sábado, 7 de abril de 2018

ALIMENTOS QUE COMBATEM INFLAMAÇÕES

7 alimentos que combatem as inflamações
Transcrição de Noticias Magazine, texto de Ana Patrícia Cardoso

Que a nossa alimentação tem influência direta na nossa saúde não é novidade. E existem mesmo opções que podem ajudar-nos a prevenir questões de saúde, como o caso das inflamações. Há certos alimentos que são poderosos anti-inflamatórios. Inclua-os na sua dieta alimentar e talvez não tenha de recorrer tanto a medicamentos.

A inflamação é uma reação do nosso sistema imunitário quando este identifica uma ameaça ao nosso corpo, seja uma bactéria, um vírus ou uma mazela de um acidente. É o processo que faz que o nosso corpo seja capaz de ultrapassar uma gripe ou consiga cicatrizar uma ferida, por exemplo. Mas o problema é quando se perde o controlo ou se torna uma situação crónica, podendo resultar em doenças autoimunes ou mesmo cancro.

Comida com níveis elevados de açúcar ou gorduras saturadas contribuem para as inflamações, por isso, há que ter cuidado para não exagerar. Por outro lado, há alimentos como os espinafres ou trigo-sarraceno que são uma mais-valia para quem quer continuar livre de problemas inflamatórios. Veja abaixo outros exemplos.

ESPINAFRES

Os espinafres são considerados superalimentos porque trazem vários benefícios para a saúde. São fonte rica em vitamina E – que ajuda a proteger o corpo de inflamações – minerais (como o ferro, cálcio, magnésio ou potássio) e fibra. E ainda têm baixo valor calórico, já que uma porção de 100 gramas de espinafres representa apenas 22 calorias.
SUGESTÃO DE RECEITA: Acrescente espinafres a um prato de abacate para equilibrar o valor energético de ambos. Pode juntar nozes. Tempere com azeite e sal.

PÊRAS

Se está preocupado com o risco de inflamações (por exemplo, com artrite ou diabetes), comer alimentos ricos em fibras é uma forma natural de combate. Dietas ricas em fibra contribuem para um microbioma (comunidade de micro-organismos) saudável e aumenta a sensação de saciedade (se está a pensar perder peso).
SUGESTÃO DE RECEITA: Corte em pedaços e acrescente a uma salada de frutos secos com cubos de queijo.

PIMENTO VERMELHO

O pimento vermelho é rico em antioxidantes e contém pequenas quantidades de amido. É também conhecido por ter capsicina, um composto químico que ajuda a reduzir a inflamação e as dores associadas.
SUGESTÃO DE RECEITA: Grelhe o pimento, coloque-o num saco de plástico e abane para sair toda a casca. Sirva às tiras, com azeite, sal e pimenta. Perfeito para acompanhar com peixe grelhado.

TRIGO SARRACENO

O trigo-sarraceno contém uma quantidade considerável de magnésio e aminoácidos e é o melhor amigo dos celíacos porque não contém glúten. Ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, diabetes ou casos de obesidade.
SUGESTÃO DE RECEITA: É um excelente substituto do arroz. Pode cozê-lo com vegetais a acompanhar carne branca grelhada, por exemplo, um bife de frango ou peru.

CAVALA

A gordura contida neste peixe ajuda a combater doenças caracterizadas por níveis altos de inflamação, como doenças cardíacas ou Alzheimer. É também uma fonte de vitamina B12 e D, que não são fáceis de encontrar noutros alimentos. A Vitamina D é importante para manter os ossos fortes e ajuda também o corpo a absorver cálcio.
SUGESTÃO DE RECEITA: Grelhe a cavala e tempere apenas com sal, uma pitada de limão e azeite. O simples, por vezes, é a melhor opção.

CHÁ PRETO

O chá verde costuma ser muito elogiado mas o chá preto (que vem da mesma planta) também tem benefícios. Beber chá preto ajuda a manter as artérias abertas e contém antioxidantes que protegem a deterioração das células.
SUGESTÃO DE RECEITA: Este chá vale por si só mas pode acrescentar umas gotas de limão ou mel.

SEMENTES DE ROMÃ

Sementes de romã são uma fonte rica em antioxidantes que ajudam a baixar o colesterol e a pressão arterial. As punicalaginas (a punicalina e o ácido elágico, que constituem o grupo dos punicósidos) presentes nas sementes têm sido muito elogiadas em estudos recentes por combaterem inflamações no cérebro.
SUGESTÃO DE RECEITA: As sementes de romã são uma excelente adição às saladas. Ou pode ir comendo à colherada como snack, durante o dia.

1 comentário:

Celle disse...

Não são produtos difíceis de serem encontrados, por que não usa-los mais, não e mesmo!Obrigada pelas dicas!