Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

terça-feira, 18 de julho de 2017

PROTECÇÃO CONTRA O ALZHEIMER

Estudo revela a tríade que nos pode proteger contra Alzheimer
170626. POR VÂNIA MARINHO, LIFESTYLE SAÚDE

Se quer tomar já medidas para manter o seu cérebro saudável durante o envelhecimento, este artigo é para si.

Apesar de não haver formas comprovadas de prevenir o declínio mental ou a doença de Alzheimer, um novo estudo diz que há uma tríade que pode ser uma boa arma de defesa: exercício físico, tensão arterial controlada e exercícios mentais.

O relatório das National Academies of Sciences, Engineering and Medicine (organização norte-americana) destaca que apesar de não existirem provas concretas da sua eficácia, os indícios são ‘encorajadores’ e os especialistas esperam que estas mudanças no estilo de vida possam levar a um método mais definitivo de evitar os problemas cerebrais associados ao envelhecimento.

Como reporta o Daily Mail, apesar de os benefícios destas práticas para a prevenção da doença de Alzheimer serem inconclusivos, os especialistas destacam que “não fazem mal” e são benéficas para a saúde geral – não custa tentar, não é verdade?

Apesar de não haver formas comprovadas de prevenir o declínio mental ou a doença de Alzheimer, um novo estudo diz que há uma tríade que pode ser uma boa arma de defesa: exercício físico, tensão arterial controlada e exercícios mentais.

O relatório das National Academies of Sciences, Engineering and Medicine (organização norte-americana) destaca que apesar de não existirem provas concretas da sua eficácia, os indícios são ‘encorajadores’ e os especialistas esperam que estas mudanças no estilo de vida possam levar a um método mais definitivo de evitar os problemas cerebrais associados ao envelhecimento.

Como reporta o Daily Mail, apesar de os benefícios destas práticas para a prevenção da doença de Alzheimer serem inconclusivos, os especialistas destacam que “não fazem mal” e são benéficas para a saúde geral – não custa tentar, não é verdade?

Sem comentários: