os seguintes sintomas indicam um agravamento do estado de saúde e devem de imediato levar o doente a procurar assistência médica urgente, a saber:
- Falta de ar
- Respiração rápida
- Febre persistente
- Dor toráxica ao inspirar
- Tosse com muco amarelo ou esverdeado
- Cansaço muito intenso

TIPOS DE VÍRUS DA GRIPE INFLUENZA
Existem três tipos de vírus da gripe: influenza A, B, e C.
Cada vírus tem sintomas semelhantes e infecta os seus pulmões e vias aéreas superiores, causando um súbito aumento da temperatura e dor em geral. Tipicamente, todos os anos, vão estar presentes uma ou duas estirpes de influenza A a circular, bem como uma estirpe do tipo B. Nem todas as estirpes são igualmente perigosas, nem alastram da mesma forma, sendo a influenza A e a B as mais comuns.

 GRIPE A / INFLUENZA A
A influenza A tem o potencial de ser o mais perigoso e prejudicial dos três tipos de vírus da gripe. Predominantemente encontrada em pássaros selvagens, a estirpe A pode e tem sido transmitida entre diferentes espécies animais, incluindo humanos.
Quando é transmitida, a estirpe altera-se e o vírus pode evoluir sem problema. Quando isto ocorre, em conjunto com o facto de a influenza ser um vírus altamente contagioso, podem ocorrer pandemias e surtos massivos do tipo A. A gripe suína e a gripe das aves são ambos exemplos do tipo A que evoluíram através das espécies resultando num vírus potencialmente mortal. Estes vírus podem também ser divididos em diferentes subtipos dependendo do tipo de proteínas presentes na sua superfície, denominadas hemaglutinina (H) e neuraminidase (N). Por exemplo, a gripe suína é também conhecida como H1N1 e a gripe das aves é conhecida como H5N1.

GRIPE B / INFLUENZA B
 A influenza B é mais frequentemente encontrada em humanos. É o tipo mais simples de gripe que pode ter, uma vez que este não tem uma forte capacidade de sofrer mutação e evoluir, tornando o vírus estável. Como o vírus se mantém o mesmo, foi criada uma cura e as pessoas que sofrem deste tipo podem ser tratadas relativamente fácil e eficazmente.
A estirpe B sofre mutações três vezes mais devagar que a estirpe A e por isso, os humanos são capazes de desenvolver imunidade contra esta desde tenra idade.

GRIPE C / INFLUENZA C
O tipo C é o tipo menos comum de influenza e pode ser encontrado em cães, porcos e humanos. Raramente infecta adultos, mas pode infectar crianças pequenas. Não desencadeia epidemias mas pode causar infecções respiratórias e complicações no caso de uma pessoa ser infectada.

COMO SE TRANSMITE O VÍRUS DA GRIPE ?
O vírus influenza é transportado pelo ar e consegue sobreviver 24 horas fora de um organismo hospedeiro vivo acentuando assim o seu grau de contágio. Basta uma pessoa com gripe falar, tossír ou espirrar que facilmente liberta partículas infectadas que penetram facilmente noutro organismo, contagiando-o. Não é, portanto, necessário contacto físico directo para ocorrer o contágio, basta apenas alguma proximidade.


COMO TRATAR A GRIPE ?
- Descansar em casa
- Ingerindo bastantes líquidos (água ou chá) em pouca quantidade mas várias vezes ao dia. 
- Inalar vapores de água para suavizar a garganta.
- Evitar mudanças de temperatura.
- Tomar paracetamol para baixar a febre se superior a 38,5ºC (1g de 8/8h nos adultos).
- Tomar ibuprofeno (600mg de 12/812h nos adultos) em caso de dores mais fortes e febre em simultâneo alternando com paracetamatol se necessário de 6 em 6 horas.

OS ANTIBIÓTICOS PODEM TRATAR A GRIPE OU A CONSTIPAÇÃO ?
 Os antibióticos apenas tratam doenças causadas por bactérias. Por isso são completamente contraindicados para tratar infecções virais como a gripe ou a constipação.
Aliás se forem utilizados erradamente contra doenças causadas por vírus vão potenciar o aumento das resistências bacterianas ou seja vão ajudar a selecionar a sobrevivência de bactérias mais “fortes” que vão sofrer mutações e resistir a esses antibióticos no futuro.
Estas resistências obrigam à utilização de antibióticos cada vez mais “potentes” e portanto com mais efeitos secundários, nomeadamente destruindo parte da nossa flora intestinal (bactérias “boas” que vivem no nosso intestino).
Esta destruição da flora intestinal vai por sua vez causar uma enorme debilidade no nosso sistema imunitário podendo aumentar o número de outras infecções “oportunistas” causadas por fungos, vírus e outras bactérias. Estas infecções chamadas “oportunistas” não aparecem quando temos uma flora intestinal equilibrada.

