Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

COENTROS TÊM ANTIBIÓTICO NATURAL

Em tempos de crise, os coentros podem ser baratos, tratar doenças e..., já agora, dar um sabor especial à comida. Eis um estudo com assinatura portuguesa:

Use e abuse dos coentros na cozinha. Esta erva aromática, usada quer na cozinha, quer em fármacos, pode ajudar a prevenir doenças transmitidas por alimentos e, vai ao ponto de tratar infecções resistentes aos antibióticos. Ou seja, um estudo da Universidade da Beira Interior, publicado no «Journal of Medical Microbiology» chegou à conclusão de que: o óleo de coentros é tóxico para uma ampla gama de bactérias nocivas.

O efeito do óleo de coentros foi testado em 12 estirpes de bactérias, entre as quais a E. coli (que andou nas bocas do mundo nos últimos meses); a Salmonella entérica e a Bacillus cereus. Todas elas mostraram uma redução do crescimento, sendo que a maioria delas foi eliminada por soluções que continham até 1,6 por cento de óleo de coentros. Apenas duas resistiram ao efeito bactericida desta solução.

Fernanda Domingues, responsável pela investigação, explicou, como funciona o óleo dos coentros: - «Os resultados indicam que o óleo de coentros danifica a membrana que envolve a célula bacteriana. Isso interrompe a barreira entre a célula e o seu meio ambiente e inibe os processos essenciais, incluindo a respiração, o que acaba por conduzir a célula bacteriana à morte». Fernanda Domingues, Filomena Silva, Susana Ferreira, e João Queiroz deixam, assim, uma dica. «O óleo de coentros pode ser uma alternativa natural aos antibióticos comuns, já que pode ser usado como medicamento na forma de loções, anti-sépticos orais e até mesmo comprimidos para combater infecções bacterianas multi-resistentes que, de outra forma, não poderiam ser tratadas».

E não é só a indústria farmacêutica que pode «lucrar» com os coentros. Também a indústria alimentar e médica, já que «anualmente, nos países desenvolvidos, cerca de 30 por cento da população sofre de doenças transmitidas por alimentos. Esta pesquisa incentiva o desenvolvimento de novos aditivos alimentares.

NOTA: É aconselhável usar coentros na alimentação, porque além do sabor especial que dão aos alimentos, são benéficos para a saúde.

Imagem do Google

4 comentários:

Celle disse...

Não usamos muito o Coentro pelo seu aroma muito forte. Quando o emprego uso apenas algumas poucas folhinhas. No nordeste e regiões litorâneas seu uso é mais comum, como tempero para peixadas e muquecas.
abraços
celle

William Ribeiro disse...

Boa noite! Obrigado pela contribuição. Mas, ficou uma dúvida. Eu evito antibiótico pq ele mata a vida. É isso o que significa: anti biótico (vida). Ou seja, mata não apenas as bactérias ruins, mas igualmente as boas. Nós precisamos de algumas bactérias para o funcionamento do intestino, por exemplo. Nesse sentido, o coentro tem efeito apenas nas ruins ou tbm afeta as boas bactérias? Grato pela oportunidade!
William

William Ribeiro disse...

O coentro também afetas as bactérias boas como os antibióticos? desde já agradeço.

A. João Soares disse...

Caro W Ribeiro,

As suas interrogações são curiosas e interessantes. Não sou especialista, mas creio que o receio do «anti-vida» não é fundamentado. O uso do termo antbiótico pode estar a ser usado com exagero, para explicar o poder preventivo que esta planta tem . A zona de Portugal onde é mais utilizada tem pessoas muito idosas o que mostra o contrário do seu receio.

Abraço
João