Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

quinta-feira, 10 de maio de 2012

OTIMISMO É SAÚDE É SUPERAÇÃO

Disse bem, João, " Saúde", não é apenas comer produtos bons, mas também ter precaução, evitar acidentes, fazer o tratamento indicado com garra e confiança.
Trago aqui um fato verídico, conhecido de muitos e que está tendo um lindo desfecho depois de muito sofrimento e dor!

O pianista e maestro João Carlos Martins esteve no café da manhã do Mais Você,  programa de Ana Maria Braga, Globo, nesta quarta-feira (9), para falar sobre uma cirurgia realizada há 23 dias.
"Eu passei por momentos muito dramáticos, mas vou chegar novamente ao Carnegie Hall, e vou mostrar que tudo é possível", garantiu ele, às lágrimas e nós também.

O pianista, que teve distonia nas mãos, explicou a doença: “A distonia faz com que a pessoa não tenha controle sobre os movimentos. No meu caso, uma pessoa que exigiu muito das mãos, aqueles exercícios causaram a LER, lesão por esforço repetitivo, e a distonia piorou o quadro”. A doença também provocava dores muito fortes e, mesmo assim, o maestro continuou levando o trabalho adiante durante algum tempo, até que sua dor foi flagrada por um microfone lapela e o fez parar de tocar.
O músico ressaltou que a doença contribuiu para que ele iniciasse na carreira de maestro e, ao rever uma participação com Ana Maria, em 2003, ele lembrou que estreou como maestro no programa, e foi também no Mais Você que ele se despediu do piano, sem imaginar que voltaria a tocar.

“Comecei uma vida nova”, admitiu, contando da cirurgia, que aconteceu com ele acordado, somente com anestesia local. “O médico pedia para eu fazer movimentos durante a cirurgia”, disse João Carlos, que conseguiu até dedilhar um piano imaginário ainda na mesa de operação.
O maestro João Carlos Martins afirma: “Vale a pena trocar tudo na vida por um sonho. E eu troquei tudo, novamente, por um sonho”, “Foi dramático admitir que não conseguia mais tocar.”
Sobre os treinos para voltar a tocar profissionalmente, João Carlos afirmou que não perdeu a esperança. “Vou mostrar que é possível quando você tem fé e acredita em Deus”, disse emocionado.

Enquanto imagens de sua cirurgia eram exibidas, o maestro revelou que depois de 10 anos conseguiu abrir a mão esquerda pela primeira vez. “Oito dias após a operação eu estava tocando a Nona Sinfonia de Beethoven.”
João Carlos colocou dois chips em seu peito, um japonês e um americano, para ativar dois pontos de seu cérebro.  “Voltei a ser um menino de seis anos”, diz o maestro, se referindo aos treinos de piano que está fazendo, para ativar três dedos de sua mão esquerda, que ficaram parados por 10 anos.



2 comentários:

A. João Soares disse...

Amiga Celle,

É preciso dar confiança e optimismo às pessoas de todo o mundo, sendo para isso necessário fornecer-lhes informação. É esta parte que aqui nos cabe e estamos levando a sério.
Muito obrigado por este post.

A nossa saúde depende de três factores: alimentação, exercício físico e pensamento positivo.
O pensamento positivo, com optimismo e força de vontade dá-nos energia para lutar e vencer as dificuldades. Sem isso, deixamo-nos definhar com a certeza de que o fim virá depois de sofrimento físico e moral.

Ontem almocei, mais uma vez, num restaurante de um rapaz, o Paulo, que ficou paraplégico devido a um acidente de moto. Se não tivesse optimismo e pensamento positivo estaria, como muitos, parado á porta da igreja à espera de esmolas. Mas montou o restaurante onde é ajudado pela mulher e pelos pais e entretanto licenciou-es em gestão de empresas. Embora a família lhe dê apoio principalmente quando ele não pode estar, ele tem uma acção muito dinâmica na sua cadeira de rodas, levando tudo o que é necessário às mesas e recolhendo a liça usada, em cima de uma bandeja colocada em cima das coxas. Gira com muita agilidade por entre as mesas e é um óptimo exemplo de espírito de luta pela vida.
E pratica atletismo para deficientes, para tonificar a sua auto-confiança e manter a saúde.
O pensamento é realmente a mola real da nossa vida.

Beijos
João

Celle disse...

Estes dois exemplos de superação e, outros mais, confirmam suas sábias palavras!
Eu me sinto tão feliz em tomar conhecimento destes fatos mesmo não os conhecendo pessoalmente!
Admiráveis seres humanos!
celle