A VACINA DA GRIPE PROTEGE TOTALMENTE ?
A vacina da gripe é uma excelente protecção. No entanto apenas nos protege das 3 estirpes do vírus influenza que a OMS (Organização Mundial de Saúde) estima que possam ser mais predominantes em cada ano.

A VACINA DA GRIPE CONTÉM O VÍRUS INTEIRO VIVO OU MORTO?
Nem vivo nem morto. Estas vacinas são inactivadas e contêm antigénios de superfície (virião fragmentado) ou seja não contêm o vírus inteiro nem sequer “adormecido” como era habitual há muitos anos atrás.
No entanto os antigénios de superfície, que são apenas os fragmentos proteicos do vírus responsáveis pela resposta imunológica do nosso sistema imunitário, são extremamente eficazes a provocar essa resposta e, portanto, a proteger-nos dessas estirpes. Mesmo assim, a protecção, geralmente, surge apenas passadas 2 a 3 semanas após a injecção. Significa, portanto, que se surgir um contacto com as estirpes contidas na vacina nas primeiras 2 semanas após a aplicação a protecção pode não estar ainda activa e apanhar a gripe.

QUAL A COMPOSIÇÃO DA VACINA DA GRIPE NA ÉPOCA 2016/2017 ?
Para a época 2016/2017, no hemisfério norte, as substâncias activas da vacina da gripe são os antigénios de superfície de vírus influenza (hemaglutinina e neuraminidase) das seguintes estirpes (por dose de 0,5ml):
- A/California/7/2009 (H1N1)pdm09 – estirpe análoga (A/Californa/7/2009, X-181) 15 microgramas de HA
- A/Hong Kong/4801/2014 (H3N2) – estirpe análoga (A/Hong kong/4801/2014, X-263B) 15 microgramas de HA
/Brisbane/60/2008 – estirpe análoga (B/Bris bane/60/2008, tipo selvagem) 15 microgramas de HA - cultivados em ovos de galinha fertilizados provenientes de bandos de galinhas saudáveis.
Esta vacina cumpre com as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) (Hemisfério Norte) e as recomendações da UE para a época de 2016/2017.
Os outros ingredientes usados para assegurar a conservação e estabilidade da vacina são:
- Cloreto de potássio
- Fosfato monopotássico
- Fosfato dissódico di-hidratado
- Cloreto de sódio
- Cloreto de cálcio di-hidratado –
Cloreto de magnésio hexa-hidratado
 - Água para preparações injectáveis.

QUAIS OS RISCOS DA VACINA DA GRIPE ?
As estirpes utilizadas nas vacinas da gripe são propagadas em ovos de galinha fertilizados de bandos de galinhas saudáveis. Por conseguinte a aplicação em pessoas alérgicas a ovos está completamente contra-indicada, sobre risco de ter uma reacção anafilática que pode ser fatal, se não receber apoio médico imediato. As possíveis reacções aos excipientes utilizados na preparação e estabilização da vacina, são raras.

RISCO DE PNEUMONIA CAUSADA PELA GRIPE ?
A pneumonia é também uma infecção respiratória mas que pode ser causada por vírus, bactérias e fungos (estes de forma mais rara.
Quando o nosso organismo e sistema imunitário está debilitado os micro-organismos infecciosos conseguem passar mais facilmente os filtros naturais do nosso corpo tais como os cílios nasais ( os conhecidos “pêlos do nariz”) e chegar mais facilmente aos pulmões.
Nos pulmões instalam-se numa espécie de pequenos sacos de ar chamados alvéolos onde são “atacados” pelos nossos glóbulos brancos que circulam no sangue.
No entanto, nem sempre esta defesa é eficaz levando ao aparecimento dos primeiros sintomas da infecção principalmente nos doentes crónicos e imunodeprimidos.

QUAIS OS SINTOMAS DE PNEUMONIA ?
Alguns dos sintomas da pneumonia são similares aos da gripe mas mais graves, a saber:
- Febre elevada
- Suores
- Arrepios
- Tosse
- Fadiga
- Dores musculares
- Dor de cabeça
Quando a infecção avança aparecem sintomas mais graves tais como:
- Produção de muco
- Dificuldade em respirar
- Dor no peito
Como inicialmente a pneumonia pode confundir-se com gripe ou constipação, deve consultar o médico se os primeiros sintomas persistirem demasiado dias ou de imediato se aparecerem os sintomas mais graves acima referidos como falta de ar ou dor no peito.

QUAL É O PERIGO DA PNEUMONIA ?
Se não tratada a tempo a infecção pode alastrar para a corrente sanguínea (septicémia) e generalizar-se a outras partes do organismo podendo nos casos mais graves causar a morte.

