Bem Vindos !

Quando era criança, na minha aldeia, ouvia com frequência a expressão dos mais simples objectivos das pessoas «haja pão e coza o forno». Realmente, havendo «saúde e alimentação», tudo acaba por ser resolvido. Decidi, por isso, guardar neste espaço, tudo o que estiver guardado nos blogs a que tenho acesso e o que venha a obter sobre este tema, com a convicção de que a saúde depende muito da alimentação e do estado de espírito. (A.João Soares)

sábado, 15 de novembro de 2014

O que precisas de saber sobre a Legionella

Bactéria legionella, doença dos legionários


O que é a Legionella?

Legionella é uma bactéria amplamente distribuída e encontra-se em ambientes aquáticos naturais (como lagos e rios), mas também em sistemas artificiais de abastecimento de água.
O agente da infecção encontra-se preferencialmente na água quente sanitária, nos sistemas de ar condicionado (como nas torres de arrefecimento, nos condensadores de evaporação e nos humidificadores) ou em fontes decorativas.

Como se transmite?

A infecção transmite-se por via aérea (respiratória), através da inalação de gotículas de água (aerossóis) contaminadas com bactérias.
A Legionella não se transmite de pessoa a pessoa, nem pela ingestão de água contaminada. As gotículas contaminadas podem ser libertadas através do duche, por exemplo, e do ar vindo dos aparelhos de ar condicionado.

Posso tomar banho?

A Direcção Geral de Saúde (DGS) aconselhou a que, nas zonas afectadas, a população optasse por um banho sem duche e evitasse a “grande pressão” das torneiras.
duche legionella chuveiro banho


O Director-geral de Saúde sugeriu às população das regiões afectadas pelo surto para desinfectar os chuveiros: “a cabeça do duche pode ser submersa numa solução de água com lixívia”.

Quais são os sintomas?

Os sintomas passam por febre, arrepios, tosse sem expectoração, dores na cabeça e no corpo.

O que fazer?

A DGS aconselha as pessoas a ligarem para a linha Saúde 24, através do número 808 24 24 24, antes de se dirigirem a qualquer serviço de urgência.
saude24 ligar número


A DGS reforça que não há qualquer problema com a ingestão de água nas áreas afectadas. Também não existe qualquer risco de contágio pessoa a pessoa. A infecção, apesar de ser grave, tem tratamento com antibióticos habitualmente usados em Portugal.


A DGS avisa: podes beber água da torneira, mas deves evitar duches, preferindo os banhos de imersão. Deves também mergulhar os chuveiros em água com lixívia e evitar cozinhar com água da torneira. Podes correr o risco de inalar gotículas da fervura da água.
Graça Freitas, subdirectora-geral da Saúde, explicou que “Outubro e Novembro” são meses de Legionella. O que é uma novidade é a dimensão do actual surto.
Desconfia-se que o surto de infecção recente em Vila Franca de Xira possa ter tido origem nas torres de refrigeração de uma indústria.
Legionella_pneumophila


Os aerossóis, as tais minúsculas gotículas de água suspensas no ar, são libertados por aquelas torres e podem ser inaladas pelas pessoas. Se, por acaso, contiverem a bactéria, há o perigo de uma infecção. Graça Freitas afirma que o risco mais elevado será para as pessoas que estão a uma distância de “um a dois quilómetros” destas torres.
É preciso uma certa quantidade de bactérias para causar uma infecção, mas Graça Freitas explica que o estado de saúde de cada um também é importante. Os fumadores ou as pessoas com o sistema imunitário debilitado estão mais vulneráveis face à Legionella. No entanto, as crianças e os jovens até aos 20 anos raramente desenvolvem a doença, que afecta mais os homens do que as mulheres.


fonte:  http://noctulachannel.com/

Sem comentários: