Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

terça-feira, 2 de abril de 2013

Ofereça um café ou uma refeição a quem precisa


© Suspended Coffee
Uma iniciativa solidária está a movimentar milhares de pessoas por toda a Europa e também nos EUA. O "Suspended Coffee" incentiva a solidariedade propondo aos clientes de cafés e restaurantes que paguem adiantado bebidas quentes ou refeições que serão oferecidas a quem mais precisa.

por Márcia Moço

A ideia é simples: os consumidores encomendam dois cafés, um para si e outro para quem não tem oportunidade de o pagar. O café fica "suspenso" até que surja alguém interessado em o levantar.

A ideia não é nova, mas tem vindo a ganhar cada vez mais expressão desde que John Sweeney, um jovem canalizador irlandês de 27 anos, resolveu levar o conceito mais longe, dinamizando a ideia através da internet.

Fundado há cerca de três meses, John Sweeney conta ao Boas Notícias que o projeto "Suspended Coffee" já conta com o apoio de pessoas de 36 países diferentes em todo o mundo que também desejam aderir e difundir a iniciativa.

Image and video hosting by TinyPic
[© Suspended Coffee - Os clientes podem oferecer desde uma chávena de café a uma refeição completa]

John Sweeney revela que começou a espalhar este conceito para "ajudar as pessoas a seguir o conceito de 'Pay-it-Foward' (pague adiantado, em português), uma "cadeia de boas ações", que se acredita ser inspirada numa tradição italiana.

A ajuda não se restringe apenas a uma simples chávena de café. Os clientes podem optar por outros produtos da loja e deixar pago artigos alimentares básicos, pratos de sopa ou mesmo refeições completas.
Depois, qualquer pessoa "que precise de um café é bem-vindo para entrar e perguntar se existe algum 'café suspenso' disponível", explica o jovem irlandês.

Mais de 28 mil seguidores em menos de uma semana

A ideia tem vindo a ganhar cada vez mais expressão através da página oficial de Facebook, gerida por John Sweeney. Criado na passada quarta-feira, o perfil já conta com quase 30 mil seguidores.

A rede social funciona como uma comunidade, onde os internautas podem partilhas as suas ideias, opiniões e experiências associadas ao "Suspended Coffee". Mas oferece também frases e imagens que se podem partilhar de maneira a disseminar o conceito.

O "Pay-it-foward" foi adotado pela primeira vez, a uma grande escala e de forma espontânea, nas lojas norte-americanas da Starbucks. Um responsável da Starbucks Portugal explicou ao Boas Notícias que a ideia partiu dos próprios consumidores: "Tudo começou quando, na época natalícia, numa loja de 'drive-in' os clientes decidiram começar a pagar pela bebida da pessoa que vinha atrás de si".

Esta forma de solidariedade pode ser aplicada a qualquer situação do dia-a-dia, tendo sempre por base a ideia de ajudar alguém contando que, em troca, essa pessoa ajude outro alguém, criando uma imensa rede de ajuda em cadeia.

O conceito tornou-se particularmente popular após o lançamento do filme norte-americano "Favores em Cadeia", baseado num livro de Catherine Ryan Hyde, que assenta nesta ideia. No próximo dia 25 de Abril comemora-se o Dia do Pay-it-forward.

fonte:Boas Notícias

1 comentário:

A. João Soares disse...

Querida Amiga Fê,

Felicito-a por trazer aqui este incentivo à solidariedade, ao amor aos outros, conceito que constitui a base da religião cristã.
Este seu post vem reforçar a ideia que nos trouxe com outro colocado no »Sempre Jovens» com o título O Poder da Bondade.

Sugiro que coloque este também no Sempre Jovens. É com estes gestos, praticados repetidamente, sem desistir que melhoraremos a humanidade. Pequenas coisas simples seguirão o exemplo da água dos rios que a, pouco e pouco, enchem os oceanos.

Obrigado e parabéns por esta sua campanha de divulgar os bons preceitos de comportamento social.

Beijos
João