QUAL O TRATAMENTO PARA A PNEUMONIA ?
O tratamento para a pneumonia depende da causa:
- Viral – tomar medicamentos antivíricos, repouso, ingestão abundante de líquidos.
- Fúngica – tomar medicamentos antifúngicos.
- Bacteriana – tomar medicamentos antibióticos.
Geralmente trata-se em casa, tomando os medicamentos acima referidos, com repouso e hidratação e só em caso de dificuldade respiratória mais grave é necessário o internamento.

CONCLUINDO
A gripe é uma doença que pode ser mais grave do que geralmente a maioria das pessoas julga. Demasiadas pessoas continuam com a ideia que a gripe é uma doença benigna que no pior dos cenários os leva a ficar alguns dias a descansar em casa e que no final o seu sistema imunitário estará preparado para vencer o vírus. No entanto existe uma preocupação crescente das entidades de saúde com eventuais mutações do vírus da gripe que podem ser letais. A história da gripe não deixa dúvidas de que, tal como no no passado, algures no futuro vai existir uma mutação muito grave que pode matar imensas pessoas se não for atempadamente detectada e desenvolvida a respectiva vacina. Entretanto mantendo, um cenário optimista devem vacinar-se para já as pessoas com sistema imunitário mais frágil tais como doentes crónicos, idosos, diabéticos, grávidas, profissionais de saúde e outros referidos anteriormente. Se está enquadrado em algum dos grupos de risco não tenha dúvidas vacine-se o quanto antes não esquecendo que a protecção total só é atingida 2 a 3 semanas após a aplicação da vacina.

TABELA DAS DIFERENÇAS ENTRE GRIPE E CONSTIPAÇÃO

CARACTERITICAS 
                                                  
 Febre GRIPE - Geralmente superior a 38ºC durante 3 a 4 dias; CONSTIPAÇÃO -  Sem febre ou febre baixa
 Dor de cabeça  GRIPE - Dor geralmente forte;  CONSTIPAÇÃO - Raramente
Dores musculares GRIPE -  Dores fortes;  CONSTIPAÇÃO - Dores leves
Tosse  GRIPE - Geralmente seca e por vezes intensa;  GRIPE - Ligeira ou moderada
Secreção nasal GRIPE - Não;   CONSTIPAÇÃO - Sim, corrimento nasal
Cansaço GRIPE - Sim, pode ser intenso; CONSTIPAÇÃO - Ligeiro
Início dos sintomas GRIPE - Repentino, 3 a 6 horas com febre alta e dores –GRIPE - Desenvolve ao longo de alguns dias
Arrepios GRIPE – Frequentes;  CONSTIPAÇÃO - Raros
Espirros  GRIPE – Raramente; CONSTIPAÇÃO -  Frequentes;
Dor de garganta – GRIPE – Raramente; CONSTIPAÇÃO  - Sim, garganta inflamada e dor forte
Irritação ocular GRIPE – Raramente; CONSTIPAÇÃO - Frequente
Vómitos e diarreia GRIPE -  Pode acontecer nas crianças; CONSTIPAÇÃO - Não
Vírus responsável GRIPE -  Influenza A, B, ouC várias estirpes diferentes; CONSTIPAÇÃO - Rinovírus (mais de 200 tipos)
Zonas afectadas GRIPE - Nariz, garganta e pulmões;; CONSTIPAÇÃO - Nariz e garganta
Forma de transmissão Inalação ou contacto com superfícies contaminadas
Duração GRIPE - A tosse prolonga-se durante vários dias. Repouso completo 2 a 4 dias; CONSTIPAÇÃO - 1 a 3 semanas de desconforto
Prevenção  GRIPE – vacinação anual anti-gripal; CONSTIPAÇÃO - Lavar as mãos frequentemente
Tratamento GRIPE Descanso e muitos líquidos (água e chá), analgésicos, antipréticos e antitússicos; CONSTIPAÇÃO - Anti-histamínicos para descongestionar a nariz analgésicos e antipréticos se dores ou febre.

RECEITA DE XAROPE DE MEL E CEBOLA PARA PREVENIR E CURAR GRIPE
Trata-se de um velho remédio caseiro que costuma resolver a maioria dos problemas respiratórios. Antes de deitar parta uma cebola ao meio e ponha num prato ao lado da cama (mesa cabeceira).

INGREDIENTES:
1 – cebola média
2 – copos de água
1 – sumo de limão espremido
2 – colheres (chá) de mel puro

MODO DE PREPARO:
 Coloque 2 copos de água numa panela, corte a cebola em pedaços grandes e deixe ferver cerca de 15 minutos. Deixe repousar 5 minutos. Coe e acrescente duas colheres (chá) de mel. Adicione o sumo de limão espremido. Tome uma colher de sopa de 8 em 8 horas.

O xarope tem que ser consumido no máximo em dois dias.

Sem comentários: