Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

domingo, 1 de maio de 2011

Vegetarianos com Menor Risco de Doenças Cardiovasculares


Um novo estudo, publicado na revista Diabetes Care, indica que os vegetarianos apresentam um risco significativamente menor de desenvolver síndrome metabólica - uma precursora das doenças cardíacas, diabetes e acidente vascular cerebral (AVC). Consequentemente, apresentam um risco menor de virem a desenvolver estas doenças.
Os investigadores da Loma Linda University, nos EUA, contaram com a participação de 700 adultos, 35% dos quais vegetarianos, no seu estudo, e descobriram uma associação entre uma dieta com carne e um maior risco de desenvolver a síndrome metabólica.

As pessoas que sofrem desta síndrome apresentam, pelo menos, três dos cinco factores de risco: hipertensão arterial, elevados níveis de glicose e triglicerídeos, colesterol HDL reduzido e uma circunferência abdominal acima da média.

"Não tinha a certeza se haveria uma diferença significativa entre vegetarianos e não-vegetarianos e fiquei surpreso com o contraste dos resultados", admite Nico S. Rizzo, investigador. "Isso indica que factores do estilo de vida, como a dieta, podem ser importantes na prevenção da síndrome metabólica".

O estudo constatou que apenas 25% dos vegetarianos apresentavam síndrome metabólica, valor que aumentou nos semi-vegetarianos para 37% e nos outros participantes para 39%. Estes resultados mantiveram-se mesmo quando avaliados outros factores como idade, género, raça, prática de actividade física, consumo de calorias, tabagismo e ingestão de álcool.

"Este trabalho mostra, mais uma vez, que a dieta reduz muito os principais factores de risco cardiovascular que fazem parte da síndrome metabólica", diz Gary Fraser, investigador que liderou o estudo. Na sua opinião, a adopção de uma dieta vegetariana é "uma escolha sensata”.

Esta não é a primeira vez que estudos descobrem vantagens para a saúde numa dieta vegetariana. Em 2008, um estudo do German Cancer Research Center descobriu que a dieta vegetariana reduz o risco de morte prematura em 50% nos homens e 30% nas mulheres.

1 comentário:

A. João Soares disse...

Amiga Fê,

Este é mais um bom conselho, Uma boa informação, útil para os leitores.
Muito obrigado, pelas preciosidades que aqui traz e que contribuem para que os nossos visitantes vivam com mais saúde e felicidade.

Beijos
João
Do Miradouro