Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

ALCACHOFRA PARA EMAGRECER



A alcachofra (nome científico Cynara cardunculus subsp. scolymus, anteriormente designada por Cynara scolymus) é uma planta com até um metro de altura, da família das compostas, de caules estriados, folhas penatífidas e grandes capítulos florais.

È uma planta perene, com até 400 cm de envergadura, que volta a brotar anualmente. As folhas têm cor verde claro cobertas de uma penugem branca que lhes dá uma aparência pálida.
É uma flor, e pertence ao grupo das angiospermas.
Dá uma inflorescência comestível, produto muito apreciado quando ainda na fase inicial e razão de seu cultivo comercial. Ao se transformar em flor aberta endurecem as brácteas e não podem mais ser aproveitadas para consumo.
A alcachofra tem como valor nutritivo a vitamina C e sais minerais (ácido fólico, magnésio e potássio). No quotidiano urbano, ela pode ser encontrada em feiras, como uma inflorescẽncia muito jovem, ainda sem pétalas. Nessa fase, a sua parte comestível corresponde às brácteas, folhas modificadas que protegem a inflorescência.

Alcachofra Utilizada para emagrecer
Por Tatiana Zanin (Nutricionista)

A Alcachofra (Cynara scolymus L.) possui propriedades medicinais protectoras do fígado, mas também pode ser usada para emagrecer, devido ao seu potencial depurativo do sangue.
Além de ser também considerada um alimento tónico e afrodisíaco, a alcachofra possui indicações clínicas que incluem a redução do colesterol e a regulação da glicemia, devido à substância cinaropicrina, que é encontrada nas suas folhas e que promove o aumento da secreção biliar e gástricas.

Como tomar a alcachofra para emagrecer
Para emagrecer, recomenda-se tomar 2 cápsulas de extracto de alcachofra por dia, ou tomar 1 litro de chá de alcachofra por dia. Mas é importante seguir uma dieta alimentar e realizar alguma actividade física para emagrecer mais.

Para o chá: coloque 3 colheres de folhas de alcachofra numa panela, juntamente com 1 litro de água, e deixe ferver por 5 minutos. Tape, espere esfriar, coe e beba durante o dia, de preferência sem adoçar.
Pode-se ainda consumir a alcachofra cozida para alcançar os mesmos benefícios.
O extracto da alcachofra pode ser encontrado em farmácias ou lojas de produtos naturais, em forma de xaropes, comprimidos ou cápsulas. Mas, embora natural, não deve ser consumida durante a gestação ou amamentação.

Mais sobre este assunto

5 dicas simples para emagrecer e perder barriga
Emagrecer 3 Kg em 3 dias
Cápsula de Alcachofra
Alcachofra emagrece
Tratamento caseiro para emagrecer
Inibidor da fome
Para perder a barriga
Chá mate emagrece

Imagem da Wikipédia

4 comentários:

queminteressa disse...

Nheca.

Detesto.

Preciso emagrecer mas nao como isso nem a pau.

Um beijooo

A. João Soares disse...

Mas olhe que, dada a sua situação angustiante, seria de não desprezar sugestões e experimentar produtos naturais. Mas não abuse da quantidade para não aumentar o peso!!!
Desejo que tenha êxito e que siga os conselhos do marido, que é uma pessoa excepcional.

Beijo
João

Sofia Sousa disse...

A alcachofra emagrece mesmo pois é muito boa para limpar o organismo e ajudar a perder uns quilinhos, mas cuidado com os excessos. Já passei mal com chá de alcachofra, fiquei 2 dias de cama, me sentindo muito mal. O sistema digestivo todo revirado... Depois dizem que o natural não faz mal. Por isso já sabem, nada de excessos, seja com a alcachofra ou outra coisa qualquer.

A. João Soares disse...

Cara Sofia Sousa,

Obrigado pela sua informação. Costuma dizer-se que o melhor médico somos nós e isso obriga a usar as dicas com prudência e estar atento aos efeitos e não ultrapassar as quantidades ou parar quando começar a sentir efeitos desagradáveis. Nunca exagerar nem insistir se se sentir mal.
O facto de ser produto natural não elimina os perigos de abuso. O vinho também é natural e o excesso pode ser perigoso, principalmente em caso de condução.

Beijo
João